suas lindas, obrigada pelo apoio no último e mal humorado post. Foi um estressezinho chato, coisa besta, coisa menor, coisa filadaputavaitománocu. E passou. 😉

Como eu tinha prometido, desabafei e voltei ao normal (normal grávido, vejam, que não é tão normal assim).

***

Daí o post de hoje é uma enganação, porque, na verdade, são perguntas pras universitárias. O contexto é o seguinte: Lucas. Loiro. Lindo. Apertável e falante. 2 anos e 9 meses. Não quer. Tirar a fralda. Hahahaha.

Simplesmente o garoto gostou da capacidade de absorção das ditas-cujas e da capacidade do meu bolso de pagar por elas ad eternum. Sabe o que é xixi e cocô, pede pra ver, acha graça. Já sentou no piniquinho algumas vezes (e levantou e saiu correndo 3 segundos depois). Já passou dias e dias só de cuequinha, mijanu e caganu e sentanu em cima como se nada lhe tivesse ocorrido. Ou seja: fica cocozado, xixizado, vazado e não tá neeem aí, não é com ele o assunto.

Na escolinha, alguns amigos já não usam fraldas há séculos, outros ainda usam, ou seja, não há regra, vai de cada criança (o que acho legal).

Mas, a pressão social, familiar e gravídica (lembrando que em breve serão DOIS usando fralda) tá forte. Ou não tá e só eu que tô inventando moda, não sei, tudo é possível, grávidas são loucas, relevem. Há algum tempo atrás eu tava até tranquilona com o assunto, mas sei lá, a vida muda, os tempos mudam, as fraldas do mercado vão ficando mais caras.

Então a pergunta é: como desfralda? Sem trauma, sem neura e sem limpar mijões pela casa o dia todo? Só orando forte, né? Ou esperando o tempo passar, acreditando que, aos 18, certamente ele já estará usando cuequinha e sentando no piniquinho?

Universitárias, uma luz da sabedoria de vocês, faz favô.

39 respostas em “Desfraldando Lucas (ou não) – segunda parte

  1. Universitária que repetiu essa matéria pode dar pitaco? Tenho post escrito e não publicado falando a mesmíssima coisa. Erik adora a fralda, e se você perguntar quando ele vai fazer xixi no banheiro ele responde fluentemente, em duas linguas: nunca. Já ando pesquisando o preço de fraldas geriátricas, porque de criança mesmo não tem mais tamanho pra aumentar, né?

  2. Eu podia usar uma camiseta "tenho preguiça master de desfralde!" kkk Eu errei demais no desfralde da minha primeira filha, caí no conto da competição do parquinho, do tipo meu filho já desfraldou e a sua não… Aí eu a pressionei, pus e tirei mil vezes as fraldas e assim foi por um século, até que a escola dela e minha mãe me disseram "ou põe a fralda ou tira". No meio disso tudo, ela fez cocô no meio de um restaurante descoladinho em Trancoso… Ou seja, eita fase chata!
    Com a segunda filha, eu estava tão estressada com o bendito desfralde que estava disposta a usar as benditas até ela completar sei lá uns 15 anos, mas aí ela mesma quis tirar e assim foi. Tenho post em maio de 2012 sobre o desfralde, se quiser rir (ou chorar…) bjo

  3. Olha Carol, quando o Tomás tinha dois e meio eu tentei desfraldá-lo. A tentativa foi curta porque o moleque se recusava fortemente. Desisti, afinal estávamos passando por muuuitas mudanças. Daí que ele fez 3 em Dezembro. Em pleno inverno por aqui ele decidiu que não queria mais fralda. Começou só fazendo xixi, e pedindo fralda para o cocô. Pouco tempo e um redutor de assento depois, resolveu fazer os dois e deu adeus de vez às fraldas. Eu sou da política de esperar até eles darem sinais. Eu comprei vários livrinhos sobre o assunto, ele curtiu e curte todos eles, o que de certa forma até que ajudou. Relaxa, gata! Acredite, quando o bebê nascer o Lucas não vai mais estar usando fralda. Bitoca

  4. Tenta levar de meia em meia hora no banheiro. Aqui em casa ajudou muito para o xixi, pq o Davi não pedia pra ir. Começou a pedir só depois de uns seis meses sem fralda. Tb comecei a notar o jeito dele quando estava com o número 1 prestes a sair: apertava o piru e parava. Daí, tinha q levar no banheiro a jato, pois senão era acidente certeiro.

    E livro tb ajuda muuuito. Aquele do ratinho (acho que é "o que tem dentro da sua fralda?", mas não tenho certeza) foi lido à exaustão nessa época. Ele chegou a decorar quase TODOS os trechos do livro.

    Ah, e a hora do número 2, se transformou na hora da leitura. Como o Davi em geral faz o número 2 no mesmo horário (um pouco depois que acorda, normalmente depois do café da manhã, e às vezes tb depois do jantar), levava ele pra ler (só q era em cima do vaso e sem cueca rsrs). Como ele sempre curtiu livro, ia numa boa (a maioria das vezes). Ficava às vezes quase meia hora, mas eventualmente ele fazia.

    Boa sorte na empreitada! Seu bolso e sua paciência puerperal vão agradecer!!!

  5. Carol, dizem que meninos são mais difíceis de sair da fralda. Não sei porquê, mas mais de uma pessoa já comentou isto comigo (inclusive, minha mãe e minhas tias).
    Bem, vou contar como foi aqui. Alice usou fralda até o início de janeiro, com 2a1m. Decidi tirar a fralda porque eu estava de férias e estava calor. Confesso que eu me surpreendi como tudo aconteceu. Achava que ia demorar semanas para ela assimilar tudo, porque todas às vezes que eu falava para ela fazer xixi no vaso, ela dizia “não! cai!” (ou não vou fazer ali porque vou cair). E nem se incomodava com cocô ou xixi na fralda.
    Pois bem. Decidi tirar. No primeiro dia foram quatro ou três xixis e um cocô fora. No final da tarde do mesmo dia, ela passou toda animada por mim, correndo para o banheiro e dizendo: “Mamãe!!!! Xixi piico (pinico)!!!”. Desde então nunca mais fez na calça. Ela assimilou bem. Pede para fazer xixi e cocô. Nas duas primeiras semanas fiz dançinhas loucas, fiz músicas, foi uma coisa… E neste tempo ela usou mais o pinico. Como ele é em formato de sapo, dizia que o sapo ficava muito feliz em receber o xixi e o cocô dela. E toda a fez que ela usava o penico, eu fazia voz do sapo, ria que nem o sapo, e ela ficava feliz, dando tchau para seus excrementos, já no vaso. Agora ela usa a privada mesmo, com o redutor. De madrugada pede para ir ao banheiro, e decidi tirar a fralda de vez. Então, Carol, acho que acima de tudo, tem que respeitar o tempo dele. Uma hora ela vai aceitar, assimilar, vai achar graça.
    E sobre a economia de fralda, nem fale! A última vez que comprei foi em dezembro!!!!

  6. Carol, eu consegui desfraldar minha filha com 2a6m. Ela tinha maior resistencia a tirar a fralda… Foi em outubro mas desde agosto a escola já tinha começado o desfralde. Ela ficava na boa na escola sem fralda, mas colocavam pra vir pra casa e ela não deixava mais tirar… Todo dia eu insistia, e acho que isso foi deixando ela ansiosa, até que parei de pedir, só perguntava se ela queria ficar sem fralda… acho que de tanto insistir, no dia 1/10 ela disse que sim. Mas também não coloquei mais, sumi com todas as fraldas (mentira, usava a noite… rsrsrs) mas durante o dia ela não via fralda e não tinha opçao. 1 mês depois de ter desfraldado o dia, e após 30 dias jogando fralda cara no lixo, decidi por comprar um protetor de colchão e tirar a noite. E estamos assim há quase 2 anos.

  7. Olha eu não tive problema…eu tinha mega preguiça de desfralde e deixei a coisa rolar solta bastante, até que chegou um dia que saiu da fralda e pronto. Acho que tinha uns dois anos e meio mais ou menos. Mas, já ouvi dizer que ajuda recompensar com um adesivo bonitinho qdo o número 1 ou 2 forem feitos no pinico ou vaso sanitário. Vc já ouviu falar?? da google aí pra ver…bjs e boa sorte

  8. Como desfraldar sem traumas? Simples: esperando o tempo dele. Pode parecer piegas, repetitivo, clichê, mas é assim.
    Rafael largou as fraldas diurnas com quase 3 anos, e a noturna, estamos acertando os últimos ajustes, com 3 anos e 3 meses.
    Claro que tentei outras vezes; fui na onda dos parentes e amigos, de tirar com 1 ano e… FRACASSO. Aos 2 tentei de novo e… FRACASSO. Aí desisti e achei que, quando ele estivesse pronto, seria um processo natural (e rápido). Dito e feito. Com 2 anos e 10 meses, um belo dia eu tirei a fralda pra trocar, ele pediu pra ficar sem. Quando deu vontade foi ao banheiro, abaixou a cueca, fez e saiu andando. E nunca mais pediu fralda (ele sempre pedia quando queria fazer xixi ou cocô). Sem estresse, sem xixis pela casa, sem tortura, sem nhaca no sofá. Com o cocô foi a mesma coisa. Um belo dia foi ao banheiro e decidiu fazer uma forcinha. Correu pela casa e falou "mamãe, eu fiz cocô no vaso!". Falei "que lindo, que demais, que maravilha", limpei, dei descarga e desde então ele largou.
    Eu acredito que faz parte do crescimento, deve ser fácil, deve ser natural. Sem choro, sem vela.

    Beijo

  9. Lá ia eu escrever exatamente o que a Rebeca já falou aí em cima. Espere o tempo dele. Lógico, ter um penico e um redutor em casa pra ele ver de qualé é básico, mas espera ele querer. Não tem prazo estipulado não. Desestressa. E eu acho que o período de gestação/nascimento de irmão já é muito complicado pra cabeça de menino até então filho único pra ainda querer que ele desfralde AGORA. Eu esperei o Segundinho nascer (quase dois anos de diferença), esperei os primeiros meses, esperei ele entrar na escola e se adaptar direitinho pra só depoooooois tentar desfraldar. Com uns dois anos e oito meses o bichinho desfraldou lindamente (com uns dois escapes, mas porque ele estava fazendo birra por outra coisa). Aí, foi muito tranquilo, coisa de dias. O bichinho ainda fica por um tempo querendo ir no banheiro toda vez que sai de casa, mas é pra testar se esse negócio de banheiro funciona mesmo.
    O desfralde noturno foi meio tenso, pq esquecemos de por fralda um dia e deu certo, e lá fomos nós. Mas começou a virar um banho de xixi todo dia, e eu enfraldei o menino de novo. Até que, algumas semanas depois, agora ELE pediu (eu disse pra ele que se quisesse podiamos tirar a fralda, desde que ele fizesse xixi antes de dormir). Nenhum acidente até agora, toc, toc toc (ele está com três anos e dois meses). Procê ver que não tem idade certa não, cada criança é de um jeito.
    Boa sorte pros dois!

  10. Oie Carol
    aqui demorou viu. Quando Bebela nasceu Bryan tinha 2 anos e 9 meses, tava quase desfraldado e regrediu. Pediu pra colocar fralda porque a irmã usava tmb, e eu não queria me estressar e fui usando. Até o dia que ele mesmo chegou e disse que ia sentar no vaso pra fazer xixi. Pronto, foi vapt vupt, sem traumas, e apenas 3 xixis no chão, e nenhum n°2 fora do lugar. Ainda não rolou o desfralde noturno, mais por medo meu dele mijar a cama toda, pois por ele tirava a fralda, mas vez ou outra rola um xixizinho na madrugada.
    Desfralde sem trauma é isso: criança tem que se sentir incomodada em estar fazendo xixi e coco na fralda, e pedir pra tirar. Pedindo, é moleza. Só estimular que ele vá ao penico, ou vaso diretamente, e voilá (ok, falando parece simples, mas quando é a hora da criança é bem mais fácil)
    bjos

  11. Bom Carol, eu vou ser repetitiva mas é a verdade…Espera o tempo dele e ñ se cobre por prazos/idade. Minha filha desfraldou diurno, por interesse e vontade próprios, com 2 anos 11 meses (antes houve uma tentativa frustrada partida de mim aos 2.3 meses)…nunca escapou 1 cocô na calça, xixi pouquíssimos. Processo rápido e sem estress! Tentei desfraldar a noite logo depois e ñ rolou, xixi na cama direto eu ñ tive saco pra aguentar! Protelei e ela só foi sair da fralda noturna um ano após a diurna. Sim, com quase 4 anos, super tarde para as "super mães de parquinho" (rs)…mas novamente rápido, sem traumas e eficaz!

  12. O meu começou o desfralde com esta idade (2a10m) também como o sei tava tranquilo com a fralda.
    Comece comprando muitas cuecas (1 dúzia) coloque a cueca e leve no pinico de 20 em 20 minutos. Ele pode negar e fazer xixi logo depois. Tenha paciência. Compre resguardos descartáveis (no Brasil dizem que é tapetinho de cachorro) e coloque no sofá onde ele senta, na cadeirinha do carro, na cadeira do restaurante) alivia o stress…
    Uma hora de repente o xixi engrena! Aqui demorou 2 semanas e controle total do xixi! Vale colar uma folha sulfite no banheiro e colar um selinho toda vez que ele acertar um xixi e coco!
    O coco aqui foi mais complexo! Pedia fralda! Melhor coisa a fazer é dar…. Um dia também engrena! (Aqui demorou 4 meses só começou a fazer no pinico com 3a2m até lá pedia a fralda só para o coco. O desfralde noturno é conveniente quando a fralda noturna amanhece sempre seca.
    Lençóis impermeáveis são fundamentais!
    Beijos e boa sorte! Desculpa se fui repetitiva, não li os coment. anteriores

  13. Aqui nunca rolou estresse para desfraldar , as duas deixaram a fralda. com 1 ano e 7 meses . A única coisa que fiquei atenta foi quando começaram falar quando iam fazer como e xixi e aí tirei sem medo .Mariana que e da idade do Lucas nunca fez um xixi no chão e acho que nesse ponto tive muita sorte .

  14. Aqui nunca rolou estresse para desfraldar , as duas deixaram a fralda. com 1 ano e 7 meses . A única coisa que fiquei atenta foi quando começaram falar quando iam fazer como e xixi e aí tirei sem medo .Mariana que e da idade do Lucas nunca fez um xixi no chão e acho que nesse ponto tive muita sorte .

  15. Carol,

    eu ainda tô grávida do 1o filho/a, mas trabalhei um bom tempo como professora em uma escola montessori justamente com crianças na idade do desfralde, e acompanhei muiiiiitas. Escrevi um texto sobre isso, se vc quiser te mando por email. Quem sabe ajuda?

    Mas ó, a dica das meninas aí em cima, de esperar o tempo dele, acho super importante.
    Me avisa se vc quiser o texto que eu te envio sem problemas.

    Beijos.
    Nathália

  16. Desfraldar, deschupetizar, desmamadeirar, Afão!!! é tudo um saco . . . não sei o que é mais saco! passar a vida esterilizando mamadeiras e explicando pra criança não esfregar a chupeta no chão, ou passar o dia secando xixi no canto, lavando roupas e mais roupas, lençóis e mais lençóis . . . isso o pessoal que fica na cola enchendo os pacová da gente, não se oferece pra ajudar né?

    Vou te contar! dá preguiça, é chato, é estressante é TUDO! Mas quando passa vc nem se lembra que um dia seu bebe lindo usou fraldas, é tão natural . . . então vai com calma, no tempo dele vai rolar.

    Eu pensava assim . . . só não podia contar pra minha mãe, que vinha me dizendo: no meu teeeeempo, fralda era de pano e blablablá que não acabava mais! kkkkk

    Boa sorte!

    Bjs!

  17. Carol… eita momento complicado da vida da gente, hein? Ainda mais grávida! Ninguém merece. Mas uma coisa tenho certeza: não há meio de tirar as benditas sem limpar xixis pela casa toda. Quando minha cunhada engravidou do segundo, a escola recomendou que esperasse nascer para tirar as fraldas, já que o ciúmes iria fazer a criança regredir. Se for o caso, tente esperar mais um pouco. A minha também no início não ficava nada no bendito troninho. Hoje eu tenho que pedir pra ela sair. Se deixar fica 1 hora lá sentada. Aprendi a levar livrinhos. Sento lá, leio, conto história, mostro figuras. Ela distrai. às vezes faz, às vezes não. MAs o fato importantíssimo é que gostou do lugar. tenha muita paciência e sorte! hahahaha Vai dar certo!!! Bjs

  18. Ah! Voltando para te passar um link de um vídeo que alguém indicou em algum fórum, quando estava pesquisando sobre desfralde, chama "O urso da casa azul – saindo das fraldas". Alice assistiu uma vez, e prestou bem atenção até uns 6 minutos do vídeo. Tenta mostrar para o Lucas. Tudo vai dar certo. Você vai estimulando ele sair das fraldas, e ele vai te mostrar quando estiver pronto! Boa sorte! Estou na torcida para que tudo transcorra de modo mais tranquilo possível! 🙂

  19. Deslfraldei Malu com 2 anos e 3 meses, 2 meses antes da chegada da Júlia. Foi mais rápido do q eu esperava, em 2 semanas nd de acidentes e td transcorria bem, exceto pelo cocô, que até hj, uma ano depois, ainda apresenta problemas e tem resistencia em fazer no vaso ou penico, só faz na calcinha. Após o nascimento da Júlia começou a fazer uns xixis do nada, típico pra chamar a atenção, deixei rolar, falava q ela já sabia onde tinha q fazer mas pegava leve e não dava bronca, em pouco tempo voltou a fazer no local correto. a noturna tirei há pouco tempo, um ano apos a diurna, mesmo ainda acordando com a fralda molhada, cheguei e falei q ela não iria usar mais fralda a noite e desde então, só uns 2 acidentes.
    Pitaco: se possivel espere a chegada do segundinho, não estresse com os acidentes, espere o tempo dele e o seu. Quanto mais ligth vc for, mais fácil ocorrerá.

    Se alguem tiver conselhos sobre como lidar com a resistência ao cocô tô aceitando de peito aberto! rs

  20. Putz, Carol… aqui no Brasil a escola meio que se encarrega disso. Começaram o desfralde na escola quando o meu filho tinha 2 anos e 1 mês. Teve alguns acidentes nesse período, mas só na escola, pois eu só tirei as fraldas em casa quando ele tinha 2 anos e 8 meses e me pediu para tirá-las. Já a fralda noturna tirei quando ele tinha 3 anos e 4 meses, após 15 dias de fralda seca. As tias d escola diziam que eu podia ter tirado quando ele tinha 2 anos e 10 meses, e que 1 acidente por semana era normal. Neeeem pensar que eu ia ficar trocando lençol de madrugada! Após tirar as fraldas noturnas, tivemos 1 acidente. E foi assim. então eu realmente não sou um bom exemplo para te ajudar…

  21. Sei bem o que são fraldas em dobro e como elas doem no bolso, no âmago da família… Hehehe… Mas, enfim, estou livre de uma delas!!!! Iuuuuupiiii!!! Olha só Carol, aqui em casa foi bem assim: com 2 anos e 2 meses, a Giovanna começou a pedir para usar o banheiro. Começou o desfralde. Todavia, dias depois da "iniciação às noções de higiene pessoal", voltei a trabalhar, depois de 7 meses (6 meses de licença maternidade e 1 mês de férias) e a Giovanna simplesmente regrediu. Voltou as fraldas e não mais aceitava ficar sem elas. Respeitei seu tempo. Tempos depois, mais ou menos no começo deste ano, com 2 anos e 4 meses, ela voltou a pedir para ir ao banheiro, mesmo estando de fralda. Aproveitei a deixa e começamos novamente o desfralde. Foi tranquilo, ela pedia pra usar o banheiro. Eu, neurótica, perguntava pra ela o tempo todo se ela queria ir ao banheiro. Com o número 1 foi mais fácil, quase não havia erros e escapadas. Mas com o número 2… AFF… Foi mais complicado. Ela sempre fazia na calcinha, não pedia. Mas insisti e não voltei pra fralda, mesmo porque ela não aceitava mais. Com 2 anos e 5 meses, o desfralde já está concretizado. Inclusive, o desfralde noturno. No caso da Giovanna foi bem tranquilo, mais do que eu imaginava. Mas acredito que cada criança tem seu tempo. Nunca forcei a Giovanna a nada e nunca insisti para que ela deixasse a fralda. Foi tudo ao tempo dela e sem pressão e, isto, acredito ser o mais importante. Tanto que quando começamos e ela regrediu, acredito que por causa da minha volta ao trabalho, aceitamos com resignação, sem neura. Seria hipocrisia dizer que o desfralde não foi a melhor coisa do mundo, PORQUE FOI. Ainda mais porque tenho um outro pitico em casa, de 10 meses, que ainda exige o uso das caras descartáveis. Mas, enfim, acho que o melhor a fazer é peguntar ao Lucas, sempre, se ele quer ir ao banheiro, tipo ser chata mesmo. Eu fiz isso. Tirei a fralda da Giovanna e perguntava de minuto em minuto se ela queria ir ao banheiro e explicava que quando quisesse, ela tinha que pedir, que não era legal fazer na calcinha. Mas, repito, só tirei a fralda dela com a sua aceitação, sem choro, caixão ou vela preta. Além disso, como disse a Ana no comentário anterior, a escola no Brasil se encarrega bem disso, o que já ajuda bastante. Fica a minha dica: respeite o momento do Lucas, vá perguntando a ele se quer tirar a fraldinha, se ele aceitar, tire e fique "de cima" perguntando se quer ir ao banheiro e explicando como isso é importante, que ele é um mocinho, coisa e tal. Vai dar certo, tenho certeza!!! Sorte pra você!!! Beijos.

  22. Carol, tem tempo que voce tentou e ele literalmente 'cagou e andou'? Porque pra criança o que acontece numa semana, na outra já é diferente né ? O meu Mateus, com 2 anos e 10 meses me surpreendeu demais, aos 2 anos e 3 meses, quando achei que talvez seria cedo demais. Só que eu estava de férias e TINHA QUE SER naquela época. Sabe o que me ajudou 100% ? os posts da Dani http://www.viagensdeprimeiraviagem.com.br/2013/04/diario-do-desfralde-parte-i.html
    e a consultoria gratuita que ela me deu pelo whats app quando eu, já no primeiro dia, pensei em desistir ! hahahahaha

  23. Oi, Carol. Desfraldamos o nosso Lucas em dezembro, quando ele completou dois anos. Eu sou ansiosa. Somado isso ao fato de eu trabalhar fora e tentar evitar ao máximo transferir a responsabilidade para a minha sogra (além do fato de eu querer fazer parte destes momentos de transição), resolvi que faria o desfralde em um curto período de férias que eu teria entre o Natal e ano novo. Tínhamos 10 dias. Nos dois primeiros, ele sujou praticamente todas as cuecas que tinha na época. Umas sete no primeiro dia e umas quatro no segundo. Depois percebemos que ele começou a segurar. Até hoje, dois meses depois, raramente ele pede. Mas ele segura até a hora que falamos "está na hora de ir ao banheiro". Ainda há escapes, como hoje na escolinha. Geralmente é quando ele está brincando e "esquece" da vida. 😉 Acontece, é raro, mas é tranquilo. Em vez de carregar kit fralda, carrego kit cueca (sacola plástica para roupa suja, cuecas extras, lenço umidecido e short extra). O cocô está sendo mais difícil. Anteontem ele fez no penico pela primeira vez, como eu contei no meu blog. Fez duas vezes no penico. Em compensaço, está novamente segurando. Há dois dias não faz nada. É o que tem acontecido. Ele não curte fazer no penico, mas tb não quer fazer na cueca porque sai xixi junto e ele se suja. Estamos nessa fase. rs Quem sou eu para dar dicas, mas se posso escolher um conselho, é: paciência e praticidade. Os escapes são inúmeros e tudo bem. 🙂 Não tem problema. Lavou, tá novo. Beijão!

  24. Tenho dois usando fralda em casa e não esta tão ruim assim… De qualquer forma esperei o segundinho nascer para tentar o desfralde. Isso já tem seis meses… O pequeno esta com dois anos e meio e mal diferencia número um de número dois… Na escola, disseram que tudo bem, cada um tem seu tempo e ele vai mostra quando for a hora. Pior seria desfraldar e ter que voltar atras. Então, vou esperando… Boa sorte!

  25. Não li o que as colegas escreveram, mas esperar o tempo da criança é fundamental. ele TEM QUE PEDIR, se mostrar desconfortável. quando isso acontecer, será SUCESSO. Foi assim lá em casa qdo Isabel tinha 2 anos e 3 meses. Hj é uma mocinha desfraldada de calçolas rosas.

  26. Não li o que as colegas escreveram, mas esperar o tempo da criança é fundamental. ele TEM QUE PEDIR, se mostrar desconfortável. quando isso acontecer, será SUCESSO. Foi assim lá em casa qdo Isabel tinha 2 anos e 3 meses. Hj é uma mocinha desfraldada de calçolas rosas.

  27. Minha experiência: fracasso retumbante aos 2 anos, via escola e com irmãozinho recém-nascido. Meses de acidentes até q decidi voltar pra fralda e não falar mais sobre o assunto. Ele começou a se interessar de novo com 3 anos e pouco. Para dar certo, ele tem de saber PEDIR para fazer xixi. Senão quem está treinada é a gente, a "pegar" o xixi antes q ele escape. Meu conselho? Esquece o assunto. Só volta a pensar quando ele te lembrar, e mesmo assim demore… Boa sorte

  28. Oi Carol, aqui foi assim: comprei o livrinho "O que tem na sua fralda", que não surtiu um efeito imediato. Tentei tirar a fralda com 2 anos e 5 meses, ele não quis nem saber. Uma semana de lambança. Pediatra mandou esquecer o assundo e tentar mais tarde, que ele não estava preparado emocionalmente pra coisa. Com 3 redondos, tentei de novo. O xixi foi mais fácil. Fazia muita festa com cada xixizinho, ele tomou gosto e logo acostumou. Com o cocô foi uma novela, ele ficou mais de um mês fazendo nas cuecas, depois eu o ensinei a pedir pra colocar fralda quando quisesse fazer (ok, não recomendado, mas estava estressada com tanto cocô à minha volta e determinada a desfraldá-lo) e o que deu jeito mesmo foi… suborno. Um cocô no vaso por um pirulito. Podem me crucificar, mas em dois dias minha vida voltou a ser cor-de-rosa! No terceiro dia já pediu pra fazer no vaso, não exigiu pirulito em troca e ainda ficou todo cheio com a festa que eu fazia. Ele repetia: "mamãe ficou muito feliz que eu fiz cocô no vasinho! Tchau, cocô, boa viagem pra sua casaaaa!" E até hoje, dois meses depois, a hora do cocô é muito feliz aqui em casa, com direito a efusivas despedidas e muitos elogios…E sem nenhum vício em pirulitos.

  29. Oi Carol, aqui foi assim: comprei o livrinho "O que tem na sua fralda", que não surtiu um efeito imediato. Tentei tirar a fralda com 2 anos e 5 meses, ele não quis nem saber. Uma semana de lambança. Pediatra mandou esquecer o assundo e tentar mais tarde, que ele não estava preparado emocionalmente pra coisa. Com 3 redondos, tentei de novo. O xixi foi mais fácil. Fazia muita festa com cada xixizinho, ele tomou gosto e logo acostumou. Com o cocô foi uma novela, ele ficou mais de um mês fazendo nas cuecas, depois eu o ensinei a pedir pra colocar fralda quando quisesse fazer (ok, não recomendado, mas estava estressada com tanto cocô à minha volta e determinada a desfraldá-lo) e o que deu jeito mesmo foi… suborno. Um cocô no vaso por um pirulito. Podem me crucificar, mas em dois dias minha vida voltou a ser cor-de-rosa! No terceiro dia já pediu pra fazer no vaso, não exigiu pirulito em troca e ainda ficou todo cheio com a festa que eu fazia. Ele repetia: "mamãe ficou muito feliz que eu fiz cocô no vasinho! Tchau, cocô, boa viagem pra sua casaaaa!" E até hoje, dois meses depois, a hora do cocô é muito feliz aqui em casa, com direito a efusivas despedidas e muitos elogios…E sem nenhum vício em pirulitos.

  30. A minha tem 1 ano e 7 meses ,tentei o desfralde por me dizerem que eu estava perdendo tempo mas não deu certo, acho que ela ainda é pequena e vou esperar mais um pouco. Espero ter sucesso da próxima vez…Gostei muito do seu blog, do modo como escreve!

  31. Então, a Lara (2 anos e 2 meses) também não tem sido uma adepta de tirar a fralda… Acho que a creche até me atrapalhou um pouco, já que eles começaram o desfralde com 1 ano e 10 meses. Achei que ela não estava NADA pronta, mas topei o desafio/fiasco. Lara nunca se importou também de estar mijada ou cagada… às vezes tava lá cheia de cocô, eu perguntava e ela respondia que não tinha feito cocô! E sentava em cima da bosta toda na boa!!! Ai… vontade de contratar outra mãe nesse período!!!
    Agora ela tá assim: cocô faz um pouquinho na calcinha, diz que fez e quer fazer mais no vaso… E ainda fala: Desculpa mamãe, fiz um pouquinho na calcinha! O que alivia MUITO a tristeza de lavar aquela calcinha cagada!!! kkkk
    Xixi: faz um tiquinho na calcinha, tira a dita cuja e senta sozinha no pinico para fazer o resto…
    Bom… pelo menos acho que está havendo uma evolução! Mas que isso acabe logo!!!! Estou grávida também e SUPER cansada!!!! rs…

  32. Oi Carol, para o meu Lucas (nome lindo né!), foi na base da festa … toda vez que pedia para usar a privada era festa, muita festa, muito beijo e muita alegria (mesmo cansada do trabalho, é sempre uma alegria não ter que limpar!) tudo é festa acender a luz, abaixar ou levantar a tampa da privada, puxar a descarga (o que ele mais gosta) deu certo, por que ele NUNCA se incomodou de ficar sujo, mais se incomoda da falta de farra ! Li vários livros com ele no banheiro usando o redutor de vaso..tenta quem sabe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *