quem me conhece sabe que este meu almoço é obra de deus. Milagre. Coisa rara. Coisa pra fotografar.

Minha mãe, se estivesse nesse mundão, certamente diria:

“bem feito”
ou
“eu te avisei”
ou ainda
“vai chover”
ou mais
“viu que você ia me entender quando tivesse seus filhos?”
ou então
“que orgulho, filha! fotografa isso!”

Então, querida mãe (e demais amigas mães), quero dizer que: já tomei foi porrada nessa vida. Fazer dieta não é, nem foi, nem será, o pior dos mundos. Eu vou comer o que precisar. Eu vou fazer o que precisar. Meu filho vai tomar meu leite até quando a gente conseguir. Não importa o que me custe.

Eu vou conseguir.
Eu sou mãe, porra! E as mães podem tudo!
.
.

39 respostas em “Mãe, be proud

  1. Chorando…
    Mimata de orgulho!
    Quando a parada aqui do repouso (meses em cima de uma cama) vai ficando complicada começo a me espelhar na força alheia, assim eu ganho um pouquinho mais…

    Beijos e parabéns!!!

  2. pude sentir aqui você colocando pra fora todo seu amor, batendo na mesa e gritando com voz forte eu sou mãe porra, e mãe pode tudo… e como podemos… mãe pode principalmente se dar, se doar, de corpo, alma e coração, pro filhote *-*

    bjocas e alem de mãe, vc é determinada, forte, e muitas outras coisas, tem gente q não faria nada disso…

  3. Mãe pode tudo mesmo Carol.
    Mãe tira força daonde não tem pra fazer de tudo pelo filho, a gente se doa à eles por inteiro.
    Estamos contigo, se precisar chama. Lucas morre de orgulho dessa mãe porreta dele viu, podes ter certeza.
    E ele ainda vai ter peitão da mamãe por muito tempo, pode crer.
    Beijão.

  4. Chorei emocionada.
    Lindo post Carol. Linda atitude.
    Mas só até onde vocês conseguirem tá, que amamentar é bom, mas não é tudo, nem prova de fogo, nem no limite, nem coisa nenhuma além de alimentar. Podem me criticar as mais radicais, mas ser mãe não é padecer no paraíso, nem nunca foi. Então faça tudo o que puder para o bem do seu filho, mas não faça disso uma cruzada,uma batalha. Ser mãe é para ser bom, não para ser sacrifício. Tô aprendendo isso aos poucos, acho que ainda é cedo para você perceber, mas vai perceber…ah vai.
    na torcida, viu?
    beijos e parabéns por tanta dedicação.
    sou tua fã (e me alonguei mais do que devia…rs)
    não vou nem revisar pra não deletar.

  5. Chorei emocionada.
    Lindo post Carol. Linda atitude.
    Mas só até onde vocês conseguirem tá, que amamentar é bom, mas não é tudo, nem prova de fogo, nem no limite, nem coisa nenhuma além de alimentar. Podem me criticar as mais radicais, mas ser mãe não é padecer no paraíso, nem nunca foi. Então faça tudo o que puder para o bem do seu filho, mas não faça disso uma cruzada,uma batalha. Ser mãe é para ser bom, não para ser sacrifício. Tô aprendendo isso aos poucos, acho que ainda é cedo para você perceber, mas vai perceber…ah vai.
    na torcida, viu?
    beijos e parabéns por tanta dedicação.
    sou tua fã (e me alonguei mais do que devia…rs)
    não vou nem revisar pra não deletar.

  6. Força, Carol!!!
    Com o tempo a gente se acostuma e vale a pena!
    Quero te convidar para participar dos SORTEIOS lá do blog:
    até dia 15/08: um kit de produtos da MAM
    e
    de 05 a 26/08: um cooktop da Tramontina.

    Te espero!!!

    Um abç,
    Maura

  7. Carol!

    A dieta é punk no comeco…depois a gente vira mestre cuca em pratos com frango e legumes!

    Quando a dieta comeca a fazer efeito, tudo fica mais fácil, vale muito a pena!

    A vida social melhora (a gente aprende a comer antes de sair, e fazer cara de paisagem na frente da comida dos outros).

    Mas, pode ser que tenha furo na dieta, tem que tomar cuidado… Aqui cortei todos os industrializados, e ovo, peixe, frutos do mar, oleagenosas, mas enfim… Antonio é mega alergico!

    Beijos, e bola pra frente e barriga no fogão!

    Bettina
    http://www.vivendonummundoazul.blogspot.com

  8. Lendo seu post me lembrei do que minha mãe me falou,,,
    Disse que a palavra MÃE é muito forte,
    Nela está as três maiores as iniciais das três maiores forças que defendem a nação
    "M"arinha
    "A"eronautica
    "E"xercito,
    não é fraco não…

    Boa sorte na batalha…

  9. Carol,

    Eu ia comentar no último post, mas a minha baixinha de 2 meses aqui não permitiu..
    Seguinte…minha filha quando tinha 20 dias engatou num choro sem fim, que nada resolvia, muito pareceido com esse do Lucas. Eu ja tava ficando doida, nao sabia oq fazer, nao sabia oq era…pensava que eram colicas…dava funchicoria, fazia massagem, e nada resolvia..o peito entao eu dava o tempo todo! Numa noite extremamente fria eu passei exatas 2h30 com ela no peito..eu estava acabada, esgotada… Um dia eu tava tao desesperada ja q passei no PS. Relatei tudo pra pediatra de plantao, e ai com um olharzinho de compaixão ela olhou pra mim e disse "mãe, eu receio de te dizer isso, mas eu acredito que o que ela tem é fome". Meu mundo caiu na hora né…como assim? Me apavorei na hora q ela receitou 60 ml de formula pra ela. Fui pra casa arrasada, e todo aquele conceito de amamentaçao q eu tinha? Na hora fui na farmacia e comprei aquelas bombinhas manuais…consegui tirar 5 ml de cada peito. Não era possivel!! Comprei outra bomba, de outra marca, e só consegui os mesmos 5ml… aluguei uma bomba profissional da medela, e tudo q eu consegui espremendo meu peito foram 10ml… ou seja, apesar da pega correta, de tudo que fiz, eu simplesmente nao tinha leite! Tomei plasil, equalid…nada resolveu.. sofri um pouco mas enfim passei a dar só a formula pra minha filha, e só assim nós duas ficamos bem! Ela tb tem refluxo, toma formula AR, e te digo q foi a melhor coisa…nao golfa mais, nao se irrita, nao fica mais sem voz, nao joga mais a cabeça pra trás…
    Enfim, te contei tudo isso pq como vc fez uma reduçao drastica na sua dieta, pode ser q sua produçao de leite tenha diminuido e oq Lucas tenha seja fome. Faça um teste, compre uma bombinha manual e veja o quanto vc consgue ordenhar (nao se engane com os jatinhos q vc ve no banho, eu tb tinha eles, mas a quantidade efetiva de leite era mto pouco). Oq eu te digo é o seguinte, se precisar passar pra mamadeira, nao se culpe…vc vai ver seu filho feliz e isso vai compensar tudo. O importante é vc ter em mente q fez td q era possivel. Amar ele vai te amar da mesma forma! Mas se mesmo assim vc precisar de uma "garantia" psicologica, faça como eu: nao permita q ninguem de a mamadeira por vc, nem seu marido. Fazendo isso, vc e mais ninguem é a responsavel por alimentá-lo…pensar nisso me conforta bastante.
    Enfim, desculpe pelo livro.
    Espero ter ajudado.

    Um abraço,
    Mari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *