Cês conseguem acreditar que esse menino que nasceu ontem simplesmente tá em seu últíssimo mês que contamos “meses”? Pois bem! É o último cumple-mes do meu filhote! A partir do mês que vem meu eterno-bebê já será um falante e delicioso menininho de dois anos! Nem consigo acreditar.

Tanto não consigo que foi justamente durante a viagem a NY que percebi: é, ele cresceu. Não sei o que houve pra que eu me tocasse disso lá longe. Não sei se foi a convivência tão próxima, tão 24×7, ou se foi vê-lo desenvolvendo a fala (sim, ele fala!), se foi pelo fato dele ter se comportado super bem no avião ou se pelo fato dele ter tido altos episódios de birra (e eu também dei meus chiliques, confesso) ou se foi simplesmente por ter saído um pouco do meu dia-a-dia, ter relaxado e ter tido a oportunidade somente de observar.

E observei.

E além de ter visto de novo aquela cidade linda, eu vi o que tinha de mais bonito bem na minha frente: o Lucas. Lindo, loiro, cheiroso, esperto, espirituoso, personalidade forte, vontades, opiniões. Totalmente uma pessoa. Uma pessoa pequena que só tem 23 meses de vida, mas ainda, uma pessoa.

Daí me deu alegria, me deu saudade, me deu ansiedade de ver viver o futuro, de viver o agora e sempre poder lembrar o antes, pra que nada nunca se perca. Que esses 23 meses que já passaram fiquem na minha mente e coração pra sempre. Que essas bochechas redondas que cismam em sumir cada vez mais fiquem na minha memória, que esse menino que insiste em ser mais menino e menos bebê sempre caiba no meu colo. Que o alimento que ele ainda tira do meu corpo se transforme num alimento somente para a alma, quando chegar o dia do nosso desmame.

E bem.

Já deu pra ver que a viagem foi ótima, né?

Aproveitamos muito, passeamos, compramos, rimos. Como contei antes, Lucas tá bem falante e fofildinho, gostoso de conviver. Mas também está numa fase complicada de birras e eu me estresso às vezes, mas comprei um livro legal lá que espero que me ajude nessa (é o The Happiest Toddler On The Block, do Dr. Harvey Karp, aquele mesmo da teoria da extero-gestação, lembram?). Além disso, também anda meio seletivo pra comer, mas também acho que é fase e estou levando mais ou menos numa boa (confesso que isso me emputece mais que as birras, mas realmente estou trabalhando pra me manter calma, pra entender que passa etc.).

Fora isso, não sei se já contei aqui, mas não o mudei de creche (eu ia trocar, lembram?). Ele mudou de sala, de professoras e de amiguinhos e a coisa melhorou muito, muito mesmo. Ele tá feliz, nós estamos conformes, acho que tá funcionando. Ainda mais que, a partir do início de maio, ele vai ficar mais tempo em casa com o pai, no período da manhã, e irá pra creche somente na parte da tarde, o que é meu sonho dourado.

Estamos felizes, sabe. Satisfeitos com a vida, planejando a festinha de dois anos (que deve ser bem simples e menor que as do ano passado, mas com a ilustre presença de boa parte da família aqui em Buenos Aires). Estamos curtindo, aproveitando, vivendo esse incrível presente que é ver um serumaninho nascer, crescer, se desenvolver (e, quem sabe, não vem em breve um próximo serumaninho?).

Feliz 23 meses, meu filhotinho!

(pra quem tiver saco, paciência, tempo sobrando etc., aqui tem um link com todas as fotos da viagem)

18 respostas em “23 meses, New York, New York e algunas cositas más

  1. Carol, parece que foi ontem que li um post seu contando da gravidez do Lucas, meu Deus já passaram 2 anos desde que ele nasceu?! É quase inacreditável!Ele tá muito lindo =D!As fotos da viagem ficaram lindas, dá pra sentir toda a felicidade de vocês pelas fotos.Que Deus conserve sua família assim, unida, feliz e transbordando de amor, certeza que o segundinho não vai aguentar esperar para chegar ;)!Bjuss

  2. Que delícia! É emocionante mesmo ver os filhos crescerem, se desenvolverem… Experiência única! Me fale uma coisa, lá no fb vc questionou sobre amamentação em público nos EUA. E aí? Foi tranquilo?
    Bjs!

  3. Que lindo tudo isso, Carol!!! O Lucas está cada dia mais fofo, como é que pode? rsrs

    Que bom que deu tudo certo na viagem e que você pôde observa-lo assim mais de perto, deve ser uma delícia mesmo (ainda estou na fase tentante, já sonhando com momentos assim, hehe)

    Beijo beijo!

  4. Ai meu deus que loiro mais gato esse em *–* que viajem mais maravilhosa *—* parabéns vc merece!!!
    E nossaaa como ele está grande, o formato de rostinho de bebê está se perdendo e é só eu que não quer ele cresça? rsrs fico imaginando quando tiver o meu, vou querer congela o tempo *–* Parabéns vcs são lindo!!

  5. Carol, pois êh..eles estão crescendo, tb não acredito que dentro de um mês manu fará 2 anos..voou, né? E que legal que vcs foram pra no..ontem mesmo comentei com meu marido que podíamos ir pra lá com a manu, que tem bastante coisa pra criança lá…depois deixa umas dicas de passeio no blog, vou adorar. Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *