Então que tá acontecendo uma coisa no plano do “quase” que eu não quero comentar com ninguém até que de fato seja real. Porque, desde um belo dia de 2003, em que eu tomei a decisão de escrever (um pouco da) minha vida pra quem queira ler, muita gente acha que me conhece por acompanhar meu blog. E não de uma maneira legal: é muita gente que, mesmo achando que tá brincando ou ajudando ou algo parecido, solta umas verdades sobre mim que me incomodam pacas.

Claro que eu me dou a liberdade de escrever coisas aqui que de repente não vou falar pras pessoas no gtalk ou no msn ou se encontrar na rua. Aqui, eu olho pra página em branco, coloco uma música, penso e me deixo escrever o que tiver que ser. Então, em um determinado nível, sim, se você está aqui, está lendo coisas intimas e sinceras minhas. O que leva alguns a pensar que: “já que ela tá abrindo a vida na internet, eu posso falar o que eu quiser”. Né?

Só que meu ouvido não é pinico. Chega, chega, não quero mais. Pensem bem antes de comentar qualquer coisa que lhes vier à cabeça, por favor. Do lado de cá, tem uma pessoa que gosta de fazer piada, ri da própria desgraça e é intensa a ponto de rir até chorar. Mas também a ponto de chorar até cair.

Não aconteceu nada especifico, nem com alguém especifico. É que são anos e anos ouvindo piadinhas e comentários tão bestas e tão fora de lugar que, ontem, quando eu realmente achei que tinha motivo sério pra chorar, a minha reação foi me esconder e dormir. Porque não quero mais ouvir pessoas me julgando do tipo “ah, mas não aconteceu nada ainda, para de ser doida”, “ah, mas Carolina é tão ansiosa”, “ah, mas você precisa se acalmar pra que tudo dê certo”. E ainda por cima as coisas dão errado por minha culpa, olha só isso! MINHA CULPA! Não posso e não quero mais carregar o fardo de viver a vida (e escrever no blog) como os outros acham que devo.

Estou cansada.

***

Esse excelente humor é porque tá acontecendo uma coisinha. Preocupante. Que pode vir a não ser nada – motivo de gargalhada pra amanhã – ou ser uma coisa bastante séria – e aí eu não sei o que será de mim amanhã.

Estou tensa pra entender logo o que pode estar acontecendo. Já dei Google, já pensei no pior. Mas, ao mesmo tempo (porque, pode até parecer, mas eu não sou maluca), pensei no melhor, no bom e fiquei feliz. E essas duas sensações convivem. E tornam meu dia complicado.

Por agora, o que posso pedir, é que torçam por mim. E também preciso agradecer pelo carinho e apoio do post anterior. É o que faz valer a pena, sabe.

E pra mim, resta rezar: “aponta pra fé e rema”.

***

Eu tava no facebook fazendo esses testes bobinhos, quando entrei num quiz de “Sabedoria Hermana”, de trechos músicas dos Los Hermanos que você estaria precisando ouvir. Bobeeeeira.

Mas hoje saiu uma música tão tão foda e um trecho que era tão feito pra mim:

“Quem bater primeira dobra do mar
Dá de lá bandeira qualquer
Aponta pra fé e rema”

/
/

39 respostas em “Aponta pra fé e rema

  1. Torcendo por vc, por vcs!

    Acho que enquanto vivermos, vamos ouvir coisas desagradáveis e julgamentos infundados. Um dia, tomei coragem e escrevi um post, onde contava um pouco da minha experiência como bipolar…do que já ouvi de desagradável na vida, poderia escrever um livro! E apesar de ser de pessoas que não conhecemos, que não nos conhecem a fundo, SEMPRE machuca.

    Fica bem, tá?
    Bjo

  2. Carol, eu ainda não sei o que é isso. Por ora, eu estou no "oba oba" do que é criar um blogue. Mas já tive UM, um comentário maldoso e idiota que já me deixou bem mal. Então posso imaginar um pouco do que vc já deve ter lido/ ouvido de pessoas que se julgam íntimas por te lerem aqui.
    Eu mesma, me sinto íntima e conhecedora da pessoa que nos fala. Eu mesma, depois de ler seu post, torci demais pra nunca ter sido incoveniente em nenhum comentário meu. Mas sei lá, né?!
    Não sei o que está havendo, mas tô aqui torcendo muito pra que não seja nada tão ruim quanto lhe parece agora, e que passe, passe logo.

    Beijos e se cuida, tá?

  3. Carol faço das minhas palavras as de Leticia, quando li seu post fiquei aki me matando pensando em "será que eu falei alguma coisa que deixasse ela irritada?!,se falei me desculpa tá???Mais isso nao vem ao caso agora, só queria te dizer que vou "VAMOS REMANDO FLOR"…Bjos!

  4. Carol querida, não sei o que está acontecendo, mas com certeza deve ser algo sério pra te deixar triste, uma vez que dentre tantas blogueiras vc sempre foi pra mim um dos maiores exemplo de superação, tudo isso devido ao seu bom humor, e fazendo piada de quase tudo,até mesmo dos próprios problemas.

    Quero que saiba que vou orar muito por vc, para que seja lá o que for que esteja te fazendo mal, que passe, e que tudo na sua vida prospere…

    Um super beijo…

  5. Sei bem como é receber esses comentários que nos irritam tanto!!Já ouvi coisas tipo: Vc teve diabetes e pressão alta por culpa minha!!!Quem quer ter isso?!!! Nos polpem comentaristas irritantes!!!Força aí Carol vcs estão no sosso ciclo de oração!!!!Bjkas!!!!

  6. Tem torcida organizada aqui, viu?

    E as vezes as coisas sérias nos deixam assustadas e preocupadas que não conseguimos chorar, mas vem um comentário bobo de uma coisa nada a ver e choramos que nem criança.

    Tenta relaxar e não fica procurando no Google mais razões para se preocupar agora. Estamos todas torcendo para que tudo acabar bem, e se não está bem é pq ainda não chegou ao fim.

    Beijo!

  7. Ai, espero que eu nunca tenha escrito nada que te chateace, viu? Até pq nunca tive a intenção, embora eu sempre venha aqui postar um comentário e pode até parecer coisa de gente intrometida, mas não é não, rsrs…é só pq te gosto!

    bjs e estou emanando vibrações positivas pra vcs, ok?

  8. Carol,

    Sei que deve estar acontecendo algo que te deixe angustiada e lógico que nessas horas ler comentários sem noção/idiotas/sem graça…não ajudam em nada…
    Saiba sempre amiga…que assim como tem gente pra encher o saco…tem gente que torce muito por vc…e eu estou incluída aí…torcendo, rezando e ficando feliz em saber que está tudo bem!!!
    Por isso reme mesmo…porque a fé é o alimento da nossa alma…acredite!!!

    Na torcida SEMPRE!!
    BJS!

  9. Carol,

    Você está certa em tentar focar nas coisas boas. É isso que ajuda nessas horas mesmo.

    É triste ser vidraça e aqui na net a gente acaba se colocando nessa situação, mesmo sem querer. É o ônus da vida internética. Melhor ignorar o povo sem noção.

    Se precisar de ajuda na remada é só pedir, estamos junto com vocês, ainda que de longe.
    Boa consulta pra vc.

    Beijos na barriga de coxinha

  10. Carol, como te entendo!
    Também já ouvi muito que as coisas de ruim aconteciam porque eu as temia demais e as atraia ou porque eu pensava no pior ou porque… enfim! Como se já não bastasse a minha insegurança com coisas reais (porque penso que quando nosso coração está inseguro pode sim ser um sinal de que algo não vai bem, seja no corpo ou na cabeça mesmo), vem um monte de gente que pensa ajudar dizendo que tudo poderia ser diferente se eu agisse diferente. Como se a vida se resumisse àquele livro "O Segredo", acho… E isso tudo ouvi de pessoas da família, de amigos reais mesmo!

    Sabe o que passei a fazer? Me fechar cada vez mais. Quando me perguntavam se havia algum problema, eu dizia que se houvesse, eram coisas que eu tinha que resolver comigo mesma. Cada vez falo menos do que sinto, do que temo, porque pra quem a vida foi generosa demais e não lhe ofereceu trauma nenhum pra sua coleção, é fácil dizer pra "pensar positivo". E eu odeio demagogia. Odeio gente que fala das suas verdades sem olhar com os meus olhos!

    Claro que também tive pessoas que me entenderam e entendem até hoje: meus pais, meus avós, meu marido e alguns poucos amigos. Só as pessoas que realmente nos amam, incondicionalmente, são capazes de nos compreender por inteiro, com todos os nossos medos, defeitos e frustrações!

    Não sei o que te amedronta. Mas sei bem o que é sentir medo. Ainda sinto, todos os dias. Ainda luto, com cada um deles. E desejo, do fundo do coração, que o que te preocupa não seja nada, como não foi nada pra mim em minhas tantas preocupações nesses últimos 8 meses! Confie que tudo dará certo e tente aquietar seu coração (de preferência longe do Google – ele faz a gente surtar, eu sei! rss). E um conselho, mesmo sem você pedir: selecione as pessoas para quem você abrirá seu coração. Quando falamos sobre nós, nem imaginamos o que a pessoa que nos ouve está pensando e às vezes o que ouvimos só nos põe mais pra baixo!

    Um beijo e melhoras!

  11. Olá minha querida!!
    Como te entendo viu?!
    Comentários, criticas por aqui é o que não faltam, mas como vc mesmo falou Aponta pra fé e rema…
    Tente seguir em frente…
    Gentinha tem aos montes e em todos os lugares viu…
    Fique bem e torço para que saia da melhor maneira possível!
    Bj

  12. Carol,

    Acompanho seu blog há algum tempo mas só recentemente me senti à vontade pra fazer alguns comentários. Espero sinceramente não ter dito nada de mal (se, por acaso, peço um milhão de desculpas, pois nunca foi a intenção!!!!) e, como sempre, torço muito pra tudo dar certo, sempre.

    Beijos e FÉ!!!!!

  13. gatona, comento super pouco por aqui, não sou do tipo q acho q tem o direito de "palpitar"sua vida… mas pode ter certeza, que será só mais uma fase para se lembrar depois… aponta pra fé e rema, que mesmo sem vc saber, existem várias pessoas sempre na torcida por voce.

    beijos

    Ana Cristina

  14. Carolita,
    eu não te conheço, sei como é pelas fotos, imagino a tua essencia pelos textos e me sinto a vontade pra soltar umas palavras dependendo do conteúdo e do dia.
    te acho um ser humano cheio de vida e cheio de amor próprio.
    te acho autêntica acima de tudo.
    se deixe abater não.
    e lógico que torço, oras!
    bjocas

  15. Carol,
    Já tive (mentira, tenho!) meus momentos de revolta com blog pelos mesmos motivos… calma. se abrir nao é fácil memso e há momentos em que precisamos nos voltar pra dentro.
    p.s. fica calma que vai dar tudo certo, tá? estou aqui mandando energias boas pra ti e pra sua família.

  16. Liga não!
    As vezes as pessoas comentam na boa sem perceber q estão te magoando. Acho até q vc deve aceitar qndo as pessoas dizem q vc é anciosa. Todas as blogueiras gravidas q conheço sofrem desse mal, inclusive eu!
    Somos assim mesmo, até um pum nos preocupa e não dá pra fingir q nada ta contecendo. A gente desabafa mesmo no blog.
    Temos nossas neuras, nossos medos e temos todo direito de nos sentir assim. Estamos carregando um bb no ventre, somos responsaveis por eles. Eles não falam pra gente q tá tudo bem, então temos mesmo a preocupação diaria de ter a certeza q tudo esta correndo bem.
    Esse papo de "não fique anciosa" já é uma frase feita q é dita por qm não sabe exatamente o q dizer, mas qr tentar te acalmar.
    Bjs

  17. Carol, é muito fácil dizer que você não ligue pro que dizem, mas é impossível. Por isso, meu conselho é: DÊ UM TEMPO NESSE BLOG. Porque sei que a gente fica muito bolada na gravidez. Curta seu marido e seus amigos da vida real. Saia dessa, esse povo se mete demais mesmo…Beijos e adeus! Seja feliz!!!!

  18. As vezes não conseguimos chorar por um problema, aí vem um idiota e faz um comentário bobo e a gente desaba.
    Fica tranquila, apesar de não te conhecer, estou na torcida. Sou amiga da Ju e da Sil.
    No final sempre dá tudo certo!
    Um beijo!

  19. Carol, Carol.. Tô fazendo o primeiro sorteio lá no meu cantinho. Fiz de um jeitinho diferente e passei para avisar que vc já está participando.

    Ahhh.. qto ao post. Putz.. tem gente que não devia perder a oportunidade de ficar quieta, né? Ainda bem que a maioria dos comentários é de apoio e nos faz bem!

    Super bjos e com saudades das suas visitas, mas sei que deve estar tudo corriiiiiiiido.. hehehehe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *