Êta povo. Dei aquela sumida boa, né. Aquela sumida marota, aquela sumida moleque.

É que tô trabalhando muito, muito, muito e, quando chego em casa, priorizo a atenção pro pequeno. Aí não sobra tempo pra blogation que a gente tanto gosta. Hoje só tô aqui porque o mininu foi dormir às 19h (asmãetudopira porque certeza que ele vai despertar pra vida às cinco da matina – quer apostar comigo?).

Mas bem, vamos ao post em si: tudo bem por aqui e vocês? Outro dia Lucão completou 22 meses, vejam vocês. E foi outro dia que voltei com essa criança da maternidade. Agora taí na adolescência da primeira infância, birrento, escandaloso, cheio de trejeitos e muitas vontades. Um desafio à minha paciência, um aprendizado diário.

Hoje mesmo eu me vi berrando com ele. “Me vi berrando”, hahaha. Falar assim é bonito porque parece até que não é culpa minha, né? Mas é. Eu berrei. Eu perdi a estribeira e fiquei iNgualzinha ao meu filho de 22 meses. Mas ó, explico: não aguentei meeesmo. Ele deu showzinho pra todas as atividades propostas. Escovar dentes, trocar fralda, vestir roupa, sair de casa, entrar no elevador, sair do elevador, dar tchau pro pai, entrar no carro, subir na cadeirinha, sair do carro, entrar na creche, dar oi pra tia, dar tchau pra mãe. Todas essas coisas foram acompanhadas de choro, gritos e bebê se jogando no chão. Aí eu gritei CHEGA LUCAAAAAAAAAAAAS. QUE SACO!

Não foi legal. Saí da creche chorando de culpa e de tristeza da situação ter chegado naquele ponto, mas logo achei melhor me refazer e tentar de novo. E de novo. E de novo. E de novo. Porque criar filhos é isso aê, gente, DIFICEL. E eu achando que o grande problema da minha vida é não dormir uma noite inteira (talvez seja, mas putamerda, guentar criança birrenta não é pros fracos).

Enfim, vou seguindo como é normal pra mim: tentando muito acertar, mas errando e voltando a tentar. E de novo. E de novo. E de novo. Vamos em frente.

E sabe o que tem em frente? Uma bonita passagem de avião dada por vocês pra minha pessoa. Isso mesmo! Lembram daquele concurso que eu participei e ganhei no ano passado? Lembram que o prêmio era uma viagem pra NY? Pois bem, tô indo!

Depois de amanhã, mais precisamente. Embarcaremos eu, Maridón e Lucão, rumo a agradáveis 12 horas de vôo (deus, sigura na minha mão nesse momento, todasora). Mas o fim vale a pena: 8 dias na cidade that never sleeps (but I hope I can sleep myself), tudo pago, coisa linda – e aqui vai um agradecimento ao Jaime e ao pessoal da Limetree, ultra simpáticos e amorosos, ficamos meses marcando e planejando essa viagem juntos, obrigada!

Então tô deixando a questão filho birrento pra outra hora, porque eu quero mais é saber de viajaaaar, de ser feliz e aproveitar muito meus dias de passeio e descanso (hahahaha, todasrimuito, até parece que alguém descansa com filho pequeno nessa vida).

E esse postzinho mequetrefe foi pra dizer que vou ficar mais um tempo off, pode ser? Cês me perdoam? Ainda miamam? Eu amo vocês ainda, viu?

Pra não ir embora sem mais nem menos, deixo umas fotos do último mês, com as aventuras do Luquinhas e sua mãe cheia de paciência renovada e sem gritos no coração:

pintando
freeeedoooooooom!
topetinho
dormindo com o carrinho e com o Mickey, suas paixões
mamando na beira do rio

arrumando as malas pra NY
no parque com a mamãe

36 respostas em “22 meses, as birras e a viagem

  1. Ai, ai, Carol. pensei em uma penca de cosias para dizer, pq me identifiquei muito com essa postagem (embora Arthur ainda não esteja na idade das birras). Mas o que realmente importa é: aproveite a viagem! Vocês merecem! Descanse das amolações do trabalho, tire muitas fotos, e depois volte para me contar, pelamordedeus, como fazer para voar com a criança! É que temos 3 viagens pela frente e já estou pensando em ir ao psiquiatra pegar um tarja preta para mim.
    Bjs

  2. Disse tudo Carol! É difícil mesmo! Dia desses tentando alimentar o Pedro e rezando para que ele parasse de acordar tantas vezes a noite eu lembrei de um post seu algo como comer direito e dormir a noite…é isso, tem dias que a birra aperta, a paciência some e a gente tenta de novo! Boa viagem!

  3. Aiii que delícia ir pra NY… eu votei no seu post tá? hehehehe
    Desejo uma ótima viagem e que vocês possam se divertir muito e descansar também, e fazer muitas comprinhas também…
    Bjos e boa viagem!

  4. Oi Carol, o Lucas parece irmão gêmeo do meu Joaquim, (um ano e nove) está atrasado na fala, suas duas maiores paixoes: carrinhos e mais carrinhos e Mickey Mouse…rs!
    E as birras Ah essas são todo dia! bjos e boa viagem.

  5. Oi Carol, sou eu, a Carol (eu não me canso disso)!

    Meu pequenino tem só 8 meses e já faz birrinha, por enquanto só pra dormir. Haja paciência pra quando ele aprender a fazer birra "dicumforça"!! Enfim, deixa tiudo pra trás e aproveita a viagem que eu ajudei você a conseguir (votei no teu post)!! BEIJOS E VOLTA LOGO A BLOGAR QUE EU MORRO DE SAUDADE!

  6. Aproveite muuuuuuuuuuuuuuuuito a viagem, o maridão e o filhote!! Dizem que a pior fase da birra são a partir dos 2 anos…Lá em casa, achei que a Clara deu uma piorada entre os dois e os três..Mas foi só fazer 3, que tudo melhorou! Agora, vamos ver com a Bruna, que está com 1 ano e 4 meses…Beijo

  7. Carooooool sua lindaaaaa!
    Fico muito feliz por tudo. Pela viagem, pelo desenvolvimento do Lucas, pelo mamá dele que parece continuar firme e forte enfim, por tudo parecer estar dando certo como deveria. As birras sempre vão vir, mas tudo depende do nosso jogo de cintura pra levar isso adiante e educar esses pequenos.
    Eu adoro vc, e desde que comecei a ler o seu blog, foi só emoção. Suas palavras são sempre muito cativantes e vc sempre linda.
    Eu sei que não é aniversário de ninguém, que no momento não existe nenhuma data comemorativa e que talvez não haja nenhum motivo relevante pra se comemorar, mas meus votos de parabéns são pela sua vida e essa família maravilhosa que vc constituiu.

    Me cativas <3
    Beijinhos ;*

  8. Oi Carol!!!
    A gente super perdoa seu sumiço, rsrs. A gente continua te amando também, hahaha.
    Façam excelente viagem, que tudo seja maravilhoso, tirem muitas fotos legais e volta pra contar pra gente como é que foi.
    Abraços!!!

  9. Carol, vc só vai ver o post quando voltar, então, retome suas opiniões sobre mãe gritando. Gritei com meu filho. Gritei com um bebê de 13 meses. Pelo mesmo motivo, criança de joga pra trás quando não deixo fazer o que não deve, criança grita e chuta pra trocar a fralda quando tá brincando. Criança sempre calma e simpática, volta por favor.
    Chorei. Pedi desculpas pro Nicolas, expliquei que tô aprendendo a ter paciência, que nunca tive na vida. E chorei mais um pouco. E quero procurar uma psicologa pra me ajudar e ser uma mãe melhor, meu filho não merece uma mãe que grita com ele. Pois é. Bjão, viu?

  10. Boa viagem!! Estou conhecendo seu blog agora e amei!! O Lucas é muito fofo!! Tomara que ele se acalme e passe desse momento birra….Fico até com medo de chegar a minha vez…..Bjoooo
    Naity – bemgravida.blogspot.com.br

  11. Delícia de fotos Carol!

    Birras tiram a gente do sério mesmo! Tá, eu também fico mega culpada depois que perco a paciência, mas faz parte né? Educar é cansativo.

    Ah sim, a viagem. Claro que me lembro, rs.

    Beijo!

  12. Oi Carol! Como foi a viagem? Estava aqui lendo o relato do seu parto. Que época boa! Tenho saudade desse tempo, blogar era mais gostoso. Sem estrelismos, sem tanto julgamento e discussões inúteis sobre "quem pariu de tal forma é mais ou menAs mãe"… Bom, quero dizer que estou sempre aqui, embora me transformei numa péssima comentadora, como vc diz rsrs… Um beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *