1) Lembrar de todo o check list da festa da creche, chegar pontualmente, bela e maquilada, de posse de uma torta linda preparada pela avó e perceber que esqueceu da vela. (tivemos que fincar uma dessas de 7 dias pra cantar parabéns pra pobre criança que vai sofrer bullying pro resto da vida depois dessa)

2) Ao perceber que esqueceu da vela, soltar um “caralho!” e ouvir a doce voz do filho ao fundo: “CALALIO!”. (ainda bem que ninguém na creche entende português e eu pude fingir que nada aconteceu – nada fora a vela de 7 dias plantada no bolo)

Mas ó: a festinha na escola foi uma gracinha APESAR da mãe do aniversariante, viu? Volto em breve com fotos e relatos.

😉

13 respostas em “Ser mãe de merda é:

  1. Ainda bem que estou indo morar na gringolândia, pois também somos meio desbocados aqui…eheheh
    bjs

    Aliás, como é ter um filho bilíngue? Lucas fala com vocês em português ou em espanhol? Ele mistura as estações? Você podia falar um bocadinho sobre a sua experiência, hein.
    =)

    mais bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *