E voltei com um diagnóstico doidjo.

Mas, comecemos do começo: anteontem, eu caí no erro de almoçar no Mc Donalds. Aí umas horinhas depois, me senti um balão inflando, barriga redonda, dura e toda dolorida. Ok, gases. Eu sei, você sabe. Todos já tivemos isso na vida, estando grávidos ou não.

Só que a dor irradiou pra coluna. E me fez perder um pouco da mobilidade (abaixar, mudar de posição na cama e afins eram tortura chinesa). Tinha combinado de conhecer a , que tava na cidade, mas no final do dia já tava com tanta dor e mal estar que desisti de ir (perdoa, Rô!). Fui deitar mais cedo na esperança que uns punzinhos de madrugada me fizessem acordar mais bem disposta (e leve).

Mas que nada. Parece que inflei mais ainda. Não dormi direito, não encontrei posição sem dor e ainda por cima desenvolvi uma bonita enxaqueca. Não fui trabalhar (perdoa, chefe!) e passei o dia de ontem nessa, até que a coisa começou a doer de verdade no baixo ventre. Será que eram contrações? Será que estava entrando em trabalho de parto? Será que eu deveria ter tomado aquele copinho de coca-cola de tarde? Será que meu filho estava em sofrimento? – dúvidas muito coerentes de uma grávida perdida.

Eu sabia que não era nada de mais, mas resolvi ir pro hospital pra médica avaliar e rir da minha cara (já contei que adoro um médico rindo de mim?). Pois bem. A doutora examinou, apertou aqui, acolá e concordou com o meu diagnóstico. Mas aí tentou ouvir o coração do bebê. Pra que, meu deus. Cês acham que ela conseguiu ouvir algo? Claro que não. Fez aquela carinha de sem gracinha e falou que o aparelho era uma merda, que o Lucas que ainda é pitico, que a vida é assim mesmo e mais um monte de blá blá blá whiskas sachê que eu não ouvi. E me mandou pro ultrassom, só por via das dúvidas. Ai meus sais dourados da neurose materna, mais um ultrassom.

Gel gelado na barriga, corazón de Luquinhas batendo forte, medidas boas, tudo certo. UFA. Nem se viu a amiga brida (por mais que eu tenha avisado trinta vezes pro médico que ela mora lá com o meu filho). O que se viu foi uma novidade (já contei também que eu adoro sair da emergência do hospital com uma novidade?): inserção marginal do cordão umbilical.

Mas que merda é essa? E por que caralhos eu adoro colecionar problemas que só afetam tipos 1% da população mundial? WHAT THE FUCK????

Pois bem, a inserção marginal é simplesmente a posição em que o cordão está implantado na placenta. Parece que não tá na meiuca dela, mas sim, mais pra ponta. Segundo o seu doutor ultrassonografista, não quer dizer quase nada, a não ser que temos que acompanhar como o baby tá crescendo (como em qualquer gestação de gente normal) e que isso pode influenciar na decisão da minha médica com relação ao parto (oi? Mas essa decisão não era minha??). E que nada disso tinha a ver com a dor que me fez parar lá no hospital. Pra isso, me receitaram um remédio pró-peidos, tipo Luftal (ai que vergonha) e um outro remédio pra cólica, caso fique muito forte (que eu acho que não vou tomar não).

Mas daí, óbveo que cheguei em casa e dei uma olhadela no Google sobre a tal inserção marginal. Sem grandes nervosos dessas vez, só por curiosidade mesmo. Aí o Google me disse que isso é indicação de cesárea, coisa que ainda não confirmei com a minha GO (que eu vou ver só na segunda). Mas que parto normal pode ser perigoso pro bebê, coisa e tal.

Olha, confesso que fazer uma cirurgia pra ter meu baby tá loonge dos meus planos, mas depois de tudo que já passei nessa vida e de mais uma rave de 3 horas numa emergência de hospital, relaxei, sabe. O fato de existir a possibilidade deu não ter o parto que acho o mais legal já não me causa mais aflição. Eu já estou cansada e nem cheguei na metade da gravidez ainda, gentes. Esse não é um discurso conformista não, vejam bem, é só uma mocinha que tá cansada e precisa relaxar (e soltar uns punzinhos também seria ótimo!).

É que chega no final de um dia desses e eu esqueço todas essas chateações do caminho e só sei ficar feliz que Lucas está bem (e orgulhosa que esse menino desbrava qualquer coisa e sempre aparece bonitão nos ultras). O resto, é resto.

(mas o capítulo “parto” só começou. Na segunda-feira, vou conversar com a médica e aí terei um pouco mais de noção do que pode acontecer ou não).

/

/

39 respostas em “O dia que eu fui pro hospital por causa de um pum

  1. Mãe é mãe não importa como colocou o filho no mundo!

    Relaxa que na hora H tudo vai dar certo, se o Lucas quiser vir de parto normal, ótimo, se ele quiser vir de cesária vai ser bom também desde que ele venha com saúde, certo? Uma amiga uma vez me disse que ela não pensava muito sobre o parto porque na hora H seria como o bebê quisesse.

    Boa sorte na GO segunda!

    Beijos!

  2. Carolita,
    Certíssima e apoiadérrima!
    Relaxa, meu bem… e assim é até melhor pra liberância gasosa.
    rá!
    Meu Go é que é o cara. No meio de tanta injeção, tratamento, repouso e oscambau, quando o assunto era parto ele olhava bem pra minha reação e dependendo dela falava "depois a gente conversa". No dia que Isaac resolveu nascer eu entendi pq. Por mais que a gente queira, tenha as nossas convicções, goste, leia sobre, é o corpo que escolhe.
    O importante é que o baby venha ao mundo, com saúde, bem assistido, seja recebido com amor e tals.
    Lógico que há os prós e os contras. Eles sempre existirão. Mas cesárea não é crime, como parto normal também não é.
    Relaxe e curta a gravidez, os gases, as preguiças, as vontades e toooodas as risadas que a gestação proporciona na gente.
    ah! e a vontade de gastar tbm…
    kkkk
    bjo querida, pede pro maridex fazer uma massagem daquelas que as coisas melhoram

  3. Darling, que bom que não é nada, que bom que as dores vão melhorar com o remédio! Mas não deixa de me manter atualizada sobre sua saúde!
    Vc está fazendo algum exercicio fisico? tipo hidroginastica? dizem que é mt bom para a gravidez… estou para te perguntar isso faz tempo, só que nunca lembro!
    beijos, ju

  4. Por pouco tb ja não fui ao hospital a meio da noite por causa de um pum. Estava com umas dores desgraçadas na barriga que não passavam… meu marido ja tinha até trocado de roupa para sairmos de casa quando finalmente consegui soltar um enorme pum que quase botou a casa abaixo! hihihi. Foi alívio imediato… 🙂

  5. Oi, Carol!
    Tô começando a achar que quem está complicando são esses médicos argentinos. Acho que eles estão querendo se exibir pra uma grávida brasileire, mostrando que entendem de diagnóstico melhor que os médicos brasileiros. Nunca ouvi falar dessas coisas que eles acham aí no aconchego do lar do Lucas!
    Fala sério!
    Sobre o parto… ainda tem muito chão pela frente e o melhor é que o parto seja natural. E quando digo natural, quero dizer como tiver que ser na hora. Por você e por ele. Seja normal ou cesárea, tem que ser naturalmente melhor pra vcs dois!
    Bjs.

  6. Certíssima. Grávida precisa mesmo de tranquilidade, e vc poderá tirar todas as suas dúvidas sobre o parto na consulta com a médica. Venha como vier, Lucas chegará bem e com saúde, é o que importa.
    Aliás, o trecho "esse menino desbrava qualquer coisa e sempre aparece bonitão nos ultras" me lembrou a minha gravidez. Quando descobri que estava grávida, tinha feito uma mega mudança de casa e de cidade, carregado zilhões de caixas pesadésimas ainda nas primeiras semanas de gestação, e ainda por cima tomado vacina contra rubéola. E nem sonhava que tinha um feijãozinho na barriga. Quando descobri, pensei a mesma coisa, eita menininho forte!
    E quer saber? Lucas é desses, fortão, lindão, e ainda por cima cresce amigão da brida!
    beijos!

  7. É Carol, o Lucas gosta mesmo é de uma boa bagunça!!
    Que bom que você ficou bem!
    O assunto parto é sempre polêmico, eu te entendo, quando se tem problemas durante a gravidez o desejo é só para que tudo corra bem não importa como!!
    Beijinhos

  8. Amór, tesóro… Relax! Que bom que estão bem! Essa história d parto dá uma enciclopédia… Dureza!
    No fim, vai ficar td bem, c parto normal ou não, Lucas virá ao mundo pra te manter acordada por motivos mais nobres e mais cheirosinhos (as vezes) do que pum!!

  9. Carol, mas como tem novidade nessas suas idas ao médico! hahaha O Lucas vai ser arteiro!
    Olha, o importante é ele vir ao mundo saudável! Eu queria ter esperado o parto normal mas nem tive tempo de decidir porque Olívia decidiu não engordar mais dentro da barriga e tivemos que fazer cesárea! Na hora, quando a gente conhece nosso filho, a gente nem liga pra como ele chegou ali. O importante é estar ali!

  10. Oi Carol, td bem?

    Tenho acompanhado o blog faz algum tempo e me identifico muito com vc, no ano de 2009 tive um aborto retido com 9 semanas, ano passado engravidei de novo e hoje estou de 15 semanas com o baby tá td bem, Graças a Deus, mas eu tb tenho meus probleminhas primeiro tive infecção com 8 semanas e tive que tomar um antibiótico ferrado e pra ajudar tenho um pólipo no colo do útero que surgiu com a gravidez e que ao inves de diminuir está aumentando o que quer dizer que provavelmente vou ter que retirar pq ele não deixa meu útero fechar direito, ás vezes tb me desespero me perguntando pq não posso ter uma gravidez normal, mas depois lembro que o bebê tá sempre bem nos ultras e me acalmo e resolvo colar nas mãos de Deus,afinal ele sabe o que faz.

    Desculpe o testamento gigante e desejo que continue td bem com vcs dois.

    Bjs

  11. Ei Carol!
    Que bom que foram só os gases e nada mais com vc nem com o Lucas!!!
    Qto à cesárea, o melhor mesmo é vc manter a tranquilidade porque falta um tempinho ainda! Eu mesma já estou preparada pra ela, meu médico já disse, já que eu tomo injeções de anticoagulante e tenho que programar o parto…na época fiquei triste, mas agora estou bem tranquila, porque o que mais importa é ter meu filhote comigo!!
    Beijokas pra vcs!!

  12. Ê Carolzita… nós mamãe somos pegas pela boca nesse período de gestação. Aí, lá vem um companheiro que, se prepara, vai acompanhar vocês por estas semanas: os gases! (fora a prisão de ventre, ops!)

    Era um saco quando, no início, eu pensava ser o Iury mexendo, e não, eram gases! tristeza. rsrs

    Mas e sobre o parto… não esquenta, você vai pensar ainda muito nesse assunto e no final, vai acontecer o que for melhor. Vê meu caso, queria muito ter dado à luz ao Iury de parto normal, mudei algumas vezes de opinião, nunca pensei se seria mais ou menos mãe se fizesse assim ou assado, a gente fica meio influenciada pela internete e afins. Mas no fim, Iury nasceu de 8 meses, de surpresona, TEVE que ser cesária. E foi lindo e emocionante do mesmo jeito!

    E Lucas, fica bem na sua casinha que mamãe promete tentar uns puns pra ajudar, né Carol?! rsrsrs

    bjão!

  13. Pois é amiga…é o famoso "peido engarrafado"..rsrsrsrsr
    Acontece…mas enfim esse negócio de gases é chato pq assusta pelo incômodo que causa….
    Tome logo o Luftal e corra para um lugar bem arejado!rsrs

    BJS!

  14. Ok, a gente sabe que a melhor opção é o PN, correto?
    Sim, mas desde que isso não envolva nenhum risco a seu baby.
    E não fique sofrendo por conta disso.
    Eu me preparei a gravidez toda para ter parto normal e depois de 12h de contrações, não tinha nenhum cm de dilatação. Sofri, chorei, me frustrei…
    Mas quer saber? Depois que vi GG ali do meu ladinho tudo passou…
    E os gases? OMG! Vai pra um lugar bem ventilado e luftal no doze!!!!
    BJos

  15. Muito líquido (chá de erva doce ajuda muito, mas não sei se vc pode…) e caminhadinha de leve para soltar os incomodos pums…rsrsrsr…
    Qto ao parto; meu médico falava: quem decide é a criança…e hj concordo; eles já começam a dominar na barriga…

  16. Oláaaaaaaaaaaaa… olha não existe parto melhor ou não…. existe possibilidades, e o que o bebê decidi, conheço mães que tiveram parto normal e se arrependeram até o ultimo fio de cabelo, por que?? fizeram um corte enorme no perineo, precisou de um monte de pontos e um pos parto horroroso, outras tiveram um PN maravilhoso, assim como é a cesarea, o importante é saude do bebe, e não é o tipo de parto que define se teu filho vai ser saudável ou não, o tipo de parto implica mais na mãe do que no bebê, e como vc é mãezona, tenho certeza que ta se importando mais com ele do que com vc mesma….
    Entrei em trabalho de parto , não tive dor, minha médica que me avisou que eu ja tinha 4 dedos de dilatação e teria que internar, e ela me perguntou, normal ou cesarea? eu disse " o que for melhor pro meu filho", fiz uma cesarea por eu ser muito pequena e ele grande, ela achou que seria um parto normal sofrido e trabalhoso pra nós 2, e correu tudo bem…
    Minha gravidez não foi normal do começo ao fim, eu só soube que tava gravida com 04 meses ja, sangrava quase todo mes, entrei em trabalho de parto sem saber 2 semanas antes do previsto… e meu gatão ta aki lçindo e saudavel e feliz, e é isso que importa….
    quando puder da uma olhadinha nele…..

    http://naoefacilmaseminha.blogspot.com/

    vc vai ver no dia que olhar pro teu filho, que nada disso teve importância…. bjussssssssssss

  17. Vou falar o que eu costumo dizer qndo encasqueto de ir no médico, mesmo que todos digam que é frescura: Melhor médico rindo da minha cara do que brigando por não ter ido antes! Somos mamães de primeira viagem, tudo é novo, não vale a pena ficar em casa encucada!
    Qnto ao parto: Converse com sua GO, leia bastante sobre o assunto, a melhor decisão, o melhor parto é aquele que te passar mais segurança, que for o melhor para vc e para o Lucas!

    Bjinhosssss

  18. Ô Carol que doidera!
    Como tu disse, o bom de tudo isso foi ver (de novo) o Lucas crescendo bonito e feliz!

    O que me preocupa de verdade nessa história toda é a má influência, má companhia…
    O menino crescendo com um marginal inserido, é isso??
    Na na ni na não.
    Lucas, não ouve o que esse cordão diz, ele quer te levar pro mal caminho.

    E flor, conversando com a médica sobre o parto tu vai ficar mais tranquila. Com certeza o que importa é que ele nasça bem lindo e saudável e se pra isso tiver que fazer cesárea, tenho certeza que tu tira de letra. Não vai ser menos main por isso, lógico que não!

    beijoca

  19. Carol, menina, domingo me deu um perrengue desses de "puns e afins" e passei o maior sufoco! Também jurava que iria parir! Imagina só como não fiquei, aqui, do alto dessas 35 semanas!
    Só sosseguei mesmo depois de ir 8 vezes ao banheiro e me certificar que tudo não passava de efeito colateral da leitoa pururuca devorada no ano novo!
    Beijo pro cê e outro pro Lucas Marginal (ai adorei o comment do pai).
    Dani

  20. Ai, Carol…

    o impotante é que Lucas está bem, o resto se ajeita.
    e eu, que fui pro hospital achando que era que nem você e era apendicite? Ainda bem que eu não estou grávida!

    Beijos e se cuida!

  21. Caroles, vamos la…rs
    Eu ja fui pra emergencia 3 TRES vezes por causa de peido mesmo…hahah…normal. Eles incomodam de vdd e a gente gravida, acha q tudo é trabalho de parto! Normal…
    Qto a essa inserção, vc mais uma vez buscou no google ne…rs..ai ai ai ai ai dona Carol! rs…bom, mas pelo menos o google nao te trouxe tragedias e sim apenas informações.
    Qto ao parto meu sonho era PN. Teimei com ele ate o ultimo segundo! Nao rolou. Mas eu nao me frustrei nao! Alias Carol, ok, eu NUNCA tive um PN na vida, mas hj sou MEEEEEEEGA fã de cesariana sabe!!!!! Foi rapidinho, indolor, tranquilo, como se eu estivesse na sala do dentista fazendo um canal…(menti, canal dói MUITO mais, ok…rs)
    Entao relaxa.
    Faça sempre o q for melhor pro LUCAS e pra vc. Eu tb achava q as decisoes todas em relação ao parto cabiam apenas a mim, mas nao é bem assim nao! Eu nao tive escolha! Sem dilatação nenhuma, utero alto e pressao alta, pronto, onde eu poderia opinar numa hr dessas…rs…nao dava!!!! O medico q decidiu inclusive o horario q a Anna iria nascer, e eu aceitei isso sem crise pq era o melhor pra ela! O resto, foda-se!

    Entao curta muito o q ainda vc tem de gravidez, mesmo vc achando q falta uma eternidade pra acabar (e no nosso sub consciente a gente quer q termine logo mesmo!), mas voa, passa rapido e qdo vc cair em si, estara na maternidade pra ganhar o gatinho ai!!!!! rs

    Bjos

  22. Nem fale em gases, tenho medinho de engravidar novamente só por causa dos maledetos…rs
    Eu tmb acho importante estar preparada para o que der e vier sabe, idealizei muito um parto natural e acabei super mal por ter que fazer cesarea.Nem gosto de lembrar, mas na segunda gravidez quero estar igual a ti: pensar que o que vier tá ótimo, o importante é estar com a cria nos braços…
    Mas "craro" que PN deve ser uma magavilha…ui ui, eu fico até sonhando como será parir naturalmente, e espero realizar meu sonho na segunda gestação, mas se não der bola pra frente, quero estar preparada para qualquer coisa!!

    bjoos

  23. Amiga, apsear de vc nunca me fzer uma vsitinha.ain! to tlistinha…ain! eu adoro seu bloguim, e ñ poderia de ixar passar em branco mais este post seu né? óbvio…rsrsrs
    então, o q importa é q o luquinhas venha cehio de saúde, lindho, peidão….rsrsrsr pq gases ninguém merece! e q como vc mesma disse, o resto é resto….se parto normal ou cesária, o q importa é q tdo ocorra bem………bjokas e passa lá no meu cantim e deixa teu email, pq estarei privatizando meu bloguim e ñ qria deixar vc de fora, se é q nem sei se vc passa por lá….rsrsrs mas….deixa teu email.vai………….bjokas!

  24. Amiga, apsear de vc nunca me fzer uma vsitinha.ain! to tlistinha…ain! eu adoro seu bloguim, e ñ poderia de ixar passar em branco mais este post seu né? óbvio…rsrsrs
    então, o q importa é q o luquinhas venha cehio de saúde, lindho, peidão….rsrsrsr pq gases ninguém merece! e q como vc mesma disse, o resto é resto….se parto normal ou cesária, o q importa é q tdo ocorra bem………bjokas e passa lá no meu cantim e deixa teu email, pq estarei privatizando meu bloguim e ñ qria deixar vc de fora, se é q nem sei se vc passa por lá….rsrsrs mas….deixa teu email.vai………….bjokas!

  25. Não sei se essa pergunta foi para mim, mas aqui vai a minha resposta 😉

    No dia da dor de barriga, mal consegui soltar o punzão melhorou na hora, hihihi. Ficámos super tranquilos e adormecemos de novo. Agora todos os dias solto os meus famosos puns por aí… hihihihi. Meu marido já nem diz nada 🙂

  26. Carol, vai fazer hidroginástica que é um santo remédio! Você se sente uma pluma na água (a sensação de peso e cansaço vão embora), é ótimo pra soltar pum (ninguém nem nota, pq as bolhinhas se misturam às ondas da piscina e na água não dá cheiro… il, q nojinho… rsrsrs) e de quebra você sai de lá doida pra ir no banheiro fazer xixi (o que ajuda d+ no problema de retenção de líquidos).

    Se vc não estiver muito num dia de fazer esforço (pq a aula não é coisa de velho não; se for feita a sério, dá pra sair bem cansada), dá pra ficar boiando e fazendo as coisas beeeeeem devagar. Enfim, fica essa dica de uma barriguda pra outra!

    E não esquenta de comer McDonald's não; de vez em quando, merecemos uma escorregada dessas. 🙂 bju

  27. Carol acho muito bacana a maneira despojada e bem humorada em que você descreve a sua vida e os "problemas" do dia-a-dia, acho bacana pois é uma tremenda lição pra nós,gostei muito do seu blog, e a partir de agora estou de seguindo e vou acompanhá-lo sempre, se quiser fique a vontade pra conhecer os meus 3 blogs:
    fefadiariodagravidez.blogspot.com
    ateliecolore.blogspot.com
    mamaearteiralaemcasa.blogspot.com
    bjinhus e muita saúde pra você e pro Lucas

  28. Rolo de rir toda vez que venho ler teu blog [claro, quando o assunto é engraçado… e afinal só posso rolar mesmo 7 kg a mais depois do Davi!]. Tb queria tentar normal, mas minha GO disse que eu não posso porque os ossos da minha bacia são muito estreitos… então… sujeitar-me-ei a uma linda cesáreaa! Fazer né? Beijocas em ti e no Luquinhas!

  29. Oi Carol! Adorei te ver lá no meu blog! Sobre sua pergunta se já trabalhei em casa depois que Bento nasceu, sim, já trabalhei. Mas sempre tinha que ter alguém para ajudar, ficar com ele, ou era impossível. Ele quer atenção, me chama pra brincar, ou quer ficar comigo enquanto fico no computador. Concentração zero. Mas respondi em mais detalhes lá no blog em um novo post sobre o assunto, quando quiser passa lá pra ler…
    bjos!

  30. Oi Carol… bom, estava sempre dando uma passadinha por aqui, mas na correria, impossível comentar.

    Então lá vai vááááááários coments num só… hahaha!

    Adorei o nome Lucas, é lindo demais e parabéns pelo meninão! Qto as barrigas, que jogo duro, heim? Acho que o Pedro está com gravidez psicológica! hahaha!

    Mulher, esses médicos argentinos são terrorista. Não tem nenhum brasileiro por aí, não??? Puns, puns.. kkkkkk

    bjos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *