Vida de adulto é um negócio que pode ser uber chato, às vezes.

Vou explicar rápido porque, se eu me alongar, vou começar a gritar (sei lá como via internet, mas to prestes a gritar mesmo): meu contrato de aluguel do apê onde moro vai vencer. No final do mês que vem.

(alguém se lembra de algum outro contrato de aluguel vencendo no final do mês que vem? Não? Eu lembro: o do meu útero – Luquinhas será despejado em breve, sem possibilidade de renovação)

Pois bem.

Eu já sabia disso, mas achava que, pra renovar contrato era só ir lá na imobiliária, assinar uns papeis e beijo-tchau-te vejo em dois anos.

Aí, falei pro marido, por via das dúvidas: quando você for lá pagar o aluguel (tem que pagar diretamente na imobiliária, olha que moderno, olha que prático, olha como imprime Novo Milênio), confirma a renovação e pergunta se os reajustes seguirão os mesmos (meu contrato vai reajustando conforme a inflação aproximada).

Aí sabe o que falaram na imobiliária? Ah, vai vencer, é? Mas a gente nem sabe se o proprietário quer seguir alugando, nem como ele fará o novo preço… ah, pra renovar, precisa pagar mais taxa disso, taxa daquilo, taxa daquilo outro… sai por módicos muitos dinheiros, tá? Mas, no mês que vem a gente vê isso…

Oi?

OI?

O-I?

Mês que vem????

MÊS QUE VEM?????????????

IMAGINARAM TODA A MERDA QUE EU IMAGINEI EM 5 SEGUNDOS?
Neste exato momento, eu não sei:
– se terei onde morar em menos de dois meses
– se meu proprietário vai querer renovar
– se ele vai fazer um preço justo na renovação
– eu terei grana pra pagar o novo preço dele
– se o Lucas já estará entre nós ou não caso tenhamos que nos mudar
– se eu terei SAÚDE pra procurar apê e fazer mudança nesse curto espaço de tempo entre A MERDA e O NASCIMENTO DO MEU FILHO.

E pensar que acabei de fazer obra no quarto dele… ai ai ai. Por essa, eu não estava esperando, gente.

Ok, pode ser que não aconteça nada e amanhã o cara me ligue pra dizer que vai renovar sim, tudo ok, e que o preço será reajustado normalmente (aliás, é o que espero que aconteça). Porém, não posso ser ingênua, preciso estar ligada e começar a dar uma olhada nos aluguéis por aí, né?

Seria tão mais fácil se eu não tivesse que pensar em nada disso, se pudesse ficar simplesmente preocupada em alisar a minha barriga… mas aí não teria graça, né. Porque na minha vida é assim: cabou uma emoção, começa logo outra.

Pelo menos, dos males, o menor: meu filho está bem, mexe numa boa o dia todo e enfiar o pé na costela da mãe é o último grito da moda no meio da vida intra-uterina. Tudo certo, vamos em frente.

***

Daí eu fiz um paralelo doido e comecei a entender um pouco da angústia que deve ser estar na pele de um recém-nascido. Se eu to histérica com a possibilidade de não ter mais a casinha que eu gosto tanto e ter que me adaptar a um lugar novo, imagina a sensação de ser despejado, sem aviso-prévio, sem te consultarem, do lugar mais maravilhoso do mundo, que é o útero da mãe? Temperatura ideal, comida o tempo todo, escurinho, soninho, preguicinha, vozes engraçadas ao fundo, paredes fofinhas pra brincar de pular e umas costelinhas pra enfiar o pé. Daí, de uma hora pra outra: CABOU.

Putamerda. Coitados.

Vou tentar lembrar disso quando o Lucas histericar de chorar sem motivo aparente.

***

Então é isso, gentes. Torçam por mim? Pra eu ficar no apezinho que eu tanto gosto e não ter que entrar numa aventura de mudança no oitavo mês de gestação?

Brigadona.

/

/

23 respostas em “Um despejo iminente

  1. Nossa Carol, tenso isso heein!
    E esse povo da a noticia assim, na maior naturalidade, como se fosse a coisa mais simples do Mundo.. Aff! de estreessar qualquer um.. mais sei qe vc tirara de letra! Vo ficar torcendo aqui pra não serem despejados!rs
    Beeijinhos em ti e na barriga

  2. Caráglio, Carol!
    Mas vamos torcer pro cara ser justo e legal e deixar tudo do jeito que está!
    Qualquer coisa leva ele aí e esfrega a cara dele na parede azul baphão do quarto do Lucas!

    Oremos.
    Beijo

  3. Êta que sossego não é pra ti amiga!
    Que merda isso hein?

    Tenho certeza que tudo vai se resolver da melhor maneira, não vai ser isso que vai deixar o final da temporada do Lucas no barrigón e a estréia no mundo real menos especial. Mas realmente, não precisava essa atucanação agora!

    Na torcida pra amanhã de manhã isso já estar resolvido.

    beijão

  4. Tenho uma sugestão: manda uma foto do quarto reformado e outra da sua barriga de sete meses lá pro sujeito da imobiliária. Pede pelo-amor-da-virgem-maria para ele ter compaixão e mexer os pauzinhos para que vocês fiquem exatamente onde já estão.

    Se não adiantar, antes de começar a função pentelha de procurar outro apê, pesquisa a lei que trata de aluguel na argentina e descobre como funciona a prorrogação do contrato, quanto tempo as partes têm para comunicar o interesse, ou não, de renová-lo, e, em último caso, como efetivamente funciona a ação de despejo. Quem sabe você tem mais tempo do que imagina para encontrar outro lugar.

    Suerte!

  5. afff… que saco! torcendo muito para dar tudo certo.
    ô raios, no meu oitavo mês minha casa alagou e eu tive que fazer uma reforma uber monster…
    mas no fim deu certo… se te conforta 🙁
    bjo

  6. Putz Carol, que zebra!!
    Vou ficar na torcida para que tudo dê certo!
    Adorei a comparação com o útero, nunca tinha pensado dessa forma, mas o "despejo" deve ser flórida!!
    Beijinhos

  7. Putz! Ninguém merece uma notícia dessa numa hora dessa!
    Mas seja otimista. O proprietário não iria ser tão desumano pra despejar uma grávida de 8 meses!
    Vai dar tudo certo.
    Estou torcendo por você.
    Beijo

  8. Careleos-verdes-fritos, Carol. Meu, tem dias que eu peço a deus que me cure de ser grande, porque COMO É CHATA essa vida de vez em quando. O pior é a tranquilidade do ser da imobiliária, achando que nem é a responsabilidade dele ir atrás do diabo do proprietáio e resolver isso ASAP. Vai lá e quebra a caneca de café dele no monitor do computador dele. Grávida pode! 🙂

    Beijos e tou na torcida pelo teto da Carol! 🙂

  9. Carol,

    Chega na imobiliária (e o barrigón serve tb pra sensibilizar as pessoas, né não?), conversa, fala que não dá pra esperar o proprietário se decidir só no mês que vem, e que se for o caso (não será, olha as energias positivas!) você vai ter que procurar um apê novo já. Assim, tipo: e aí, colega, como é que a gente fica?
    Sabe, sem rodeios, sem esperar demais, porque senão esse assunto pode te tomar mais gasto de energia do que o necessário, e o momento agora é de paz, curtição e alisamento da barriga SIM!
    Okei?

    Boa sorte, querida!

    Quel

  10. Querida, vai lá imobiliária com o Pedro, mostra a sua barriga e tenta explicar que vc precisa de uma certeza maior, que vc gostaria de ver como ficará sua situação, fala quws vc vai ter filho em pouco tempo (alisa a barriga neste momento e depois bota a mão nas costas, como se ja tivesse pesando), faz um charminho e pede para eles te ajudarem… de repente tem como vc convencer a começar logo o processo de renovação!!

    e eu vou estar aqui rezando para o ajuste ser tranquilo!

    beijos, ju

  11. Que coisa hein! Mas nada como olhar o lado bom da vida e ver as coisas boas, como seu bebezinho lindo e super saudavel…
    Boa sorte em relação em apto, no final da tudo certo..bju

  12. carol, acho que posso te dar uma orientação. Tenho uma imobiliária aqui no Rio então vou te dizer mais ou menos como funciona…pode ser que tenha variações por ser fora do Brasil, mas não custa nada tentar ajudar!
    1) para pedir o apartamento de volta, vc precisa ser avisada POR ESCRITO com no mínimo 30 dias de antecedência.
    2) Caso nenhuma das partes se pronuncie com relação a devolução do imóvel, o mesmo se prorroga AUTOMATICAMENTE por mais um ano, sem que vc precise pagar nenhuma taxa por isso.
    3) Caso haja a prorrogação automática, cabe a vc pagar o REAJUSTE ANUAL firmado em contrato.
    4) Taxas de contrato, ficha etc, são ilegais. Não pode ser cobrado do locatário. Isso faz parte do contrato entre IMOBILIÁRIA E PROPRIETÁRIO.
    5) Como vc está grávida de 7 meses e pode comprovar que não tem condições físicas nem tempo hábil de procurar novo ap em 30 dias, eles são OBRIGADOS a prorrogar o seu contrato. Caso contrário cabe a vc RECURSO JURÌDICO.

    Se eu lembrar de mais alguma informação relevante, volto aqui correndo ok? Qualquer coisa é só gritar!
    Bjss
    Dani

  13. Minha amiga achou teu blog e me indicou na hora, que engraçado, além do mesmo nome, estamos gestantes com a mesma semana e também espero um menino!
    Me identifiquei na hora com tudo que vc escreve, as angústias e as duvidas.. Dá pra perceber o quanto (gravidas) somos parecidas! Rs.
    E não só nós, os maridos tbm.. Por aqui tbm andam empurrando meu umbigo. Rsrs..
    Beijos, boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *