Meu filho é um rapazinho sensível. Depois de quase dois meses observando (também né, que outra coisa vou fazer?), notei que, se mexermos na rotininha dele, é escândalo certo. E mexer na rotina significa qualquer mínima alteração: alguém que venha em casa na hora de alguma atividade dele, um atraso no banho, um nariz congestionado, uma cama diferente.

Daí vocês já podem imaginar como foi o jantar de ontem com o Maridón, né? TREVAS.

Antes de ir, dei o peito, fiz dormir na rede, embalei no colinho. Vesti uma roupinha bem quentinha pro frio e ele capotou. Me arrumei toda, maquiei, pus salto (primeira vez deeeeeesde sei lá quando, até tirei foto deumerma no espelho, dessa vez sem barriga e sem filho – cês querem ver?). Bebezico dormia tranquilamente já todo devidamente atado ao bebê-conforto.

Maridón chegou, entramos no carro, Lucas seguiu no mundo dos sonhos. Demos uma parada no meio do caminho, eu tinha que resolver uma coisa super rápida. Os rapazes ficaram no carro, enquanto eu ia, coisa de 5 minutos, máximo. No minuto 3 e meio, recebo a seguinte mensagem no celular “Lucas quer mamar”.

Putamerda. Já vi tudo.

Voltei correndo pro carro e encontro Lucas gritando, mas gritando do verbo BERRAR ATÉ ESTOURAR OS TÍMPANOS DO POBRE PAI ANIVERSARIANTE. Tento dar peito, nada. Ele briga e chora ainda mais. Tento cantar, tento “shhh”, tenho sacudir, tento devolver pro pai, tento mais peito, tento chupeta, tento funchicórea (daí vocês notam que eu já tava desesperada). Decidimos cancelar o programa e voltar pra casa. Mas antes: que tal passear com o bebê no colo no meio da rua mesmo, no frio de 3 graus? Fui. E ele acalmou.

Voltei pro carro, consegui dar 7 minutos de mamá (o que é muito em tempos de briga com o peito, falo disso mais adiante). Ele não dormiu, mas ficou quietinho, então retomamos a idéia de ir pro restaurante.

Até que comemos bem e foi legal sair. Mas, a sensação que eu tinha era de estar jantando às 4 da manhã, tamanho cansaço que eu sentia e medo do baby abrir o berreiro no meio da comida. E falando em baby: seguiu de olhos bem abertos, mas sem dar um pio. Eu já sabia que aquilo era prenúncio da merda, afinal, bebê que não dorme é bebê POSSUÍDO.

Terminamos, voltamos pra casa, jogamos o filho diretamente no banho. Meio fora do horári oe da rotina dele, mas tentamos fingir que não, que tudo estava normal. Lucas entrou na onda do fingimento e fez o esperado: ficou simpático durante o banho, curtiu as musiquinhas cantadas, mamou delícia.

Maaaas, lembra que ele é apegado na rotina? Lembra que ele é bebê, mas não é burro? Pois bem. Acabou de mamar e…? CHORO. AOS BERROS. Gritos de desespero digno de vizinho ligando pro Conselho Tutelar Argentino (que eu não sei como se chama).

Como ele tem mamado pouco, achei que era fome e forcei peito. Ha-ha. Mais gritos. Tá bom, é sono. E toca nóis tentando tudo pra ele pelo menos se acalmar (dormir seria luxo). Ai ai. Ele gritou tanto que chegou uma hora que eu desisti de ser simpática com o aniversariante e pedi pra ele assumir, eu precisava cochilar dez minutos que fosse. Ele assumiu, sei lá como acalmou e Lucas dormiu meio mal, mas dormiu.

Passou a madrugada acordando regularmente, como sempre. Mamou, soltou seus terríveis 3 puns, riu (porque né, quem solta puns terríveis sempre fica rindo), dormiu. Como se nada tivesse acontecido.

***

Isso tudo pra dizer que meu filho está começando a entrar numa rotina, o que é ótimo. Mas não quer sair dela de jeito nenhuuum.

A coisa ainda é meio confusa, mas é assim (começo pela noite, que é mais regular): acorda entre meia-noite e uma da manhã pra mamar. Não chora, não reclama, só mama, troca fralda e dorme de novo. Vai por umas 3 horas e acorda de novo no meio da madrugada, faz a mesma coisa de antes, sem chorar. Daí volta a dormir e o sono é mais leve, ele se contorce de gases, reclama. Se eu não faço nada, ele acorda meio desesperado. Então, eu tiro do berço e ponho na cama comigo, aí já é tipo 6h da matina. Ele dorme bem até mais ou menos a hora do Maridón ir trabalhar, às oito. Daí começa a briga: ele luta com o peito e mama, no máximo, cinco minutos (contados no relógio). Chora. Mama mais um ou dois minutos. Se acalma e relaxa. Levo pra trocar fralda, ele fica na boa. Volto, ofereço mais peito, daí ele se revolta de novo, chora chora chora. Desisto e tento fazer dormir. Aí acontece de tudo: tem dias que dorme numa boa, tem dias que fica me olhando, tem dias que fica chorando. A partir disso, o dia é meio louco, ele mama em horários variadíssimos (sempre os tais 5 minutos), às vezes dorme muito, às vezes não dorme nada. Ao meio-dia, mais ou menos, eu dou um banho mais pra lavar (o banho da noite é só pra relaxar). Depois disso, quase sempre ele mama e dorme melhor. Fora esses dois momentinhos de banho, o bichinho é complexo.

Eu encararia tudo numa boa, se não fosse a briga com o peito. Isso me deixa triste, preocupada, exausta. Conversei sobre a questão com a pediatra e ela disse que é uma junção de coisas: o nariz dele que segue congestionado (e incomoda muito os babies), as cólicas e o fato dele ser realmente muito pitico ainda. Disse que vai passar perto dos três meses, que tudo ficará melhor. E, finalmente, o ganho de peso está excelente, então eu não preciso me preocupar se ele mama 5, 15 ou 25 minutos. Se em 5 ele tá resolvendo, ótimo.

Ah gente, mas sei lá, né? Ontem de tarde ele mamou tão pouco que, depois de uma mamada, tirei leite e dei pra ele na mamadeira. Ele mamou 70ml. Depois me arrependi e chorei e me culpei de dar mamadeira pra uma criança que mama exclusivamente no peito. Não fiz mais e não pretendo fazer, mas fiquei cheia de caraminhola na cabeça.

Liguei pra pediatra, ela me acalmou e se colocou à disposição pra eu ligar quando quiser e, se quiser levá-lo lá antes da consulta dos dois meses, tudo ok também.

Eu não sei o que fazer. Espero? Insisto com o peito? Tiro leite pra dar na mamadeira? Sento e choro? Faço horários mais rígidos pra ele ter uma rotina estruturada durante o dia? Deixo chorando?

Como foi com vocês? Tô perdida…

57 respostas em “Sobre rotina (ou a falta de)

  1. Se me permite, direi algumas coisinhas que podem te confortar ok?
    1 – meu filho tb não mamava mais que cicno minutos e descobri que isso não significa que mamava pouco, mas que mamava rápido, o suficiente para ficar bem satisfeito
    2 – Dar mamadeira, acho desnecessário, vc não? Pare, pense, mas não se culpe…
    3 – Bebês sentem mesmo mudanças e sair à noite com um pequeno muito pequeno é trevas na certa mesmo. Não se frustre, apenas saiba que vc é mãe, mais uma que tem que abrir mão de certas coisas por um tempinho… Mas, olha, daqui a pouco vc volta a sair mais ok?
    4 – Última coisa: mãe é aprender em laboratório, é errar, acertar, se questionar como vc está fazendo… E ouvir conselhos (como esses) e decidir o que deve ou não usar!
    Bem, muito prazer. Te conheço pouco, mas gosto do blog e por isso deixei um selo para vc lá. Espero que te anime!
    beijos
    Bia
    http://www.vidadamami.blogspot.com

  2. Oi Carol,

    Desde bem novinha (nao me lembro mais a idade, mas a gente ainda estava no Brasil, de forma que menos de 2 meses e meio), Bebella mamava pouco tempo. E engordava bonitinha e crescia linda. Eh isso mesmo, tem bebe que eh mais eficiente e em 5 minutos resolve o problema. No caso dela ajudou que ela chupava chupeta pra dormir, entao nunca me fez de chupeito. Muita mae diz que o filho fica 30, 40 minutos no peito e eu tenho pra mim que disso 10 sao mamando e 30 chupeitando. Tambem dava leite na mamadeira pra ela, pro pai poder participar e nunca afetou anda. Mamava peito o dia todo e 1 mamadeira a noite e tudo bem. Ela gordinha e feliz, o pai feliz de participar e eu feliz de ter um momento de tomar um banho e descansar. Nao sou nada xiita, pra mim familia tem que estar os 3 felizes.

    Bom, eu sou sempre defensora da rotina, eu fui observando a Bebella e a ajudando a criar a rotina, nada empurrando guela abaixo dela, mas tambem nada muito solto, porque ne, os pais servem pra guiar o bebe e ajuda-lo a aprender de um tudo nessa vida. Com a rotina, ela nunca chorava de fome ou de cansaco. Essa eh a beleza da rotina pra mim: a previsibilidade evita sofrimento em todo mundo. Realmente nao entendo as "escolas" de livre-tudo por isso, nao entendo esperar a bichinha se esgoelar de fome ou cansaco pra so ai atender a necessidade. Aqui em casa a gente tentava se adiantar a necessidade via rotina.

    Enfim, apenas pra compartilhar como foi aqui e dividir que Bebella tambem era uma mamadora rapida no gatilho, 5 minutinhos e ja era.

    Bjos

  3. Carol, acredite: com o tempo as coisas melhoram!
    Vc está consumindo leite? Esse negócio de brigar com o peito aconteceu com a minha filhota e descobrimos que era por causa da alergia a proteina do leite de vaca. Estou de dieta sem leite desde que ela tinha quase 3 meses e isso melhorou bastante. Conversa com a pedi.
    Um abç,
    Maura, mamãe da Sophia

  4. Carol eu sou suspeita pra falar de rotina, nunca segui a risca isso e aqui em casa funcionou melhor assim.
    Eu tiro por mim, por exemplo eu não tenho fome no mesmo horario todos os dias, nem sono, e utilizei a técnica do meio termo.
    Isadora saiu para passear desde 15 dias de vida, dorme em qualque lugar, com barulho ou sem barulho, claro ou escuro.
    Eu acredito que não existe rotina que se encaixe a todos os bebes, cada um tem sua personalidade.
    Bjos

  5. Carol até hj Anna Laura é assim.
    Se saio da rotina com ela, ou é birra e berro, ou uma noite INTEIRA em claro!
    Isso com 7 meses!
    Sempre foi assim igual o Lucas!
    Nao posso ainda sair pra jantar mt tarde, e se saio, saio munida de papinhas, frutinhas e o escambal…mas msm assim, viiiiixe! O bicho pega aqui!
    Entao AINDA estamos nos privando de sair um pouco por ela!
    Mas isso passa…uma hora passa!

    Bjos

    Kd a foto???? rs

  6. Caroool,amo seus posts, vc descreve as situações de forma singular..

    Me lembro qdo fomos jantar pela 1ºvez em família (dia dos namorados) qto medo fiquei de como a Emily se comportaria…é um medo tremendo né?mas como o Lucas, ela ficou quietinha..

    Agora qto o peito, realmente pode ser o narizinho dele…mas nem posso ajudar mto, pois a Emily não mamou no peito..até mamou mas só os dias que ela ficou no hospital comigo…depois ela veio pra casa e já elvis…

    Mas estou acompanhando os comentário pra aprender tb..

    Um bjo enorme pra vcs..
    Taly e EMily

  7. Carol, isso tudo poderia ter acontecido sem ele ter saído da rotina também. Como já falaram, o tempo da mamada não quer dizer nada, se ele ganha peso bem e faz xixi, não tem por que se preocupar se mamou 5 ou 20 minutos.
    Uma coisa é o Lucas não querer mamar, outra é ele não mamar o tempo que você acha que deveria. Além do mais ele está passando por um dos Saltos de Desenvolvimento, é normal que ele fique assim, mais difícil.
    BJS

  8. Corro o risco de ser apedrejada, mas a crianca tem q se alimentar e nao importa de onde vem o leite,mamadeira, peito, em po, enfim o bebe tem q estar sadio e crescendo.
    Minha filha tomou mamadeira e peito smultaneamente pois eu nao tinha leite, e nunca me culpei por isso.
    Rotina eh importante e com o passar do tempo voce podera se acostumar a seguir a rotina na rua tambem. E se quebrou a rotina algumas vezes nao eh o fim do mundo.
    Minha filha sempre saiu na rua conosco desde q tinha 8 dias, com frio, chuva, sol . Moramos em Londres e aqui se nao fizermos assim nao saimos de casa.
    Quanto mais voce sair mais vc e ele vao se acostumar.
    Como os outras meninas falaram , a mamadeira eh uma maneira de o pai participar, meu marido sempre deu a mamadeira da noite.
    Nao existe necessidade de se culpar, alias nao sei pq quando nasce uma mae nasce uma culpada.
    bj Carol P
    http://www.motherlovedatabase.com

  9. Carol, não se preocupa que essas bochechas do Lucas são resultado único e exclusivo do seu PEITO!!!! Quer coisa melhor que isso? O Davi tb mama menos tempo agora; como rapaz que já é :-), suga menos tempo e mais leite. Vc não sente q o Lucas já suga com mais intensidade agora? Espera só ele ficar mais velho que a mamada vai ser ainda mais difícil. Qq coisa vai chamar a atenção da criatura e eles perdem a concentração pra mamar. Mas se tá engordando, tá tudo bem!

    Agora deixa eu te elogiar (pq elogio sempre é bom d+)… Tu é muito corajosa!! Não tive ainda peito pra sair com Davi de noite pra não quebrar a rotina da hora de dormir. Já faltei aniversário, encontro de amigas, casamento… Vou ver se tomo coragem pra dar meus pulos fora de casa à noite.

    Mas o Davi nem tem muita rotina não, tirando o ritual do sono (banho, mamá e cama velha por volta das 9h). Cada dia é uma aventura nova! hehehe

    bju

  10. como as outras já disseram, se ele tá engorando bem… os 5 minutos são suficientes. não dá pra ficar dando peito toda hora, provavelmente não é peito que ele quer e vai ficar mais brabo mesmo. Tenta a chupeta, não gosto muito, mas muitas vezes eles se acalmam com ela. e quanto as acordadas na madrugada, tu ja esperou um pouco antes de pegar ele pra ver se não volta a dormir sozinho? e mais uma coisinha: o livro Nana, Nenê de Eduard Estivill e silvia de bejar é muito bom, se tu puder comprar e seria bem legal.

  11. Bem, vamos ver se isso ajuda: Pitos fazia a mesmíssima coisa. Mamava só um tico e ganhava peso bem que só. Também acordava infinitas vezes à noite. Mas eu continuei insistindo com o peito e ele continuou se satisfazendo só com ele até os 5 meses, que foi quando a pediatra percebeu que mamá a mamãe tava baum mas não era o suficiente. Então passamos a dar papinhas junto com o peito, e ele mamava menos vezes. Ou seja, parecia menos obcecado, porque ele SEMPRE mamou muito, independente da fase. Tanto é que fiquei como você: cinco quilos mais magra do que quando engravidei. Bem, quanto ao sono, isso só se resolveu quando ele deixou de mamar de vez, aos 2 anos e 4 meses, ele tentou transferir o hábito para a mamadeira, mas não colou porque contei a história dos bichinhos da cárie que atacam de noite e ele resolveu colaborar.
    Resumindo: cada bebê é de um jeito e se ele está ganhando peso, é um sinal que está tudo bem, porém, se como Pitos, ele continuar ganhando peso mas parecer mega obcecado em mamar toda hora, pode ser o momento de conversar com a pediatra sobre a introdução de novos alimentos em sua vida, mas isso, creio eu, deve acontecer só daqui a uns dois meses. Mas é tudo achismo, amiga, cê sabe que não é pra levar ao pé da letra, né? hihi
    Bitocas

  12. Carol, me vejo quase na mesma situação que você. O Junior tem a rotina da noite bem certinha, mas o dia dele…

    A única diferença é que se eu sair ele não "estranha", mas no outro dia…É a treva!

    Beijo

  13. Bebês adoram rotinas! Eles se sentem seguros prevendo o que vai acontecer… por aqui tenho um bebê High Need. Chorei horrores nos 3 primeiros meses por estar perdida e sozinha em outro País, igualzinha a você. Todo mundo dizia: depois dos 3 meses vai melhorar. Vou te confessar, melhorou não oh! Na verdade nos adaptamos um ao outro, conheço ele melhor, temos uma rotina mais estruturada e isso faz com que sinta que melhorou.
    Quando recebíamos alguma visita em casa era O INFERNO…bebê chorando o tempo INTEIRO e nada acalmava, nada mesmo. Eu me desesperava e chorava junto, daí decidi que não queria mais visita em casas para o bem da minha sanidade mental.
    Quanto a mamar, meu grandão nunca mama mais que uns 510 minutinhos, mas também mama várias, inúmeras, muitas vezes durante as 24h do dia…e isso de nenhuma forma interferiu no ganho de peso (4 meses com 8.500g, q tal?).
    A verdade Carol é que os primeiros meses com bebê é uma abdicação de nós mesmas. Temos que ser realistas que durante esse período de adaptação vamos abrir mão da nossa vida social para poder estabelecer uma rotina, daí depois disso tudo vai ficando melhor…

    Força na peruca!
    Beijos

  14. Carol, tb chorei muito a cada apetrecho novo (chupeta, mamadeira)
    Em relação as mamadas nao posso ser conselheira pq nao tive leite mas demorei um tempinho pra dar mamadeira direto pra ele, fiz a translactação (que me consumiu d+ mas nao me arrependo).
    Foi justamente nesse periodo que o JP fez 2 meses que virei adepta da Tracy, porem isso é muito particular né! Dê umas voltinhas com ele de dia pra ele ir conhecendo a rua.
    Bjkas pra vcs!

  15. Bom Carol, vou contar a minha experiência… o Arthur brigava com a teta e arqueava as costas para trás, me machucava e ai eu dava mamadeira pq achava q era impaciência pra mamar. Ele tomava o mamá (muito pouco)e chorava. Dormir???? Hahahaha! Ele ficava agitado e se contorcendo o tempo todo e a ped dizendo que eram gases. Dei litros de simeticona e… nada! Troquei de pediatra pq não estava satisfeita com as explicações dela. A nova ped depois de ouvir esse relato disse de cara: REFLUXO!Bebês tem q mamar e dormir bem. Aquilo não era normal. Ele vai fazer 4 meses em uma semana e está fazendo o tratamento há 3 semanas. É um outro bebê! Inacreditável. Claro que acorda de madrugada pra mamar no peito mas tem um soninho mais tranquilo e detalhe:nunca mais precisei dar simeticona. Ele brigava com o peito e se contorcia por causa da AZIA. Pobrezinho…
    Espero q não seja o caso do Lucas mas quem sabe minha experiência ajude outra mamãe.
    Bjs e fiquem com Deus

  16. Carol, antes dos 3 meses eles se incomodam de sair da rotina mesmo. Eles ainda não tem maturidade pra entender q saíram da rotina só aquele dia, mas q depois tudo volta ao normal, por isso eles se incomodam tanto… E depois ficam uns 2 dias arretadinhos tb, pq ficam com medo da situação se repetir e eles não sabem o q esperar.

  17. Carol, realmente bebê com sono é bebê possuído. E isso dura por toda a infância, viu? O melhor é não deixá-los ficar morrendo de sono, a gente tem que perceber os sinais e colocar para dormir antes.
    No mais, 5 minutos tá ótimo! Ele pe grande, é voraz, deve mamar MUITO nestes 5 minutos, não fique grilada com duração. Se for o caso, releia Carlos González e se acalme. Ó minha tradução aqui: http://fotocecilia.blogspot.com/2010/10/por-que-livre-demanda-e-importante.html.
    E não, ele não precisa de mamadeira. Ele mama bem no seu peito, ele tá todo gorducho, tem bochechas maiores que muito peito siliconado de celebridade.
    E vc usou a mamadeira para SE acalmar e SE certificar de que ele está mamando bem, né? Mas o tiro saiu pela culatra porque depois vc se sentiu mal, bateu a culpa. Ou seja, não adiantou. Então doe as mamadeiras e confie nas suas peitolas! E confie nele também, ele está mamando em 5 minutos porque ELE SABE tirar o leite de que necessita neste tempo.
    Beijos

  18. Carol, acho que essa briga com o peito vai passar. Não acho que seja o caso de dar mamadeira (a não ser que ele não esteja ganhando peso adequadamente – mas tire o leite se isso te deixar mais tranquila, e depois doe se não precisar).
    Isso me lembrou muito a fase em que Emília me mordia.
    Tudo é uma questão de reencontrar a sintonia com o bebê, e tentar ficar tranquila pra passar essa tranquilidade pra ele. Tenta conversar com o Lucas, dizer o que está sentindo… Às vezes é difícil, mas uma mãe não pode se desesperar.
    Quanto à noite, é isso mesmo: até hoje eu acho que 22h é alta madrugada… E 7h30 é tipo meio-dia.

  19. Ai Carol, todo mundo quer dar opinião, então lá vai a minha: rotina estruturada sim, já! Criança precisa, gosta e muito. Até hoje a Gabi, com quase quatro anos, fica muito chata se sai da rotina… Por rotina digo horário pra comer, tomar banho, brincar, dormir, tudo! E quanto ao leite, QUAL O PROBLEMA de dar mamadeira, se o leite é seu??? Eu sempre fui desencanada disso. Querida, o leite é seu, a forma dele mamar não importa. Sempre fiz isso com o Pedro e com a Gabi, nunca me arrependi. Nunca fui muito adepta de radicalismos, então se isso fizer bem pro Lucas, bem. Senão, vê outra estratégia. Agora ficar encanada porque você leu ou porque é opinião de A, B ou C, isso não! Bjão

  20. Oii Carol.
    Meu baby quando mais petitico também mamava menos tempo do que ele costumava mamar no seu primeiro mês, mas eles mamam o suficiente, mamam mais rápido com o passar do tempo, por isso não ficam mais tão pendurados no nosso seio. Se ele está ganhando peso, nem te preocupe, como disse a pediatra. Rotina é um negócio complicado, meu baby, com quase 6 meses, se tirado da rotina vira um BICHO, é merda na certa, desculpa a palavra. Se eu não der seu banho depois do almoço, o peito e ele fizer a sua soneca, tudo nessa ordem, tenho um bebê chato pro resto do dia, e aí lasca com todas as mamadas dele, consequentemente com o sono também. Eu ainda não consegui sair a noite com maridón por causa dessa rotina dele, me disseram que é assim até completar 1 ano. Davi tb está com o nariz congestionado aí tudo piora. Quanto à mamadeira, não usa ela não, se ele está ganhando o peso esperado e continua essa fofura, segue com tuas peitchólas e seja feliz. Ah, e não se culpe não.
    Beijão pra vocês.
    Alyne e Davi.

  21. Calma Carol… Calma que com 3 meses quase tudo melhora. Olha, eu estava vendo as fotos do Lucas e ele parece o Peter, filho da minha vizinha. Eu vou postar uma foto dele novamente e te aviso. Peter é o maior bebê do grupo de pais. Com 3 meses ele já tinha 8 kg!!! Você tem alguma descendência sueca? beijo

  22. O bom de tudo isso é que passa! Carol, eu não tinha leite suficiente para satisfazer o 'bezerrinho' aqui de casa, então tive que complementar com mamadeira desde o 2o dia de vida do meu pequeno.
    Se fiquei encanada? Nem um pouco.
    Acho que o Lucas está incomodado com o narizinho entupido e com toda a certeza mamar na mamadeira é mais fácil pra ele nesse momento.
    Não se culpe (vc vai se culpar mesmo e é normal).
    Com a maternidade e todas as tentativas em acertar e fazer sempre o melhor pro meu filho aprendi que: o mais importante é que ele esteja bem e saudável. Também gostaria de amamentar só no peito mas, além de não ter leite, doía pacas pra mim … eu chorava mto mas persisti até o dia em que não tinha mais leite e ele desistiu de pegar meu peito.
    Então amore, calma e o importante é saber se o pequeno Lucas está saudável.
    beijos
    Li
    londrescomfilhos.blogspot.com

  23. Carol,
    sem tempo para ler os comentários, então desculpa se eu for repetitiva: se ele está ganhando peso, se está saudável, pouco importa se ele mama 5 ou 50 minutos. bebês são mais inteligentes que a gente imagina e "sabem" exatamente o que devem fazer. fique tranquila!

    pelo que você contou, eu tinha uma rotina muito parecida com esta sua e para dois meses vocês estão indo muito bem, inlcuindo os intervalos à noite: excelente!

    procure saber que, mesmo diante da "possessão", o bebê está bem e que você só pode fazer isso por ele: dar colo! quem terá que viver a dor, o desconforto é ele… nós podemos até evitar as situações que provocam isso, mas nem sempre.

    livre-se da culpa, mulher! ela não vai trazer nenhum benefício pra você, aprenda com seus erros e pornto! ou você acha que não vai errar infinitas vezes tentando acertar?

    ah, você está "lavando" o nariz dele com alguma solução salina? costuma ajudar muito! nebulizar só com soro ou água filtrada+fervida é muito bom também… e pode fazer quantas vezes der…

    beijoca

    (*) quero ver a foto! quando sai?

  24. Carol, parece que eu to "me lendo" na parte GUERRA COM O PEITO. O Gustavo (quase 4m) faz exatamente IGUAL. Mas assim, ele não mama exclusivo, mas quando mamava era a mesma coisa: 5/7 minutinhos cravados no relógio. Já a minha primeira mamava 40 minutos! 20 em cada peito e se deixasse mamava por hooooooooooooooooras! Acho que é do "nó da madeira", cada baby tem seu ritmo e se ele tá ganhando peso é pq tá tudo bem!

    Beijokas

  25. Carol, vc é ótima, adoro seu blog mas comento raramente. Olha, achei muitos recados aqui bacanas, o meu tb era um bebê que mamava 5 min em um peito, 5 em outro e sempre foi acima da média de peso e tals. Beleza.
    Agora eu tb concordo com alguém aí em cima que falou sobre refluxo, pq eu infelizmente descobri um refluxo oculto só com 1 ano, e isso que deixava meu filho super agitado algumas vezes e dormindo "picado" por muito tempo. Eu sei que os pediatras são meio resistentes, mas não custa perguntar, a medicação é simples e não causa nenhum mal… Enfim, é isso. um beijo em vc e no fofo.

  26. Bom, aí há pitica esta com um mes e meio e diferente do Luquitchos ela mama por UMA HORA, raramente 40 minutos! Mama bem espaçado, tipo de 3 em 3 horas, nesses intervalos doooooooorme a vida inteira, a noite, mama a 0:00 mais ou menos e só acorda as 5:00, isso claro, tirando as vezes exporádicas que chora a noite INTEIRA!!! E sabe a maior? Na ultima consulta o pediatra achou que ela esta no limite do peso ideal, ou seja, ta ganhando pouco peso! Pode crer nisso? Então eu desde novinha já " estabeleci" uma rotina, flexivel, mama de 3 em 3 horas, acordo ela se estiver dormindo, banho mais a noite, tipo 19, 20 horas, só dou um no dia, e de balde, com paciência da pra lavar ela direitinho, dou a noite pra ajudar no sono, só de madrugada que não acordo pra mamar, só não deixo intervalo maior que 5 horas, porque se deixasse a pepita dormia, viu? Então, e quanto ao baixo ganho de peso, o médico esta desconfiado que seja refluxo! reflluxo oculto, porque ela nao vomita quase nadananas fica muito incomodada depois do mama!! Esses aspectos que vc falou do luquitchos ficar de briga com o peito parece que ele sente algum desconforto, tomara que nao, mas investigue sobre refluxo com seu pediatra. Outra coisa que me aflige nessa coisa de mamar 5 minutos, li que o leite tem diversas composições diferentes durante a mesma mamada, o leite do começo da mamada é um, e o do final é outro… você já leu sobre isso? Oi seja, se o Licas mama cinco minutinhos e varias vezes, pode estar ingerindo varias vezes o mesmo tipo de leite e nao estar ingerindo o leite mais "gordo" do final da mamada . Bom, sei lá né, Carol, cada bebe age de uma maneira e tem seu temperamento, mas acho valido vc investigar sobre isso do leite, experimentar uma rotina, ver com o pedi sobre refluxo, e mais importante: seguir seu instinto, porque as vezes ficamos inseguras e vamos nas dicas dos outros, o que só piora, no fundo ouvir seu coração e seu instinto sempre vai te levar pro melhor caminho, ninguém no mundo é mais capaz de entender i seu bebe que vc mesma! Muitos beijos e muita boa sorte nessa fase tao louca!

  27. O meu Levi tbm não mamava muito tempo!Ele mamava no máximo 5 minutos, sempre vias mãe falando que os bebês ficam até 1 hora no peito!!!Mas como já comentaram aí em cima, o Levi mamava por pouco tempo, mas mamava muito rápido!!Parecia que o mundo ia acabar e o peitaõ ia sumir!!Deposi conversando com outras mães percebi que muito tempo com a a boca no peito não significa mamando e nem bem alimentado!Muitos bebês ficam muito tempor por dificuldade de mamar e muitas vezes coitados nem conseguem se alimentar direito por algum problema!O Levi sempre mamou rápido e sempre foi saúdavel!!Observa o Lucas se ele stiver feliz e não reclama não tem porque se preocupar, com o tempo vc vai desencanar!!Bjos!!

  28. Ola Carol. Minha pequena sempre fui terrivel para mamar, eu achava que nunca saberia cuidar da minha pequena já quem conseguia fazer ela mamar…
    Mas sabe o que descobri, que com a mamadeira ela ficava mais calma. Então eu tirava o leite com uma ordenhadeira (odeio esse nome) e dava para ela na mamadeira. Aí comecei armazenar para quando eu voltasse trabalhar.
    Mas eu queria que ela pegasse no peito, insistia, ela mamava sentada (se quiser te mando a foto, é hilária). Mas acho que teria sofrido menos se desse na mamadeira.
    O importante é que seja o seu leite. (Fiz isso até 7 meses).
    Espere um pouquinho, ele deve ficar melhor, mas se achar que a melhor solução é tirar o leite e der na mamadeira, desde que seja seu leite, não se sinta culpada e faça o que for melhor para vocês dois.
    Se quiser dicas e como fazer para tirar e armazenar o leite, me fale. Eu tenho bastante material….

    Ah, e quero ver sua foto!!!!!!

    beijocas

  29. Olha Carol,

    Aqui em casa a briga com o peito também acontece. Começou quando o Vítor tinha mais ou menos uns 2 meses. Durou 3 dias e passou (acho que era um salto de desenvolvimento). Agora ele começou a brigar de novo, mas geralmente é quando ele tá satisfeito. E daí não tem padrão… às vezes 5 minutinhos de peito tá bom, às vezes chega a meia hora. Ontem ele mamou tão pouquinho que queria ligar pro pediatra pra saber o que fazer. Tava tudo bem, só ele não queria mamar. E nem adiantava oferecer mamadeira. Também não adiantava.

    Na minha opinião tu deve esperar mais um pouquinho, talvez passe. E sobre a rotina, acho que não tem necessidade de ser mais rígida, com o tempo as coisas se ajeitam. Ele é muito pititico ainda 🙂

    Beijos, Ananda.

    http://projetodemae.wordpress.com

  30. No começo da história eu ri.

    No fim, quase chorei. Lembrei dos meus primeiros meses como mãe, do cansaço, das inseguranças, difícil mesmo!

    Bom, se ele está ganhando peso, não se preocupe. No entanto, acredito que isso (a mamada de 5 minutos) seja culpa da tal livre demanda, será? Costumo, hoje, culpá-la pelo meu filho não ter tido rotina para mamar, seja de noite ou de dia quando mamava no peito.

    Mas vc conseguiria deixar o filhote esperneando até 2h30 ou 3h para mamar de novo? Eu não… rs

    Um beijo, dias melhores virão…

    Dani

  31. Oi, Carol!
    Bernardo continua assim até hoje, cada saída ou viagem é uma guerra, mas a gente acostuma e tem que fazer de vez em quando pra eles também irem se acostumando, senão viramos escravas! Faz parte…
    Quanto à guerra do peito, por isso eu não passei, Bernardo sempre mamou rapidinho também, entre 5 e 10 minutos (e eu dava sempre um peito só por mamada!!!!), mas ganhava peso bonitinho e deixei por isso mesmo. O que eu fiz mesmo foi, como as outras meninas falaram, tirar o leite e derivados da minha dieta pra evitar (ou diminuir) os terríveis puns da madrugada – e ajudou bastante!
    Ah! E eu também sempre fui meio "bitolada" com os horários, mesmo ele mamando pouquinho eu só amamentava de 3 em 3 horas (4 em 4 depois dos 3 meses).
    Bjs e boa sorte!

  32. Xará, sobre peito não posso falar, tenho bico invertido, não tive leite e Théo saiu da maternidade tomando Nan. Chorei um pouco, me senti culpada, mas passou, ou diminuiu…hahahaha
    Mas super sou a favor de vc investigar o refluxo. Théo tem, e sofreu horrores até eu descobrir. Mamava pouco, chorava e parava de mamar. Se contorcia, só queria ficar em posição de arrotar, e deitar o pitico era choro na certa. E eu achando que era manha, frescura e que ele queria só colo, e na verdade era azia.Começamos o tratamento com remédios e voilá!Outro bebê: fofo, tranquilo, mama bem, e todo mundo mais feliz. Tenho uma amiga que tinha os mesmos problemas,porém o bebe dela tinha intolerancia a lactose. Por isso, investigue, não se contente com poucas informações do pediatra, e principalmente confie em você, aprendi isso e me ajuda muito. Seu coração de mãe é muito rico e sábio. E tudo é fase, tudo passa, até uva passa. Fica tranquila, td se resolve viu. Bjs e boa sorte.

  33. Carol: comigo foi exatamente assim com minha primeira filha. O segundo, q hj tem 7 meses, eh calmissimo. Conclusão: temperamento . Fiz tudo absolutamente igual e ambos são diferentesimos. Mas com certeza melhora com o tempo. Daqui uns 3 meses estará tudo ok. Vai ver! Bjo!!

  34. Óquei, ri muito: "soltou seus terríveis 3 puns, riu (porque né, quem solta puns terríveis sempre fica rindo), dormiu."

    Não tenho mt experiência no assunto, mas se ele fica satisfeito, e ta com peso bom isso não é problema, néam? mas acho que vc deve continuar insistindo no peito. E com certeza o nariz deve incomodar… ele pode tomar remedio para o nariz???

    bjocas, ju

  35. 1.carol, noah também mamava 5 minutos only, contados no relógio.
    2. eu tirava ele da rotina com frequência, gata, para minha sanidade mental.
    3. se eu pudesse dar um conselho seria : não se angustie tanto com os chorinhos. sei que é difícil, até porque não tem nada de chorinho aquela gritaiada toda. mas quando eu olho pra trás lembro sempre de uma angústia desnecessária, sabe? era ele fazer "bé" pra eu correr, pegar ele no colo, dar o peito, desesperar. isso gerou uma ansiedade em ambos, te digo isso. ao bebê deveria ser preservado o direito de desabafar, e ele só sabe fazer isso através do choro.
    4. leve o canguru pro restaurante, da próxima vez. se ele chorar no bebê conforto vc pode dar uma andada com ele no canguru, sempre funciona. eu bebia vinho com bebê acoplado, veja vc.
    5. eu tirava leite e colocava na mamadeira quando sabia que ia beber alcool. assim não corria o risco de transmitir minha cachaça pro rapaz. ele nunca perdeu o interesse pelo peito (comprei a mamadeira da avent, para recem nascidos). não sei porque não fazer uso da mamadeira com leite materno, principalmente se vc for sair e deixar com alguém. o furo dessa mamadeira é bem pequeno, se assemelha ao buraco do mamilo (Que?) então noah não largou peito NEVER pra ficar com a mamadeira. converse a respeito com o pediatra. quando eu ia a restaurantes, sempre levava mamadeira com LM.
    enfim, meu pitaco.
    beijos!

  36. o Gu desde sempre saia e as pessoas vinham em casa, familia grande nao pode estranhar ninguem, hj com 3 meses vai com todo mundo e posso sai de casa sem q ele estranhe o movimento e as pessoas.

  37. NOssa parece que me vi em vc!!! td igualzinho. Hj eu fico pensando como eu não fui achar esse negócio de blog antes…peloamor!!! Como eu me culpei de coisas que nem exixtiam…mas o tempo passa e a vida segue, hj o pimpolho já tem três anos. Bom, mas enfim, na verdade eu resolvi comentar mais pra falar sobre essa mamada de cinco minutos. O Felipe era igualzinho e a mae aki tbém achava que ele passava fome apesar dele ganhar peso a ponto da pediatra me falar de obesidade infantil. MAs ele era assim: mamava cinco minutos, mas era peito na boca o dia todo, fazia de chupeta mesmo e se eu tentasse tirar era aquele escandalo. Ele só ficava bem no colo e no peito. Eu sei que a loucura foi tanta que aos quatro meses eu sucumbi dei mamadeira de leite nan. Ahh se arrependimento matasse. HJ faria td diferente. Mas, pensa nem sempre será fácil, mas vc tem sorte, tem um blog para falar ts isso e muita gente boa para te dar forças qdo as coisas parecem não fazer sentido algum.

  38. Carol, adoro ler suas aventuras, tenho acompanhado há um tempinho mas só agora que tenho blog que estou tendo coragem de comentar ehehe

    Tenho uma bebê de 2 meses e uma sobrinha de 1 mês. A minha filha fica mamando 30 minutos (quando não fica as vezes até 1 hora!!!) mas porque o fluxo do meu leite não é daqueles jatos, então ela tem que se esforçar um pouquinho mais para sugar e por ai vai… já a minha irmã esguicha leite até na carinha da minha sobrinha, e ela tb só mama 5 minutos de 2 em 2 horas, as vezes menos tempo. E precisa ver como a danadinha está engordando… bem mais que a minha que fica um tempão!!!! OU seja, isso é natural, não se preocupe que desde o hospital qndo perguntei qnto tempo, e as enfermeiras me responderam que tem bebe que mama 5 minutos e outros até meia hora desde que continue engordando… 😉

    Seu filho é fofissimo e lindo!!!!!!!

    Beijão, Fernanda

  39. gata, concordo plenamente com o comentário da Roberta. acho que precisamos de um tempo nosso. aqui em casa em tomo um vinho numa boa quando sei que alice está dormindo. e depois de ler esse comentário tô pensando seriamente em comprar uma mamadeira dessas pra ver se relaxo mais e bebo mesmo quando ela estiver acordada. a gente tinha uma vida muito agitada antes de engravidarmos e é muito sofrido tudo isso sem uma gota de vinho pra amenizar a pressão desse pacote completo que é a maternidade.
    tô total com a Rô. vamos parar de sofrer. enche o saco. né?
    outra coisa, no começo tinha pânico de sair da rotina. mas às vezes precisamos. hoje em dia ela leva de boa. até curte o lance carrinho, bebê conforto, sling e carro. adora um passeio e é toda sorriso quando sabe que vamos pra rua. já saí até embaixo de chuva pra ir à uma festa junina.
    claro que tem dias que ela fica meio estressada, tipo ontem que saí com ela bem na hora do sono da manhã, ela chegou em casa chorando muito. esperei passar, ninei e ela dormiu bem.
    eu fico mega irritada com o chorinho, mas como a Rô disse, é a única maneira deles se expressarem. daí não rola querer muito que eles parem, né?
    eu, que pareço toda certinha com o lance maternidade, já aprontei cada uma que tenho até medo de contar pro povo mais radical. me internam, chamam a galera do conselho tutelar e tiram a guarda de mim.
    brincadeiras a parte, bora relaxar e levar as coisas com mais calma. (tô repetindo como um mantra pra ver se entra na minha cabeça, tá?)
    Pra isso que existe o segundinho, pra gente ver como era neurótica com o primeiro.
    beijoca e nos falamos logo menos no msn…

  40. Carol, comecei a acompanhar seu blog por indicação de uma amiga há dois dias e 'me vejo' em muitos dos seus posts. Na consulta de 1 mês do meu bebê eu descobri que ele não havia engordado quase nada e só mamava peito. Mudei de pediatra e tentamos exclusivamente o aleitamento materno mais 2 meses,sem sucesso, infelizmente. Eu não tive muito leite, apesar de tomar plasil e o caramba a quatro… passei a dar mamadeira e hoje, com 4 meses, ele já chegou na curva de peso e altura. No começo, chorei muito por me sentir impotente, mas percebi que como uma das meninas disse, o importante é nosso filho bem alimentado e sem fome, não importa de que jeito!
    Por ter ficado resistente à idéia da mamadeira e do leite em pó – no meu caso, de tanto ler críticas a essa forma de alimentação – meu bebê sofreu.
    Então, querida, não se culpe por nada… ao contrário: permita-se. Não há razão para sentir culpa quando vc só pensa no bem estar do seu filho.
    Quanto à rotina, acho fantástico, desde que ela não seja do tipo militar, pq se um dia vc precisar ou se atrasar, poderá ter momentinhos de trevas.
    Obrigada por compartilhar. Bjo

  41. oii carol a minha bb tbm nao mama por muito tempo tudo é relativo com ela dependo do humor da preguiça ou da fome … mais aprendi que bbs eficientes na mamada se satisfazem mais rapido por isso menos tempo ela engorda cerca de 1200 por mes e ultimamente ela ta querendo mamar de 2 em 2 horas cada hora é uma coisa diferente temos rotina porém como ser humano cheia de vontades ela dita as regras sempre kkkk bjusss pra vcs e tranquila acho nada de ruim dar mamadeira quando estamos desesperadas fiz tanto isso pelo menos nos dá tempo pra aprender algo novo sobre nós mesmas =D

  42. Oi Carol, infelizmente ainda não posso te dar um conselho, pois ainda não sou mãe. Mas estou na torcida para você e o Luquinhas se conhecerem melhor, o tempo é o melhor amigo nessas horas!!!

    Beijinhos

  43. oi, carol,
    bem, meu baby fará 1 mês dia 09.07 e entendo beeeem sua situação. as mamadas de 5, 10 minutos tb me estressam e tb não sei muito bem o que fazer. acho que ele está ganhando peso (veremos na próxima consulta) e está crescendo bem, mas a dúvida e stress da mamãe aqui persistem.
    além disso, meu baby tb acha que é coruja e resolveu ficar acordado da 1 as 4 da matina e com carência! afff…
    bem, estamos na luta!
    adoro seu blog.
    bj

  44. Carol… que saga!!!
    É até engraçado porque me vejo muito nessa situação há uns meses atrás…
    Quando o Joaquim nasceu, fou muito difícil ele conseguiur pegar as peitcholas… uma luta mesmo, e isso infelizmente foi um ponto decisivo para entrarmos primeiro com o leite materno na mamadeira e depois o leite artificial… e depois de quatro meses, óbvio que a amamentação foi pelo brejo…
    Então amiga, se o seu baby estiver ganhando peso de acordo com o esperado, fique tranquila…
    Agora, para acalmar um pouco esse gordelício, tenta fazer shantala, yoga, não sei direito o que você tem disponível aí onde você moram… música é sempre bem vinda, banho é ótimo (costumava colocar camomila para dar um help).
    Com certeza logo logo tudo se encaixa… eu também morria de medo do Joaquim dar bafão nos restaurantes e locais públicos (e às vezes acontecia mesmo), mas hoje, fazemos vários programas familiares juntos, e é uma delícia!!!
    Muita força aí, e daqui posso dizer que estou acompanhando tudo com muito carinho.
    Um grande beijo, e um cheiro bem gostoso nas bochechas do Lucas

  45. Carol, não tenho blog mas gosto de acompnhá-los para a troca de experiências. Esses sintomas caracterizam refluxo oculto (aquele que volta o leite mas eles não vomitam) isso causa azia e queimação. Eu não acreditava muito pois sofri um mês com a minha Alice e achava que era cólica. A pediatra receitou Label e disse que iria melhorar depois de uma semana. Dito e feito desde 1 mês e meio ela dorme a noite toda, engordou muito e só mama no peito. Acredite ela sofria muito e também tinha gases. Acho que vale a pena tentar porque os sintomas são os mesmos e eu quase enlouqueci… Boa sorte!!

  46. Oi Carol!!! meu nome é Poliana achei seu blog no blog da Luiza, tenho a mesma mania que vc quando me interesso por um blog leio ele todo,e eu ja estou quase terminando de ler o seu mas não aguentei esperar terminar de ler para comentar, que eu ameiiii seu blog cada vez que leio seus posts te admiro mais, aprendo muita coisa e me divirto muito com vc. Estou gravidissima de 32 semanas,e meu baby também vai se chamar Lucas, aliás que bebe mais fofoooo seu Lucas lindo de viver. Bom é isso não sou muito boa nas palavras so queria me identificar, agora deixa eu continuar lendo de onde parei. ha ja ia esquecendo de comentar sobre o doce de leite que vc sorteou duas vezes, estou louca por doce de leite e aquele me deu vontade de imprimir a foto e comer o papel aff dilicia. Beijooo Parabéns. depois eu volto

  47. Carol, o meu Lucas teve a mesma revolta do peito com essa idade… E foi até mais ou menos 4/5 meses. Eu sei o que está passando, pq eu tb sofri muito, era um misto de tristeza com raiva e eu não sabia o que fazer. Ele engordava, então a pediatra dizia que não tinha porque me preocupar. Segundo ela, qdo o bebe faz a sucção para mamar, ativa os movimentos peristalticos, então dá cólica, gases, enfim, tudo aquilo que dói na barriguinha deles. Mesmo assim eu sofria com aquilo… Dá algum remedinho para gases um pouco antes da mamada e tenha paciência!
    Li um comentário acima sobre ser refluxo, e acho que de repente vale investigar também, pois tenho muito problema de refluxo com meu bb e eu também achava que podia ser isso, mas como a pediatra disse não ser acabei deixando quieto, mas ainda penso que podia ter sido isso mesmo.
    Sobre mamar rápido, meu Lucas sempre mamou rápido, quando dava 10minutos era milagre, em geral não passava de 5-7min. Desde a maternidade. Meu marido brincava que parecia pit-stop de F1.
    Eu tb tiro leite e quando preciso sair e deixa-lo com alguem ele toma o meu leite na mamadeira. Ele bebe, mas não curte…Pode ficar tranquila, ele não vai te trocar pela mamadeira!
    Beijos!!!

  48. Ah, Carol…. Tem mais uma coisa que descobri com meu Lucas também…. as vezes a revolta do peito aqui acontece porque ele percebe que vai dormir e luta contra o sono… Acredite, isso acontece… O Lucas tem noites que grita com os olhos fechados, não consegue nem abrir mais de tanto cansaço, mas quer por todo custo fazer força de acordar… Acho que é cedo ainda para ser isso com você, mas #ficaadica.

  49. Fica tranquila, isso é adaptação à vidinha do lado de fora. Arthur tb mamava por 5min e ficava satisfeito. Até os 3 meses, mamava de hora em hora e até os 4,5, não tinha horários. Continue seguindo a rotina de acontecimentos sem se preocupar com horários, em breve tudo se encaixa.

  50. Oi Carol,
    Descobri seu blog agora e estou lendo tudo, tudinho, por isso só estou comentando agora. Acho que as meninas disseram tudo. Esse comecinho é difícil mesmo, mas também é verdade que melhora com os 3 meses (ou a gente é que se acostuma). Eu passei por uma situação bem parecida com a que você passou. Meu pequeno não ganhava peso e chorava muito e eu arrisquei dar mamadeira (uma vez para nunca mais), mas depois voltei a insistir com o peito, ele voltou a ganhar peso, as cólicas passaram e hoje, aos nove meses, são outros os desafios… Força, força, força.

  51. Oi Carol,
    Descobri seu blog agora e estou lendo tudo, tudinho, por isso só estou comentando agora. Acho que as meninas disseram tudo. Esse comecinho é difícil mesmo, mas também é verdade que melhora com os 3 meses (ou a gente é que se acostuma). Eu passei por uma situação bem parecida com a que você passou. Meu pequeno não ganhava peso e chorava muito e eu arrisquei dar mamadeira (uma vez para nunca mais), mas depois voltei a insistir com o peito, ele voltou a ganhar peso, as cólicas passaram e hoje, aos nove meses, são outros os desafios… Força, força, força.

  52. querilda, não dei conta de voltar… se com 1 é assim, imagine eu com 2… afe!
    mas já tem comment demais (vc não pira com tanto pitaco, não? hehe!)
    mas, se quiser prosear sobre rotina em tempo de mãe de dois (lenta!!!) me escreve: thaisrosaarrobayahoo.com
    beijoca!!

  53. Carol, querida… o Arthur é igualzinho ao Lucas. A diferença é que, aos 2 meses, meu cansaço era tão monstruoso que o leite começou a secar. Chorei muito, mas abri um latão de Nan e, desde então, sabe o que aconteceu? Nada de mais. Ele cresce que é uma belezinha e dorme bem melhor. Sem culpa, querida! Beijo gigante, cheio de saudade! Da sua fã… Cibele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *