Outro dia escrevi um post sobre um iminente desmame e muita gente pensou que Lucas tinha largado o peito (inclusive familiares).

Pois, ele não largou foi nada. Tamos aqui ainda, 28 meses depois.

Pelo contrário, ele deu uma viciadinha que não sei bem de onde veio, talvez tenha sido pelo fim da chupeta (já faz um mês e meio que não usa, mas é papo pra outro post). Tem mamado mesmo quando não há leite, tem pedido muito mais do que o habitual e a livre demanda aqui em casa grita forte a plenos pulmões. Mas já estou ficando incomodada.

Não sei se é pressão social por ele já ser um menino grande (que existe mesmo quando ninguém me diz nada, eu mesma já me julgo), não sei se é a vontade que tenho de engravidar de outro filho e achar que a amamentação atrapalha meus processos hormonais (e por isso ainda não tenha embuchado) ou mesmo porque já está chato demais acordar de madrugada pra amamentar (sim, ainda). Sei que posso tentar desmame noturno, sei que posso dar fim à livre demanda, sei que há muitas alternativas que não envolvam sofrimento de ninguém, mas sei lá, deu preguiça, sabe?

Aí todasgrita: MÃE DE MERDA, Carolina. É, sou mermo, me julgue, me ature, me deixe.

Tô afim de fazer coisa nenhuma porque tô com preguiça só de imaginar. Tô com medo de sentir muitas saudades, tô com medo dele não me amar mais se não tiver peito (hahaha), tô confusa, tô perdida.

Mas num tô sofrendo não, hein, não se preocupem.

Amamentar tá chato, mas tá bom.

Tipo no dia que eu amamentei no restaurante e tive até plateia pros meus peito (brigada, são lindos mermo, pra ver mais, basta pagar cachê – oi, Playboy). Mas eu ri, olha só:

sambando no peito, ops, na cara da sociedade

23 respostas em “Amamentando

  1. Me vi nesse post!
    Minha filha tem apenas 1 ano e 3 meses e o povo acha que ela já é "grandinha" demais pra mamar. Sim, minha filha sempre foi "grandinha" pra idade, mas não pra mamar.
    Já ouvi muito conselho do tipo…Tira logo essa menina do peito pq depois vc vai sofrer. Passa Merthiolate no bico. Passa pimenta. Deixa chorar. É feio criança que anda e mama….
    Se eu acho chato dar mamico? Sim! E muito! Se eu quero parar? Não! Obrigada!
    Quando penso em minha filha não mamar mais, me dá um aperto no coração, pq é uma coisa só nossa, só eu posso dar pra ela. E quando ela cai, se machuca ou fica frustada é no meu peito que ela se consola e se acalma.
    É só no meu peito que ela dorme. Tirei o peito noturno, pois eu não estava aguentando mais a zumbilandia aqui de casa. Botei a cria pra dormir comigo e quando ela chorava de noite pedindo "Mamá, mamá", eu fingia que tava dormindo, não falava nada e nem reagia e ela chorava, chorava até que se cansou e passou a dormir a noite toda! Graças a Deus, hoje ela dorme e não largou as peitolas da mamãe.

    Dá o peito pro menino e manda tomar no zóio a sociedade..rsrs
    Adoro seu blog

    1. Minha irmãzinha parou com uns 2 e meio acho, minha madrasta já não tinha mais leite, o médico disse que ela sugava o peito por vício e não por fome e isso começou a acarretar uma série de problemas na menina, inclusive funcionais. Só que cada criança é uma criança né? Tem umas que param por si só, e outras que precisam do "basta" da mãe, que foi o caso da minha irmã. Por isso a pergunta!!

  2. Aqui se vão quase 24 meses de peito. Agora ela está se auto-desmamando, o que eu acho que está sendo o perfeito desfecho do nosso longo filme da amamentação. Ela não precisa mais pra dormir à noite, o que eu achava que nunca conseguiria. Agora ela só pede pra sonequinha da tarde e eu acho que essa transição suave está sendo ótima pra nós duas, sem traumas e sem culpas.
    Torço que dê tudo certo aí pra vc Carol, com ou sem peitcholas…
    Bjos
    Adri

  3. Parece até q vc descreveu minha rotina… Miguel está com 2 anos e 5 meses e tbm mama no peito ainda, acorda a noite ainda, tbm ta pedindo mais do q de costume. Já ouvi mto a famosa frase: ainda mama no peito desse tamanho??? E eu respondo com a maior cara de paisagem: Sim, e vai mamar até qdo ele quiser, até prometi um carro pra ele se ele largar antes dos 18 anos kkkkk .. Bom, amamentar cansa mesmo, mas não tem recompensa maior que ter aquele momento somente nosso!! Por isso q deixarei ele a vontade pra mamar até qdo ele quiser!! Bjos e adoro vc!!

  4. Aai Carol nem me fala! Eu estou sofrendo demais em pensar em desmamar a minha filha, isso que ela só está com 1 ano e 1 mês ainda, mas como o plano era ter outro logo eu queria desmamar com 1 ano. Quando ela completou 1 aninho eu consegui um emprego novo e fico o dia inteirinho longe dela, ai chega de noite e de madrugada e ela fica pendurada no peito, e sim eu sinto que se eu deixar de dar mamá para ela ela vai deixar de me amar e vamos perder essa única ligação que temos, que só a mãe e o bebê tem!
    Quando você descobrir como superar isso por favor posta no blog que vai ser de graaaande ajuda! Por enquanto eu ainda amamento a minha pequena mais gostosa do mundo!

  5. Quer saber faz o que você achar melhor! Por aqui a amamentação parou porque ela quis aos 9 meses, fiquei tão triste, decepcionada, insisti ao máximo e nécas 🙁 Isso é tão frustante, então aproveita mesmo e mostre a sociedade que a opinião deles nesse caso não vale nada!
    Bjos e por favor não some não…

  6. Carol, faça o que o seu coração pedir, sem se sentir pressionada por quem quer que seja.
    Acho que a gente se cobra e se julga demais.
    Minha Maria Cecília está mamando ainda, fará 3 aninhos no próximo dia 23/09.
    Se eu quero que ela pare: quero sim! Mas não quero forçar nada, nem enganá-la, nem tornar esse momento um trauma para nós duas.
    Muita gente torce o nariz mesmo para nós que optamos pela Amamentação prolongada, mas só nós sabemos o quanto faz bem a nossos filhos, o quanto isso contribui para todo o desenvolvimento deles, tanto fisiológico, quanto emocional.
    Minha filha é muito carinhosa, saudável…e isso para mim, não tem preço.
    Também quero ter o segundo filho, acho que amamentar me atrapalha um pouco, tenho problemas hormonais diversos mas na hora que tiver que ser, será! Desencana um pouco disso!
    Tô contigo!!
    Beijos
    http://sabrinapedroebebe.blogspot.com.br

  7. Carol, amo o seu blog!! acho que escreves de uma forma super divertida! Eu também tenho um pequeno de 20meses com apelido Lucas 🙂 e mama muuuito!! de noite acorda muuuitas vezes e quer minha mama. Quando cai, leva bronca, tá xoxo, é só o peito que o acalma. Amo amamentar! por isso nem sei quando vamos parar.. bj gde!!

  8. Carol, tava na mesma coisa, até que tomei coragem para o desmame noturno. E vi que conversando (eles não só entendem, mas se comunicam de volta agora, né?) e explicando o motivo do fim do mamá de noite, não houve traumas. Nem pra mim e nem pra ele. Mesmo alguns meses depois, ainda repito toda noite: "qual é o nosso combinado?" e ele responde "uma vez [mamá] no escuro e mucilon só amanhã de dia". Agora nem mais o Mucilon de madrugada acontece. Só o mamá segue firme e forte, mas só uma vez!

    Dá certo. É só criar coragem. 🙂

    bju e boa sorte!

  9. Desculpe, essa fala…: "O seu loirinho é tão lindinho.
    O bom dele mamar até os três anos de idade, é que ele não sofrerá no nascer dos últimos dentinhos de leite.
    Paz e Bênção para você e sua família." …era para ser nesse post, acabei errando o texto. Mas as palavras continuam sendo as mesmas, até!

  10. Olá, parabéns pelo exemplo. Li em um post antigo seu que seu filho teve alergia à proteína do leite, estou passando pelo desespero de ver minha filha com incômodos e muita regurgitação e o diagnóstico de refluxo não me conforma. Desconfio da alergia. Como vc fez para diagnosticar? Há algum exame específico? Obrigada!

  11. oi carol! saudade de passear aqui pelo seu blog… e não é que passei por aqui justo neste post? aqui também se vão 28 meses de mamá, também tenho momentos de muito cansaço, e me pego o tempo todo comparando com caio, que desmamou exatamente aos 2 e 4, mas Nuno tá longe disso…. ler seu post me fez lembrar o que eu adorava na blogosfera: essa troca, saber que não é só com a gente. (pena que um tanto de outras coisas começaram a me cansar, mas ainda não consigo admitir que o blog morreu…)
    força na peruca aí!
    beijão
    thaís (do aprendiz de mãe, lembra?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *