Vou admitir: ontem dei uma sucumbida. Me achei a última das últimas e choreeei de soluçar.

Mas, nesse meio tempo, o Lucas mexia tanto e tão fortinho, como que dizendo “ai, mãe, tá booom, tá tudo bem!”. Aí pedi pro Maridón ouvir o coração do baby com o aparelhinho, ele mal encostou o treco na minha barriga e tava lá o tum-tum-tum animadão do rapazinho.

Sendo assim, Dori (uma das minhas personagens favoritas ever) e Lucas nos ensinam:

***

Hoje comi uma banana tão docinha que parecia que eu tinha enfiado a língua diretamente num pote de açúcar branco.

O que a mudança de perspectiva não faz com a pessoa, né não?

😛

/

/

19 respostas em “Continue a nadar

  1. Nadando, sempre!

    A Dori é linda! :O)

    E bananas na America do Sul são uma delícia… Aqui só tem aquela banana nanica (que na verdade é enorme) e que eu não gosto, droga

    :op

    Perspectiva é tudo nessa vida… Coisa boua! :O)

  2. Carolzinha, é assim mesmo! Essas sucumbidas fazem parte também da gravidez. Imagina a revolução hormonal que está acontecendo por aí? Além do que, carregamos nosso maior tesouro e a responsabilidade disso, em alguns dias, pode pesar. Mas como tudo, passa. E a gente nada feito a Dory rumo à maior recompensa das nossas vidas! 🙂

    Um beijo na barriga!

  3. Tb amo a Dori…e assim como ela dizno "continue a nadar"…persistir e não se abater com os problemas são coisas importatíssimas para que a gente tenha serenindade né?!

    Assim mesmo…pra achar a solução: NADAR!!

  4. ai amiga, até já me imagino grávida, do geito q sou uma manteiga derretida, acho q se alguém der um espirro na minha frente, é motivo pra eu abrir o berreiroooooooo.
    Q fofo co coraçãozinho do lucas, e esse aparelho, eu ñ conheica…….
    bju grande miga.

  5. Ai Carol…é isso aí! Continue a nadar! Força amiga! Lucas que tá mandando em você agora (e pra sempre…viu!) e ele tá aí fortão, lindào e cheio de vida!
    Bola pra frente e vambora! Só nas bananas docinhas!
    Beijo!
    Dani – voltando…devagarinho…

  6. Carol,
    tive pressão alta na gravidez. dois meses e meio sem comer sal. Ruim? Passou rápido, juro. Houve dias que chorei ao comer feijão sem sal (eca). Outros que ri da comida sem gosto. E assim foi passando, dia após dia. A gente se acostuma, garanto.
    E vamos nadando!

  7. Carol, você conhece a receita de sorvete de banana? É incrível, funciona mesmo!
    Pega uma banana bem madura, despedaça e congela. Depois bate num processador (acho que liquidificador tb funciona), e, voilà!! É uma delícia, fica super cremoso e com gosto de sorvete mesmo (apesar de ser só banana). Aí dá pra incrementar com castanhas ou coisas do tipo.

  8. Ahhhhh, a Andrea aqui de cima chegou primeiro e disse exatamente o que eu ia dizer :/

    Mas vou dizer assim mesmo auhauaa, vc nanando daí e o Lucas nadando de lá… sei que esses altos e baixos sao normais mas acredite, o final dessa história já está escrito, e é um final feliz ok! Se cuida! 🙂 Beijokasss

  9. Ô coisa fofa o Lucas dando apoio pra mamis!

    É isso aí querida, nadando, nadando e nadando. Daqui a pouco essa etapa da travessia acaba e aí sim: grandes emoções com cheirinho de nenê.

    E fiquei feliz com a banana docinha!
    😀

    beijão

  10. Oi Carol 🙂

    Eu tive diabetes gestacional, aí vim te contar minha experiencia. =D
    Primeiro, não se culpe por ter tido. Não tem nada a ver com o fato de vc ter comido doce demais na gravidez como todo mundo gosta de dizer. Seu organismo já tinha uma predisposição pra desenvolver a doença, e qd vc fica grávida seu organismo precisa produzir mais insulina q o normal..então, apareceu a diabetes. Só isso, podia acontecer com qq pessoa..inclusive com quem vive de dieta. Então, sem culpa..ok??

    Segundo.. a princípio pode parecer apavorante, mas tudo de ruim q pode acontecer é SE VC NÃO SE CUIDAR.. se vc se cuida, nada acontece. E por amor, a gente sempre se cuida né? Então fica tranquila.

    Eu comprei aqueles aparelhos de medir glicose..o glicosímetro, e furava meu dedo 2h dpois de cada refeição (ela deve estar sempre até 140 pra sua diabetes estar controlada). Se eu comia algo e a glicose ficasse acima de 140, eu não comia mais aquilo ou não comia mais naquela quantidade (esse é o lado bom de ter o glicosímetro, pq sem ele vc fica sem parâmetro)..

    Bom..resumindo minha gravidez foi super tranquila apesar da diabetes. Eu fiz a dieta direitinho, tirava as medidas.. e o Felipe nasceu super saudável.

    Minha medica dizia q eu tinha 97% de chances de q a minha glicose voltasse ao normal e uns 3% de q a diabetes permanecesse ou a glicose ficasse alterada.

    Eu tinha confiança de q ia dar tudo certo, mas nesse ponto não foi bem assim. Meu filho está com 1 ano e 5 meses hoje e eu sou pré-diabética desde q ele nasceu.. Resultado: continuo na dieta e pratico exercicios físicos pra tentar evitar ou adiar a doença. Mas no mais, é isso. Vida normal, nada de apavorante. :):)

    Eu era chocólatra e pra mim foi super dificil, mas hj eu encaro na maior naturalidade. Se vc for parar pra pensar, todo mundo tem q comer direito, todo mundo tem q fazer exercícios… eu só to fazendo o q todo mundo deveria fazer e não faz. E olha..tem tantas doenças mais sérias.. não vale a pena sofrer por causa disso. É encarar, fazer o q é certo e saber q vai dar tudo certo. 🙂

    Vou torcer pra q dpois do parto sua glicose volte ao normal e tudo isso passe..vc tem muitas chances de q isso aconteça (lembre-se que eu caí na minoria, rsrs).

    Desculpe invadir o blog pra escrever um jornal..mas qd o assunto é diabetes gestacional eu sempre me meto no meio, hehehe..

    Beijo pra vc e sorte!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *