Tava devendo contar pra vocês como foram as festinhas de aniversário do Lucas. Pois bem, ainda falta uma, a do Rio de Janeiro, mas daí eu conto depois.

Tá com saco? Com paciência? Então siagarra nimim e vambora:

Festa na creche

Como eu já previa, foi bem rapidinha. Foi na hora do lanche das quiança, tipo 15h. Cheguei lá e as tias tinham enfeitado a sala com bolas e já estavam os pequenos todos sentadinhos na mesa esperando. Lucas siemocionou todo de me ver fora de hora e veio pro meu colo enlouquecido, daí meio que custou pra convencê-lo de que era legal sentar na mesa com os amiguinhos.

Levei meu bolo feito em casa, sabor nada com coisa nenhuma, porque não podia leite, não podia ovo, não podia gosto, cheiro, cor ou emossaum. E pra melhorar, o bolinho ficou feioso e ainda queimou um tico na base. Você está fazendo isso errado, Carolina.

Mas bem, criança é um bicho que não liga pra essas coisas, todo mundo comeu feliz (aka esfomeado) e Lucas desprezou o bolo, a água e o peito que eu ofereci. Ficou vidradão olhando pra vela, acho que nunca tinha visto fogo nessa vida, ô que dó do meu filho bicho-do-mato.

boladão na vela

geral devorando essa delícia da culinária bolística

Vinte minutos depois e todas as crianças com cara de “num entendi nada”, me dei por satisfeita, distribuí as lembrancinhas e voltei pra casa (com meu filhote debaixo do braço, claro). Vale dizer que siemocionei no parabéns, mas não chorei pra mor de não dar idéia errada pra colegagem do meu filho – já pensou geral chorando junto?

Foi bom, curti. Pruma próxima vez, espero fazer um bolo mais bunitim.

Festa em Buenos Aires

Ah gente. Essa foi super boa. Como eu já esperava, me enrolei loucamente no dia e não consegui decorar nem a metade do que eu queria (nem decorei a minha própria pessoa: não maquiei, não me vesti bonitinha). Daí que acabou tudo ficando meio atrasado e quando os convidados começaram a chegar, não tinha bola cheia, não tinha os badulaques na parede, só tinha uns brigadeiros perdidos e uma mãe enlouquecida. Não tinha nem aniversariante ainda, que este resolveu cochilar mais que o normal e chegou depois de todo mundo (ele gosta de fazer grandes entradas).

Só que os amigos são lindos e o amor é grande: todo mundo me ajudou e saiu algo melhor do que eu tinha imaginado. Visto que minha capacidade imaginativa pra essas coisas é primária, qualquer porcaria eu ia achar linda (sem querer desmerecer o trabalho dos amigos, mas já desmerecendo o meu próprio, hohoh). Analisando com calma as fotos, notei que está tudo meio mambembe. Tanta gente talentosa-festeira-professional nessa blogosfera, até fico com vergonha, mas tudo bem, eu mostro:

mesa principal
detalhe dos brigadeiros que eu mesma fiz, das tags que eu imprimi, recortei, colei etc.
na hora do parabéns. Reparem que os brigadeiros de copinho já tinham sumido – comeram tudo e não sobrou unzinho pra contar história

Mesmo assim feito em cima da hora, gostei, gostei muito. Principalmente porque o clima na festa tava ótimo, foi todo mundo que eu convidei, Lucas ganhou presentes lindos, as comidinhas tavam enchendo bem a pança e a bebida deixou todo mundo bêbado. Como deveria ser. Tava marcado pra acabar às 17h e ficamos lá até quase 21h, papeando, curtindo, rindo, amando.

Deu uma trabalheira danada, mas valeu.

Mais alguns cliques:

enfeites da mesa dos convidados: balinhas coloridas em potes de papinha (inventei, gents, me deixa)
docinhos
detalhe do bolo
as carinhas!
Papai e Mamãe felizes – e um bebê que olha pra todos os lados possíveis, menAs pra câmera

depois que rolar a festa no Rio, eu volto pra contar como foi!

27 respostas em “E como foram as festas?

  1. ficou tudo muito lindo, carol. adorei a cor da decoração. me lembrou de quando você já sabia que estava grávida mas não tinha contado ainda no blog e postou a música segundo sol. deveria deixar como fundo musical desse post. mentalmente rolou aqui enquanto lia.

    parabéns, gata! maior orgulho.

    nos vemos em breve!

  2. Na minha modesta opinião, qualquer festa que era para acabar às 17h e acabou às 21h é sucesso total! é isso que vale, a alegria de estar junto de quem se gosta. Ah, e eu achei tudo lindo! parabéns!

  3. kkkkk "(inventei, gents me deixa)" ai quase dei pala aqui de rir… Ai caramba vc é muito engraçada para se expressar. Adorei.
    agora falando sério, lindo o seu filho na festinha da escolinha, coisa linda.
    As Adorei a ideia das fotos penduradas de casa mês. Vou copiar, posso? kkkkk
    Parabéns pelo aniver do lindo filho. bjinhos.

  4. Pq toda mãe fica com esse bocão nas fotos das festas de primeiro aniversário??? Isso é um mistério. Eu apareci com um sorriso desses tbm na festinha do Isaac.rsrsrsrsrs
    Ficou tudo muito lindo.

  5. Que lindos!!! Uma festa para ser boa não precisa ser super master de decoração, basta ser feita com carinho. E dá para ver uma alegria contagiante na foto da família! Lindo.
    E quanto as festinhas na escolinha é assim mesmo. Eu chorei horrores, rsrsrs.

    Bjos

  6. Ficou tudo muito lindo, Carol! Adoro festinhas assim, feitas a mão, dá uma sensação boa de carinho com quem tá aniversariando. 🙂 Curiosa já com a festança no Rio, que não vai ser menos carinhosa por não ser feita pela mamãe, e sim muito aguardada por ter sido pensada pelo vovô!
    Boas festas!!!
    Beijo

  7. Ri muito imaginando Carolina começando a chorar loucamente e desencadeando uma sinfonia de chororôs na creche. E aí Carolina pega seu filho no colo, fala "Ops" e sai de fininho deixando as professoras desesperadas pra calar a boca das quiança tudo.

    Que dia é a festa no Rio? Conta aí, quero ir comer brigadeiro.

    <e

  8. Carol, que fantástico, mulher!!!!

    A mesa ficou um loooshoooo – menAs é mais, lembra???? pois é, ficou leanda.
    E o luqui, coisa mais linda vidradão na vela, morri de rir com a foto… hahahahahaha

    adorei o teu relato, achei bem fofo!

    beijos grandes!!!

    PS: não vai passar por SP desta vez, no BrasiL??????? =)

  9. Carol, achei tudo fofo. Inclusive o Lucas olhando fixo para vela. Arhur, meu filho, nem ligou. Vovô partiu pra cima da vela e eu tenho uma foto dele olhando que nem dizendo: mas não era para eu soprar???? hahaha.
    Adorei até os centros de mesa com potinho de papinha. Acho super válido reaproveitar e dar um clima DYK combinando com o tema (festa de 1 ano).
    Parabéns pela decoração e pro filhote gostoso.
    beijos

  10. Ai, quanta feta, adorei!!!!
    Há tempos queria passar pra comentar, gosto muito do jeito que vc escreve! Mas sabe como é né com um bebê, vc sabe…

    Mas enfim, Parabéns pro Lucas!!!
    Olhar pro lado deve ser mal de Lucas, menina, porque o meu é assim tb (mas só depois de grandinho)

    Gostei dos detalhes da festinha, este ano quero preparar eu mesma a do Lucas – 5 anos. Vc mesma que fez as tags? Ficou tudo muito bonitinho e bem colorido!

    Beijocas pra vcs!
    Ju, mãe do Lucas e do Miguel

  11. Para de falsa modéstia porque eu achei tudo lindo e simpático, essas cores fortes ficaram lindas!

    A festa na creche a criançada nessa idade sempre fica com cara de "que?", mas vc vai ver na do ano que vem eles entendem! Hoje em dia a Bebella chega e conta que "hoje teve happy birthday, CAAAAKKKEEEE!" hahaha. E ainda canta happy birthday to you pra reafirmar.

    Ah, na creche aqui o bolo NÃO pode ser caseiro. Eles não acreditam se a gente falar os ingredientes, tem que ser industrializado porque vem a lista de ingredientes e eles podem não servir pra criança X ou Y que tiver alergia (e se der merda eles podem provar pros pais que o bolo não tinha os ingredientes). Medo de processo, vc vê por aqui.

    Bjos

  12. Ahhhh eu achei a festa leeeanda! tudo lindo, alegre e as guloseimas com cara booooa! #euquero rs

    Na festa de casa vc fez do mesmo jeito? tipo, não pode colocar leite, ovo nas coisas? o lucas comeu?

    beijos e inté amanhã!! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *