Tava devendo a última parte do relato (primeira parte aqui), né gents? Então sijoga:

Festa no Rio

Essa festa foi a primeira de todas a ser pensada: quando Lucas tinha 7 meses e meu pai veio visitar a gente em Buenos Aires, começamos a imaginar essa comemoração. Era uma oportunidade de rever a família, reunir todo mundo, celebrar em grande estilo mesmo. Organizar uma festa de longe seria um desafio e eu tinha muitas regras imaginadas: não queria que fosse de noite de jeito algum (meu filho dorme às 20h, magina uma festa começando nesse horário??), não queria salgadinhos fritos, não queria bebidas alcoólicas, não queria excesso de refrigerante, não queria convidar gente que só vai pela boca-livre, não queria animadores infantis gritando, não queria videogames, queria decoração feita à mão, de preferência pela família, queria uma celebração espontânea, simples e natural.

AHAM CLAUDIA, SENTA LÁ.

Senta lá e organiza isso nos seguintes termos: você não pagará pela festa (meu pai deu de presente) e você mora em outro país. Ah e você trabalha e cuida do filho e da casa e ainda por cima inventou de organizar uma festa no seu país de residência. Essa era eu.

Não aconteceu, gente. Até enrolei meu pai por algum tempo pra tentar decidir alguma coisa, mas ele tomou as rédeas da situação, ou melhor, da festa, e escolheu um Buffet e respeitou minhas regras até onde deu: comemoramos na hora do almoço, teve refri, mas também suco, teve salgadinhos fritos, mas também cozidos, tinha tema do Mickey que o Lucas ama (e ficou DOIDO quando viu a mesa toda decorada), não teve família botando a mão na massa, mas teve família comparecendo em peso, teve animador e videogame, mas a criançada gostou mesmo foi de ficar correndo e pulando no pula-pula e na piscina de bolas, não teve lembrancinha com doces calóricos e vazios, mas tinha brigadeiro e beijinho, tinha cerveja, mas tava tão geladinha que até eu tomei e, finalmente, fomos todos felizes naquele sábado de tarde.

O bom do Buffet infantil é que você chega tipo convidada, né? Arrumadinha pra festa e tal. Só que a mãe enlouquecida que vos fala se enrolou toda e chegou atrasada, sem maquiagem, descabelada. O filho tava lindo e loiro, como sempre, benzadeus. Os amigos todos foram (menção especial pra Pat Boudakian que se despencou lááá de SP pra prestigiar a gente!), a família também, Lucas aproveitou, comeu, mamou, dormiu, fez tudo que lhe cabia.

E, pra emossaum total minha e de todos que estavam ali babando nele junto com a gente, Luquinhas BATEU PALMAS NA HORA PARABÉNS. Cantamos e ele ficou olhando pra vela, pra variar. Daí, quando tava no finalzinho, tcharan: ele começa a rir e bater palminhas todo empolgado! Foi um festival de “óóóóo”, flashes e aplausos de todos. Até ouvi falar de gente que chorou tamanha fofurice do momento.

A festa foi o que eu tinha sonhado? Não.

Foi melhor.

E que venham os dois aninhos!!

Fotos de Mari Hart:

com o padrinho Daniel

vovô babao
beijo na mamae
brincando
sonho máximo realizado: mamando na festa

30 respostas em “E como foram as festas? , parte II

  1. ah, que linda! obrigada pela parte que me toca. e ó, adorei tudo, principalmente a cerveja estupidamente gelada (apagar!). foi demais. curtimos muito. alice tbm amou a mesa do Mickey.
    adorei sua família e a importância que me deram. me senti ainda mais especial. obrigada, querida.
    que venham os dois aninhos (viu que me convidei hein)

    beijoca!

  2. Realmente, o que importa é que estavam todos juntos, comemorando horrores, felizes da vida… isso é o melhor, né não??? Eu adoro!

    As fotos ficaram lindas, Carol! Lindas mesmo!

    Beijos grandes!!! E parabéns para o gatão do Luqueeeenhoooss!!!

  3. Que lindo Carol…é um sonho né?ver o aniversário do filhote ser realizado com tanto amor( em todas as festas), com a família e pessoas especias…de fato não tem preço!!!!

    Tô contando os dias pro niver da Lulu…não vai ser num buffet infantil, vai ser no espaço de festas do Habibs…mas tenho certeza que vai ser na mesma vibe de coisas boas e pessoas queridas juntas!!!

    Bjs….

  4. Carol, ele está com cara de homenzinho! Coisa mais fofa desse mundo! E a roupinha é charmosa demais! Tudo muito lindo e especial. Um beijo
    Renata

  5. Poxa, fiquei emocionada. De verdade.
    Vendo as fotos dele, todo lindo, louro e fofo, me lembrei da sua gravidez, dos sustos, do nascimento, e veja só: aquele projeto e desejo tem agora UM ano!
    Linda a foto dele mamando.linda mesmo.
    Bjs em vcs!

  6. Carol!! Adoreeei! Eu me emocionei lendo! Lembrei da festinha dos meus guris! Eu inventei de, depois dos parabéns, agradecer a presença e tal.. me acabei chorando no dia. LYNDO de se ver.

    Parabéns pela festinha!!! E a da BA? Já foi?

    Beijos!!!

  7. Ficou tudo lindo! Achei muito bacana da parte do seu pai participar ativamente assim da festa do neto! Impossível imaginar quem babava mais nele quando vcs chegaram aqui! Ainda bem que tem bochecha pra todo mundo né?
    Beijos Carol e Caleb cocegasnoventre.blogspot.com

  8. que fotos lindas!
    sabe que já me peguei pensando na festa de um ano do Bernardo? Ontem ele fez dois meses e teve bolinho feito por mim e parabéns. Hoje vi umas garrafas gigantes de vidro com torneirinha e fiquei imaginando ela cheia de suco no niver do pequeno…

    bom, o que eu queria dizer é que tô com saudades. não tenho entrado muito na net. Tempo, cadê tu?

    beijoca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *