Vou ser direta: morro de vontade de escrever, quase todo dia tenho alguma coisinha para contar. Mas tô de saco cheio dos comentadores nada a ver. Eles não são maioria aqui no blog e quase todos (se não todos) comentam como anônimo.

Mas me incomodam. Enfiam dedos nas minhas feridas, são injustos, desagradáveis, mal educados. E eu não sei lidar, não sei mesmo, pronto, admito. Sou fraca com isso, fico chateada, pensativa e até mal humorada. Estraga meu dia receber um comentário ofensivo. E receber um a cada post, onde falo do meu amado filho, dos meus erros, dos meus acertos, da minha vida… nossa, não é legal. E o que mais me revolta é que eu nem sei se essas pessoas me conhecem, sabem algo de mim, da minha trajetória. É gente que simplesmente entra aqui, se dá ao trabalho de abrir a caixa de comentários e deixar desaforos pra mim, como se eu tivesse de fato atrapalhando algo na vida desse ser humano. Gente! Não gostou, não lê. Não gostou, não volta. Não gostou, não comenta. Simples.

Não estou aqui defendendo causas e acho que não ofendo ninguém. Embora público, não se engane: este não é um fórum de discussão imparcial. É meu espaço nessa internet-terra-de-ninguém, é um pedaço de mim, é meu. Feio, bobo, chato, triste, bonito, alegre, inspirador, inspirado, com defeitos, com qualidades. Mas é meu. E ninguém tem o direito de chegar aqui cuspindo “verdades”.

***

Desde que recebi o último comentário anônimo babaca, parei de escrever. Aí conversei com Maridón, que pediu pelamordedeus pra eu seguir e eu achei tão lindo o tanto que ele falou bem de mim e do blog que reconsiderei – e também porque eu mesma gosto muito daqui, sinto saudades.

Mas tomei algumas decisões: primeiro que bloqueei comentários anônimos. É bem-vindo quem quer falar alguma coisa, mas terá que minimamente se identificar. Segundo que, se a palhaçada continuar, vou cortar a caixa de comentários. Porque eu realmente não to precisando de aulinha de vida de um qualquer que lê qualquer coisa na internet e já se acha no direito de arbitrar sobre a minha vida.

Do lado de cá existe um coração, viu. Existe uma pessoa que lê, com o maior carinho, todos (TODOS) os comentários deixados, que sabe todas as curtidas de facebook, que se lembra de todos que dizem que gostam muito (ou pouco) do que escrevo. Pense bem antes de sair atirando pedra em mim, porque elas me alcançam (infelizmente). E me machucam.

E, por último, mas não menos importante, a quem sempre esteve e comentou de boa, meu muito obrigada. Vocês fazem meus dias mais felizes!

(e um assunto paralelo: Lucas vai fazer DOIS ANOS do domingo, cês acreditam nisso? Tô pra morrer de tanta emossaum)

62 respostas em “Eu sempre volto

  1. Eu leio tudinho que você escreve, me emociono, rio, tudo isso. Mas é bem raro eu comentar. Sei lá, coisa de quem não tinha blog (agora eu tenho e sei como é boa essa troca). Adoro seu cantinho, Carol.
    E na minha humilde opinião, você não tem que parar por causa de uns e outros que não entendem lhufas do que permeia a sua escrita. O problema está neles, e não em você. Se a pessoa ataca demais, assim pra machucar mesmo, é porque não quer olhar pra própria sombra, daí lançam besteiras anônimas internet afora.

    Continue escrevendo, por favor 🙂
    e venha contar dos 2 anos do Luquinhas!! Vai ter festa? Como está o deschupetamento? E a fofura, tá ainda maior? Conta tudo, hahaha

    Beijo grande,
    Marina
    (http://soateamanhademanha.blogspot.com.br/)

  2. Carol,

    Que bom que você voltou…
    Vc também faz os nossos dias mais divertidos/felizes dividindo situações que vivencia, além de poder nos dar outra visão sobre diferentes situações.
    Bjo

  3. Puta que pariu! Fez muito bem em bloquear os anônimos. Tem peito para falar merda e não tem para assinar, mostrar o nome, a cara, a bunda?
    Eu sinto tanta falta dos seus posts, todo dia, na minha barra de favoritos, clico no Carol e suas… para ler algo engraçado, interessante e que me ajudou e muito me ajuda como mãe.
    Adoro esse blog, meu preferido.
    Quero saber tudo do aniversário do Lucas.
    Bjos

    Val

  4. Adoro o seu blog justamente por isso, vc não prega a maternidade perfeita, orgânica, sem chupeta e sem tv… é somente uma maternidade real com muito amor. Continue sempre pois vc tem o dom de escrever e as mães de verdade te entendem e adoram os seus posts. Muitas vezes fiquei com lágrima nos olhos lendo seu blog. Bloqueie os anônimos mas deixa a gente continuar comentando! bjos

  5. MANDA ESSES RECALCADOS Á MERDA, É PRECISO MUITA CORAGEM PARA ADMITIR TUDO O QUE VOCÊ ADMITE AQUI, E O QUE SE PASSA EM SUA CASA PASSA TAMBÉM UM MUITAS OUTRAS, ONDE HOUVER MÃE E BÉBÉ E SOBRETUDO MUITO AMOR.
    FORÇA E CONTINUA, PARABÉNS PARA O SEU GORDINHO.

  6. Ah, fala sério! te entendo perfeitamente! eu tenho problemas com isso tb e acho um descaramento dizerem que a internet é pública. a Internet pode ser, mas é meu espaço! super te entendo! mas acho que vc fez certo, bloqueia os comentários anônimos e continue escrevendo! eu AMO seu blog, leio há uns 3 anos já e sinto falta dos seus "causos" hehehhehe
    bjoks e keep strong!
    ah, parabéns pro Lucasss!! Menino fofo! hehe
    um adolescente, praticamente! rsrsrsr
    bjoks
    Carol
    http://www.meuparasita.com

  7. Querida Carol (sinto que este comentário será grande)
    Leio seu blog há muuuuito tempo, desde antes de sua primeira gestação. Cheguei aqui em fins de 2009, início de 2010, através de blogs de casamento – estava eu pensando em meu casamento que aconteceu em outubro de 2010.
    Depois eu soube, sem querer, que já tinha assistido por puro acaso à sua entrevista no Jô, por conta do seu trabalho. Ri muito, foi ótima!
    Acompanhei suas reflexões, dores e delícias e baseada nisso te chamo de querida com todo o carinho e sinceridade. Não nos conhecemos, mas me sinto assim, meio próxima! Engraçado, né?
    Quase não comento, leio do trabalho, computador lento, às vezes dá pau no meio e desisto.
    Mas hoje queria te dizer que às forças negativas são assim mesmo, nos fazem desistir, nos colocam pra baixo, mas a energia positiva é maior, mais poderosa e em maior número, sempre! Tenho certeza que neste texto você receberá muitos comentários carinhosos e te pedindo pra continuar, o meu é só mais um.
    Mas quero que saiba que envio todo o meu carinho, sei que aí bate um coração e escrevo hoje pra acalentá-lo, pra dizer que tem alguns anos que sou inspirada por seus textinhos, suas fotos e seus relatos.
    Não liga pra eles não! Você tem muito mais coisa boa pra dividir conosco!
    beijinhos
    Helena

  8. Ai Carol, eu também tenho um blog e é impressionante o tanto de comentário nada a ver que deixam. Exemplo: escrevi um post sobre a polêmica do Ades, onde afirmei que não dou suco de caixa para o meu filho, e que procuro ensinar bons hábitos alimentares para ele. Sabe o que comentaram? Que eu estou deixando meu filho mimadinho e que ele vai se ferrar na vida por causa disso. Fiquei aborrecida, mas quer saber? O meu blog é feito para mim e para querm curte o que eu escrevo. É bem isso: não gostou? Então não leia!

  9. Carol, talvez você não tenha nem noção, mas esse espaço aqui, para além de te fazer bem, de você gostar, de ser bom receber o carinho das leitoras, também faz um bem enorme para quem lê. Não preciso nem te dizer o quanto foi importante pra mim acompanhar a sua história, eu acho que vc já sabe.
    E quando eu leio um comentário recalcado aqui, dói no meu coração também, mas opto por ignorar, que é o melhor que se faz com essa gente.
    Seu marido tem toda razão. Continua com a gente. Morremos de saudades quando demora de aparecer.
    E o fofo do Lucas é prova viva e deliciosa de como vc está no caminho certo.
    Beijão!!!

  10. CAROL, EU AMO LER SEU BLOG, E ESSAS PESSOAS NAO TEM O Q FAZER. SOU IGUAL A VC, NAO SEI LIDAR COM ESSAS SITUACOES PQ ENVOLVEM SENTIMENTOS. A GENTE ESCREVE O Q PENSA O Q SENTE, A GENTE EXPOE NOSSAS FRAQUEZAS, E O MENOS Q QUER E TER QUEM APONTE O DEDO NEH? A GENTE QUER APOIO, COMPREENSAO!!! O MIIINIMO DE RESPEITO. OLHA, ACHEI MTO BONITA A ATITUDE DO SEU ESPOSO. E ISSO AI. VC FEZ MTO BEM EM LIMITAR OS COMENTARIOS. TOMARA VC NAO FECHE A CAIXA SENAO NAO PODEREI COMENTAR. MAS SE FIZER, FACA PQ SENTE PAZ E NAO PQ UM IDIOTA QUALQUER VEIO TE IMPORTUNAR.
    BJUS.
    LUISA.

  11. Não sou de comentar aqui e te acompanho a pouco tempo, mas dessa vez não pude deixar de vir aqui e comentar…
    Tenta não ligar pra esses seres "humanos" que se acham os "donos da verdade" e segue numa boa com as postagens porque tenho certeza que tem mais gente que AMA vem aqui com o maior carinho pra ler suas postagens que por vezes são divertidas, deixa essa gentinha que se acha pra lá, eles não são e não valem nada =)

  12. Sabe Carol, eu parei de escrever no meu blog (palavra voando, lembra?) porque não via muito sentido em ficar falando somente sobre a Alice e seu desenvolvimento, sendo que a maternidade me trouxe questões muito mais profundas, mas que não me sinto à vontade para compartilhar justamente por não estar preparada para comentários nada a ver.
    Certa vez recebi um comentário anônimo que me deixou chateada e com raiva. Te entendo. Acho que sem possibilidade de comentar anonimamente, quem te contestar terá de fazer com um mínimo de educação – que é o que se espera em qualquer espaço, seja real ou virtual.
    E esta semana, quando vi um vídeo que você postou no face do luqui-luqui RN, lembrei que no ano passado você esta super animada com o niver de um ano e que agora, prestes do segundo aninho, você tava meio sumidinha. Agora entendi.
    Acho que sua popularidade incomoda muita gente, viu. Mas não nos abandone, não! Gosto tanto "docêis"!!!
    Bj no Lucas e em vc!

  13. Não sou uma leitora das antigas (apesar de já ter lido todos os seus posts) e nunca havia comentado antes, mas sinceramente: acho qe vc é uma linda, escreve com alma, com uma sensibilidade incrível e palavras de poeta. Dou altas risadas lendo o qe vc escreve.

    Continue nessa, se eleva em relação à esses DESNECESSÁRIOS qe insistem em te derrubar!

    Grande abraço e parabéns pro gordelícia do Lucas!

  14. Carol, eu estava pensando nisso HOJE, HOJE, sobre o meu bloguito.

    É muita coragem nossa, as blogueiras, de nos expressarmos e abrirmos a nossa vida a todo um mundo cheio de gente bem e mal intencionada em relação ao que expomos. Tem que ter coragem. Tem que gostar muito de escrever e de ser honesta, caso contrário, nossos blogs tornam-se aqueles em que o filho come só comida integral, caga cheiroso e dorme 13h por noite todos os dias. Não rola.
    Tem que ter estômago para lidar com gente mal educada e tem horas que parece que não vale a pena, mas te digo: sempre vale. SEMPRE.

    E falo isso pq o meu blog é infinitamente menor do que o teu (no dia que vc comentou nele eu juro que tremi, suei, contei para o meu marido que uma famosa tinha entrado no meu blog e tals, quase chorei…), recebo muito menos críticas e comentários grosseiros do que vc e, olha, os poucos que recebi me doeram muito, exatamente pelo que vc falou: pôrra, é a MINHA VIDA, a da MINHA FILHA (no caso, do teu filho), é o que estou falando de mais honesto e puro, em relação à cria, e por que vc acha que pode me julgar assim???? Tem mais, quando falam que a culpa é nossa (da criança não dormir, não comer, mamar no peito, arrotar fedido) e que somos o pior ser-humano da terra.

    Sei disso. Doi muito. Ofende, machuca, arrasa.

    Mas lembre-se sempre: vc provoca muito mais reações boas nas pessoas do que essas ruins aí. Vc tem 30, 40 comentários por post (ou mais, estou chutando baixo talvez), e deles, 99% serão de pessoas que gostam verdadeiramente de vc, que têm o Lucas como sobrinhos e Pedro como cunhado. São amigas virtuais que se espelham nas suas palavras, que te acham real, que vêem a Carolina como ela é, por que aqui é o seu lado mais transparente que existe, seja cômico, irônico, triste, irritado… é vc aqui. E tem muita gente que te conhece por aqui. E muitas dessas pessoas dariam parte do salário para ter o prazer de te encontrar para um café à tarde e trocar uma ideia contigo por algumas horas, só pq vc é uma mãe inspiradora.

    Para mim, vc é.

    Beijos grandes!

  15. É muito fácil falar o que quer por trás da alcunha de "anônimo". Esse tipo de gente (insegura, medrosa e obviamente recalcada) quer criar polêmica, quer ser o centro das atenções, e obviamente conseguiu, pois vc escreveu um post praticamente só para ele(a), né?

    Já tive blog e uma das (inúmeras) razões que me fez defenestrá-lo foi o medo dos anônimos. Boba e insegura que eu era. Hoje meu marido quer por que quer que eu faça um blog de maternidade. Tô aqui (ainda) pensando se devo (ou não), se terei tempo (ou não).

    É dificil administrar um espaço como esse, principalmente pelo tanto de gente chata e supostamente "politicamente correta" (odeio essa expressão) que existe. Mas faça o blog para vc, e dane-se o mundo. CAGA NA CABEÇA DESSES INFELIZES.

  16. Carol,

    Queria deixar registrado aqui que eu leio seu blog a +- um ano e quando o descobri demorei uns dias voltando em todos os post e li o blog de cabo a rabo. Fiquei até triste ao terminar, como se fica triste ao terminar um bom livro, pois teria q esperar por novas atualizações. Adoro ler blogs e o seu e um dos que eu mais gosto do universo materno. Nunca comento em blog nenhum e o seu post me motivou a escrever esse recadinho singelo mas sincero de muito obrigado por compartilhar um pouco do seu mundinho de maneira tão leve e engraçada e me fazer me sentir um pouco mais normal.

    obs: meu baby tb é Lucas e o seu Lucas nasceu no dia do niver da minha irmã.
    obs2: já comentei q amo seu blog em "mesa de bar" e por acaso era alguém que te conhecia na vida real heheeh

  17. Carol, eu leio seu blog desde o começo e adoro, quase nunca comento mas entro todos os dias ver se tem post novo. Tenho um filho com APLV de 4 meses e dou só o peito.. passo por cada barra! meu leite quase secou 2x e eu insisti lembrando da sua trajetória! Pra falar a verdade você que me inspirou a escrever e criei um blog por causa disso, sempre tem gente p falar merda, ja passei e passo por isso… Engravidei antes de casar e isso ja é motivo pra me cruxificarem, vivo recebendo perguntas anonimas dizendo que eu vou pro inferno, etc etc etc nem ligue tudo gente invejosa, você e sua familia são lindos!

  18. Vou ser breve.
    Entro aqui todo santo dia a procura de novos posts. Se você parar de escrever, eu choro!
    kkkkkkkkkkk
    Brincadeiras a parte, vc é meu Cinquentas tons da maternidade. Um vicio de 3,4 anos…sei lá.
    Não cogite nunca nos abandonar. se não te pego lá fora.

    E dar bola p/ os anonimos é igual dar moral pro bicho papão. quanto mais vc teme, mais ele aparece.

    Bjinhos!

  19. Ainda bem que você voltou!! Porquê se precisar eu posso passar mais tempo aqui mandando essas pessoas a merda! Puta falta de respeito!! Eu amo o que você escreve e já pesquisei muitos posts antigos seus para servir de base com a Luiza! Eu curto o seu jeito de ser mãe porquê você é de verdade!

  20. Continua!!! Eu discordo de vários pontos de você e com certeza vc de mim, mas nunca escrevemos nada desrespeitoso uma pra outra. Será que não dá pra todo mundo ser assim? Eu gosto do seu blog porque é um dos últimos estilo diarinho, e não de mãe ativista e/ou que acha escrever no blog sua profissão e/ou cheio de publicidade chata.

    Nos anos que eu tive blog aberto, graças a Deus nunca recebi nenhum comentário maldoso, mas sempre bloqueei a opção anônima. Mas eu também tenho certeza que ficaria muito muito chateada. Tem gente que não liga, eu não sou assim.

    Agora eu voltei a ter blog aberto, espero que não receba maldosos…

    Bjos

    PS: Aliás, se vc quiser, coloca meu blog novo na barrinha ali do lado? 🙂

  21. Ô Carol, para não! Para nunca!

    Esses comentários são um pé no saco mesmo. Pois eu que nao sou ninguém recebo alguns, imagino você com esse blog lindo e antigo, o quanto não recebe!

    Move on!

    Beijos pra vocês

  22. Carol eu super apoio sua decisão de tirar os comentários anônimos!Acho muita babaquice ficar julgando a vida dos outros a partir do próprio umbigo! Ninguém é obrigado a concordar sempre, mas todo mundo é obrigado a respeitar! Se o comentário ou crítica não for construtivo não fale!rs! Bom, falei demais pra dizer que "boto fé"!
    Não deixa de escrever não!Tô junto com seu "Maridón" (rs!) nessa de apoiar vc a continuar escrevendo! Adoro seu jeito espontâneo e divertido de contar sobre seu dia-a-dia…eu nunca vou me esquecer do seu post contando a primeira vez que o gatuxo viu a lua…ou o que vc contou dele com os cães da rua! Não se abale por causa desses comentários negativos, pense que pra cada 2 pessoas pra falar merda, vc tem pelo menos umas 12 pra sentir sua falta se vc sumir! Então toca o barco e conte sempre comigo!

    Beijos
    Fafá

  23. Ainda bem que vc volta. Ainda bem.

    Assim como vc, não sei lidar com esses comentários maldosos. Gostaria de ser blindada, de não me deixar atingir, mas simplesmente não consigo. Te entendo perfeitamente.

    Mas a grande maioria que está aqui te conhece há muito…e todos nós morreríamos de saudade caso vc desistisse.

    Fica.

    Beijo

  24. Carol, eu entrei aqui no meio do meu dia para dizer que eu gosto muito de vc, do seu blog e do seu jeito. Não, a gente não se conhece, só virtualmente mesmo! rsrsrs Vc escreve do coração, fala as verdades sobre a maternidade e me identifico demais com seu jeito. Ah, e acho que se vc não tivesse linkado meu humilde bloguinho aí do lado eu nunquinha teria tantos acessos, viu?! Obrigadíssima! E como assim Lucas fazendo já 2 anos???? Tempo voa, né? bjo

  25. Ô, Carol, não liga para esses babacas. Tem gente que não tem nada pra fazer e fica se fofocando/conversando/criticando a vida alheia. Você é um ser humano como qualquer outro. Erra, acerta, tem qualidades e defeitos. O que esse povo que acha que é perfeito precisa ver é que não, não existe vida perfeita. E que esse é o seu espaço para contar das novidades do Lucas e como você se sente. Não se sinta reprimida por esses desocupados.
    Beijo

  26. CAROL, ADORO O SEU BLOG E QUASE TODO DIA PASSO POR AQUI PARA VER SE TEM ALGUM TÓPICO NOVO!!! ACHO VC DEMAIS E UMA SUPER MÃE..BASTA OLHAR PARA O LUQUE-LUQUE E VER COMO ELE TÁ LINDO!! NÀO SE DEIXE ABATER POR PESSOAS DE POUCA LUZ!!! BJS

  27. Olá… Eu nunca comentei aki, mas já te acompanho a tempos… Mas hj eu tinha que escrever pq adoro seus posts e acho o Lucas a coisa mais fofa… Tb tenho um filho que está com 10 meses… Deixa esse povo pra lá e pense que aki tem muita gente que curte vcs… Bjos

  28. Carol, nunca comentei aqui, não faço parte da blogsfera materna (ou de qualquer blogsfera, hehe), e te encontrei no google por acaso… Perdi minha mãe cedo (14 anos), de uma forma um tanto trágica, e agora que estou começando a pensar em encomendar um pequeno (a), alguns medos novos começam a aparecer. Estava lendo sobre o que fazer nessa fase (pré) tentante, e vim parar aqui. Li o blog quase inteiro em alguns dias, mostrei pro maridon que leu alguns posts e disse: "amor, parece tu escrevendo!". Enfim, estou escrevendo aqui pra lembrar que pra cada comentário chato tem muuuitos outros do bem, e um monte de gente quietinha que vem aqui pra ler, se divertir e até se emocionar contigo. A energia do bem é maior, tenho certeza disso. Ah, e obrigada. Te ler muitas vezes acalma meu coraçãozinho agitado. <3

  29. Carol, sua linda!
    Não fica triste, por favor! Não fica, não fica. Esquece esse bando de bobos.
    Eu SUPER te admiro porque você é umas das poucas que tem coragem de dar a cara a bater contando seus erros e acertos. Como eu admiro isso!! É uma dádiva, é um dom saber olhar para si mesmo e ver que somos imperfeitos, erramos, sim, mas estamos tentando acertar!
    Jamais pense em abandonar o blog! Sentiremos MUITA MUITA MUUUUUUUUUITA falta. Eu entro todo dia para ver se você escreveu alguma coisinha.
    Um beijo, sua fofa.
    Montes de beijos na bochecha do Lukita lindo. S2

  30. Vou engrossar o coro pra dizer o quanto é prazeroso ler seu Blog, e o que mais me atrai aqui é a imperfeição que você honestamente não faz questão de esconder. E o gênio e as fofurices de Lucas se parecem muito com meu Arthur.
    Volte sempre, Carol, a casa é toda SUA. Beijos.

  31. Que saudade dos seus posts!!!
    Você faz muita falta!
    A D O R O o jeito que você escreve!
    Meu filho tem 1 ano e 11 meses (Mateus fará 2 anos dia 10/06)e muita coisa que você coloca no blog são coisas que estou vivendo também me identifico muito.
    Realmente você deve bloquear os anônimos, se não te acrescentam em nada… e se quisessem acrescentar iriam se identificar, não é?
    Por favor, vê se não some, tá?
    Parabens para o Lucas!!!
    Beijos Ana

  32. Que bom que vc não parou… que bom que seu marido te da tanta força..
    Foi a melhor coisa que vc fez tirar o Anônimo… mas se persistir, tira os comentários mesmo. Como vc diz, vc escreve pra vc, pro Lucas, pra não esquecer… Quem tiver carinho por vc vai mandar email.. te add no facebook…
    como sempre te digo, vc me inspira… bjao pra vc e pro Luqui-Luqui

  33. Carol….eu sei que magoa, por isso eu tirei a opção de comentários no meu blog!!! isso machuca, mesmo a gente moderando, não permitindo postagens anônimas, as vezes, não quero saber o que as pessoas pensam…mas as vezes queria receber uma palavra amiga, de mulheres que passaram pelo que passei ou simplesmente desejando felicidades!
    Mas…não permito comentários, quero que meu blog seja meu diário aonde conto minhas frustrações, alegrias, descobertas e exponho meus sentimentos!

  34. Querida leio seu blog como um livro pra mim, adoro o que vc escreve suas historias, faz bem saber das suas angustias e alegrias saber que não estamos sozinhas nessa roda gigante que e a maternidade. Carol vc e maravilhosa se escrevesse um livro com certeza compraria me divirto com vc me emociono com vc me identifico com vc. Quando vc some e fica sem post bate ate uma preocupação como sera que ta o Lucas? Sera que ta tudo bem? Pode parecer estranho mais e como se fosse amiga chegada mesmo sem vc nem saber que eu sou. Nao deixe de escrever por conta desse povo que so sabe tomar conta da vida dos outros.
    Bjus e Parabéns para o Lucas cada dia mais lindão

  35. Sei que vai receber muitos comentários dizendo o quanto é lindo seu blog , nunca comento em blogs apesar de acompanhar alguns. Mas diante de tamanha indelicadeza de gente a toa me senti quase na obrigação de lhe dizer : Não faça isso, este é um espaço seu, dos seus amigos, e do seu filho. Gente amarga quer amargurar os outros., querida. Ete é um registro que seu filho irá no minimo amar daqui alguns anos. Não se deixe atingir por gente ínfima, pequena. Fica com Deus.

  36. Carol, eu A D O R O o teu blog, tudo o que você escreve é inspirador para mim. Adoro o seu jeito de escrever, mas principalmente o que você conta porque eu admiro muito os teus ideais em relação a educação que você está seguindo com o teu filho. Parabéns! Não deixe de escrever, não abandone seu blog por causa de imbecis! Um beijo e força!

  37. Carol,
    Sinceramente, o seu blog é um dos melhores que tenho na minha lista. Vc foi a primeira pessoa que me fez ter prazer em ler um blog inteirinho desde o início! Isso porque você já estava grávida do Luquitchas!
    Adoro seu jeito sincero e engraçado de escrever e te tenho como exemplo, principamente com relação a amamentação. Não tenho filhos, mas quando tiver, sonho com a possibilidade de amamentá-lo até quando ele quiser!
    Não desista disso aqui, por causa de uns poucos babacas… É isso o que eles querem! No mínimo devem ser uns blogueiros sem público, invejosos por conta do seu sucesso, rs!

    Bjs!!!
    Dai

  38. Carol, eu já ia dizer pra vc bloquear comentários anônimos.. qta gente mal amada, invejosa. Sinceramente, não sei o que leva uma pessoa a falar coisas e não dá a cara a tapa….
    Parabéns pro Lucas.

  39. Carols,

    santo maridón! e olha só o coro por aqui!

    perfeita a solução de tirar os comentários anônimos. em cada e toda matéria que leio na internet me assusto com tudo que de ruim aflora dessas pessoas que não dão seus nomes.

    xispa daqui! vai azedar a vida de outro!! gente amarga!

    siga, sua linda!

    gostei de ler o que disse uma amiga aí em cima, o seu blog é um dos últimos estilo diarinho e não ativista… é verdade!! como sentimos falta de ter notícias do luquitichas! mande sempre, quero ver o lucas fazer 15 anos!!

    parabéns pra ele!

  40. Oi Carol!
    Sabe o que eu acho? De vez em quando tb recebo uns comentários assim.
    Óbvio que tb não gosto.
    Mas acho que já sei o motivo que faz uma pessoa escrever esses desaforos.
    É uma pessoa infeliz, infeliz com as atitudes dela na maternidade, infeliz com a vida que leva, infeliz com o mundo.
    Pesoas boas, que vivem bem e querem agregar, podem até discordar, falam sem agredir e falam com educação.
    Ou então, discordam completamente e preferem nem comentar.
    A vida é sua, o filho é seu, as escolhas são suas.
    E acabou 🙂
    beijos

  41. Carol,

    há muito tempo que eu estou por aqui. quietinha, escondida, sem nunca ter postado um comentário… mas sempre por aqui – quasequetododia – pra ver um dos melhores – se não o melhor, na minha opinião – blog da blogosfera materna.

    seu blog foi um dos primeiros que li sobre maternidade, há quatro anos atrás… ainda numa fase totalmente down por ter perdido meu bebê. já li seu blog desde o começo e me dá prazer vir aqui sempre. você tem uma família linda, uma história bacana, um filho quedávontadedemorder e tem – muito – talento pra isso aqui! (:

    vá em frente. faça por você e por quem te admira.

    um grande beijo!

  42. Carol, já se se marido incentivou, bota ele pra trabalhar! O que eu fiz aqui numa época em que estava recebendo comentários desagradáveis foi colocar o Rafael pra ler e moderar os comentários antes de eu os ler. Assim, eu nem ficava sabendo. Tudo de bom…

  43. Ainda bem que vc reconsiderou mesmo, seu blog é especial e faz um bem danado para muita gente te ouvir. Igual uma colega falou ali em cima, tenho certeza que vc tem muito mais comentários dando força, elogiando do que criticando, embora eu imagino que não deve ser fácil ser criticada assim, ainda mais quando a pessoa perde o respeito.
    Não vou dizer para vc não ligar, pq eu sei que é impossível, mas acho que vc fez certo em filtrar mais os comentários. Afinal, sua casa não é casa da mãe Joana, né!?
    ESpero que vc nunca tenha se sentido chateada com algum comentário meu, tenho mania de querer dar opinião, mas é sempre querendo ajudar. Não sei, mas muitas vezes eu preciso que alguém fale alguma coisa para perceber. Na hora, ás vezes, nem me toco direito ou torço o nariz, mas depois fico pensando naquilo e me faz o maior bem refletir sobre o assunto. Pensa por esse lado também.
    bjos e fique bem porque vc é a melhor mãe que o Luquinha poderia ter.

  44. Carol,
    Eu adoro su blog, passo sempre aqui para ver se tem posts novos e me divirto muito com sua maneira de escrever. Por favor não pare de escrever por causa das pessoas que vem aqui falar besteira. Eu acho que o blog é seu, a vida é sua, o filho é seu e você escreve, fala e vive da maneira que acha que deve ser. Se eu não concordo, não gosto, não leio e não tenho nada que me intrometer. Ninguém tem que concordar e ter a mesma opinião que você sobre as coisas, mas nem por isso temos o direito de ficar te dizendo bobagens. Vem aqui quem quer e ler quem gosta. Parabéns pelo blog e por ser essa pessoa alegre e divertida.

  45. carol,
    eu vi o comentário babaca no último post e imaginei q seu sumisse tivesse a ver com isso…e olha, se vc desistisse do blog, eu te compreenderia…
    eu acompanho alguns blogs, comento as vezes, mas acho q jamais teria um…é uma exposição bem grande e sujeita a esse tipo de julgamento né…
    hj me assusta demais ver o comportamento das pessoas em redes sociais, falando o q querem, discordando com ofenças e falta de respeito, destilando sua amargura e veneno e esquecendo q ali atrás existe outro ser humano e outro coração…
    por outro lado, q bom q vc decidiu continuar…pq como muitas já falaram aqui, pra cada comentário negativo, existem muitos outros positivos ,de pessoas q te acompanham, gostam de vc de verdade(mesmo q virtualmente) e do seu filho lindo! (eu sou uma delas)!
    Acompanho teu blog desde o início da gravidez do lucas, nem acredito q esse fofo já vai fazer 2 aninhos!!!! (a minha faz 4 em dezembro, alguem páre o tempo por favor!!!! rsrs)
    Amo teu blog pq ele expressa a maternidade real, com alegrias, mas tb defeitos, falhas e dificuldades…e é assim q eu tb a vejo…

    bjs

  46. Adorei!!

    Eu sempre leio, mas não comento sempre… mas toda vez eu me identifico! 🙂

    Ah, beijos no Luquinhas fofo, eu tb tô doida aqui, as meninas fazem 1 ano dia 18!!!! E elas ainda não conhecem o namorado argentino delas!! hahaha

    Beijos!

  47. Gostei do que escreveu, eu também sou assim. Me machuco muito com o que as pessoas dizem mesmo que elas não signifiquem nada pra mim, mesmo sabendo que elas ou estão com inveja, ou só sabem criticar os outros,ou no fundo são infelizes e só querem deixar os outros infelizes….sei lá. Será que tem algum curso pra ensinar a gente a ser mais "thick skin"??? rsrs

  48. aaaaah carolzita 1- se vc sumi sabe que muitas te pegaram lá fora rsrrs, 2- vc é nossa companheira louca sabe que sentiremos sua falta demaiiiis, 3- vc é a mãe mas o lucas é nosso rsrrsrrs 4- não se vá,não me abandone por favor é com vc q eu fico louca rsrrs 5- para de dá moral pra esse povo é tudo inveja rs 6- eu adoro eu me amarro… nos seus posts, de como vc escreve, na sua familia pura lindeza e em vc né, afinal como não amar a carol e suas baby bobeiras? 7- não sou mãe mas vc me faz curti esse meu sonho que está dentro de mim guardadinho pro momento certo, antecipadamente! MUITO OBRIGADO e NÃO SOME se não vou te sequestrar e colocar vc pra escrever só pra mim rsrsrrsrrs Beijoooos
    http://nicoledrigues.blogspot.com.br/

  49. Adoro o seu blog! E foi lendo os seu post que tive vontade de criar um também! Você mostra o lado real de ser mãe, nada de tudo perfeito. Então pensei: quero regitrar td da minha pequena também. Você mostra o que é ser mãe de verdade…e mãe é, não existem regras ou manual de instruções!
    Bjos e não para não por favor….

  50. Carol, comentário atrasadinho mas tá valendo!
    Leio seu blog há um tempo mas não sou de comentar. Estava sem ler por causa da minha bebê que está completando 4 meses hoje. Tenho um filho mais velho de 4 anos também. Não pare de escrever nunca. Você serve de inspiração pra muitas mães. Pra mim com certeza. Me identifico com os apertos que você passa de mãe que trabalha e que faz um milhão de coisas mas que ainda assim pensa no bem estar do filho. Às vezes errando, e quase sempre acertando. Prefiro pensar assim. Estou meio cansada de tanta perfeição sabe? Se vc não é uma mãe que larga tudo pra ficar com o filho, que só oferece comida orgânica e que não deixa ver tv você é uma "menas mãe". Amo Toy Story, vi com meu filho um milhão de vezes e chorei toda vez que assisti o final do filme 3. Tenho certeza que mesmo sendo um filme da Disney, que domina o mundo do consumismo e blá, blá, blá… meu filho terá boas lembranças de assistirmos muitas vezes juntinhos. Enfim! Tudo isso só pra dizer que adoro seu blog e pedir pra você continuar, apesar das chatices!

  51. Carol,

    Desde que engravidei (minha pequena já está com 8 meses) visito seu blog e a leitura dele é uma grande alegria. Assuntos as vezes complicados sobre a maternidade se tornam leves e divertidos através da sua ótica e do seu humor. Que vc tenha muita saúde e disposição para continuar compartilhando um pouco da vida de vcs!!!
    Beijos para vc e para o Lucas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *