Um retrato de como chegar aos 30 gozando de toda a tranquilidade que só a experiência te proporciona

Você é uma mulher madura. Mãe de (quase) dois, esposa, amiga, filha, profissional com alguns anos de mercado.

Uma bela madrugada, chove lá fora e você acorda praquele xixizinho maroto. Olha pro filho dormindo na sua cama (de novo!) com ternura. Levanta e não acende nenhuma luz pra não acordar os outros moradores da casa, tão entregues ao soninho dos justos.

Xixizinho feito, mãozinha lavada, é hora de voltar pra caminha. Ah, que vida agradável.

Até que.

Você escuta risadas infantis no quarto da criança. Criança esta que está no seu quarto.

Ué.

Mais risadas.

De repente, a musiquinha do brinquedo da Fisher-Treco começa a tocar. As luzinhas acendem e piscam, o corredor se ilumina.

Você se certifica de novo que o filho tá no seu quarto, dormindo, sonhando, roncando, babando. O brinquedo segue brincando. So-zi-nho.

Você sorri de canto de boca e se lembra que:

– abriu o Fofão pra ver se tinha faca dentro
– Jogou fora a boneca da Xuxa, porque ela acorda de noite e mata as criancinhas
– Tocou o LP da mesma Xuxa (essa bruxa!) ao contrário e ouviu ela vendendo a alma pro demônio.

Com essas imagens na cabeça e o Fisher-Treco Do Mal tocando sozinho, você (marque a sua opção preferida abaixo):

a) Não faz nada e volta a dormir
b) Fica com certo medinho e ri que vai ter história pra contar amanhã no blog.
c) Fica com certo medinho e se lembra automaticamente de todos os filmes de terror envolvendo crianças, brinquedos e demais elementos macabros.
d) Fica com um medo do caralho, lembrando de todos os filmes de terror envolvendo crianças, brinquedos e demais elementos macabros e sai correndo, fecha as portas liga o ventilador pra abafar a música do brinquedo e, em tempo recorde, está de volta à cama, embaixo da coberta, orando pra todos os santos te ajudarem.
e) Fica com um medo do caralho, lembrando de todos os filmes de terror envolvendo crianças, brinquedos e demais elementos macabros e sai correndo, fecha as portas liga o ventilador pra abafar a música do brinquedo e, em tempo recorde, está de volta à cama, embaixo da coberta, orando pra todos os santos te ajudarem AND acorda o pobre marido com a voz trêmula, pedindo pelamordedeus pra ele ir ver porque a porra do brinquedo começou a tocar sozinho, pede pra ele desligar tudo, esconder e tacar fogo porque senão você nunca mais vai conseguir ir fazer xixi de madrugada, ainda mais agora grávida que o xixi de madrugada é de extrema importância. Obviamente que ele te olha com ódio mortal e quase desliga, esconde e taca fogo em você.

(mas olha, antes que me crucifiquem: o brinquedo era uma daquelas mesas de atividades e a musiquinha só se ativa se você rodar uma bolinha no meio e virar as pagininhas que tem num dos livros acoplados. Mermão, diz aí se não é macumba da braba??)

32 respostas em “Madura e bem-resolvida

  1. ahahahahahahahahaah imaginei tooda a cena e quase me mijei de rir (coisa de grávida)!

    mas já aconteceu comigo, quando dormia na casa da minha afilhada. um medão do caralho mexmo! hahahaah

  2. Eu marco a E ….nossaaaaaaaaa eu ia pirar na batata se fosse comigo. Pelamordedeus isso é sacanagem pra uma gravidinha inocente que apenas vai fazer seu xixi básico.(alias parabéns Carol pelo aniversário.Você merece toda a felicidade do mundo!)E vc qual seguiu? Eu aquo que você foi na E também. Hehehehe

  3. Com certeza a E…rsrsrs
    Nosaaa…minhã irmã tinha essa XuXa aí, e qdo ficamos sabendo da história a gente guardou ela dentro do guarda-roupa, no maleiro, mas eu vivia imaginando aquela boneca saindo do armário de madrugada e indo matar a gente…kkkkkkkkkk
    tempo bom esse…rsrsrsrs

  4. Hehehehehehehehe… Amiga, se fosse só o brinquedim macabro piscando e tocando, eu ia te dar uma dica pra você não surtar: "curto-circuito" ou "mau contato" ou "tem fio solto nessa porcaria de brinquedo!". Todavia, contudo, entretanto, levando-se em consideração a risadinha da criança ao fundo, LETRA E, 1000 x E. PS: Tá certíssima! Nessa hora, vale mesmo apelar para todas as entidades religiosas conhecidas. Beijos.

  5. Nossa fico com a E! hahaha, aqui já aconteceu isto tbm, nossa muito medo! até já doei o brinquedinho… rsrsrs pobre de quem ganhou!
    Ah, lembrei que minha mãe nunca deixou eu jogar fora nem o Fofão nem a Xuxa, então eu e minha irmã colocávamos os dois em um armário, depois fechávamos com muita corda e ainda deixava uma poltrona na frete para ter certeza que não iriam escapar dali! Neura infantil total! rsrsrsrs.

    Beijos

  6. Tamo junta na opcao E ! Aqui em casa as vezes alguns brinquedos comecam a cantar na madrugada, eu toda corajosa vou la e desligo, mas impossivel nao se lembrar dessas estorias da infancia ! Lembro quando era crianca meu quarto era cheio de palhacos, ai eu e minha irma assistimos ao filme Poltergeist (clica no google quem nao se lembra) e passamos a ter trauma dos pobres palhacos, tivemos que dar fim em todos. Eu, passado algumas decadas me recuperei do trauma, mas a minha irma coitada, ate hoje DETESTA os pobrezinhos, nem em circo ela vai por causa dos palhacos !

  7. Esse já é seu segundo post sobre isso no seu ap (lembra da voz de mulher na babá eletronica)? Se não acredita em espirito então não tem pq ter medo. Se acredita, faca uma oracão! Beijos!

  8. Vou te ensinar uma lição pra vc aprender nos 30.
    Linda, amarra o medo, foi tremer e orar na cama?
    Treme mas ñ, grita ou sussurra assim: tá amarrado em nome de Jesus.
    O Santo de todos os santos, o maior, o mais forte, o mais poderoso, o mais valente!
    Vale tbm bater o pé com força ou mansinho mesmo pra ñ acordar ngm mas com a caberça erguida, confiante, pq aí lindona já era, foi-se, tão somente creia, o resto podes fazer igualzinho, voltar pras cobertas orar mais, acordar marido, mandar ele ir desligar e aproveita q estão espertos e renove os votos de amor e unigamia… Rs rs rs vá por mim!

  9. alternativa E com certeza!
    E olha que vou fazer 39, ja to pra la de madura, quase podre, kkkk
    Mas sou mto cagona e ja anotei mentalmente pra NUNCA comprar esse brinquedo da Fisher Treco pro Fefe, hahaha.

  10. ahahahah
    Mas deixa eu te contar um segredo? Essa mesinha de atividades (e uma casinha da mesma marca) faz isso quando a pilha está acabando: em vez de ficar sem som, dá aquela agitada de antes de pegar no sono, sabe? Tem escrito no manual e me salvou de entrar em pânico absoluto dia desses.
    Ah, e se for a mesma mesinha que temos por aqui, o botão do telefone trava que é uma beleza…
    bjs

  11. Kkkkkkk, Adorei! Eu faria a mesma coisa, tenho 2 filhos, 8 anos e 5 meses, e as vezes aquele cachorrinho da mesma marca da tal mesinha de atividades, solta um I Love You, sozinho….morro de medo…qqer dia sumo com ele daqui. Tenho 40 anos e sou mega cagona com essas coisas!

  12. Hahahaha! Na hora me lembrei do caso da babá eletrônica e você saindo correndo do banheiro!Eu amo suas histórias. Tipo, não dá pra ler uma só vez, sabe? A gente lê, ri muito, e lê de novo e ri mais ainda! kkkkk

  13. hahahahaha Me lembrei do primeiro post que li aqui que foi aquele sobre a voz de mulher na baba eletrônica, vc sem roupa pegando os cachorros pra ir verificar……kkkkkkkkkk
    Esses brinquedos são loucos, tiro as pilhas de todos pq duas vezes fui surpreendida na madrugada com um "Oi! quer brincar?" e " Vamos nessa!" kkkk
    O que eu gostaria de entender é pq eles só se manifestam sozinhos na calada da noite, nunca durante o dia…..

  14. hahahahaha Me lembrei do primeiro post que li aqui que foi aquele sobre a voz de mulher na baba eletrônica, vc sem roupa pegando os cachorros pra ir verificar……kkkkkkkkkk
    Esses brinquedos são loucos, tiro as pilhas de todos pq duas vezes fui surpreendida na madrugada com um "Oi! quer brincar?" e " Vamos nessa!" kkkk
    O que eu gostaria de entender é pq eles só se manifestam sozinhos na calada da noite, nunca durante o dia…..

  15. Kkkkkkkkkk rolei de rir. Imaginei a cena e não sei como eu reagiria. mas só de vc começar a contar lembrei de várias histórias macabras haha Enfim, acabo de encontrar seu blog. Adorei o jeito que você escreve. Vou visitar sempre.

  16. Hehehehe! To aqui morrendo de rir, mas se fosse comigo eu estaria com um baita medão! Como diz a minha mãe: "Minha filha, temos que pegar com Deus e rezar muito". E dá-lhe reza!
    Beijo Rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *