outro dia, fiz 30 anos.

olhei em volta e me deu uma auto-pena. Vômitos, conjuntivite, casa alagada (teve essa e não contei: minha casa alagou!), cansaço extremo, impedida de fazer o que queria no dia do meu aniversário – e olha que eu gosto de um aniversário.
chorei. chorei sozinha e bastante.
aí parei.
e olhei em volta de novo.
vi meu filho loiro, lindo e completamente apaixonado por mim (é verdade, ele me ama!). vi meu marido incansável, faz tudo pra mim e por mim. vi minha casa num bairro agradável. vi que não devo nada pra ninguém. vi que tenho amigos antigos, amigos de longe, amigos de perto, amigos virtuais. amigos reais, todos. vi minha família, vi minha prima-irmã, vi meu pai tão querido. 
e mais que tudo, eu vi isso:

obrigada, filhote, por fazer dos meus 30 valerem ainda mais a pena com você aqui dentro.

13 respostas em “30

  1. Parabéns Carol!
    Bem-vinda aos inta. E inta é exatamente isso: olhar em volta e sentir um puta orgulho de tudo o que a gente já conseguiu fazer nesses primeiros 30 anos de vida!
    Bebe2 já é lindo.
    Beijos
    De

    bemquesequis.com

  2. Ain, que emoção ver – e ter – tudo isso, Carol!
    (a segunda parte do texto, claro! rs)
    <3

    quantas semanas mesmo vc tá?
    nunca mais nos falamos direito, sorry!

    Esses 30 anos serão muito muito especiais, sem sombra de dúvidas!

    Beijo grande!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *