eu quero que ele aprenda a dormir e não sou das mais maternais (digamos assim). No sentido de que não amo ficar colada nele na madrugada, nem vejo tanta poesia nele se acalmar só nos meus braços.

Mas aí hoje eu tava com ele no colo. Ele com aquela carinha sonolenta fofa. Eu sentada na cadeira de balanço, indo e vindo em movimentos mais suaves dos que os bruscos que usávamos antes. Coloquei Pato Fu pra tocar e comecei a cantar:

Love me tender
love me sweet
never let me go


you have made my life complete
and I love you so

ai gente.
senti aquele pacotinho nos meus braços. foi me dando uma coisa. um amor. uma saudade. uma completude.

que bom que estávamos ali juntos. que bom que ele é pequenino, que não sabe dormir, que eu preciso ninar.

For my darlin’ I love you,
And I always will.
.
.

34 respostas em “Love me tender

  1. Às vezes penso a mesma coisa…
    Mãe é bicho doido, né?
    Eu escrevia o post dos 14 meses pensando o tempo todo que não quero que ela cresça. Me forcei a não colocar isso no post, pois não queria que ficasse clichê. Mas, tá, eu sou um clichê ambulante (e um paradoxo também) quando se tratam de filhos.
    Beijos

  2. Amo essa música.
    Não sei se chorei por ela ou por pensar nesse amor gigantesco que sentimos por essas coisinhas que às vezes nos sufocam com sua depedência…MÃÃÃÃÃSSS que mesmo assim, não sofremos qdo os vemos crescer.

  3. Menina, eu fico impressionada como sempre vc acha as músicas mais tocantes para colocar aqui.

    É de chorar de emoção.

    Graças ao seu blog, eu já tenho uma coleção de músicas lindas, chorantes, alegres, engraçadas e tocantes para cantar pra minha Laura.

    Obrigada por dividir isso com a gente.

    Seu filho é lindo!

    Bjos.

  4. Música linda! Adoro!

    E a maternidade é essa dualidade, né guria? Uma coisa doida, que tira a gente da órbita!

    Obrigada por ter encontrado um tempinho nesses seus dias tão corridos para deixar um comentário tão carinhoso lá no blog! E já está decidido, é Pedro mesmo, hehe

    Beijos,
    Nine

  5. ai Carol, me fez lembrar q me senti assim tbm a alguns dias. tava super irritada pelo fato da minha filha passar horas no meu colo sem dormir, chorando, resmungando, nada q eu fazia dava certo, eu caminhando pra la e pra ca e ela nada, e depois q lembrei de todo o tempo q esperei por ela (5 ANOS!!!), CHOREI SOZINHA, E CONTINUEI NINANDO ATE ELA DORMIR.

    AMOR INCONDICIONAL…

  6. Xará!
    Quando estava grávida pela primeira vez… um dia coloquei o CD do Elvis pra tocar e a cria, que mexia bastante naquela hora, foi se aquetando na barriga enquanto tocava Can't Help Falling in Love. Depois disso, quando ela tinha uns dois meses de idade, em uma noite com crise de cólica, uma luz divina se acendeu em mim (o que o desespero não faz…) e coloquei a música de novo. Ela foi acalmando até pegar no sono. Depois disso, e até hoje, se a moçoila anda agitada demais pra dormir, é só colocar a música no repeat e… puft!!!
    Lindo, né?

  7. Ai Carol..tb já sentí a mesma coisa…Já me aborrecí pq tem horas que ela só quer ficar comigo…não aceita nada nem ninguém…só quer dormir se for comigo ninando…não serve ninguém…aí numa dessas horas olhei pra carinha dela me olhando..sentí uma coisa muito grande dentro de mim…é amor…que não quer mais nada do que a minha companhia…do que o meu cheiro, do que os meus braços…simples assim,do jeito que eu sou…aí meu coração de derrete toda e muitas vezes me dá vontade de chorar…de emoção…de amor tb…

    BJS…

  8. Ai que saudade! Meu filhote já dorme sozinho, o que é muito legal, mas senti-lo fechando os olhinhos devagar, piscando, piscando, até adormecer aninhadinho no colo é tudo de bom. E com essa música e um colinho, até eu dormia… beijocas

  9. aproveita coleginha! as vezes é um saco nós sabemos(e vc bemmmmmm melhor do que eu)mas quando eu penso que daqui a algum tempo(e owww tempo pra passar rápido)eles vão estar dizendo-ahh mãe chega pra lá!…ai é que eu agarro bem muito e amo cada vez mais e agradeço a minha pimpolha por estar acordada aquela hora pra eu poder gasta-la bem muito.(melhor ver poesia que descabelar!)felicidade é questão de ser neh!beijoooo na careca do tiruliru!

  10. Ai essas maozinhas o que são? Tão fofas e as bochechas desse lindo são demais… Essa música é linda, e confesso que hoje tô chorando por qualquer motivo snif.

    Beijos e boa semana pra vcs.

  11. Olá Carol. Tudo bem? Sou mãe de um bebezico de 10 meses e queria muito ter escrito a respeito do sono dele no post em que você pediu pitacos, hehehe. No entanto, seria um comentário tão grande que demoraria tempos para escrever. E como ando sem tempo algum, deixei passar. Quem sabe um dia eu escreva e conte a história do pequeno.
    Mas voltando a esse post, eu só posso te dizer uma coisa, a partir da minha micro experiência como mãe: a partir do momento que eu aceitei que o Eduardo precisava de mim para dormir (e só aceita a minha pessoa… não tem jeito, para qualquer soneca, sejam as duas diurnas, seja a noturna), tudo ficou bem, mas bem mais leve. Hoje eu aproveito muito os dez a vinte minutos (já foi muito, muito mais) em que ele fica no meu colo, todo entregue, quietinho, só fazendo carinho em meu rosto, até adormecer. Então, "se joga", porque é no seu colo que ele se acalma… é com você que ele se sente seguro para dormir.
    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *