(tem gente que nao dá e tá morrendo)

Vocês tão cansadas de saber, mas vou repetir: meu filho é amamentado ao seio e assim será até quando der. Sofro muita pressão pelo desmame, muito mais ao vivo do que aqui no blog. Não acho que deva ficar justificando pra ninguém meus motivos pra seguir dando peito – tanto que, ao vivo, eu simplesmente cago pra quem me diz que preciso desmamar – mas volta e meia recebo comentários aqui sobre o assunto. E percebo que é de gente bem intencionada, carinhosa, que está apenas dando sugestões que acredita funcionar.

E é pra essas que eu senti que deveria escrever esse post.

Eu e Lucas adoramos o momentinho da amamentação e esse motivo já é suficiente pra mim. Mas. Sigam lendo.

Meu filho tem alergia à proteína do leite de vaca quase curada. Ainda não sabemos ao certo qual é o nível da coisa, se curou totalmente mesmo ou não. O que isso quer dizer? Que leite e qualquer dos seus derivados (manteigas, queijos etc) podem fazer mal a ele. Não é nada grave, não é nada que vá levá-lo a um choque ou mesmo a um hospital por reação alérgica. Como achávamos que ele já estava melhor, tínhamos relaxado quanto a dietas. Eu consumo leite e derivados e amamento (alguma coisa de LV passa pelo leite) e ele, embora não tenha LV na dieta, quase sempre come uma besteirinha: um sorvete, uma comida com queijo, um biscoitinho.

Depois de muito observar, chegamos à conclusão que meu leite (mesmo com alguma coisinha de leite de vaca) não lhe causa mais nenhuma reação. Mas, o que ele consome diretamente, sim, pode estar afetando. A anemia que ele adquiriu pode ter sido causada por perda de sangue no cocô, por exemplo, já que o médico falou que ele pode estar expelindo sangue e nós não estarmos vendo. As infecções constantes podem ser decorrentes dessa anemia, que o deixou mais desprotegido.

E o que isso tem a ver com desmame? Tudo. Se eu resolvo desmamar, Lucas vai seguir precisando tomar leite na mamadeira, não vai? E Ninhos, Nans e seus amigos não são opção pro Lucas. Se ele reage porque come uma colher de sorvete vez ou outra, imagina se passo a dar 200, 300ml de leite de vaca pra ele? Ninhos e Nans são leite de vaca, minha gente, nao dá pra Lucas! O que sobra pra ele são leites especiais pra alérgicos, que tem gosto péssimo, são ralos e tem super difícil aceitação pelos pequenos.

Mesmo se concluirmos que preciso fazer dieta de restrição de LV pra adequar ainda mais meu leite pro Lucas, é muito mais fácil: eu volto a fazer e pronto. Agora, voltar a ter leite no peito depois de um desmame e uma não-aceitaçao do leite artificial é muito mais complexo, concordam?

E sobre ele nao dormir a noite toda porque pede pra mamar: conheço vários casos de desmame noturno que levam a desmame total, viu? Tô afim de arriscar? Pra quê? Vou tentar tirar uma mamada, como o pediatra sugeriu, mas se eu sentir que isso tá causando um desinteresse geral pelas peitas, desisto na hora.

Então, girls, além deu achar tudo de bom amamentar, acho fundamental pro meu filho. Não vou dar mamadeira que convide o desmame, não vou dar Ninho, não vou ficar achando que meu peito é o vilão da historia, que causa otites, insônias, dependências e sei mais lá o quê que estamos tão treinados pra pensar (ou deixar de).

Sendo assim, pelo menos até agora (porque não me culparei nadinha se resolver mudar de opinião amanhã): Lucas segue sendo amamentado.

E tenho dito.

(uns adendos pra quem perguntou: as otites já existiam quando eu fazia dieta de LV e eu tomo cuidado pra Lucas nao mamar deitado)

44 respostas em “Dou peito sim e estou vivendo

  1. Ai Carol, meu marido sempre fala: quem disse que ia ser fácil… Mas vc e o Luquêncio vivem em modo hard mesmo, né? Admiro sua força de vontade e me inspiro a seguir em frente amamentando! bjos

  2. Menina, que coisa… agora que fui ler sua saga das otites. Acho que é por aí mesmo, esperar e observar. Mas, ó, se tiver de fazer a cirurgia, tenta ficar em paz. Minha irmã fez aos 4 anos. Ela tinha muita secreção nos ouvidos e teve perda auditiva (tinha só 10% da audição). Ela chorava muito de dor de ouvido e quando a gente viajava de avião, parecia que ela ia morrer. O problema foi descoberto porque ela falava muito mal, tudo embolado, e foi quando se descobriu que ela era surdinha. Fim da história: ela operou, ficou boa e desde então sempre foi a mais saudável lá de casa. Recuperou a audição totalmente e a fala voltou a se desenvolver normalmente.
    Talvez o caso dela fosse mais grave que o do Lucas. Mas essa teoria das alergias faz, sim, muito sentido.
    Filho doente não é mole não… Aqui temos a nossa asma, graças a Deus controlada com homeopatias, mas com uns sustinhos de vez em quando.
    Saúde aí pro Lucão e, dêr, óbvio, continue amamentando. Não consigo entender pra quê desmamar…

  3. CArol o desmame mais cedo ou mais tarde vai acontecer.
    Se vcs se sentem bem neste momento, se seu esposo tbém não se incomoda.
    Isso que importa.
    Lógico que o leite materno nesse momento não fz diferença na dieta dele, assim eu imagino, mas se vcs se sentem bem, acho q sessa todo e qualquer opinião contrária.
    bjus e sucesso.

  4. Ahhh Carol amamentei minha Lana ate os 3 anos, amamento a Lousie já a quase 1 ano de idade e pretendo continuar, pressão recebi de todos, amigos, familiares, e até alguns acham como motivo de piada e gozação, mas relaxo pois infelizmente são ignorantes sem informação, que sejam mas não palpitem no que desconheçam, parece estou sendo rude, mas me irritei tanto com esse tipod e coisa, amiga pesquisando podemos observar o quanto é importante a amamentação prolongada, sabemos que não causa otite coisa nenhuma e por ai segue, tenho vários posts a respeito…Amiga amamente atééééééé vc e ele estiverem felizes, afinal amamanetação é sinonimo de amor. Bjaooo

  5. Carol, desmamar ou não é uma opção ou necessidade de cada um, meus filhos mamaram por 2 meses, entre 2 e 3 meses meu leite secava de uma mamada para a outra. Em compensação meus netos mamaram até os 2 anos e pouco e são saudáveis e felizes, assim como suas mães, otites mil coisas podem causar inclusive adenoide, meu filho desde os 2 meses sabia que precisaria operar aos 2 anos, até lá era uma otite atrás da outra.
    Desejo que o momento de deixar seus peitos descansarem seja um momento de maturidade de vcs dois, sem causar dor e nem traumas.Bjos.

  6. Carol!

    Eu leio sempre, mas comento pouco.
    Quanto a sua saga com as otites de repetição do Lucas eu sempre quis comentar, mas realmente não sei se vai agregar algo, por fim resolvi que vou te contar o meu caso, espero que sirva pra acalmar seu coração, eu tenho isso até hoje, já com 25 anos, mas não se desespera. Conforme a gente vai crescendo melhora bastante, mas aqui comigo é virar o tempo, um stress, menstruação ou qualquer outra coisica que diminua a imunidade minimamente, vem a otite, não sei se eu acostumei com a dor ou se meu corpo reage mais rápido a infecção, o fato é que depois dos 5 anos melhorou mt, ficou mais esparso e menos dolorido, nunca indicaram cirurgia, porém eu fazia limpeza no ouvido com frequencia, no ambulatório, pra eliminar a secreção que era tanta chegando a prejudicar a audição.
    Depois dos 8 anos nunca mais fiz limpeza e gçs a Deus tbm não tive nenhuma crise com dor alucinante, geralmente é só um incomodo chato, dificilmente minha otorrino indica antibióticos ou afins, ela prefere manter a imunidade alta com um complexo ABC e quando ataca uso dipirona ou paracetamol pra dor.
    Melhoras pro Luquinhas e mt leite de peito enquanto for bom pra vcs!

    bjo

  7. Concordo plenamente com você. Amamentar é tudo de bom, e corre mesmo o riso de ele desinteressar, jaja ele ta grande e você vai poder lembrar que amamentou tudo que pôde, que além de ter sido casa e alimento do pequeno por nove meses, você ainda o alimentou por um tempão aqui fora.
    Só nós mães sabemos o quanto isso é bom pra nós e pros nossos filhos!
    Seu coraçãozinho sempre vai saber o que é melhor pra você!
    Beijão. Fiquem bem!

    http://boutbenjamin.blogspot.com.br/

  8. carol, eu sou a menina teve diversas otites e mamou no peito até 3 anos e 9 nove meses. Eu, como Lucas, como já contado tive diversas otites e mamei muito no peito, pra desgosto de muitos. Meu problema da otite foi relacionada(na epoca, quem sabe é falta de recursos da medicina, com a posição das mamadas) apesar de tudo mina mae nunca quis desmamar e continuou firmo e a coisa aconteceu naturalmente.
    MInha mae pode amamaentar já q conseguiu dedicar-se exclusivamente aos filhos e só entrei na escola aos 4 anos. e ela jamais se arrependeu, curtia pra caramba, mesmo sendo motivo de chacotas.
    tivemos caso dentro da familia de marido enfaixar os seios da mulher, quando a filha fez 6 meses.
    Enfim, os posicionamentos são os extremos opostos.
    enfim, mantenha-se firma e muito leite materno ao Lucas

  9. Carol, não sei se alguém já te sugeriu o que vou falar ou se você mesma já procurou, mas eu tenho um experiência excelente com a homeopatia. Tenho um bebê de 1a3m que vivia doentinho e com dificuldade em ganhar peso, porque vivia também a base de corticoide e antibiotico, procurei uma boa homeopata que passou umas bolinhas para reforçar a imunidade dele e uns papéis aos domingos, te digo de coração que em poucos meses ele até já ficou doentinho, mas nem precisei medicar porque o próprio sistema imunológico dele combateu. Bem fica aqui a minha dica! Beijos

  10. Fico até com vergonha de dar opinião nesses assuntos, afinal não sou mãe ainda, e sou leiga no assunto. Mas parabéns por n~çao ligar pra opinião dos outros. Quem melhor do que a mãe pra saber o que é melhor pro se filho não é mesmo?

  11. Olha eu não sou de levantar bandeiras mas em relação a amamentação eu sou ferrenha.O Lorenzo vai fazer 1 ano e meio e segue mamando,sempre que pede,eu parei de trabalhar pra cuidar dele e sigo em livre demanda.Já tentei dar todos os tipos de leite pq os outros pressionaram bastante e ele nuca aceitou nenhum(graças a Deus),desde então só leite do peito e iogurte que ele gosta e come bem em todas as refeições.Muitas pessoas não tem noção da importancia do leite materno,o Lorenzo até hoje nunca tomou antibiótico,teve apenas pequenos refriados e olha que moramos no RS.Há e não mencionei o fato de estar gravida de 2 meses do segundinho e pra obstetra tudo bem seguir amamentando o Lorenzo,apenas talvez precise tomar alguma vitamina mais pra frente.Segue firme com teu ideal,pq quando eles ficam doentinhos e no lm que eles se seguram,enquanto quem não amamenta se desespera pq o filho não aceita nem água.

  12. isso lucas, murcha as tetas da mamãe até você ter vontade, quando casar vc troca pelos da esposa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  13. Oi Carol,
    Também leio sempre mas nunca comentei! Acho que se vocês três estão felizes com a amamentação, não tem mais nada que explicar! É seguir enquanto vocês estiverem felizes. O desmame é mesmo algo muito pessoal de cada família e ninguém tem o direito de interferir nesse processo tão delicado. Só queria opinar um pouquinho sobre a APLV, que meus dois filhos tiveram. Acho bem difícil o Lucas só ter alguma reação com outras coisas e não com o LM se você não está fazendo dieta… Tenho certeza que você sabe que na alergia, diferentemente da intolerância à lactose, pequenas quantidades podem fazer um grande "estrago". Como você já fez dieta de exclusão (eu fiz também!), acho que voltar a fazê-la pode ajudar muito o seu pequeno! Boa sorte! bjs

  14. Faz o que você achar melhor. Eu desmamei porque já não tinha nada, nem interesse dele e meu filho continuou sem dormir a noite toda. Eu acho que ele sentia falta e não fome. Boa sorte.

  15. nós mães sabemos oque é melhor pros nossos filhos…
    aqui em casa eu cortei a mamada da madrugada aos 2 meses de idade do igor e isso não nos prejudicou em nada…aliás aqui nunca houve a livre demanda: as mamadas eram de 3 em 3 hs e deram super certo…e ele toma LA desde que saiu da maternidade e continua peitando até agora com 6 meses… cada caso é um caso, né? e vc tá certa ainda mais por seu bebe ser alérgico ao leite artificial….
    bjão

  16. Gente, eu não entendo nem porque o fato de uma mãe querer amamentar o filho é tão polêmico! Deveria ser polêmico se ela não quisesse!! Que coisa, não dá pra entender!
    Tati

  17. Aqui a Mariana só não mama mais porque ela decidiu parar, senão eu tava em dieta de restrição até hoje sem problema nenhum. Ela toma o supra soy sabor iogurte de leitinho e ama, ama, ama, e sabe que ele é tão gostosinho que tem dias que dá vontade de comer o pozinho de colher kkkkkkkk.

  18. Carol,

    Não comentei no outro post, comento agora:

    Meu bb de 13 meses mama sem previsão de desmame. Também trabalho fora e ele mama à noite e pela manhã e ama mamar. Nos finais de semana ele pede peito de dia e as vezes dou, as vezes falo que "acabou" e que de noite tem mais.

    Também ouço muita coisa que preferia não ouvir e algumas me chateiam.
    A pediatra falou muito delicadamente que agora "posso" desmamar devagar, ao poucos. Fingi que não ouvi, aham.

    Meu filhinho nunca ficou doente, graças a Deus. Ao contrário dele eu só fui amamentada até os 3 meses e tive otite de repetição na infância, tomei muitos antibióticos nos primeiros 2 anos e alguns poucos depois, até mais ou menos 6 anos, depois disso acabou definitivamente. Isto não teve consequencias negativas para minha vida, só minha mãe reclamando no meu ouvido a vida inteira sobre isso. E por conta disso ela e todos achavam que meu filho seguiria o padrão de otites, mas isso não aconteceu.

    Então não só te digo que não fique falando pro Lucas que ele não dormia e era doentinho quando ele crescer.

    Desejo melhoras para vocês, tudo de bom!

    beijos

  19. Oi Carol, pra começar já deixo bem claro que super apoio a amamentação! Inclusive estou grávida, minha filha tem 1 ano e 3 meses, também tem APLV, e continuo amamentando, mas acho que pode haver um meio menos sofrido para isso.
    Acho que minha experiência pode te ajudar a relaxar um pouco. Vamos lá:
    – engravidei quando a Juju tinha 11 meses,e desmamar estava fora de cogitação. Achava que ela era muito pitica, e eu tb não estava preparada para isso, e ainda tinha o lance da APLV (leite de vaca no way). Fui bombardeada que gestante não pode amamentar, que eu devia desmamar já! Dei de ombros, eu e Juju estávamos bem, a gravidez era saudável, e ainda contava com os relatos da Lia e da Anne, que gestaram amamentando. Então Prossegui.
    – com uns 2 meses de gravidez senti que meu leite diminuiu bastante, e a juju desmamou a noite naturalmente. Sorte, né, mas com isso comecei a me preocupar com a sua nutrição.
    – sofri horrores, mas optei pela complementação. Minha pediatra é avessa ao leite de vaca,e com a APLV, ela sugeriu o leite de soja. E eu aceitei tentar.
    – fiquei com medo de dar na mamadeira e isso trazer o desmame total, assim comecei oferecendo no copo de transição, somente pela manhã. Juju aceitou bem. Um tempo depois ela também começou a tomar o leite á noite no copo, mas ainda mamando no peito para dormir, e em livre demanda durante o dia nas horas que não estou trabalhando.
    – resultado: fiquei mais segura com a alimentação e saúde da juju, ela não adoece a meses! Ela não desmamou, continua garimpando o tiquinho de leite que ainda tenho, temos nosso momento íntimo de carinho, e ela tem um pouco dos nutrientes que considero fundamentais!! Estou com um pouco mais de liberdade, para outras atividades, pois tem dias que ela passa sem mamar sem problemas!
    resumo, sempre tive muito medo da complementação, mamadeiras e afins, mas percebi que nossos filhos são muito mais inteligentes que pensamos. Um leitinho farto é até gostoso, mas eles também querem o colinho, o carinho, o chamego desta magia que é a amamentação!
    Sei que o comentário está gigante, mas confio muito na pediatra da juju, que é estudiosa da medicina chinesa, e ela já me deu orinetações quanto a otite e leite de vaca:
    – mamar deitado (peito ou mamadeira) é uma das causas da otite; não desmame por isso, apenas verifique a posição.
    – o refluxo também causa otite e a APLV causa refluxo; é bom verificar se o Lucas não tem algum tipo de refluxo escondido (não sai pra fora mas vai para o ouvido), e tratar se for o caso.
    – crianças que não tomam leite de vaca, com APLV ou não, em geral são mais saudáveis; têm menos coriza, asma, alergias de pela, etc. E no caso de APLV e amamentação, a mãe deve evitar o consumo.
    Bom, se eu tivesse um blog, isto seria um post, né. Mas senti vontade de partilhar contigo tudo isso, pra quem sabe ajudar a acalmar seu coração! Vc e Luquinhas merecem muita saúde e tranquilidade, e mesmo depois deste testamento, continue seguindo seus sentimentos pra encontrar este caminho!
    Um beijo enorme, Renata

  20. Já bem disse que os peitos e o filho são seus e com eles vc faz o que bem entender. Porque as pessoas não desistem???
    Não amamento até hj pq a bunita lá em casa achou o la mais totoso, fazer o que? Nem preciso comentar o qento ouvi por não amamentar desde o 4 mes né?!?! Povo acha que sempre faz melhor. Credu!
    Bjo pra vc e pra seu grandão mamador lindo!!
    Saúde!!!!!!!!!
    Patricia Adorno

  21. Fico triste que posts assim de uma mãe tendo que explicar aos outros porque segue amamentando tenham que ser escritos… Mas é bom para que todas as pessoas que algum dia te sugeriram parar leiam e reflitam. Um beijo!
    Ass: Livia, mãe do Nicolas de 16 meses que segue mamando com força total!!!

  22. Olá sou sua fã, acho muito legal essa sua atitude de amamentar e pronto, eu queria ter amamentado mais não foi possível pois tenho trigêmeos, e só pude fornecer leite materno enquanto estavam na UTI, assim que chagaram em casa fiquei três dias sem dormir e o leite que era pouco secou, confesso que não liguei afinal não havia o que ser feito e a situação era inusitada, meu trio tem problema respiratório (rinite alérgica) e tomam leite de vaca 2 vezes por dia na mamadeira, sei que talvez mesmo que de forma indireta seja esse o problema, já fiz o exame para detectar a alergia a lactose e deu negativo.
    De uma coisa tenho tenho certeza, quando crescem deixam de mamar seja na mamadeira ou no peito, tudo no tempo deles e não no nosso, só nos cabe esperar o momento né.
    bejus e tudo de bom.
    PS: Meu trio tem 2 anos e 8 meses.

  23. Minha bebê completou 3 meses ontem. No último mês, ela cresceu 6cm e engordou 1,4kg.
    Apesar disso, de estar saudável como um tourinho, de ser sorridente e feliz, AINDA ASSIM, há quem ache um absurdo que ela esteja só no peito, "mas nem uma águinha, coitada?".
    Com míseros 3 meses, já acham que deveria complementar… consigo imaginar como você deve se sentir a cada um que comenta com esse meninão de mais de um ano…

    Mas no fim das contas, a única coisa que importa é você ele. Porque tudo isso passa tão absurdamente rápido… só nos resta aproveitar cada minutinho.

  24. Eu acho normal isso, se pudesse amamentar minha princesa exclusivamente tbm faria o mesmo, eu mamei até ir para escola, isso me curou muitas alergias(minha mãe quem disse).Bjo

  25. Olá Carol, me passe o segredo de conseguir amamentar e conseguir fazer o leite aumentar depois de uma seca… meu bebe completa 3 meses quarta feira e o meu leite ta minguando … to sofrendo bastante por q não quero complementar… mas ele não ganhou quase nada de peso no ultimo mes … sinal de que o leite já não estava abundante…como vc mesma disse, amamentar é o nosso momento com eles e isso vai me fazer uma baita falta… nao sei como aumentar a produção… hj amamento ele a cada 2 horas, 10 min cada seio… aguardo suas dicas…

  26. Olá Carol,

    Realmente amamentação é algo especial e quem fica dando opinião contrária está completamente alheio ao assunto, visto que sabemos que o leite materno contém tudo o que um bebê necessita e se a mãe tem como amamentar até uma idade mais avançada da criança, ótimo. Até porque o filho é seu né? Quem poderia dizer o que você deve ou não fazer rsrs.
    E para as mamães que passam pelo seu blog, achei um produto interessante para quem amamenta, mas trabalha e tem que ordenhar o leite para dar ao bebê, tem um recipiente especial para isso, confiram: recipiente para leite materno

    Bjoss

  27. parabéns amiga, se eu pudesse faria o mesmo!
    a ísis tbm tem o mesmo problema, porém, ela deixou de mamar o peito por livre e espontanea vontade e eu nem dava mamadeira, derepente pegou a mamadeira depois que largou o peito… e agora vive na soja… morro de vontade de ammentar ela denovo!
    parabens beijos…

  28. Meniiiiinaaaa… Me indentifiquei super com esse post e tudo que ele contém!
    To cansada de gente dando pitaco na amamentação do meu pequeno! E tudo bem que ele já tem 1 ano e 5 meses, mas pra mim, amamentá-lo é essencial… Não só pra saúde dele, mas pra minha saúde mental! Preciso que ele deixe por si só, sem pressão! E não tenho pressa…E não entendo pq tanta gente tem pressa por mim… É meu peito que tá caído, sou eu que não durmo direito, é a mim que ele impede de fazer xixi na hora que quero… Enfim, me deixa viver do meu jeito minha gente!

  29. Só tenho uma coisa pra te dizer P-A-R-A-B-É-N-S!!! Pela coragem , força e amor , pela luta em estar por aqueles doces momentos da amamentação olhando nos olhinhos do seu bebê e sentindo a troca de amor entre vocês. A propósito meu bebê também tem APLV e mama durante a noite e eu não faço a menor questão de desmamar. Bjosssss

  30. Carol,
    Eu amamentei meu filho até 3 anos e todo mundo me crucificava, pelos motivos mais variados, mas eu queria desmamar meu filho tranqüilamente sem remédio, sem as mentiras que me mandavam contar, meu ginecologista chegou a dizer que era pra desmamar igual a vaca, leva o bezerro pra um lado a "vaca" pra o outro um chora outro chora e depois fica tudo bem ?!? Como assim ? Meu deus …
    Até que um dia eu sentei o pequeno e disse – Mamãe está cansada, não vai mais dar mama, você também não precisa mais…
    E ele entendeu tão direitinho que não pediu mais, simples assim, como a relação deve ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *