cabou que ficou mal explicado no post anterior qual era o problema de Luqui-luqui. Ele tem dificuldades enormes pra dormir de dia, de noite até dorme razoavelmente bem, mas, com o passar dos dias, vinha chorando cada vez mais, me deixando quieta cada vez menAs.

Pois bem, quando escrevi aquele post, eu não sabia exatamente o que ele tinha que atrapalhava tanto, mas agora sei: o pobrema dele é amor demais. Ele só quer ficar grudado em mim!

Rá.

Explico: no auge do cansaço e do desespero, resolvi que ia fazer o que ele queria e ficar colada. Dr. Karp não diz que a gestação dele ainda num cabou? Que ele ainda quer sentir o útero? Pois bem, Senhor Lucas, se é útero que você quer, é útero que você terá – ameacei. E cumpri.

Durante o dia, Lucas tem dormido no sling. Colado na minha figura humana enquanto serviva. De noite, cama compartilhada. O resultado é que tem chorado bem menos, dormido bem mais, mamado melhor (de noite, acontece deu tirar a peita pra dar, esquecer de guardar de volta e dormirmos os dois ali, grudadíssimos. Daí acordo horas depois com ele já mamando de novo. Loosho, poder e ryqueza).

Claro que não é perfeito: às cinco da tarde começa um chororô desesperê que só termina quando enfiamos o rapazinho no banho, lá pelas sete da noite. Ele se contorce, grita, nada agrada, é um terror. Fora isso, nem era meu sonho de maternidade ficar grudada na criança o.t.e.m.p.o.t.o.d.o., mas tudo bem. Até Maridón tem gostado da tal cama compartilhada, então vamos em frente, por enquanto (até porque sexo é bom e meu casamento agradece se eu conseguir tempo para pratica-lo).

Dizem os teóricos da crianza con apego que, respeitando os tempos do meu filho, estarei contribuindo pra sua formação independente, segura e feliz – eu acreditei. Com o tempo e, principalmente, quando acabar a gestação de Luquinhas (meodeos que essa gravidez não acaba!), vou, aos poucos, voltando a investir na permanência dele no berço e afins longes de mins.

Li os comentários de vocês e curti a sugestão do livro e da comunidade do Soluções Para Noites Sem Choro  Mas, queria saber: alguma de vocês já leu o livro? Curtiram, aplicaram, deu certo?
.
.

18 respostas em “Quem kurt? – explicando umas coisicas

  1. Carol, eu tenho dois filhos e usei o charutinho no Harvey Karp pros dois, e funcionou muito bem, obrigada! O mais velho dormia com um minuto e meio balançandinho, a pequena dormia enrolada na cadeira de balanço dela. Vou dizer que nenhum dos dois é fã do berço não. Movi o mais velho pra uma cama de solteiro com 1 ano e meio (por conta da irmã), e a pequena já tá dando sinais que quer uma cama também, que será providenciada quando ela fizer 15 meses.
    Tambem fiz a rotininha da Encantadora, com o mais velho levou umas semanas pra funcionar, mas com a pequena foi mais rápido (experiência é tudo nessa vida, nénão?). Mas tem uma coisa que é fato: criança não dorme com frio, e não dorme com fome. O meu mais velho mamava a cada DUAS horas. E tirava um cochilo de 40 min entre mamadas (assim, com 2 meses). A pequena mamava a cada 3 horas. Vim relatar minha experiência e dar meu pitaco básico: adianta o banho dele pra mais cedo, talvez umas 5 horas. A minha pequena, que nem é tão pequena quanto o seu pequeno, começou a tirar sonecas melhores quando introduzi um sengudo banho no dia. Os dois tomam banho depois do almoço, e antes de dormir. Vou te dizer, é mala ficar dando tanto banho, mas acabou com o chororô e as brigas por nÃo querer dormir.
    O grande segredo é conhecer seu filho e pra isso, anotar TUDO por uns dias ajuda bastante. E a última dica: no segundo filho é bem mais dácil, podescrer! beijos!

  2. Carol, li e recomendo o "Soluções". Ele sozinho não resolveu meu problema, já que em casa temos o que o querido Dr. Sears chama de "High Need Baby". O soluções, junto com os livros do Dr. Karp me ajudaram a encontrar a tranquilidade e a segurança de lidar com o filhote. Se pudesse voltar no tempo colocaria na minha mesa esses livros para ler antes do primeiro filho nascer, muitas coisas teriam sido mais fáceis.
    BJS

  3. Tô daqui dando apoio moral, fazendo nota mental, pra quando chegar a minha vez eu saber pra onde gritar SOCORRO!!!

    Beijosss

    Ps: Sei que tá tudo corrido e pãns mas, sem querer abusar muito cof cof cof tem como você fazer uma lista dos livros legais sobre esse universo paralelo da maternidade? Caso já tenha, só cola o link plisiii

  4. Carol,
    Eu, como Neda, tenho um high need baby fissurado em colo e cama compartilhada. Com 5 meses ainda é meu pequeno grude que só dorme coladinho em mim.
    Beijocas e aproveita o tempo em que ele quer colo porque passa rápido demais!

  5. Olha Carol, muita coragem a sua de aplicar a cama compartilhada, hein?
    Pode ser o método mais fácil de funcionar, mas acho que o mais difícil de se desvincular, te entendo que no momento de desespero a gente aplica qualquer coisa, mas deixa-lo chorando um pouquinho não vai prejudica-lo…na verdade não existe receita de bolo, né? Graças a Deus e a um pouco de paciência tenho 2 filhos super independentes, mas cada um aplica os métodos que se sentir mais confortável e feliz, se está dando certo e você está satisfeita….

    beijoooo

  6. Carol, siga o teu coração.
    DEOS me livre de deixar meu filho chorando no berço… A gente espera a gestação toda, dá o maior carinho pra barriga, recebe um serzinho indefeso q ainda nem percebeu q saiu da barriga, pra deixar chorando no berço? NONONO… É preciso muita frieza pra deixar um serzinho tão indefeso no berço chorando sem q ele possa fazer mais nada e sem q ele ainda nem saiba direito como dormir sozinho… Ele PRECISA de vc e da sua ajuda! Eu tenho um primo q chorava no berço, hj tem 18 anos e é extremamente inseguro e chato.
    Continue seguindo Dr. Karp e continue dando muito AMOR e companhia pro seu filho, só assim ele vai se sentir seguro pra aprender que ele pode pegar no sono tranquilamente pois qdo acordar,vc vai estar ali pra ele…

  7. Ai que alívio ler esse post! Eu estava agora mesmo chorando pq minha filha dorme pouco ou quase nada como diria o Falcão do O Rappa e sei que não é cólica,dor de ouvido ou qqr outra dor, pq o choro de início é aquele que toda mãe conhece, bem manhoso, depois se ela não consegue o que quer é que passa para o barraco e daí minha amiga a menina tira os sapatos e desce o morro de verdade, já teve dia de minha mãe chegar às 19:00h na minha casa e eu ainda nem ter conseguido tomar banho, e como vc disse xixi,cocô e almoço é loosho, já perdi nem sei quantos quilos pq só como frutas.Minha filha está com 1mês e 9 dias.

  8. Eu já li o livro e o que mais deu certo pra eu e Francisco foi o som (white noise), baixei da internet um som de hair dry e Francisco adora, fica calminho, relaxa e vai fechando os olhinhos, mto lindo! Já o charutinho ele não curte de jeito nenhum, é mto ativo, precisa ficar mexendo as mãozinhas e fica com aflição de ficar com elas presas (confesso que as vezes gostaria que ele ficasse no charutinho, as vezes está quase caindo no sono, se sobressalta e chora, me fazendo recomeçar tudo pra colocá-lo pra dormir. Vai colocando o que está dando certo pra vocês pra torcarmos experiências, ok? =D

    Beijo beijo

    Alice
    diaadiacomfrancisco.blogspot.com

  9. não conheço nenhum bebê de até 3 meses que não "dá/deu a louca" 5 da tarde!

    vou te contar uma coisa muito louca, jura que não vai rir? –> uma tia diz que está gravado no nosso DNA um certo medo do predador, da época que ainda vivíamos em cavernas, quando o anoitecer era um momento crucial para nossa sobrevivência. em termos práticos isso significaria que o bebê precisa estar em total segurança neste horário. o banho transmite esta segurança do útero, do meio mais seguro onde ele já viveu, cuja a memória está fresquinha. o banho, o colo, o charutinho e tal.

    pitaco eu: se fosse meu, eu adiantaria este banho de 19h.

    sobre a cama compartilhada: minha filha mais velha tem seis anos e adotamos cama compartilhada em diversos momentos da vida dela (RN-3m, aos 18m, aos três anos, quando tuco nasceu, etc.) por conta de necessidades dela e nossas –> te digo com certeza, quando você quiser luquitos voltará para a cama dele, basta você estar segura e conversar muito com ele (mesmo ele sendo um bebê!) esta meninada é mais esperta que imaginamos!!! muitas vezes deixamos de fazer o que nosso coração manda com medo de estragar o bebê, e isso é mais profunda bobagem que existe. ah, ela dorme/dormia na cama/no berço dela na maior parte da vida dela.

    pitaco final, juro –> sei que vc nem pensa nisso, mas sempre tem alguém que sugere, então queria te dizer o que acho deste método "é chorando que se aprende": o desamparo é a pior sensação que um ser-humano pode experimentar. acho que a mãe pode fazer o que quiser, usar qualquer método, menos o abandono e outros que causem esta sensação de desamparo, mesmo que por cinco minutos! sou radical neste ponto!!!

    beijoca

  10. Xará, também sou radical: NUNCA, nunquinha nessa vida quero meu bebê chorando nem por segundos. Aplico cama compartilhada aqui desde sempre, o que foi muito bom prá nós e prá ele, que é um bebê seguro, feliz, dorme bem, mama melhor ainda. Quando preciso fazer alguma coisa, me trocar ou to cansada, coloco ele no berço acordado, e ele fica numa boa, acho que é exatamente pela segurança. Deesde o primeiro dia viveu no meu colo, grudado, o dia inteiro, dormindo, mamando, brincando e SIM, já tive medo de estragar, ouvi de um tudo, mas segui meu coração e posso te garantir que vale a pena. E ele é tranquilo, dorme com a vó, com o pai, não estranha e não tem neura de ficar só comigo. Não, eu não estraguei o neném, eu atendi seus medos, anseios, inseguranças, dúvidas. E faço isso porque gosto de ser tratada da mesma forma. Afinal, é esse o príncipio nénão?
    Bjs

  11. Carol,
    super concordo com fazer exatamente aquilo que é melhor ´pra família inteira e não ficar pensando nas famosas "dicas"! Eu, se dependesse da família inteira, não deixaria Bia passar pra mionha cama hora nenhuma!
    Mas a verdade é q eu não curto ficar 40 minutos acordada nessa friaca pra fazê-la voltar a dormir no berço dela! Geralmente, ela acorda entre 3 e 4hs da manhã! Vai pra nossa cama, acorda às 6, mama e depois vai até às 9! Tranquilo!
    Eu fico quentinha, marido adora dormir com ela na meinho e ela fica feliz! Todo mundo dorme! No verão, ou qd começar a esquentar, ela volta pra cama dela! Por hora estamos assim!

    Quanto às peitolas pra fora! kakaka Fazia igualzinho!

    Adorei o post!

  12. Ó Carol, tenho 32 anos um filho de 14 e agora a segundinha de 2 meses. Sei por experiência que tudo passa, e passa rápido demais, é só ter calma que tudo se resolve. Dei toda a cama que meu filho quis e ele dormia na cama e no quartinho dele com 1 ano e seis meses, e hj é um pré adolescente calmo, seguro e que não me dá trabalho além daquele q é esperado. Com a Vic, resolvi cuspir pra cima e dizer que cama compartilhada nem pensar(nem sei pra q ouvi esses pitacos). Bom, caiu na minha testa, e hj estamos todos felizes dormindo a noite quase q toda e compartilhando a cama, marido até prefere pq assim ele tb dorme melhor. Não tem como deixar uma bebe tão pequenininha chorando, nem ficar me arrastando pela madrugada para fazer ela dormir. Dou todo o colo que ela quer e ela está bem mais calma. É um pouco difícil não ter vida fora da rotina dela, mas ela tranquila,dorme melhor durante o dia e nesse espaço eu tomo banho(hauahuahua), vou no banheiro e faço algumas coisas na casa. Tenho que confessar q o último banho dela é as 23hs,dai ela relaxa, mama e dooooorme. Deu certo com o promogênito tenho fé que vai dar com a segundinha também. Leio o seu blog sempre, e gosto muito dele vou passar a comentar mais pq é legal para quem escreve ter um retorno e saber que é apreciada. Boa sorte com o pequenino.

  13. Eu li o livro do soluçoes e deu certo pra mim. Aprendi a identificar os sinais de sono dele, a náo deixar ele acordado por mais de 2 horas, criei um objeto de transiçao pra aclamá-lo e associar ao sono…enfim…melhorou MUITO! Arthur passou a dormir noites inteiras com 11 meses. Começamos aplicando o Soluçoes com 4 meses. Mas entre 4 meses e 11 meses a mudança no padraod e sono dele foi imensa! Eu recomendo!

    bjao
    Flavia

  14. "para um ser humano seja realmente independente deve ter sido primeiro um bebê dependente"

    Você lembra que eu te falei tempos atrás do livro "Besame mucho" do Carlos Gonzalez?? Quando tiver um tempinho sobrando (piada, né?) dá uma lida nele.

    bjo

  15. Eu tenho um bebê de 9 meses que aos 2 chorava o tempo todo, isso no colo, balançando, eu tentando dar o peito mas várias vezes ele não pegava pq tava se esgoelando de chorar e eu com prisão de ventre mor, magra, cansada, de pijama fedendo a leite! O que ajudou foi o método dr. Karp que ele chegou a dormir 4h seguidas a noite… e imendava na cama compartilhada lógico (pq numa situações dessa não tem nem como cogitar outra coisa). Hoje ele mais ri do que chora, e quando chora geralmente é sono e ele comigo só dorme mamando e ainda dá trabalho, ele é agitadíssimo, a situação é assim, eu dou de mamá na cama e quando ele dorme eu saio de fininho! É meio ridículo, mas é o que mais funciona, rende uns 40 minutos de sono hahaha! A noite acorda de 2h em 2h! Mas um dia melhora!

  16. oi carol eu tbm sou contra a deixar o baby chorando eu passei algumas fases como a sua em que eu acabava deixando ela com meu marido e ia dormir pq jah tinha mamado jah estava trocada e queria brincar então ele sozinho daria conta e tentava apagar nem que seja por uma hora pelo menos … resultado acordava outra mulher alegre bem disposta uma maravilha dai eu conseguia pensar melhor e resolver os problemas dela e até hj faço isso quando estou muito cansada afinal ser pai tbm é pra essas coisas kkkkk eu adoto a livre demanda mais minha filha mama a cada 3 horas por ela mesma e luta pra dormir porém ela aprendeu rapido pq desde que nasceu eu deixo ela dormir sozinha agora o lance do mobile ou tv ou música funciona bem pq relaxa e tira a atenção deles do próprio sono espero que essa fase dele passe logo bjuss e boa sorte =D

  17. Adorei essa comunidade de Soluções para noites sem sono. Li o texto da teoria da extero-gestação e achei engraçado pq fazia isso, de carregar o davi pra tudo q é lado, sem me dar conta do que estava fazendo. Sempre dei colo pra ele quando ele quis, sem culpa. Afinal, ele não vai ter poucos meses por muito mais tempo. Então, curta esse grude porque daqui a pouco acaba… Tô falando assim pq já estou começando a sofrer com o término da licença-maternidade.

    bju

  18. Oi Carol!
    O mais importante de tudo é você estar mjuito segura do que vai fazer. Você nao imagina o quanto o seu nervosismo passa para o bebê. Normalmente quando a mãe se acalma o bebê se acalma também. Quando minha filha era bem bebê eu também nao gostava de deixar ela chorar sozinha na caminha dela. Mas chegou uma fase em que não dava mais pra ficar com ela no colo, estava muito grande, pesada, desajeitada… se mexia com muita força. Aí teve uma noite que eu me concentrei e pensei: É hoje que ela vai dormir na caminha dela sozinha. Me preparei psicologicamente para isso, para passar horas ao lado dela na caminha até que ela adormecesse, e voltar várias vezes tantas quantas fossem necessárias. E ái para minha surpresa, eu coloquei ela na caminha e ela foi adormecendo, sozinha, e eu saí do quarto dela e fiquei escutando… e deu certo! dormiu sozinha. A partir daquele dia ela dorme todas as noites sozinha na cama dela que ela adora. Dá pra ver que ela gosta muito da cama dela. Entao essa é a grande diferença, você tem que se sentir segura e passar isso para o bebê. Tanto faz onde for que você queira que ele durma, você deve acreditar nisso verdadeiramente. Sempre, em diversas situaçoes isso vai funcionar. E converse muito com ele, explique que ele entende tudo, tudinho, pode ter certeza. Beijos e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *