Pela primeira vez em quase dois anos de vida do Lucas, fiz peixe pra ele comer. I know, I know, por que caralhas não fiz antes? Porque não gosto de peixe, simples assim. Não gosto e não me ocorria oferecer pro meu filho, sabe como? Não, vocês que são boas mães não sabem, mas bem, antes que me julguem (muito), quero dizer que decidi parar de pautar o gosto do meu filho pelo meu (mau) gosto.

Então que comprei um peixe. Já veio desossado, opa, desespinhado. Não sei o nome do peixe, mas sei que era peixe sim, porque estava escrito no cartaz do mercado PEIXE, bem grande, então acreditei.

Munida de duas singelinhas postas, resolvi fazer o básico pra acompanhar: purê de batatas e arroz branquinho.

Mas e como que faz peixe? Como tempera? Fui pro google e só achei receitas complicadas, então desisti e fui inventar, baseada no bom senso. Temperei o bicho com alho, sal e limão, deixei repousando um tempo. Depois peguei um caldo de legumes caseiro que eu tinha congelado, joguei na panela dois quadradinhos (eu congelo na forminha de gelo, sabe como?), refoguei o peixei ali naquele caldinho com um pouco mais de alho e alguma cebola, quando começou a desfazer, joguei uns tomatinhos já cortados em cubinhos e deixei fazer um ensopadinho. Botei pimenta (yes, meu filho come pimenta), acertei o sal.

Durante esse tempo todo, Lucas tava do meu lado e eu narrava o que ia fazendo. Ele assistia interessado.

Pois bem.

Quero dizer que não deu tempo de esfriar, não deu tempo de terminar de amassar as batatas do purê. O tal do peixe ficou tão cheirozão e bonitão que Lucas comeu da panela mesmo, falando “mmmmm” pra cada garfadinha.

Depois que matou a vontade inicial, ele me deixou servir no prato como eu tinha planejado (com arroz e purê) e comeu de lamber as beiças.

E este foi o nosso debut no mundo dos elementos marítimos. Sucesso!

ps.: eu quero dizer que diante de tanta empolgação do meu filhote, eu, embora nao curta peixe, resolvi provar e tava muito gostoso mesmo

ps.2: ele já tinha provado peixei em algum lugar, acho que no restaurante. Mas eu merma nunca tinha feito.

17 respostas em “Degustando Nemo

  1. Carol, você não gosta apenas de peixe? Que sorte!
    Por aqui, a lista é longa e nem sei como farei para oferecer certas coisas para o pequeno: chuchu, abóbora, abobrinha, aipo, melancia, beterraba, fígado bovino. Não como nada disso. Os dois últimos nem que Bento XVI diga que volta atrás na renúncia!
    Como farei? Não sei. Na sopa vai bem: mistura e não fica tão evidente, mas na vida pós-sopa já me dói só de pensar…
    Bjs

  2. tb quero a receita de caldo de legumes! o meu fica meio sem gosto… snif…
    peixe por aqui é sucesso! acho q é porque eu adoro peixe! e acho que nosso gosto influencia um pouco sim o dos filhotes…
    o vilão aqui de casa é o feijão. Encarnaram com o feijão. Tem fase que esquecem e acabam comendo, mas qdo cismam com o coitado do feijão, me deixam doida! bjo

  3. hummmm, deve ter ficado uma delicia mesmo. eu amoo peixe!
    tbm quero a receita!! rsrsrs, se vc postar por aqui, nao esquece de nos avisar no proximo post rsrsrs.
    Ahh,eu amo essa combinaçao de peixe com arroz e purè, desde criancinhaaaa!!
    vc me fez lembrar da minha infancia, como aquele critico do Ratatouille. rsrs

  4. Hum que delicia! Tb evito em dar ovo para a Lara, pois detesto. Não faço de propósito, mas quando vejo, já está há dias sem comer.
    Adorei o seu blog, mesmo!!!!

    Comecei a escrever sobre viagens com bebês, com intuito de incentivar as mamães a tirarem seus bebês dos bercinhos! Quem sabe não combinamos umas dicas Argentinas?!

    Bjos

    Roberta

  5. Carol, facinho, atum e sarinha em lata(otimas fontes de omega3 e files de peixe grelhados, o melhor e o salmao. Temoera nahora mesmo com limao, azeite, sal, alho e grelha em frigideira abtiaderente. Tanto os de lata quanto os grelhados vao bem com arroz, pure, massa, salada…

  6. Adoro cozinhar com o Lorenzo. Ele fica do lado, prestando atenção e lavando os legumes na pia (umas milhões de vezes)… Faz bem crescer tendo um bom relacionamento com alimentos, comendo de tudo, etc.
    Confesso que por ser intolerante à lactose, também acabo omitindo um pouco derivados do leite nos pratos da família…
    Que bom que o Lucas gostou! Gostei do título do post 😉 pobre nemo…

    Beijo

  7. Haha…tb não sou fã de peixe…acho que meu filho(a) vai comer de vez em nunca também, a sorte é que o pai adora peixe e cozinha maravilhosamente bem! Outro dia ele fez um salmão com batatas, cebola e erva-doce com creme de leite, foi uma das melhores comidas que provei na vida, mas continuo não gostando de peixe…rsrs

  8. costume esse que toda mãe tem… eu nunca pensei em dar coisas ao meu filho que eu não gosto, exemplo amendoim, jiló, batata doce, rúcula, Almeirão… e quando eu me toquei disso fui fazendo para ele experimentar e ele ama tudo isso que eu não gosto… faço um pouco só p ele e ele come tudo e eu com o maior espanto do jiló ele amou com bastante cebola.. e o amendoim eu lembro da carinha dele de satisfação quando comeu sua primeira paçoca oferecida pelo pai eu nunca teria essa ideia.. já tinhas lá seus 5 anos mas foi incrível!!!

  9. hahaha…aí é peixe??? Aqui é salada, folhas, tomate, pepino e afins. Conto numa mão quantas vezes fiz salada aqui em casa, não curto, maridón tbém…e assim segue a vida. O mais velho nem gosta de ver um verdinho na comida que já vai falando….tira esse verde mãe??!
    Dica de peixe, sucesso por aqui: Filé de salmão, páprica doce, azeite (sem medo de ser feliz), sal e se quiser um tiquinho de limão. Bota na frigideira, só com um fio de azeite e depois deixa Luquinhas ser feliz.
    Outro sucesso puro aqui: http://www.comerparacrescer.com/2012/01/18/quem-cozinha-para-as-criancas-e-uma-receita-de-peixe-pa-pum/
    Não curto peixes fedorentos, então o que rola aqui é o saint peter e o salmão…minha dupla amaaaaaa e eu tbém rs!!!
    Bjoss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *