Tem várias coisas que eu escrevo e não publico. Mas não apago nada e, às vezes, volto nelas. Pra reler, pra me entender, sei lá. Num desses retornos, encontrei:

“o tempo. acho que é uma das coisas mais subjetivas que eu já conheci.
o ano passado passou rapidinho, mas este exato instante está demorando anos.”

De acordo com o gravidômetro e com as minhas contas louquinhas, hoje completo oito meses de barriga. Só falta um pra tudo isso acabar. Ou começar.

O sentimento é estranho, ambíguo: ao mesmo tempo que morro de curiosidade pra ver a carinha do meu filho, quero muito saber aproveitar o hoje. Quero curtir meus últimos momentinhos de casal com o marido, mas não tenho mais vontade de sexo, nem de filminho, nem de jantar que não seja pra ficar ho-ras falando do pequeno. Quero viver uma vida normal, sair com as amigas e curtir a falta de horário que existe hoje, mas já tenho pouca paciência pra aglomerações, me sinto cansada, não dá pra beber, fumar, dançar, comer qualquer merda. Fico aqui esperando a grande mudança que está por vir – e sei que virá – mas muitas delas já aconteceram. Eu já sou outra pessoa.

***

Daí que oito meses depois, já me sinto segura pra tirar pelo menos uma conclusão: gravidez é um treco muito chato. Desculpem meninas que se sentiram lindas, abençoadas e plenas, comigo não foi assim. Vai ver foi porque emendei uma gravidez na outra e me sinto grávida há praticamente um ano. Vai ver foi porque me estressei demais a cada coisinha que foi aparecendo ao longo do caminho. Vai ver é porque já deu, já tô cansada, já entendi o que é ficar grávida, bebê mexendo, emoção de ultrassom, fome fora de hora, barriga apontando, essas coisas. Já tô pronta pro que vem a seguir.

Enfim. Pelo menos fiz vinte mil fotos e escrevi vinte mil textos, minha experiência fica guardada, documentada e sempre à minha disposição pra eu voltar nela quando quiser. Mesmo sendo uma experiência chata, he-he.

Maaas, o que tem de novo? Hmmmm, pensemos:

– o enxoval tá pronto e óbvio que eu acho que exagerei. Tenho lavado as roupas e passado tudo, aos poucos. Faltam umas coisiquitas, tipo cortinas (que acho que não vou comprar agora, visto que rola uma infiltração no teto e talvez o quartinho do baby entre em obras de novo – ai meus sais), álcool (que se resolve em qualquer ida à farmácia) e as tais conchas formadoras de mamilos, que foram recomendadas pela professora de lactação do curso pré-natal que tô fazendo. De coisas práticas, falta assinar a renovação do aluguel e resolver essa coisa da infiltração (marido tá com isso e eu não quero saber muito do assunto, segui conselhos de vocês e me afastei, pra não estressar a essa altura do campeonato). Já tô com data fechada pra início da licença-maternidade (e pra isso eu conto os minutos: faltam 23 dias), já tô arrumando a malinha do hospital, já tô quase fechando com uma moça pra nos ajudar com os serviços da casa todo dia (atualmente, tenho faxineira uma vez por semana).

– não tive mais contrações doloridas, só a barriga dura de sempre. Mas, embora a pancinha seja pequena (e é, gente, hoje eu comparei no curso pré-natal: eu sou a mais magrela e menos redonda abdominalmente falando), ela já tá pesando. E não é só isso: já tenho um pouco de respiração ofegante e dificuldade de mudar de lado na cama. E cada vez que mudo de lado, dá vontade de fazer xixi. Então tô assim num sono picado e leve, coisa mais chata. Também não aguento mais andar muito, nem ficar muito tempo em pé. Idosa feelings, gente.

– sobre a barriga pequena: eu sei, o assunto é chato. Nem eu me aguento mais com essa chateação. Acho que o grande problema foi a pseudo-diabetes gestacional. Digo pseudo porque em momento algum eu tive pico de glicose, mesmo me jogando no chocolate de páscoa, mesmo comendo sorvete, mesmo comendo massas, pizzas. O que mudei de verdade foi: zero coca-cola e acrescentei saladas e frutas aos meus hábitos. Então fiquei assim: comendo mal, mas comendo bem, sabe como? Só que comecei a emagrecer. Aí fiquei com medo pelo bebê e agora me esforço pra engordar. Dentro dos parâmetros básicos de controle que eu tenho que fazer (mesmo achando que não tenho diabetes, mas enfim), eu como mesmo. E sabe quanto eu engordei, até agora? 3 quilos. Em TODA a gravidez. Sigo preocupada com o Lucas, sei lá se o bichinho tá engordando direito. Eu tenho a impressão que a barriga não cresce há umas três semanas, mas chego na consulta com a médica e ela mede e vê que cresceu sim. Vou discordar da fita métrica? Não dá, né. Na semana passada, às 33 semanas e 3 dias, a altura uterina media 34 cm. O que é ótimo, adequadíssimo. Se fosse outra época, eu já inventava de fazer ultrassom pra ver qual é a do crescimento do baby. Mas putz, fiz um com 30 semanas, tava tudo muito bem, minha GO diz que não precisa de mais nenhum e eu mesma já nem quero mais. Quero parir, pode?

– Sim! Pode parir! Minha parteira que o diga. Descobri várias coisas muito legais sobre o parto esses últimos dias: posso escolher posição pra parir (inclusive entrar no banho de água quente no hospital mesmo), não tem depilação forçada (como chama essa prática?), não tem lavagem intestinal forçada (como chama essa prática? #2), marido pode e deve estar em todos os momentos, bebê só é separado de mim na hora de pesar e fazer as checagens básicas iniciais (mas o hospital encoraja que isso tudo seja feito no colo do pai), depois volta pro meu colinho e saímos juntos da sala de parto rumo ao quarto de hospital. Não tem sorinho na veia – ok, tem, mas não é de ocitocina (só me dão ocitocina caso exista alguma indicação e me consultam sobre isso antes). Só rola analgesia se eu quiser, não é prática-padrão do hospital (e a parteira incentiva a não tomar, mas respeita caso eu queira). Ainda preciso me informar mais sobre episiotomia (MEDO) e sobre os procedimentos com o bebê logo depois que nasce. Já fiquei sabendo que pesam, medem, dão vacina de vitamina K e aplicam colírio. Eu e marido concordamos em lutar pelo não-colírio (o resto, ok, que façam), mas ainda não sei qual é a abertura do hospital e da equipe quanto a isso. Mas, só de saber que, em nascendo em boas condições, o bebê não será separado de mim, já fico muito feliz e tranquila.

Eeeenfim.

Falta um mês, gente.
Vai ser demorado PACAS, mas vambora, que venham as últimas semaninhas!
/
/

35 respostas em “Oito meses

  1. Carol querida vou te falar, minha bebê está com 7 meses, eu passei praticamente a gravidez inteira reclamando por estar gorda, por estar cansada, por não dormir, por estar limitada (polidramnia que me fez ficar em repouso relativo), eu contava as horas pro dia do parto chegar, e agora MORRO DE SAUDADES da minha barriga, vejo grávidas e soooooooofro porque sei que nunca mais vou sentir tudo isso de novo.

    louca de pedra né? :o)
    daqui uns meses tu me conta se não está com saudades do barrigão tá.

    e não pira (muito) com o tamanho da barriga, se a médica diz que tá tudo bem tá tudo bem e tu tá linda linda, acho lindo grávida magrinha só com barriga e eu, óbvio fiquei REDONDA inteira nas duas gestações!
    hehehe

    beijoca

  2. Carol,

    O dormir no fim da gravidez é um saco, né?! Na verdade é praticamente impossível. Não dá pra virar de um lado pro outro e o xixi de meia em meia hora é irritante!

    Sobre o parto… é bom a gente se informar bastante. Eu logo soube que não teria como fugir da depilação antes de parir e da lavagem intestinal, pois eram procedimentos padrão do hospital. E quer saber?! Nem achei tão ruim, na verdade cheguei em trabalho de parto avançado no hospital e tudo foi tão rápido que nem senti direito.

    Também não escapei da episio, mas porque a médica teve que usar fórceps para tirar o bebê, então o corte foi inevitável. Fiz 5 pontos e eles ainda não caíram (o parto foi há 17 dias). Eles incomodaram bastante no início, agora já passou. Tinha horas que eu não conseguia nem sentar direito.

    Mas enfim… cada experiência é diferente. Por isso é bom estar preparada. Isso deixa a gente mais segura e tranquila 🙂

    Beijos, Ananda.

    http://projetodemae.wordpress.com/

  3. Deixa eu falar tudo que nunca falei. he he
    *Sabe que eu so tenho 24 semanas e to achando tudo tao chatinho? Poise. Isso que eu me acho super bunitinha. Mas por mim pode pular o resto.
    *Hoje mesmo coloquei o que falta para o Benjamin la no Blog, e quando li o que falto para o Lucas quase morri dando risada de mim mesma. Claro que tu ja teve mais tempo que eu pra comprar. Ma compara as listas la…kkk
    *Eu estou dormindo super bem esta semana. Esta semana e so esta. Antes passava as noites em claro. Agora eu acordo duas vezes por noite para fazer xixi.
    *Tu fala que nao tem barriga e eu te acho o maximo. Adoro suas fotos. Morro de ciumes por noa ter fotos legais semanais.
    *Sobre o parto, vi tanto parto estes últimos dias, quero saber de tudo ne e vou dizer que as cenas sao fortíssimas. kkk. E sabe o que mais? Tudo que os médicos fazem de pesar e medir e sei la mais o que nada eh necessário na hora. Tal de parto humanizado (assim que chama?) inclusive tem uns vídeos no youtube falando sobre isso. Vídeos fortíssimo também.
    Maaas que ótimo que apesar do cansaço você esta bem. Boa Sorte com tudo.
    Super Beijo!
    Carol

  4. carolita,
    vou te contar um causo…
    há muito tempo atrás, estávamos eu e minha vozinha olhando a coitadinha da pintcher dela num estado de judiação master prestes a parir os seus 2 ou 3 filhotinhos.
    as tetas quase arrastando no chão, as pernas envergadas pelo peso e uma respiração de assustar qquer veterinário.
    ao ver minha aflição com tudo aquilo, me vira a sábia velhinha e manda:

    – a gente fica assim também, e mesmo assim eu tive 5 filhos…

    resumido ou não???

    kkk

    aguente as pontas aí pq a gente sente memso um pouco de saudades depois.

    e vem que vem luquinhas!!!!!

    bjocas

  5. Carol

    Sumo, mas sempre te acompanho, é um vício, rsssss.

    Eu tb não amei estar grávida, talvez tenha curtido muito até o sétimo mês, depois achei que já tinha dado, tava cansada, pesada, com estrias e ansiosa. Acho que gestação deveria durar apenas 6 meses, tá de bom tamanho.

    E quer saber: eu não quero repetir a dose. DUDU tá lindo com quase 3 meses e isso já basta.

    Bjs e se cuida.

  6. Acredita que estou de 37 semanas e minha barriga está menor que a sua? Juro! olhando suas fotos fico até com inveja de barrigão! Rsrs…
    Ah, a minha gravidez também não foi lá essas coisas, mas é porque tive umas dores horrorosas e me estressei com isso (e também não engordei muito).
    Falo para o meu marido que pra mim, estar grávida é diferente de esperar meu filho, um é ruim e o outro é lindo e maravilhoso, ele me chama de louca é claro! Hehehe…
    Olha, não vou te falar pra aproveitar a fase final porque é um saco mesmo (principalmente a parte de não dormir), só temos de torcer para n~~ao ter nenhuma surpresa e estar logo com nossos pimpolhos nos colo! Sorte para nós duas! Rsrs…
    Bjo bjo

  7. Querida, mas alguém vai para ai na próxima semana? já falta um mês, preciso entregar seus presentes. Si preocupei agora…

    tb morro de medo da tal episiotomia… na verdade tudo que leva ponto! rs

    E pq precisa de colirio?? essa parte fiquei boiando…

    beijocas, ju

  8. Oi Carol! O parto na capital parece bem mais humanizado do que aqui no interior. Aqui dá pra escolher muito pouco, quase nada. Talvez os procedimentos do bebê ai também sejam diferentes, mas aqui é assim:
    – sonda nasal (mesmo que não haja qualquer indicativo de necessidade);
    – Colírio de nitrato de prata, alguns hospitais trocam por antibiotico, mas poucos abrem mão mesmo a mãe não tento gnorréria;
    – Vitamina K injetável (as vezes rola trocar por oral);
    – sonda anal (mesmo em bebês que fazem "coco" logo ao nascer ou quando há mecônio).
    Isso fora pesa, medir, apgar e capurro.
    Se você tem solicitações específicas, veja se rola Plano de Parto no hospital escolhido (mesmo eles dizendo que pode tudo) e faça.

    -> quanto a episiotomia, se informe MUITO. Depois de passar por uma que lacerou sou terminantemente contra;
    -> tricotomia, no Brasil eu cai no conto de que não vão fazer e na hora fizeram. Never more.

    Bjs

  9. Eu tbem tive a fase do "Ok, ja sei o q eh ficar gravida, ja curti, ja vivi, agora quero o parto. Cansei".
    Eu tbem nao amei ficar gravida nao. Tirando o fato de me sentir especial pq carregava vida dentro de mim, tirando sentir o Uri se mexendo… hmmm.. nao sinto falta nao! Sinto falta dos preparativos tbem, mas so. A preocupacao – "sera q ta td bem la dentro?" me acompanhou em todos os momentos, principalmente no final, somada ao xixi eterno, ao cansaco e a insonia.. afff… nada melhor do q ele estar aqui fora, com choro, com colica, com falta de sono, mas eu vendo a carinha dele, beijando e cheirando ele… hehehe.

    Ja ja vc vai me entender!

    Beijo

  10. raspagem = tricotomia
    lavagem = enema.

    Carol, não se preocupe que a coisa está quase tão ruim quanto vai ficar 😉 O último mês é punk mesmo, mas não piora na mesma proporção como na virada do 7o pro 8o mês, por exemplo. Peso, dor nas costas, dificuldade pra respirar, tudo isso deve ficar estável. Aliás, a dificuldade pra respirar tende a melhorar no finzinho, com a descida do bebê. Ele passa a pressionar menos a caixa torácica (é NORMAL sua altura uterina diminuir nessa fase, viu? É o bebê descendo e encaixando na pelve).
    Fora isso, o que você pode começar a sentir nas últimas semanas é dor no púbis por causa da pressão da cabeça do bebê. Tudo lindos sinais de que seu corpo está se abrindo.
    Quanto ao diâmetro abdominal… o seu está menor que o dasamiga porque VOCê está magrinha, não o Lucas. O Lucas se manifesta na altura do útero, não no diâmetro da barriga (que muitas vezes é recheado de banha).
    Bjos!

  11. Eu já te disse, né. Não sinto saudades da gravidez, não. Acho muito mais gostoso estar com a cria no colo, apesar de todo trabalho que possa dar.
    Quanto à episiotomia, o que eu posso te dizer com a minha experiência é que, se você tiver tomado a analgesia, não vai sentir nada se o seu médico sugerir fazer o cortinho. Eu fiz nas duas vezes porque era o procedimento do meu médico e eu não quis trocar de obstetra só por causa disso. Minha irmã não fez episio mas teve que costurar depois também, porque houve dilaceramento na hora da descida do bebê. Agora, se vc não tomar anestesia, imagino que deva doer tanto o corte como a costura depois. Nunca ouvi alguém que teve parto natural comentar sobre isso, até queria saber. Será que dói muito essa costurada depois do parto sem anestesia ou a gente fica naturalmente anestesiada e não sente nada? Porque depois que o bebê nasce, os médicos ainda ficam um tempinho ali na gente, fazendo a limpeza e colocando as coisas no lugar.
    Beijos e tá chegando, hein!! oba, Luquinhas na parada de sucesso logo logo…

  12. Carol, vc tá nos finalmentes, que delícia!!! 🙂
    Olha, pelo q vc descreveu, parir na Argentina é o paraíso. É tudo que eu procuro aqui no Brasil mas não consegui encontrar tudo em um hospital só da cidade. Cada um tem uma coisa. No fim, estou fazendo uma análise de cada um pra ver qual vai ser o escolhido.
    Sobre a episiotomia, há algumas práticas que vc pode fazer em casa para diminuir as chances de vc precisar de uma. Vc pode ir passando óleo de gergelim no períneo, pra ele ir ficando mais macio e "flexível" e também ir fazendo um exercício de contração. Quando vc for fazer xixi, faz uma forcinha para parar o xixi no meio. Volta a fazer, e depois pára de novo. Esse movimento que vc faz para interromper o xixi é o movimento que vc deve fazer pra ir se preparando pro parto normal e deixar o seu períneo mais preparado pra passagem do bebê.

  13. Vou te falar de mim.

    Nos 9 meses eu já estava de saco cheio, cansada, só queria dormir, dormir, dormir, comer (e ter que se policiar =/), comer. Descobri que poderia ter aproveitado mais.

    Poderia ter saído mais com meu marido, só nós dois. Poderíamos ter ido ao parque caminhar, ficar alisando a barriga e tirando fotos.

    E comer de tudo…
    Porque quando amamentamos temos que cuidar do que comemos né. Nada muito condimentado, etc.

    😀

  14. Carol, ia comentar mas vi que a Lia e a Mary falaram tudo o que eu ia dizer. Então releia os comments delas, please! E, se é para escolher algo para lutar contra, lute contra a episiotomia, sim (se vc parir de cócoras ou de quatro, não vão fazer mesmo). Caso haja alguma laceração, ela deve ser superficial (a episio é um corte cirúrgico) e o médico costura depois com analgesia no local (xilocaína). E pode perguntar se não dão a vitamina K via oral. Perguntar não ofende, né?
    Beijos

  15. "Bolo, árvore, criança, amizade, ideias. Tudo precisa de tempo pra crescer." Silvana Tavano

    Carol, uma vez uma amiga me disse que a gravidez durava 8 meses e uma eternidade e eu constatei isso na minha tb. Embora eu tenha adorado ficar grávida (juro menina, me senti a mulher mais bonita da face da terra, rsrs….vai entender)eu achei as últimas semanas bem demoradas. No meu caso, acho que como fiquei grávida no meio de um ano e a Manu nasceu em março de outro, sei lá, deu uma sensação (em mim e em muita gente que me encontrava) de que fiquei grávida por 1 ano, rsrs.

    Bjs e que o tempo voe querida!

  16. Carol, pelamordedeus, reveja essa historia de diabetes gestacional! rs
    Quem engorda apenas 3 kilos em oito meses de gravidez, desculpa ne, nem de LONGE tem diabetes!!!!!!!! Acho q nem precisa fazer doutorado em medicina em harward pra desconfiar disso…rs…
    Mas eu tenho certeza q o desenvolvimento do Lucas esta perfeitamente normal, mesmo vc tendo emagrecido!
    Altura uterina 34 cm com 33 semanas esta perfeito! Eu com 33 semanas estava assim tb! E tb super encanava com o tamanho (mini) da minha (mini) barriga…rs…cismava em me comparar com outras gravidas e bla bla bla…ah Carol isso cansa! para com isso! A sua gravidez é a SUA gravidez. (nao falei q vc cansa, pelamor…rs..eu disse a encanação toda cansa, gravida ja tem motivo de sobra pra cansar disso td, nao crie mais fantasmas!!!)
    E sim, é chato "pacarai" ficar gravida, e eu sei q tem um monte de mulher q esfrega na nossa cara q a gravidez é o momento mais sublime e feliz da vida delas. DUVIDO, mas enfim! eu custo a acreditar nisso…rs
    To errada????? rs
    eu tb achei esse troço todo de gravidez um mini porre, tb queria a todo custo parir, torcia e contava os dias na folhinha pra chegar nas 37 semanas e ter a sensação de q Anna nasceria a qlq instante e tudo acabaria (ou começaria…rs). Ok, q a aventura TODA começou depois q ela nasceu, mas sim Carol, é MUITO melhor qdo eles estao aqui fora, sem a menor sombra de duvida. To contigo nessa!
    Tava vendo as fotos do post anterior e posso falar? Vc ta uma gravida LINDA, elegante, coisa q MUITA mulher por aí queria estar! Pq eu ainda nao entendo como pode ter mulher q engorda 30 kgs na gravidez toda, desculpa. Falta de vergonha na cara! vc ta linda assim, continue se cuidadando assim q vc só tem a ganhar! Em tudo! Vc sabe né….

    Ai falei demais…rsrsrs…mas é q seus posts são ótimos! Vc pensa hj exatamente como eu me sentia qdo tava gravida mas eu nao conseguia admitir isso! rsrsrs…eu mentia pra mim mesma…hahahaha

    Beijos em vcs, e ah, sim, 1 mes demora a beça qdo a gente quer q ele voe, mas qdo vc quiser q demore pra passar, vc vai ver q os dias terão 2 horas e só! rsrsrs

  17. Carol,

    amo o jeito despojado de tratar as coisas e a franqueza com que se refere a tudo, to no terceiro mes e ate agora o qu eme deixa feliz é saber que meu bebê está chegando mas os enjoos as dores no peito e colicas nao são nada agradavéis, já estou ansiosa faltando 6 meses imagina faltando um mes vou ficar doida, rsrsr mas logo, logo seu bebê está ai lindo nos seu braços

    beijos

  18. Você descreveu praticamente tudo que as grávidas sentem nesse finalzinho. Lembro do incômodo pra dormir e da dificuldade para respirar… E olha que Bento nasceu de 36 semanas, não cheguei no finalzinho de verdade.
    Quanto ao tamanho da barriga, depois que a médica diz que está tudo OK nem temos o que contestar né! Bate insegurança, claro, mas confie nela.
    Você está bem informada e bem
    assistida, agora é esperar o Lucas chegar!
    beijos!

  19. Minha amiga achou teu blog e me indicou na hora, que engraçado, além do mesmo nome, estamos gestantes com a mesma semana e também espero um menino!
    Me identifiquei na hora com tudo que vc escreve, as angústias e as duvidas.. Dá pra perceber o quanto (gravidas) somos parecidas! Rs.
    E não só nós, os maridos tbm.. Por aqui tbm andam empurrando meu umbigo. Rsrs..
    Beijos, boa sorte

  20. Carol,

    Eu sou da teoria que o bebe deveria nascer com 8 meses de gestacao e já com 2 meses de idade ( o fase dificil esse final de gravidez e inicio de maternidade).

    O meu ultimo mes durou uns 10 anos!!! ( a sophia nasceu com 40 semanas e 2 dias). O mais loco de tudo isso: apesar de eu ter odiado o ultimo mes… Hoje em dia eu sinto saudades… ( vai entender!!!)

    beijos, aproveita e BOA HORA!

  21. oi, carol!
    tô aqui na ansiedade tb e doida p ver a carinha do lucas, pelo menos em fotos.
    muitas energias boas p vcs!
    e que o lucas venha logo p fazer bastante bagunça!
    beijo grande p toda a familia!
    fernandinha

  22. Para a Than: julgue menos as pessoas. Têm mulheres que passam as suas gestações sentadas em seus postos de trabalho, comendo em restaurantes a quilo ou em restaurantes com comida pesada, cheia de sal, sem poder regular sua alimentação, com problemas de circulação e/ou de retenção de líquido, têm histórico familiar de engorda na gravidez (tudo regulado pela genética). Nem sempre é questão de "vergonha na cara". E contribui muito para esse preconceito com as gestantes que engordam as declarações oficiais de celebridades que MENTEM sobre seus pesos, descaradamente. Todas dizem que ganharam nove a onze quilos, no máximo. Nem preciso dizer que desequilíbrio hormonal também contribui para que engordem.
    Tudo é muito relativo nesta ideia. Vamos pegar leve fora da mesa, também.

  23. Carol,

    Tô vendo q vc está com tudo sob controle, mas não estranha não se tudo sair completamente diferente do que você imaginou. E nem por isso tudo ser menos maravilhoso; pelo contrário, quando acontece, seja como for, mas com saúde pra mamãe e pro bebê, é A coisa mais maravilhosa do mundo.

    Minha experiência não foi absolutamente nada daquilo que imaginei, mas assim que eu vi o Davi no meu peito logo depois do parto fiquei com vontade de ter outro filho ontem! Agora, que eu tô vendo o trabalho que dá, já tô reexaminando esta hipótese e pensando em só ter outro daqui uns 3 ou 4 anos. hehehehe

    Uma ótima hora pra vc e pro Lucas. Que ele venha a este mundo com muita saúde e seja um ser humano do bem, assim como você e maridon. 🙂

    bju,
    Liza

  24. eu fiquei péssima na gravidez tb…
    vou repetir aqui o que disse na Renata:

    parecia que minha alma sabia que nada mais seria igual, parecia que eu ia literalmente morrer (de tudo, de tédio, de cansaço, de emoção, de pãnico, de feia que eu estava)

    e morri mesmo. mas a gente nasce de novo…

    tá na portinha, hein??

  25. Carol, que bom que o Lucas está bem e relaxa pq o sonho dourado de boa parte das grávidas e engordar bem pouquinho e ficar só barriga assim igual a vc! Bjs
    meisyquersermae.blogspot.com

  26. Te falar, Carol, que estou com 4 meses e quero que chegue logo o momento de parir. É que esse repouso me deixa irritada, com sentimento de "fui escolhida a dedo pra ter ziquizira" (tenho um diagnóstico de incompetência istmo-cervical por uma perda com 21 semanas) e, por ter chegado a 21 semanas 2 anos atrás, sinto as mesmas coisas da outra gravidez e agora com um medo embutido.
    Quando digo que não acho sua barriga pequena é porque daqui não parece mesmo mas fiquei surpresa com esses 3 kg. Se o bebê está bem isso é ótimo, não é? Eu me sinto uma gorda, flácida porque já engordei 5 kg em 3 meses (ainda não me pesei esse mês, nem quero).
    Gravidez deve ser legal pra gente rica, de dinheiro e saúde!

    Também quero parir com e sem esses detalhes técnicos que você disse e, como a indução anterior foi com ocitocina, posso te falar que a dor foi de uma cólica mais forte e que meus sisos são bem piores rs

    Vou sentir falta de ler seus relatos de gravidez, sei lá, são mais "humanos" que os outros. Não ficam nessa coisa louca de felicidade exagerada que a sociedade exige da mulher-grávida-casada.

    Beijossss e que agora venha o diário do Lucas (você vai fazer, né?)

  27. Carol, acho que a melhor frase que ouvi sobre gravidez e que resume muito bem todo esse sentimento que vc relatou é: "A GRAVIDEZ DURA 8 MESES E MAIS UMA ETERNIDADE". E é a mais pura verdade… Eta finalzinho que cuuusta a passar! Tb me pegava pensando que queria que o Frederico nascesse logo, mas no fundo sabia que ele teria o tempo dele e que ele sabia a melhor hora de nascer, quando estivesse pronto! Qto ao parto, ótimo que não dão ocitocina, as contrações serão mais suportáveis e aumenta suas chances da não analgesia! Importante se informar sobre a episio, fuja dela e faça mto exercício para o períneo..(esses = soltar e prender xixi, mas sem xixi rs). Além de lutar pelo não colírio tenta ver se não dão a vitamina K líquida via oral, evita uma "picada" a mais no Luquinhas (os pediatras humanizados aqui fazem assim). Mas tb, na boa, sem estresse viu? De um jeito ou de outro dá td certo e td isso passa a ser mero detalhe…
    Força aí na reta final!
    Beijos
    http://cegonhatrends.blogspot.com

  28. Carol, tenho acompanhado vc nesse processo todo eolha que to achando que o tempo voou! Mas é assim para quem está de fora é fácil…eu mesma estou achando que minha gravidez está demorando horroresssss!
    Quanto a estar grávida, tenho que concordar com vc…fico receosa de falar, pois muitas pessoas não entendem, mas tb não me senti plena, linda e tudo mais (ou melhor não me sinto assim). Acho lindo o fato de estar gerando uma vida e tal, de ter esse privilégio,mas daí a gostar de estar grávida são outros 500…não vejo a hora de ter meu filhote comigo e voltar ao meu "normal"…
    Bjs
    Dani

  29. Carol querida,

    Tamanho de barriga não mede nem o tamanho ou bem-estar do bebê, nem a vergonha na cara da mãe. Eu engordei 25 kilos (e não foi falta de vergonha na cara, olha só!) e o Erik nasceu com 2,7 quilos. Não é muito, mas também não é anormal.
    Um beijo pra vc nessas últimas semanas, que eu sei, não são fáceis.
    N.
    p.s fica mais difícil depois sim, mas muito mais compensador tb.

  30. Carol, adoro seu blog e super me identifico com tudo que você escreve. Estou entrando no 7 mes e tb não aguento mais ficar grávida, não acho q vou sentir saudade. Quero ter logo o meu pequeno nos braços pra curtir todos os momentos com ele.
    Muita saúde pra vc e pro Lucas!
    Beijos!

  31. Ah, mais uma pro clube! Tb achei a gravidez uma chatice, fora que tive de tudo um pouco: enjoos,fungo,prurido gestacional, xixi de meia em meia hora, sono sem fim…enfim,é maravilhosa pelo fato em si, pelas US,pelo ouvir o coraçãozinho batendo,pela US3D, e mais nada. Tb não via a hora do Arthur nascer…quanto a tamanho de bariga, peso e afins, cada mulher tem um biotipo e um metabolismo particular, não dá mesmo pra comparar – estando tudo bem com o bebê, fica tranquila… e contando os minutos!
    Beijo, querida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *