Dia desses, a creche mandou, além da agenda com as anotações diárias, um trabalhinho feito pelo Lucas.

Aquela lágrima furtiva escorreu no canto do olho dessa mãe que vos fala. Ó orgulho do meu pequeno artista! Admirei a obra boquiaberta, tamanho talento da minha cria.

Óbvio que nada mais era que um papel cheio de rabiscos de diversas cores, feitos de giz de cera – mas certeza que estaria exposto no MoMA caso fosse rabiscado por um artista reconhecido da pós-modernidade.

Como meu filho só é artista reconhecido da pós-maternidade, a obra está devidamente exposta no local que lhe cabe: a porta da minha geladeira.

E, após período de exposição, será tombada pelo Patrimônio Histórico Carolinal, ganhando lugar de honra na pastinha que eu mantenho com lembrancinhas do meu filhote.

o museu e a obra

Coisa linda de mamãe.

13 respostas em “Artista

  1. entendo completamente essa baby bobeira.
    agora, dica de mãe pra mãe que guarda tudo na pastinha: escreva a data em que foi feito e a idade certinha que ele tinha.
    guardei o primeiro "trabalhinho" dele, com muito orgulho (e lágrimas furtivas idem).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *