Então gentes, mais um feedback de enxoval pra gente sidivertirmos: agora sobre as pequenezas (quer ver a parte 1, sobre o quarto? Clica aqui).

Como eu já sabia, tem muita coisa do enxoval que a gente só vai saber se gosta ou se usa muito vivendo a coisa na prática. Eu sabia que ia errar e, pimba!, errei em várias coisas! Vou deixar abaixo a minha opinião sobre os itens, lembrando que:

– Lucas nasceu no inverno
– Lucas nasceu um pouquinho antes do tempo, não era um baby grande
– Minha casa tem calefação, então, embora no inverno, aqui dentro faz 25 graus, no matter what.
– Eu moro longe da família e da maioria dos amigos, então não ganhei tanta coisa de presente, nem tive um chá de bebê gigante.

Vambora sijogar comigo? Vou dividir em catigurias pra facilitar a nossa vida (e poupar a paciência da leitora que veio procurar uma info específica):

Banho

Banheira: ganhei da sogra uma simples que vem com uma espécie de cadeirinha dentro, pra dar mais segurança e apoio. Como fui com ela escolher, optei por não comprar uma dessas com base/trocador, tinha impressão que seria um elefante branco na minha casa, fora que queria dar o banho em cima da cômoda dele, dentro do quarto mesmo (o banheiro acaba ficando mais frio que o resto da casa). Nos primeiros banhos, usei a tal cadeirinha e o baby ficava histérico. Com o passar dos dias, peguei mais segurança e tirei aquele treco, agora seguro no braço mesmo e ele fica muito mais feliz, acho que se sente mais seguro. Gostei da compra, mas…

Balde: esse é o máximo. Comprei um genérico mesmo, só cuidei pra que fosse um genérico bom, sem saliências ou partes que machucariam o baby. A idéia era dar banho de balde à noite, pra relaxar antes de dormir. Da primeira vez que fizemos, não rolou. O bebê chorou, ficou nervoso, um pouco histérico. Mas, já na segunda, pegamos o jeito e foi só alegria. Lucas já fez altos cocôs dentro do balde (obviamente eu tiro na mesma hora e troco a água) e já chegou a dormir durante um banho. Isso estaria lindo se não tivéssemos descoberto o banho de chuveiro. Esse mesmo, o bom e velho chuveirão de casa. Esse que não custou nada no enxoval. Esse que entra a família toda. Esse que Lucas AMA. Mas ama do verbo AMAMUITOEPODEVIVERAVIDAALI. Não sei quando começamos essa modalidade de banho, mas sei que é a emossaum do dia do meu filhotinho. A gente faz assim: eu dou banho de banheira ou balde no horário bem quente do dia (12h, quase sempre), aí lavo direito, tiro as cracas etc. De noite, quando o pai chega, leva ele pro chuveiro e canta várias sequências de “O Sapo Não Lava o Pé” (o hit do banho). Aí depois de muitos loopings dessa música, passamos um sabonetinho nas partes críticas e eu entro no chuveiro, pra dar o peito. Acreditem, meninas, é a melhor mamada do dia! Ele mama tranquilão, corpinho debaixo d’água e todo aconchegado no meu colo.

Toalhas: ganhei uma com revestimento de fralda e achei que só usaria essa no começo, mas a verdade é que todas as outras que tenho também servem, nenhuma chegou a machucar a pele dele. Tenho 6 e curto ter essa quantidade, já que Lucas relaxa muito em seus banhos e sempre acaba “premiando” a toalha com xixi ou cocô (ou ambos). Já teve dia de ter uma toalha em uso e todas as outras lavando.

Termômetro de banheira: todo mundo disse que era inútil, mas eu amo e uso sempre. Ganhei depois que o baby já tinha nascido e foi aí que ele finalmente parou de chorar no banho, eu errava demais a temperatura (pra muito quente e pra muito frio). Como ganhei e acho que é um ítem baratinho, recomendo a compra pras mães mais sem noção (tipos eu).

Brinquedinhos pro banho: ganhei, mas ainda não usei, Lucas recém começou a interagir com algo além dele mesmo, falta testar. Veremos.

Produtinhos: ganhei da Ju um kit com várias coisinhas, da Natura, linha Mamãe-Bebê. AMO o cheiro desses trecos, dá vontade de usar nimim. Lucas usou o sabonete e ainda usa o shampoo (pra qual cabelo? – vocês se perguntam –, mas dane-se, eu uso e lavo diariamente os 7 fios que ele tem na cabeça). Fora isso, também uso o óleo pra fazer massagens (principalmente barriguinha e pés) e o perfume, jogo umas gotinhas na roupa, pra dar o toque final. Adoro e felizmente não deu alergia nele. O sabonetinho acabou e comprei um qualquer da J&J que tá cumprindo sua função, mas nem de longe tem o charme da linha da Natura.

Troca de fraldas e higiene

Fraldas: No primeiro mês, Lucas usou tamanho RN, tanto da Pampers, quanto da Huggies (no Brasil chama Turma da Mônica, né?). Homem grande e bochechudo que é, já passou pelo tamanho P e agora já está no M e ficamos com a Pampers. Acho o material dela mais suave e quase não vaza (e se vazou, certeza que foi porque colocamos frouxa ou porque o cocô era explosivo demais). Apesar Huggies ser campeã aqui na Argentina, não foi a preferida na minha casa. Ainda não me empolguei de testar as marcas mais baratas do mercado, mas farei em breve.

Lenços umedecidos: até pouco tempo atrás, não tinha uma marca preferida porque, na verdade, nem usava muito. Comprei um de cada marca que vi vendendo (Huggies, J&J, Pampers e genéricas) e comecei a usar em casa, mas percebi que o bebê tava ficando assadinho, então voltei pro bom e velho algodão com água. Na semana passada, mais ou menos, cansei dessa de algodão e voltei pros lenços. Daí achei a Pampers a melhor marca (e a pior, de longe, a J&J), mesma coisa da fralda: parece um tecidinho e o molhadinho me parece na medida certa.

Aspirador Nasal: uso e muito. Tenho um da Chicco e quero comprar outro, acho o bico duro e grande demais pro narizinho do Lucas. Mas, mesmo assim, é o que resolve os insistentes catarrinhos dele. Só que é aquilo: arranca partes do cérebro da criança, hohoho. Tem que ter sangue frio pra usar.

Nebulizador: não ia comprar, mas muitas meninas indicaram nos posts do enxoval e Maridón garantiu que, se Lucas não usasse, ele mesmo usaria (ele tem sinusite). Então compramos um pra crianças e adultos e foi tuuudo. Em crise, Lucas usou todos os dias, é ótimo – só que o pai é que tem que fazer, com a mamãe, ele chora até perder o ar.

Termômetro: não é da categoria troca de fraldas e higiene, mas já que estamos falando de catarrinhos, ficou aqui mesmo. Tenho um que ganhamos de presente, digital. Ele funciona bem, o chato é ficar segurando o braço da criança até o treco medir a temperatura (o que aconteceria também com o termômetro normal de mercúrio). Já ouvi falar de uns termômetros auriculares, mas nunca vi pra vender. Será que é a boa?

Tesourinha: tenho duas que ganhamos. Uso as duas e não tenho muitos sofrimentos pra cortar as unhas do baby não (tampouco prática, fica tudo torto, mas who cares?).

Lixa de unha: quando voltamos da maternidade, a orientação era diminuir as unhas com isso, a mãozinha dele era muy pitica, tinha o risco de machuca-lo (duh, ainda tem). Tentei usar, mas a verdade é que não funcionou nada (talvez pelo meu excesso de habilidade). Sabe o que eu fiz? Só vou contar porque essa frase está escondida num sub-tópico de um post enorme: roí as unhas dele. Prático, rápido, indolor. Limpinho? Não sei. Mas vem cá: maternidade é limpa, por acaso? Ah tá.

Cortador de unha: usei uma vez e tive a impressão de que ia arrancar o dedo inteiro dele fora. Não dá, pelo menos não por equanto. Quem sabe quando ele for mais velho e eu parar de roer as unhas dele?

Roupinhas, paninhos e demais inhos combinandinhos

Coisas de lã: o-d-e-i-o. Perdão colegagem que nos presenteou com lã, mas não dá. Apesar do frio que faz por essas bandas hermanas, acho lã uó, mil furinhos, ruim de vestir, ruim de lavar (lavar a seco, secar à sombra, passar a frio? Tô foraça). E nem acho bonito, ainda por cima. Usamos algumas peças só porque foram ganhadas, mas super não recomendo.

Sapatinhos: não precisa, mas a gente ama, né? Tem coisa mais fofis que um bebezico todo modernoso de All Starzinho? Adoro. Ganhei alguns de lã, mas releia acima pra vc entender porque só ornaram a gaveta e não os pés do meu filho.

Conjunto pagão: tijuro que ainda não sei que merda é essa. Acho que é aquele conjunto de calça e camiseta que amarra, certo? Bem, ganhei um desses. Não usei, porque colocar coisas amarradinhas no Lucas é o mesmo que não colocar, ele se solta e se desamarra e se desarruma em três tempos. Também não achei nada prático.

Babador: temos alguns, com o objetivo de segurar aquele leite que volta depois dele mamar e não cagar a roupa toda. Usei algumas vezes, mas quem se lembra de pendurar isso no pescoço da criança quando ela tá berrando de fome? Ou na madrugada boladona? Não rolou. Mas tão lá, de repente servem pra fase das comidinhas, não?

Luvas: HAHAHAHAHA. Ainda bem que só tenho um par. Serviu pra nada, Lucas odeia coisas nas mãos, nem cobertor ele deixa, prefere ficar com a mão congelando do que ter algo que o impeça de explorar o mundo manualmente. E isso não é de agora, é desde que nasceu.

Saco de dormir: no plano da idéia tinha todo sentido, mas na prática, não serviu. Seria só mais uma coisa pra ele regurgitar/cagar em cima. Se tá muito frio, eu aumento a calefação, enrolo tipo charutinho ou ponho uma cobertinha nele (não que ele deixe o treco quieto muito tempo, mas ok).

Roupinha com pé: são lindas, mas duram pouco – essas crianças crescem rápido demais e logo não entram mais nas roupitchas. É bom ter se teu filho não aceita meias. O meu aceitou e usa ambos: meia e roupas com pé. Até porque, ganhou várias lindas da madrinha dele, então não fiquei tão chateada de ver as roupas com pé se perdendo na velocidade da luz.

Toucas: só uso pra sair na rua, mas Lucão cabeção já perdeu várias, visto que seu cabeção é muito grandão (e também porque tenho que sedar o garoto pra vestir isso nele, caso contrário, é berreiro certo – o que me leva a crer que ele nasceu no lugar errado, temos que ir morar na Bahia, sol e verão o ano todo, sem essa porra de mil vestimentas enchendo o mini-saco do meu filho)

Bodies e macacões: olha, no meu próximo enxoval, só vou comprar isso. É loosho, é vida, é luz, é sedução, é paixão. Não tem coisa mais prática, linda, fofa, bebezística. Veste bem, veste rápido, lava e passa facinho, dá pra comprar mil combinações e rendem mais tempo. Eu comprei vários e ganhei outros milhões (madrinha de Lucas trouxe muitos fofoléticos de NY e ele só anda todo lindo e apertável).

Cueiros: pra quem não sabia o que era, eu até que tenho vários e uso bastante. É coringão do enxoval, principalmente pro meu filhote nascido no inverno. Serviu pra charutinho, pra cobrir locais onde ele ia ficar, pra substituir edredom/cobertor… muitas utilidades, recomendo.

Fraldas de pano: LOVE. Quanto mais, melhor. Como são mais feinhas e descartáveis que o cueiro, limpam qualquer coisa: um xixi fora do lugar, uma baba, uma regurgitada, uma meleca ou qualquer outra coisa delicinha produzida por esses ternos bebês. Tenho fraldas comuns e fraldas de boca, todas muuuito usadas. Devo ter umas 30, mas teria mais sem pena.

Conjuntos de lençol: tenho uns 5 ou 6, mas, rá, Lucas mal dorme nos berços. Tô tentando remediar isso, mas a verdade é que os lençóis ainda não tiveram muito uso… De qualquer forma, pra quem usa berço: é bom trocar uma ou duas vezes por semana, né? Daí ter 3 ou 4 conjuntos fica ótimo. Ah, dizem que existe lençol pra carrinho, mas acho inútil. Mantendo o carrinho limpo e um bom cueiro, já tá muito bom.

UFA. Acho que tá bom por hoje! Mas não gritem! Continua na semana que vem com acessórios pra amamentação e itens de passeio!
.
.

30 respostas em “Consultando as universitárias, mais um feedback

  1. Não estou fazendo enxoval, meu filho vai fazer 3 anos, mas achei engraçado e li até o final. Eu tenho o termômetro auricular, ele é ótimo, demora cerca de 2 segundos (eu acho) para medir. Mas tem um melhor que esse, você encosta na testa e mede na hora, muito mais prático, mas esse não achei para comprar.

  2. amei amei, dessas coisitas basicas aqui em casa usamos banheira com trocador – nunca usamos o trocador, mais a banheira é sempre/ balde, não -mas tive vontade-/ toalha, temos umas 4, mas usei bastante aquelas toalhas fraldas, amei / termometro de banheira, não / produtinhos sempre, amo bebe cheiroso/ fralda, monica e pampers, fico com a pampers sem pestanejar / lenço umedecido, quase nunca, aqui é algodão ou agua na bunda / aspirador nasal, tinha mais nunca usei, prefiro cotonete/ nebulizador, to providenciandoo mais que preciso / termometro certeza que tem que ter / tesourinha, não gosto muito mais fazer o que? roer não consigo / lixa de unha, nunca usada / cortador de unha, nunca usado / coisas de lã, só umas 5 / sapatinho, sou fã/ conjunto pagão, usei bem no comecinho já que giovanna nasceu prematura e era a unica coisa que servia mais ou menos/ babador, temos uns 10 e juro até hoje quase nunca usamos, só quando sai pra fazer um charme rrs/ luvas, giovanna tbm detestava/ saco de dormir, não temos/ roupinha com pé o que vc disse perde muito rapido/ touca, giovanna não para nem se pregar na cabeça/ boddies e macacões, não podiam ter inventado coisa melhor/ cueiro nem sei o que é/ fralda de pano é tudo/ conjunto de lençol é bom tbm afinal é fresquinho que só/

    chega de comentar rsrsrs

    bjocas e desculpa se me excedi

  3. Adorei o post!
    Pra mim, que tô quase lá (38 semanas e quase há muito tempo e pelo jeito, vai mais ainda) foi supeer útil!
    Sempre leio teu blog, mas é a primeira vez que comento!

    Sobre as roupinhas com pés, se quiser aproveitar mais (caso o problema seja só o comprimento), pode manda cortar os pezinho e fazer uma bainha! (dica da minha sogra, que meu namorido nasceu bebezão e perdia roupinhas de pézinho no mesmo dia).

    Beijos e tudo de bom pra essa família linda e esse bebê bochechudo!

  4. Eu fui lendo e falando "isso eu gosto", "isso eu não uso", "isso eu detesto", "como a Carol pode gostar disso?". Mas não vou falar de um por um, pq tô com pressa rsrsrsrs

    Beijão Carol, Luqui-luqui tá lindão!

  5. Menina, gosto eh gosto mas saco de dormir eh tudo de bom. Nao sei como sao os da Argentina,no Brasil eh super dificl achar, mas aqui na Europa eh so o q usamos ateh 1 ano de idade, quentinho e seguro. Alem do q medicos e enfermeiras never ever recomendam outra coisa, fora o cueiro para swadling.
    Quanto ao balde fiz a mesma coia, um baldinho comum e a C adorava.
    Bj Carol P
    http://www.motherlovedatabase.com

  6. Eu errei tuuuudo! Sabe mãe de primeira viagem que quer tudo fofo-amado-cuti-cuti?
    Fiz quilt em praticamente todas as fraldas de pano (aquelas que são usadas porque, por serem feinhas, limpam tudo), o resultado é que ela é tão empetecadinha que eu não uso nunca, uso mesmo é as beeem bagaceiras, pra limpar xixi fora do lugar e coisas do gênero.
    Eu descobri que eu não sou cuti-cuti, sou prática. Quando ele regurgita, por exemplo, até eu achar pano de boca dentro da bolsa de fraldas, já peguei uns 10 guardanapos de papel!
    Comprei o enxoval nos Eua antes de engravidar. As roupas de 3-6 meses da Carters NUNCA foram usadas e já não servem. São de verão e era inverno quando ele usava esse tamanho.
    Agora, bodies, eu dava um beijo em quem inventou isso! O próximo filho só compro isso²!
    E aqui o berço, jogo de lençol de berço, protetor de colchão, protetor de berço, móbile fisher-price $$$, lençol de carrinho, edredon de carrinho… Tudo inútil!
    Mas o lado bom é que eu fiz tudo! Passei a gravidez inteira fazendo! Pelo menos ocupei meu tempo, minha cabeça e não pensei – tanto – em bobagens!
    Beijos

  7. Carol, Bia odiou banho de balde, desistimos de tentar na 4 tentativa. Toma banho de chuveiro desde q tinha 1 mês e amaaaa! Qd pequena ela dormia tranquilona qd o banho era com o pai e qd era comigo ela tb mamava muito! Amei saber q vc amamenta no banho pq qd comentava isso com algumas pessoas elas faziam uma cara de estranhamento! kakakakka

    Agora, ri muuuuuuito qd vc disse que roeu a unha dele! Eu tb roí a da Bia uma vez, ela tinha 3 meses, a gente tava viajando e eu esqueci o cortador, estava noite e a unha dela estava com um bico q com certeza ia arranhá-la de madrugada! Roí sem menor culpa! Foi só dessa vez, mas precisando, faria novamente! kakakaka

    Bjs,

    Marina

  8. hahahaha
    Quase acordei o maridão quando vc confessou que roeu as unhas do Lucas, tô rindo até agora!!
    Eu nunca usei a serra no Enry não, só a tesourinha, até pq eu usei muiiita luva nele.. e não foi por causa do comprimento das unhas não.. a criaturinha a-d-o-r-a-v-a puxar os cabelos (doido igual a mãe! rsrsr) e se eu deixasse ele sem luvas, só escutava o choro.. e quanto mais ele chorava, mais puxava o cabelo..eu tinha que correr e abrir as mãozinhas dele. rsrs
    E roupa de lã tbm não rolou por aqui não, afinal moramos me Fortaleza né? Essas coisas não rolam! rsrs

    Beijos

  9. Ótimo post, Carol! Eu também não dispenso o uso do termômetro de banheira. Sem ele, eu também nunca acertava a temperatura. E não adiantava cotovelo na água, nem o antebraço. Método muito subjetivo, né? Realmente, valeu a pena ter comprado. Beijoca

  10. tanta coisa interessante deve estar escrita e eu só consigo olhar pras fotinhos do Lucas! Lindo, fofo, cheiroso, gostoso!!! Vontade de amassar!

    outra hora volto com calma e neurônios em ordem pra ler com atenção.
    beijo beijo

  11. So many things gata! rs
    Mas muitas coisas vc acabara deixando de lado com o tempo pela praticidade mesmo!
    O termometro da banheira é um deles…hj anna com quase 9 meses, a praticidade tem q imperar, pq ela é impaciente e ja tomabanho direto do chuveiro mesmo senao mamys aqui enlouquece…rs

    Mas outras coisas vc usara por muito tempo ainda!

  12. APRESENTAÇÃO PARTE 1 …
    Olá Carol, how are you?
    Não sei como começar, na verdade, estou desde ontem ensaiando o que escrever,visto que nunca escrevi pra ninguém em blog algum desse planeta,nunca acompanhei blog nenhum, e menos ainda tive um blog. Na verdade, nem sei se quando terminar esse comentário vou saber enviá-lo. Eu sou uma Marmota Cibernética … ou algo do tipo!!!
    Meu nome é Kenia Dorothéa, tenho 29 anos, sou casada e tenho duas filhas: Nicole de 4 e Sofia de 2 anos. Sou carioca de nascencia e Botafoguense de coração! Morei em São João del-Rei/MG durante 9 anos antes de vir pro Texas em junho deste ano. Meu marido é militar, e a culpa dessa peregrinação familiar pelo mundo é dele (rs)!
    Tenho uma amiga/irmã que mora em Natal, ela está na trigésima semana à espera do meu afilhadinho Guilherme (marmotinha da dindinha) e anda tendo umas coceiras tipo pereba mesmo. Como ela sempre me consulta pra tudo, principalmente em relação à gravidez, me enviou uma mensagem ontem dizendo que tinha olhado no Google e visto que poderia ser uma doença chamada "colestase intra-hepática",como não tinha tido nada parecido nas minhas duas gravidezes, me joguei no Google também, e foi aí que eu caí no teu blog! Até aqui normal, senão pelo fato de ter ficado compulsiva lendo seus posts de 2 horas da tarde de sábado até as 4:35 da madrugada de domingo, tipo louca transtornada mesmo! E eu tenho umas coisas estranhas de acreditar que nada é por acaso … rsrsrs … sei lá! Li seu blog inteiro! Adorei sua forma correta e descontraída de escrever, ri, chorei, chorei muito, me emocionei, discordei, concordei muito, torci pra que tudo desse certo (e deu), vibrei com o dia do parto, me identifiquei, ri mais um pouco, morri de rir muitas vezes! Emoções tipo quando estamos lendo um livro muito bom, que de tão bom você almoça lendo, vai no banheiro fazer necessidades lendo,trabalha lendo, faz tudo lendo o livro até ele acabar. Mas como me conheço muito bem, seria só mais uma história, se não fosse uma coincidência que me fez ter certeza que eu deveria escrever para você: seu post do dia 27 de agosto do ano passado! Sei lá, logo eu, que acho que as amizades não acontecem por acaso, não poderia deixar de te escrever. Sei que tem muitas pessoas que te leem e te seguem á muito tempo, e que mais uma pode não fazer tanta diferença, mas agora eu estou aqui! Bjs

  13. Bom dia Carol, bom eu sou um cão farejador na internet daí que acho coisas e mais coisas, e vi que existe diversos tipos de termômetros dentre eles tem sim para ouvidos e tem também para testas, se você estiver interessada saber onde comprar digite: http://www.bomdfaro.com.br é um site de pesquisa de lojas e produtos, só não sei se entrega fora do Brasil. Aqui as coisas constumam custar os olhos da cara, veja este link:
    http://www.americanas.com.br/produto/293162/termometro-digital-testa-microlife

    bjos!

  14. Adorei as dicas…e as fotos do Lucas? Uma fofura esse bebê.

    Ah…essa noite sonhei que eu tava na sua casa de visita kkkkk nada haver né? A gente saia juntas como se fossemos amigas de infancia, ia comprar coisinhas pro Lucas, eu cozinhei pra vcs, babeeeei muuuito nesse bebê fofo até dá banho e trocar fralda eu fiz kkkkk…a gente nunca se viu mas pelo menos no sonho vc era igualzinha das fotos e o Lucas também, mesmo assim me diverti pra caramba no sonho e na hora que eu acordei rs. fiquei rindo sozinha rsrsrs.
    Acho que foi porque sexta-feira eu li o seu blog do começo ao fim, da primeira a última postagem hehe

    Beijoos
    Adoro vcs ♥

  15. Carol, Carol! Post mais do que útil para mim, que agora que tenho 100% de certeza que teria uma menina, estou super hiper mega animada para montar o enxoval.
    Eu tô mais lost do que o povo do Lost, mas com dicas assim a gente já encontra um centro!!!

    Valeu! Ah, claro, não podia não elogiar o fofo do Lucas! Como pode ser tão linduxo?

    Bjs!!

  16. Vamos lá! li tudo! Confesso que os outros posts sobre o assunto eu lia meio rapidinho, afinal eu vou ter que reler tudo quando começar as tentativas, néam???

    Adorei saber do sabonetinho e eles já estão encomendados, pego segunda ou terça da semana que vem 😉

    eu sei que quero mt dar banho de balde!

    bjus, ju

  17. Oi Carol! Uma alternativa boa ao termômetro digital é o termômetro de chupeta da Safety 1st. É só colocar na boca do bebê e deixar ele chupar por alguns segundos e já aparece a temperatura. Eu uso por aqui e recomendo!
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *