Emma é uma qualquerzinha.
Tem oito ou nove meses de idade, não sei ao certo.

O que sei é que cheguei na creche pra buscar Lucas, dia desses. E a cuidadora, toda felizinha, vem me contar da Emma. Mas oi? Meu filho é o Lucas, me conta do Lucas? Não, desandou a falar da Emma, essa qualquer.

Parece que Emma e Lucas são melhores amigos. Do tipo Best Friends Forever, sabe? Andam (?) juntos o dia todo, brincam juntos, dormem ao mesmo tempo (não juntos, suas maldosas), estão sempre rindo da mesma coisa, ficam os dois tentando engatinhar e caem e riem e tudo lindo, ói que fofura. Trocam chupetas, brincadeiras, confidências e piadas internas.

E a cuidadora me conta isso assim, com uma cara orgulhosa, achando muito lindo os dois siamando tanto desse jeito, desde cedo: “são companheiros pra vida!” – exclamou orgulhosa a mocinha da creche.

Eu sorri. Bem amarelo. Bem afins de dar um soco nela. E na Emma, claro. 

Piada interna?
Troca de confidências?
Amigos-pra-sempre?

NAONDE, me diz?

Que meu filho, meu pitoco, meu gordinho delícia cheirando a leite e alimentado organicamente tá se engraçando pro lado de uma QUALQUER por aí e a maluca da tia da escolinha tá achando lindo? Não. É lindo coisa nenhuma.

Brincar é com a mamãe,
Piada interna é com a mamãe,
Amizade é com a mamãe,
Compartilhar-a-vida-para-todo-o-sempre é com a mamãe.

Tá? Que essa sim é a única mulher que vai te amar e te querer e te cheirar e achar tudo lindo aroma das flores campestres regadas a chuvas amenas na primavera, viu filho?

E Emma, te liga, garota. E anda na rua com um olho na nuca e com muita noção do perigo.

Que essa delícia braquela é só minha e só tem olhos PARA-MIM.

(aham Cláudia, senta lá)

46 respostas em “O caso Emma

  1. CArol, qdo me perguntam se eu entendir melhor minha mãe dps que meu filho nasceu, respondo que não. Na verdade passei a entender melhor minha sogra, kakakaka #maedemenino é isso!!!!

    A gnte se acaba por eles, pra dps se engraçar com uma tal de… hehehehe

    Beijinhos

  2. Hahahahahah!! Muito bom!!
    E te entendo total. Bento começou na escola nova e toda vez, eu disse to-da vez, que eu pergunto dos novos amiguinhos, ele só diz nomes de meninas. É Bia, é Lara, é Mel, é Sofia… mulher a dar com pau. Aí pergunto pelos meninos – eu sei o nome de alguns porque fiquei com ele durante a adaptação. E ele responde que não brincou com nenhum menino, ou pior, que "aquele cara me empurrou" (sim, ele disse "cara"). Ou os meninos são verdadeiros ogrinhos anti-sociais, ou as meninas são docinhos-meiguinhas-espertinhas demais. Humpf!
    Taí, assunto que vai me render um post. Linko pra cá ok?
    bjos!

  3. Carol, se fosse comigo eu ia achar a coisa mais fofa do munda. Dois piticos se relacionando, ai que amor… rsrsrsrsrsrs

    Brincadeiras a parte, Lucas está muito lindo, com essas bochechas enormes prontas pra apertar!!!

    Beijossssss

  4. hahahaa

    Tá mesmo uma gostosura gorditcha sem fim esse Lucas!!!! Dona Emma que se cuide! Lindo desse jeito, o moleque vai estar é cheio de pretendentes, pra desespero dessa mãe ciumenta!

    bjão

  5. Você tem toda razão, que negócio é esse?? Luquitchous só tem espaço no coração para uma: a mamãe!

    O Felipe ainda nem naseu e eu já morro de ódeo quando alguém aparece com uma namoradinha pra ele. Balada? Só vai aos 30 anos. Se quiser ir antes EU VOU JUNTO. Sem negociação. :o)

  6. Ei carol, tudo bem?

    descobri seu blog tem apenas alguns dias, mas foi suficiente pra super me identificar.

    estou morando em buenos aires há só alguns meses, e vivia atrás de blogs de brasileiras em buenos aires…

    quando comecei a ler seus posts pensei: não é possível existir outra pessoa que nem eu… contei pro " maridon" e a primeira noite foi varando a madrugada lendo seus relatos, me emocionando, e no fim chorona que sou, aliviada por saber que no final tinha um lucas de 8 meses!! yes.. ler de tras pra frente sabendo o final é um pouco, pouco menos angustiante… Se pudesse me dar algumas dicas da cidade eu adoraria, como medicos etc… muitas felicidades pra voce e pro lucas… bjs

  7. C.A.R.O.L, o que é isso??
    Gostei tanto que chamei meu marido pra ler, ele amou seu texto!! E agora sou eu quem está escrevendo muit brava "O Caso Carol"… rimos de chorar!!! Que demais este texto!! E olha que eu tenho dois garotões aqui e um gosta de uma tal de Siannna e o outro da Morgane… aiaiaiaiai
    Beijão

  8. Como dizia uma amiga da minha mãe:
    "A gente usa fralda da mais cara, pomada da mais cara, coloca na escolinha mais cara, paga tratamento dentário mais caro que tem…e eles saem por aí beijando qualquer uma? " hahahahaha

  9. Correndo o risco de ganhar uma inimizade virtual digo que entendo a Emma. Difícil resistir a essa gostosura!
    Mas, me redimindo: serei mãe de um garotão e tenho certeza de que ele também só terá olhos para mim.
    =)

    Sobre a Laura Gutman, meu deus, estou encantada! Até leio o livro em doses homeopáticas para processar todas as emoções que sinto. Não sei nem como vai ser, então, quando o bebê nascer…

    bjs

  10. Hahahaha!

    Adorei!

    E aqui em casa, quando bebê for para escolinha vou adotar a mesma postura de ser a única a achar tudo lindo aroma das flores campestres regadas a chuvas amenas na primavera, viu filho?

    beijos!

    Cris

  11. Oi Carol, já te acompanho a algum tempo, adoroo já me emocionei e já ri muito com as suas histórias, e o Lucas é lindo, mas me apaixonei tanto que resolvi criar o meu blog, não quero ser mais uma anonima e sim mais uma mãe da blogsfera. Meu filho tem 5 anos e esses dias ele chegou com um bilhete da amiguinha cheio de coração… Imagina a minha cara kkk Bjus

  12. auhhuahuahuhuahuahuhauhuahuahua… é isso aê, que sograaaa! Tenho certeza que tb serei péssima!!! 1ª semana de aula do Leo, a prfo diz: "olha Leo, qta menina linda! qual vc vai escolher pra namorar!?" #oi!?!?!?!?!?!? Eu disse rapidamente em alto e bom som: "vai namorar a mamãe!!! ninguém mais"

    Complexo de Édipo, a gente vê por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *