Hoje faz uma semana que voltei a consumir leite de vaca. Isso faz parte do plano de testes da pediatra pra verificar a aceitação do Lucas, que parece estar melhorando da alergia. A ideia era assim: primeiro, testaríamos com o leite artificial que ele tomou durante a seca do meu leite. Como eu quero seguir dando peito e não topei trocar por mamadeiras, o leite artificial foi incluído em algumas receitas pra ele, molhos brancos etc. Passei por outra seca na semana passada e ele acabou tomando duas mamadeiras do leite da lata também. Fizemos isso por 10 dias e, como não houve reação alguma, seguimos pro passo 2: eu poderia voltar a minha dieta normal. Aí verificaríamos a reação dele e, se não acontecer nada, passo 3: ele vai consumir algum derivado lácteo.

Pois bem. Estamos no meio da fase 2 e eu já tenho muitos pensamentos a respeito. Primeiro é que não quero ir pra fase 3, independente da reação dele. Não acho necessário que ele tome leite de vaca ou derivados, pelo menos não tão novinho. Isso é bastante intuitivo e não tem base cientifica alguma, mas algo me diz que não faz falta na alimentação dele agora (assim como acho que não faz falta açúcar ou sal).

A outra questão é que eu mesma não quero voltar a consumir tudo que consumia antes. Logo que voltei a liberar a dieta, me empolguei: tomei sorvetes, comi queijos, chocolates e tudo mais. E sabe o que achei? Desnecessário. A vida é possível sem isso tudo. Passei mal, me senti inchada e não foi assim tããão gostoso quanto eu achava que era antes. Tanto que, nem a minha maior paixão da vida – copo de leite com Toddy – eu tive coragem de tomar. Tive nojo e não consigo simplesmente servir um copão de leite de vaca pra mim.

E entrei num questionamento ainda mais profundo. Pra quê tanto leite, alguém me diz? Somos os únicos animais que consomem leite de outros animais! E, se você for entrar na mesma que eu entrei, que era ler todos os rótulos dos produtos do mercado pra catar os derivados, vai ver que muito mais coisa do que imaginamos leva leite de vaca. De novo, é intuitivo: não consigo achar isso totalmente saudável. Ainda não sou forte o suficiente pra abandonar totalmente os lácteos, mas já sei que posso diminuí-los muito. Não tem porque jogar um quilo de queijo parmesão na massa. Não tem porque tomar litros de sorvete ao leite quando posso trocar pelo picolé de frutas. Não tem porque tomar copo de leite com Toddy quando posso tomar um bom suco.

Matei a saudade das coisas que tinha excluído e agora já estou pronta pra seguir com muito menos leite na minha vida.

Quem ainda vai seguir com muito leite é o Lucas – o MEU leite. Embora isso requeira muito esforço meu, já que notei que meu leite tem secado super fácil. Se eu passo um ou dois dias sem ordenhar direitinho ou se o bebê, por algum motivo, mama menos, a coisa fica braba. Pra voltar ao patamar anterior, toca eu ordenhando de madrugada, tomando levedura de cerveja e rezando pra todos os santos me ajudarem.

É super cansativo. Tanto que andei flertando com o desmame, confesso. Já chorei, já me questionei, já pensei. E decidi que não vou desmamar, eu e ele ainda curtimos demais esse momento e ainda acho fundamental que ele tome do meu leite (e não do da vaca). Só que, nossa, acho que to precisando de estímulo. Tá difícil esse tranco sozinha.

Quanto mais o tempo passa, mais sozinha eu fico nessa luta. Apoio pra amamentar RN se encontra em qualquer esquina. Mas pra dar peito pra um bebezão de quase oito meses… tem muito não. Nem o Google tá me ajudando muito nessa. Eu cato cato cato e o que encontro é história de desmame. Na verdade, o que encontro muito é torcida contra: “ele AINDA mama?” ou “ai, não sei como você aguenta essa trabalheira de ordenhar/acordar de madrugada” ou “ele ainda acorda de madrugada porque mama no peito” ou, o pior: “é nojento amamentar bebês grandes/com dentes/velhos”.

Agora, beber leite DA VACA não é nojento não, né? Gente, sério, me dá uma gastura quando vejo que as pessoas me olham estranho quando eu saio do banheiro do trabalho com meus potinhos de leite materno ordenhado (e todos dentro do saquinho, eu nem chego a sair por aí mostrando meu leite não). Como se eu tivesse ordenhando PORRA.

Enfim, desabafos a parte, que responsa que é isso de alimentar uma pessoa, hein? Nossa, dá uma cansaço. Será que demora muito pra ele aprender a fazer o próprio sanduba? Cozinhar o próprio feijão? Abrir a geladeira e resolver o que quer comer?

*
*

38 respostas em “Sobre leites

  1. Nojento….???!!!Quanto absurdo a gente lê/ouve por aí né?Tem tanta coisa que de fato é nojenta e ninguém liga..amamentar NUNCA será nojento!!

    Como vc disse Carol, siga a sua intuição, se vc acha que não deve desmamar o Lucas não faça…todo mundo sabe que o leite tem muitos propriedades que nenhum outro alimento tem…então independente da dieta que ele já faça o nosso leitinho tá sempre reforçando…sem contar que nada é mais lindo do que chegar do trabalho e qd aquele bebê te vê abre aquele sorrisão e fica fuçando a tua roupa pra mamar!!!A Lulu faz isso e eu acho muito fofo…Lógico que acordar de noite praticamente de 2 em 2 horas só pq ela quer mamar não é fácil pra quem tem que acordar cedo no outro dia, mas quem disse que ser mãe é facil??!!!rsrsrsrs

    é isso aí amiga…já que vc não encontrou apoio ainda…EU SUPER TE APÓIO…e tb não vou desmamar a Lulu ainda…

    Bjs…e peitos à obra!rsrsr

  2. Minha nutricionista é ortomolecular e avessa a gente tomar leite.
    fiz uma dieta rigorosa e tirei o leite da minha alimentação. Qdo voltei a tomar senti o mesmo que vc: inchaço. Minha barriga ficava estufada. Depois acosotumei de novo.

    Qto ao bebezinho, fico feliz que ele esteja reagindo bem ao LDV.

    E calma com o desmame. Siga seu coração que lááááá na frente, vc vai se sentir melhor com isso.

    Bjos.

  3. Carolita,
    vou te contar uma história. Mamei na minha querida mãezinha até os 3 anos e meio. e olha que ela não era uma vaca.
    tenho muito orgulho dela por isso e sempre me imaginei com uma criançona dentada e saltitante mamando em mim. mas aos 7 meses isaac decidiu que não. foi um processo rápido sem dores ou traumas.
    eu não sou uma bezerrona, mas não consigo imaginar as minhas manhãs sem um copo de leite quentinho.
    isaac puxou ao pai e só toma leite quando está com muita vontade.
    mas acontece que temos outros desafios: os industrializados. tá, substituir o leite por suco, ótimo. mas um dia vai querer entender o facínio que uma caixinha de suco de uva causa numa criança de 3 anos. eu não entendo até hoje. e torço para que inventem uma caixinha onde eu consiga colocar o suco natural e enfiar um canudo.
    são várias lutas solitarias e diárias que teremos que enfrentar na educação (principalmente a alimentar) dos pequenos.
    vai com calma, respira e ligue o foda-se pros comentários dispensáveis.
    se quiser amamentar até os 3 e meio, sem mamadeira ou complemento, e quiser ouvir mulherzinha experiente no assunto, te passo o contato da minha mãe, ok?
    esse tipo de coisa é mesmo difícil de encontrar no google.
    um beijo enorme e força, tá?

  4. Carol, você está certíssima em não alimentar seu filho com leite de vaca. É completamente desnecessário.

    Eu acordo mais ou menos tres vezes por noite para dar o peito. Quando Isabela era RN só acordava uma vez. Assim que voltei a trabalhar a demanda nas madrugadas aumentou, ou seja, os bebês sentem falta do nosso peito.

    Nunca comprei lata de Nan e assim será até Isabela fazer um ano, pelo menos. Quando ela ficou doente, meu leite deu uma secada, mas foi voltando aos poucos.

    Deixa o preconceito e a cara de nojo das pessoas de lado e continue com as ordenhas. A carinha de saudável do Lucas supera tudo isso.

    Parabéns pela família linda e com muito leite materno.
    Beijão

  5. Carol Bela, tenho alguns pontos a dizer, não que o que eu diga vá mudar a sua vida, nada disso. Só pra complementar, tentar te acalmar e acalentar o seu coração, se eu conseguir um pouco.

    1) eu não tomo leite desde cotoca. Nada de leite e iogurtes. A única coisa que lembra leite que gosto é yakult. E mesmo assim, de vez em qdo. Não tomo sorvete, não porque não gosto do tipo detesto sorvete, mas não me agrada muito, não acho que vale a pena engordar, ingerir açúcar, colesterol e etc. por um copo de sorvete. O leite de vaca é diferente, pq não tomo que tenho nojo mesmo. Opinião minha, sensação minha. Não como chocolate, pq tbm não gosto. De vez em qdo eu como, qdo tenho vontade, mas como isso é mto difícil, então eu realmente libero um chocolate qdo quero – já que eu quero muito pouco. Fora na gravidez, em que fiquei LOUCA por chocolate. Coisas dos hormônios.

    Enfim, quero que saiba que viver sem leite é mto fácil, simples e gostoso – pra quem gosta, como eu. Mas há aqueles que amam e que não suportariam viver sem (assim como eu não viveria sem carne vermelha e não entendo como vegetarianos são felizes).
    Entendo 100% do que vc disse sobre o leite e não acho que devamos entupir nossas crianças com isso. Restringir a zero, eu tbm não faria, sendo bem honesta. Nem tanto ao céu, nem tanto ao mar. Eu daria pouco leite, se a Laura gostar, vou dar, mas não vou incentivar a bebida todos os dias, manhã e à noite. Não.

    Quanto à amamentação, eu, que parei precocemente de amamentar, não consegui, não tive leite e sobraram frustrações…. amiga, TENTE TUDO O QUE VC CONSEGUIR!!!! Sei que é difícil e sei que o mundo conspira contra (inclusive, para amamentação de RN tbm tem muita gente incentivando o desmame…), e que todo mundo acha óbvio parar de amamentar após os 6 meses, mas tente, tente e tente. Faça de tudo o que vc conseguir (conselhos eu não estou apta a dar, pelo meu fracasso, néam???), ore, tome cerveja preta, ordenhe a cada 3 horas, dê o peito de madrugada, coma canjica (ecaaaaaa), tome plasil (Jesus segura), Equilid, etc…., faça o que vc achar certo para manter a amamentação e só desmame qdo não der mais. Mesmo. Assim, qdo desmamar o pequeno, vc terá na sua consciência o quanto vc lutou para manter e que manteve o hábito pelo tempo que conseguiu.
    Te digo isso pq hoje, apesar de ser muito frustrada com a amamentação, de ter muita raiva de todos os anjos que não me ajudaram e do meu peito, inclusive, de ficar puta com todo mundo que conseguiu amamentar e eu não, e depois de chorar dias e noites por causa disso, o que me acalma o coração é saber, com toda certeza, que fiz tudo o que pude, até o último momento, o último respiro, dei a minha última gota. Isso me mantém calma e serena (imagina se eu não tivesse isso?????).

    Beijos grandes, mantenha-se forte a parabéns pelas resoluções intuitivas. Tô contigo em todas.

    Beijos!

  6. Quanto a sua alimentaçnao, vai fundo!!! sou vegetariana a 12 anos e tenho um pitoco de 6 meses, tudo funfa melhor sem derivados e afins…
    Quanto a desmamar o seu pitoco, segura a onda, coisa mais linda amamentar bebezão!!! entre em sites e blogs que compartilhe a ideia, porque caso contrario o que vc vai encontrar vai ser sem duvida nenhuma preconceito!
    MATERNIDADE CONSCIENTE E ATIVA ´E TUDO DE BOM.
    http://www.mamiferas.blogspot.com é um do bem!
    bjus

  7. Querida Carol, acho muito válido seu esforço e se te faz feliz e ao Lucas continue, segue aqui meu apoio. E pra te estimular te digo que morro de inveja pois eu não consegui este feito! Minha filha teve aplv e parei de amamentar aos 6 meses pois estava esgotada. Mas uma coisa eu notei e venho notando nas mães de bebês com aplv que amamentam, a privação de alimentação deixa nossa capacidade de produção restrita. Por isso eu acho que se der tudo certo nesta etapa 2, se joga sem medo no leite de vaca. Claro, sendo saudavel, mas tenta fazer tua alimentacao mais rica e variada possivel pra ver se o leite nao volta com tudo, e depois nos conta! Você é muito guerreira! Te admiro! Beijos!

  8. A pediatra da minha filha iria adorar a sua meta de continuar amamentando o Lucas: ela mesma deu de mamar aos próprios flhos até os 4 anos. Só há vantagens nisso! Infelizmente, quem não quis no caso foi a minha filha, e quanto menos queria, menos sugava, menos produção de leite havia, enfim, com 9 meses, ela decidiu que não.
    Acho que quem na verdade vai definir isto será o seu filhinho, independente da sua vontade. Espero que tenha mais sorte que eu…

  9. Carol, com certeza alimentar o seu filho é uma responsabilidade enorme. E eu, que não dei conta da primeira vez, sei o que é se sentir um NADA absoluto por ter falhado com a Ciça. O que te digo é que, se vc quer amamentar, continue lutando. Mas é claro que vc pode reduzir as mamadas, dar só 3 vezes ao dia (vc pode ir amamentá-lo na creche na hora do almoço?) e ir substituindo por outras coisas (nem precisa ser o LA, mas coisas de comer mesmo, muita fruta e água).
    Beijos

  10. Carol pra mim amamentar é muito mais que alimentar, encher a barriga… É amar, ser cumplice…

    Concordo que se leite fizesse tão bem assim bezerro não desmamava.. Eu não tomo leite desde pequena e nem por isso não sou saudável. Mas o leite materno é diferente. Contém anticorpos, nutrientes, vitaminas, aém de amor, carinho, chamego… Quer coisa melhor…

    Agora quem diz que dá nojo aliemntar o seu filho, é por que no mínimo não sabe o que amar um filho…
    A minha tem 1 ano e mama e se delicia no leitinho da mamãe… Mas come igual a um touro também..hehehe

    Muito leite pra vocÊ e amamente até quando achar que deve…

    Beijocas
    Carol

  11. Super concordo com a Paloma. É o que tenho feito com o Davi. Nem na hora do almoço mais eu tenho ido. Ele mama de manhã e quando volto do trabalho. E, claro, sempre que acorda de madrugada (poucas ou muitas vezes). Final de semana o peito é liberado (até pq eu acho q estimula mais e a produção dá uma crescida).

    Se está com fome, come. E muito. De tudo (nos horários certos). Sem neuras também: sal e açúcar entram na dieta de forma moderada (papinhas já temperadas com sal, azeite, alho e cebola e um danoninho, que algumas pessoas acham o demo da alimentação, já estão no cardápio dele). E tem sempre muuuuita fruta e legume.

    O peito ainda é parte importante da alimentação dele, mas agora é muito mais um momento de aconchego, de acalmar, de ficar junto, de carinho do que de comida, sabe?

    Será que é por isso que ele não dorme a noite inteira? Minha mãe mesmo já disse: taca uma mamadeirona de leite nesse menino pra ele ficar cheio e dormir a noite inteira. Mas quer saber? Prefiro acordar de noite e dar o peito porque EU acho que é o melhor pra ele e pra mim.

    Aliás, depois vou escrever um post sobre maternidade intuitiva. Acho que pode dar um caldo.

    bju

  12. Meu pai fala que o unico animal que continua bebendo leite depois do desmame é o homem, e exatamente oq ue vc falou … leite de outro animal. Na natureza vc não vê nenhum animal bebendo leite desta forma e de forma continua por muito tempo. A liza continua dando leite dela para o Davi e eu acho um máximo. É um momento e tanto e se vc pode levar adiante, acho que está certa!

    Força Querol! E isso eu sei que a senhora tem, então não precisa de google para te apoiar, basta seguir sua intuição. Seu feeling!

    beijos, ju

  13. Oi Carol… em primeiro lugar, parabéns pelo progresso do Lucas com relação a alergia! É ótimo saber que passou!
    Quanto a amamentação, acho lindo… Admiro mesmo, e acho que quem tem que decidir a hora de largar o peito é a criança… Se ela aceita, e gosta do peito, pra quê desmamar?
    O Dudu me largou com 6 meses…. Não queria mais saber e quando eu tantava insistir ele tacava os dentes. Tentei algumas vezes e depois de umas boas dentadas, desisti…. era o "não quero mais" da parte dele. E aí não rolou culpa da minha parte… só uma tristezinha, pois tem coisa mais gostosa que dar de mamar?
    Se ele aceita e curte teu leitinho, continua…. até onde teu corpo deixar, e você conseguir!
    Beijinhos,
    Fer

  14. Voltando para comentar o comentário da Liza! Escrevemos juntas e misturadas mas sem saber uma da outra rs

    Ontem estive com os dois e vi esse lance que a Liza falou do aconchego, de acalmar. Por mais que o Davi "jante" na creche, ele chega em casa já querendo o peito da mãe, dá uma relaxadinha e pronto. Brinca. Mais tarde quando começou a ficar chatinho, procurou a mãe e pronto, se acalmou de novo e voltou a brincar. Acredito que assim como para a mãe, a amamentação é um momento mágico para a criança também, e que passa segurança, conforto. Então, se vc é abençoada e tem leite, dê o máximo que puder 😉

    bjus, ju

  15. Carol,

    Mesmo o Enzo tendo apenas 4 meses (completa amanhã) tenho períodos que não sei o que acontece mas, fico com pouquíssimo leite. Me dá até dó de vê-lo sugar tanto o peito. Entrei na nóia do: meu leite tá acabando..e comecei a fuçar na internet. Já tomei (e ainda tomo) muitoooooooo suco de uva, ordenhas de madrugada também, mamada de madrugada…muita água…e mais, o que me fez voltar a minha produção normal de leite: chá de erva doce. Nossa…como tomo isso! E quando paro…dá uns 2 dias e meu leite volta a ficar pouco…e eu, novamente choro e me entupooo de chá de erva doce! rs…

    Quero muitooo amamentar meu pequeno pelo menos até 1 aninho!!!
    E como vc, tb escuto só gente que me põe pra baixo!! Fico arrasada e choro sozinha!!!! Só nós sabemos o quanto isso importa pra gente né??

    Mas fica tranquila…seu leite deve estar pouco devido a estresse do trabalho..rotina corrida. Quando vc tiver qlq tempinho, procure relaxar, ordenhe bastante…deixe Luquinhas mamar a vontade…tome chá de erva doce
    (pra mim funcionou..e olha que odiava chá)…enfim..tem que relaxar!! E olha…não dê ouvidos a pessoas negativas não! Acho super importante vc seguir seu instinto..seu coração!

    Tenha a certeza que estou rezando por vc, por mim e por todas as mamães que estão passando por essa fase louca de "pouco leite". Nós vamos vencer!! Vc vai ver!!!

    Bjokas em vcs e muitooo leitinho pro Luquinhas! 😉

  16. Ah..e em relação a dieta, mesmo o Enzo não tendo alergia, cortei um monte de coisas…inclusive leite. Derivados eu excluí durante um tempo..mas, acabei voltando com algumas coisinhas. Excluí também feijão (que dava gases nele), chocolate, refrigerantes, carne de porco…
    Outro dia, estava morta de sede e estava com a maldita imagem da Coca-Cola geladinha da porra do comercial…eu estava na casa da minha mãe (lá sempre tem coca-cola por causa do meu irmão viciado nisso…e eu tb era)e meu marido resolveu tomar um pouco (ele tb está de dieta comigo..rs) e resolvi dar uma golada no copo dele. NOSSSAAAAAAAAAAAAAA…quase surtei! Que treco horrível!!!! Doce demais…o gás tb não ajuda…ECAAAA!!!!! Tive nojo de coca-cola!!!!
    Bom, mas foi só isso mesmo..pq tb não resisti e comi 1 pedacinho minúsculo de chocolate e me deu vontade de comer a barra toda…ehhehehehe…amo muito chocolate..mas, amo mais ainda amamentar meu filhote. 😉

    bjokonas

  17. Carolina,tudo bem??
    Enfim, vc não me conhece mas achoq ue chega uma hora em que é necessario apresentação. Não sou mãe e creio que não serei tão cedo. Cai no seu blog depois de ler uns textos do "falecido"no-scrubs e ter uns post sobre filhos e atraves dele ir ao "pqueno guia pratico", uma das autores da falecido.De lá pra cá foi um pulo e me encantei com sua historias e susperações. Certamente, és muito mas que uma simples mãe, és uma mãe por completo, que supera barreiras por amor.
    To com teclado desconfigurado e entao, encerro o comment por auqi, antes que fique muito pior, mas só gostaria de deixar registrado aqui: vc é um exemplo a ser seguido.
    com muito carinho da nova seguidora
    nathália

  18. Oi Carol, acho um absurdo alguém achar nojento uma mãe ordenhando seu próprio leite… É tão lindo! Rss…Afinal, você faz isso por um amor maior do mundo… Tomara que tudo dê certo, e que vocês fiquem bem.

    Beijosss

    Feliz 2012!

    Flavi

  19. Carol, lê o meu relato de desmame também! Talvez te estimule a continuar amamentando. Tem o link lá no blog. Sobre produção, depois do 1º mês do Arthur, desencanei disso. Nunca soube o que é vazar uma única gota de leite. E também nunca consegui ordenhar mais que 10ml (sorte que não dependi disso). Eu, com meus seios fartos, nunca fui uma leiteira. Mas resolvi jamais me preocupar com isso. Meu filho mamava, crescia e engordava. E mamou exclusivo até os 6 meses. Arthur sempre foi de ficar pendurado no peito e sempre deixei, tenho cá para mim que foi assim que estimulei as peitcholas preguiçosas a continuarem produzindo. Se era exaustivo? Muito! Mas também era bom! Ah! Arthur só começou a tomar leite com 1 ano e 10 meses e hoje adora um leitinho. Preferia nem ter apresentado o leite da vaquinha, mas não resisti ao apelo social e também a minha vontade de dividir um pouco a responsa das mamadas.

  20. Carol, hj eu nem acho necessário todo esse tempo de amamentação e eu já disse isso aqui, MAS como recordar é viver, eu mesminha amamentei meu filho até UM ANO E OITO meses, e fui feliz assim, então meu bem se é isso que te faz feliz vai lá e dá de mamar até qdo ele quiser! O que importa é estar em paz consigo mesma, e tem mais se alguém naquela época me falasse em desmame eu perdia a linha!, creio que sao as diferenças que nos fazem melhor, nem sempre o que é bom pra um valhe para o outro, vai com seus potinhos e quem quiser que olhe ro outro lado.
    Mais uma coisa, gosto tanto de leite de vaca, que eu sou uma das que não entende a aversão a ele…viu como nem sempre a opinião é a mesma…rs
    Vai fundo no q vc acredita

    Bj bom 2.012!

  21. Ola, sei que na blogosfera todo mundo incentiva a amamentação prolongada e na vida real é o contrario dificil né? eu tenho uma pequena de 16meses e ainda amamento em livre demanda, mas é bem dificil que os outros aceitem, todo mundo quanod me encontra pergunta e ai já parou de mamar? ou então "nossa ainda" etc… (ou os familiares "Ih vai puxar o pai" que mamou até 6anos!!!!) Por mim ela pode mamar o quanto quiser faz muito bem e eu não ligo, adoro nosso momento!
    Quanto ao leite, é um nojo mesmo, não tem nada de bom! todo processo dele (mesmo o de saquinho) faz com que todos os probioticos morram e então ficamos sem a riqueza do leite! e o fresco alem de proibida a venda também é bem pirogoso, pois as fezes das vacas escorrem pras tetas e por isso corre-se o risco de contaminação, alem da necessidade do ordenhador ter que ter uma higiene impecavel com as mãos e utencilhios. (por isso a venda do leite fresco é proibida, hj é obrigado ferver o leite a sei lá quantos graus antes de comercializa-lo). Aqui fala mais: http://pat.feldman.com.br/2008/08/26/leite-verdades-e-mentiras/

    Agora os derivados são otimos, eu uso muito principalemte yogurt, faço em casa e em 24hrs quase todas as proteinas do leite saem e se forma o yogurt, é riquissimo em probioticos e muito saudavel! eu uso kefir para produzir, mas você pode usar o propio yogurt industrializado ou biorich (um pozinho que se encontra em farmacias).
    Mas se você estiver em busca de mudar sua vida em relação a alimentação super recomendo começar a utilizar kefir, aqui no brasil não tem industrializado, então tem que cultivar em casa, talvez ai tenha nos supermercados, se não tiver o google ajuda a achar um doador para começar o cultivo!
    Faço tanta coisa, da até pra fazer queijo por ele! tão facinho e saudavel! vale a pena!

    E se eu fosse vaca leitera e conseguisse tirar alguma coisa de mim, com certeza cultivaria meu kefir com meu leite, e se pá até tentaria passar a tomar ele ao em vez do leite de vaca, acho que com o tempo acostumaria com o gosto, sei lá! mas infelizmente só a minha filha consegue alguma coisa daqui! 🙁

    bjs e boa sorte!

  22. Carol, eu nem sou grande fã do leite e ao ler seu post é que fui perceber isso! hehe
    Eu não tomo leite com nescau ou afins. Raramente tomo sorvete em bola, fico sempre nos picolés. A única coisa que gosto e tomo de vez em qdo é chocomilk! hehe
    Olívia passou a tomar Ninho +1 qdo completou 1 ano e ela me desmamou aos 6 meses, não quis mais saber mesmo! Não senti culpa e só uma tristezinha que passou logo. Eu nunca fui fãzona de amamentar, mas amamentaria Olívia até 2 anos se ela quisesse!
    Com o próximo, quero amamentar tbm e por tempo indeterminado. Meu problema é que nunca tive muito leite, nunca fui uma vaca leitera, meus seios nunca vazaram e eu nunca consegui ordenhar mais que 10 mls! Olívia foi amamentada em livre demanda até os 6 meses e assim será com o próximo, mas se eu tivesse que ter voltado a trabalhar antes, tenho certeza de que meu leite teria secado antes.
    Todo mundo ficava de cara comigo qdo eu dizia que achava que tinha pouco leite. Primeiro pq as pessoas acham que sutiã acima de 44 é sinal de leite em fartura, o que não é! Segundo que sempre vem com aquele papo de que o corpo sabe produzir exatamente na quantidade certa que o bb necessita. Besteira!
    Acho que se vc curte amamentar, vá em frente! Se o Lucas curte, vá em frente! Se não der mais, se ele não quiser ou vc mesmo nao quiser, tudo bem tbm! O importante é ele ser alimentado de maneira saudável!

  23. Carol se tu curte amamentar e tá feliz e pode fazer isso, se jogaaaaa!!! Eu sou contra esses clichês não pega no colo que vai mimar, não faz isso e aquilo, o filho é meu, eu faço o que quiser e que gostar se quero ficar horas com ele no colo eu fico e curto esse momento. Se eu to feliz e to fazendo meu filho feliz isso que importa !!! Meu baby completou um mês hoje, ta mamando que é uma beleza, eu só vou amamentar até os 6 meses, pq preciso muitoooooooo trabalhar devido a questão financeira, e pq meus futuros trabalhos não me permitem tempo para ficar ordenhando, mas não sou contra quem amamenta até 1 ou 2 anos da criança, cada mãe faz o que acha melhor p seu filho e ninguém pode ficar julgando!!! bjos

    http://maeefeliz.blogspot.com/

  24. Guria,
    Sabe que eu também não voltei com tudo pro leite? Até hoje só tomo leite de soja, não uso mais molho branco, não tenho mais o queijo como a base da minha alimentação.
    Acho que esses babys vêm justamente pra nos fazer repensar aquilo que já era rotineiro e cotidiano, aquilo que nem cogitávamos em fazer diferente…

    Sabe que o Lorenzo tem 10 meses, mama o tempo todo, onde bem entende e eu NUNCA recebi nenhum olhar de reprovação, ninguém nunca me perguntou se ainda mama.

    E vai mamar por muito tempo ainda! Porque eu amo e ele ama!

    Beijos

  25. Carol, que ótimo ele não apresentar nenhuma reação! Vc pode não querer que ele consuma leite agora, mas o fato dele não ter essa limitação é maravilhoso! Minha filha e eu passamos pela dieta de leite (não tão rigorosa) e eu ficava imaginando como deve ser dificil com a criança maior manter a dieta.
    Minha filha está com 1a10m e ainda mama no peito, e só agora começo a pensar em desmame. Com 8 meses é mto pequetito ainda, vc tem toda razão em investir na amamentação do Lucas.
    Abraços

  26. Pura verdade, tenho um bebe de 6 meses.. estou tentando a introdução de outros alimentos e ele não aceita nada, já teve vomitos com o Nan, não aceita bicos de mamadeiras, sucos, frutas e papas. Ele continua no peito e diferente de quando ele nasceu que todo mundo falava pra eu só dar peito agora recebo críticas e frases que muito me chateiam do tipo: 'Ele vai fazer 8 anos mamando?' Não é fácil passar por isso.. Não quero desmama-lo, mais gostaria muito que ele ficasse no peitinho de mamãe só de manhã e a noite.. Vamos a luta! 🙂

  27. Carol,
    Te deixar uma dica… eu não uso mais orkut pra nada rs, mas não fecho o meu por causa de algumas comunidades. Existe uma chamada GVA – Grupo Virtual de Amamentação e tenho certeza que lá você vai encontrar ajuda! O grupo é feito de mães e profissionais de saúde que apoiam a amamentação, inclusive a prolongada, óbvio! Tem muitas dicas mesmo… entre, relate seu caso… vai aparecer as meninas fazendo mil perguntas pra identificar o problema e te ajudar a achar as soluções!
    Vale a pena mesmo!
    bjs

  28. Carol, desde que voltei a trabalhar, amamento no peito só de manhã, quando ele acorda, e de noite, antes de ele dormir. Meu baby tem 11 meses e deu super certo para nós. O meu corpo se adaptou bem à produção de leite. Só tenho leite nestes dois horários e tem sido muito legal porque, para mim, foi o ponto de equilíbrio entre continuar amamentando, sem me sacrificar com um milhão de ordenhas diárias. Quando estou no trabalho, à tarde, ele toma uma única mamadeira de leite artificial. Também recebo muitas perguntas sobre até quando vou amamentar e a maioria das pessoas quer mesmo é que a gente pare. Mas, quer saber? Ninguém tem nada a ver com isso. A amamentação é um momento de conforto e cumplicidade entre mãe e filho. No que depender de mim, vou até os dois anos! Esper que vc também encontre o seu ponto de equilíbrio!

  29. Carol,
    Eu não gosto de leite, não tomo leite desde que me tiraram a mamadeira, acho que com uns 5 anos. Sinto náusea, não gosto do sabor e tb não gosto de iogurte. Queijo eu como, mas não morro de amores. E depois que dei um tempo no queijo tb não senti falta, assim como nunca senti falta do leite.

    Acho que sua intuição está certa. Se quiser e tiver um tempinho, dê uma olhada nesse vídeo com a nutricionista Denise Carreiro (diferente das que só contam calorias), onde ela fala sobre os mitos e verdades sobre o leite de vaca e seus derivados. Ela tb fala sobre isso que vc disse, que tem leite em muitos outros "alimentos" que a gente nem sabe. Ela tem um livro muito interessante que se chama "Mães saudáveis têm filhos saudáveis" que aborda a alimentação.

    Bjs.

  30. Oi Carol! Acho que quanto à amamentação vc tem que seguir até onde achar melhor. Cada um tem seu tempo. Agora, quanto a não dar derivados lácteos pro seu pequeno, eu acho que era bom conversar com alguma nutricionista. Eu posso estar errada, mas acho que é importante para as crianças por conta da calcificação óssea na fase de crescimento. Posso estar falando uma grande besteira, tá? Mas um especialista é que vai te responder.
    bjos!

  31. bah eu tomava tres litros de leite antes de descobrir a aplv, quando pude sair da dieta a primeira coisa que desejei foi meu sagrado toddy, tomei e… nao gostei… achei… écat! blergh! nao aceitei, hahaha meu tao amado toddy, tomei um litro para me convencer de que era bom. me convenci. hoje estou tentando me desconvencer de novo 🙁 vai entender… hehehee

  32. Carol, vc tá certinha.
    Criança precisa de leite de MÃE!
    Leite de vaca é pra bezerro. Ele tem proteína pra um bezerrinho de pelo menos 20kg… claro q eh MUITA coisa pros nossos bebezicos.

  33. Olá.

    Se você gosta e se sente bem a amamentar e o bebe também então continue e não ligue ao que os outros pensam…eu amamentei a minha princesa até aos 24 meses e foi tão bom…Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *