por Pedro

Nunca me esqueço de que, logo que soubemos que estávamos grávidos [sim, sou desses homens mUdernos que engravida junto com a mulher], contamos para um grupo de amigos meus que, por acaso, vinham nos visitar em casa. Eu contei a novidade e todos, imediatamente, foram abraçar e beijar a Carol. Homens e mulheres, de diversas idades, MEUS amigos, depois do MEU anúncio foram beijar a patroa. Fizeram fila enquanto esperavam sua vez.

Eu fiquei esperando terminar para ver se sobrava um pouco de abraço pra mim também.

Um amigo, solidário pai e experiente neste momento, veio e me contou que é assim: nós, pais da criança, somos apenas o doador. A glória fica só com a mãe e com a cria.

Eu pensei com os meus botões: “quando o pimpolho nascer, a coisa vai mudar”. Mas a verdade é que não. No aniversário de 1 ano do guri, recebo o seguinte e-mail do mesmo grupo de amigos:

“Olá, Carol. Tudo bem? Como andam os preparativos para a festa?

Escrevo diretamente para você porque, nestas coisas, conta a opinião da mãe, digo por experiência própria… Sou a encarregada do presente grupal para Lucas; o que está precisando? Roupa? Brinquedos? Outra coisa??

Beijos
Fulana

P.S.: Pedro, não encontro o e-mail da Carol. Repassa para ela, por favor?”

E então, troco de amigos ou assumo o papel de marido da mãe do aniversariante?

Pedro é o Maridón, Papaizón de Lucas, escreve lindos contos infantis e tem um espaço enorme no meu corazón neste blog toda semana!

27 respostas em “Ser pai é… O Marido da Mãe da Criança

  1. Pedro, não se desespere, lá pelos 3 anos você será o herói do Lucas, o melhor amigo, o cara mais legal, o exemplo, o tudo… a mamãe vai ser só aquela chata que manda tomar banho, escovar os dentes e vive correndo pra dar conta das coisas…
    Aqui aconteceu assim!!!!!
    Parabéns pelo primeiro aninho do gurí!!!!

  2. Hahaha, é o famoso "eu sou só o pai", né?
    Mas a amiga aqui em cima tá certíssima: a fase bebê é o reinado da mãe e não há nada a se fazer sobre isso. Mais pra frente o jogo vira. Outro dia me contaram que de 0 a 5 se fortalece o vínculo com a mãe, e de 5 a 12 (por aí, não lembro exatamente), com o pai. São só mais 4 aninhos sendo só o pai, relaxa! 😉
    beijos!

  3. hahahaha!! gostei tanto que vou mandar pro meu marido ler!! Parabéns papai pelo filhote!! imagino que assim como pra mamãe esse ano foi de "super" aventura!

  4. Hahahaha! Ainda chegará sua vez, Pedro, acredite! Vocês dois chegarão do trabalho e Lucas irá correndo pros seus braços gritando "papaaaaaaaaaaai", enquanto Carol pensará "filho ingrato". Eu fui dessas que aos três só queria saber do pai. Era abraçar o pai primeiro, comer com o pai, querer que o pai faça dormir, que o pai der banho, que assista desenho animado, que cante, que construa castelos, que vire a gente de cabeça pra baixo… Quando chegar sua vez, talvez você vai desejar, pelo menos por uma horinha- voltar a ser só o marido da mãe. Enquanto isso, vai treinando pra poder virar o Lucas de cabeça pra baixo.

  5. Hahahaha, desculpa Pedro mais ri pacas aqui!
    sobre a fase da gravidez, aqui aconteceu a mesma coisa.. o pobre maridon foi só o doador como ele mesmo se intitulava..kkk
    mas ó, não te preocupa, essa fase passa mesmo, demora uns 5 anos mais passa…kkk, embora se vc quiser exclusividade paterna total, convence a Carolinda a fazer uma irmãzinha pro Luquitchous, já que dizem que meninAs são mais grudes com os PAIS ( embora eu seja exceção da regra..rsrs)
    então relaxa Papai! logo passa!!

    PS: Parabéns por ter sido 'o doador' do bebê mais fofildo da blogosfera e parabéns pelo 1º aninho gurii lindão!

  6. Pior que é assim mesmo. Acabe aos pais mudar isso, espero que você tenha respondido diretamente o e-mail, por exemplo. Não sei as outras mães, mas eu quando tive os meninos fui completamente ignorada. As pessoas nos visitam e ninguém perguntava como EU estava, muitos nem olhavam direito. Tanto que eu quando visito recém-paridas, vou primeiro ter como a mãe, saber como ela está, o bebe eu vejo e faço festinha depois.BJS

  7. Oie!Caramba!Rì muito do seu post….sei exatamente o que passou (apesar de ser mãe!)!Estamos organizando o aniversário de 1 ano da minha pequena e vc acha que alguém liga pro pai pra saber de decoração, presente e etc?!Que nada!Ligam só pra mim, aí o que eu fiz?Deixei ele encarregado de algumas coisas da festa e agora as pessoas ligam pra ele….mas acaba que ele me liga pra perguntar o que eu acho…rsrsrsrs!!!!!Eu acho que essa reação dos amigos é natural, mas não é bacana para o pai mesmo…o meu marido pega a Bruna e faz questão de ele levar ela aos encontros de amigos e tomar conta…e acho que isso ajuda…mas não sei…depende dos amigos tb né?!rs!Não assuma o papel de marido, não se conforme….continue na luta que tenho certeza que isso muda….boa sorte!Bjos Fafá

  8. Esse negócio de idade é relativo, pois o meu era, do verbo passado, GRUDADO "nimim" e hoje aos 5 anos só quer sormir com o pai, se este cara ai não estiver a mãe tem que botar a cria pra dormir na marra, reclamando…e sabe pq??? eu burra que sou, deixei apenas o pai ler pra ele antes de dormir, coisa que ele adora.
    Então meu pá, vá criando laços com o guri que ele logo vai te eleger o favoritão…brincadeiras à parte, mas é isso mesmo, li numa revista que a criança se apega com quem mais se relaciona diretamente com ela, neste caso a mãe que convenientemente alimenta(dá as peitas), troca a fralda, dá banho, bota pra dormir….etc e tal.
    Parabéns pelo lindão e que venham os 2,3,4…anos de vida e saúde!

  9. Muito bom!! Mas ó Pedro, como disseram as meninas aí em cima, fica tranquilo que logo logo você será o maior herói do Lucas. Bento acaba de fazer 3 anos e ainda reino absoluta (uhuu!), mas ele já solta frases do tipo "quando eu ficar bem grandão igual ao papai"… E mais: respondeu à clássica pergunta "o que vc quer ser quando crescer" que veio da escola com um desenho… do pai!!
    bjos!

  10. hahahaha
    Pedro, vc tem toda razão!
    Meu marido ficava bolado, digamos assim, com a ausência de felicitações a ele! hahahahaha
    Qd Bia nasceu até que deram parabéns pra ele tb! Mas depois disso, tudo pra mim de novo! hahahahaha
    Beijos e força aí que ser pai é plantar e quase nunca colher os louros do reconhecimento social! hahahahaha

  11. Depende Pedro, a minha pergunta seria: vc saberia responder o email que vc recebeu pra repassar pra Carol? Se sim, aí pode se candidatar ao posto de "pai do ano" 😉 Bjos, Monica
    P.S. Não costumeo comentar mas sou leitora assídua, o Lucas é uma coisa de lindo!

  12. Ah que lindo … cheguei aqui através do TOP FIVE do Recanto das Mamães Blogueiras!

    Que lindo … o marido participando de tudo, da gravidez ao blog! Adorei!

    Mas se bem que é verdade né … o pai por um período é "carta fora do baralho"! Se bem que quando engravidamos, os amigos do papai o presentearam com charutos e saíram para comemorar!

    Beijos e parabéns! Marcella
    monmaternite.com

  13. OI Pedro, adorei e tive que rir.
    Nen troca de amigos nem se contenta em ser o marido da mãe do aniversariante. kkkk. Espera que a sua vez vai chegar. Aqui, como já estou com um filha adolescente, agora é hora do pai ir levar nas festas, ir busar, etc. Sabe como é, né? Não dá para mulher sair à noite sozinha para ir buscar os filhos. É perigoso! Então todas as madrugadas que eu passei acordada amamentando, ele agora passa indo buscar a filha nas festas. E eu durmo.
    Mas antes disso você terá seus dias de herói, pode ter certeza.
    Chegue aqui pelo Top Five do Recanto. Parabéns.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

  14. hahaha Oi Pedro! Vi que seu post ficou em primeiro lugar no TOP FIVE do Recanto das Mamães (ou deveria ser papais? rs), vim dar uma espiada e amei! É bem assim mesmo, mas o importante é que você faz parte dessa história e nada mais importa, não é mesmo? 🙂 bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *