Hoje eu estava lendo o post da amada Mari, do Pequeno Guia e fiquei super pensativa. Porque ela fala sobre a decisão de dar uma parada no vício internético e focar um pouquinho mais na sua vida pessoal. Prioridades, meu povo, prioridades. E esse é um assunto que permeia muito os meus pensamentos, eu já tive muitos problemas pra priorizar as minhas coisas nesse meio da internet, sabe.

Parece meio absurdo pra quem é “de fora”, mas só quem já viveu isso “aqui dentro”, sabe o que é. A ânsia de ler todo mundo todo dia, a emoção quando acontece alguma coisa boa com alguém, a tristeza quando rola o oposto, a culpa de não responder um email, a emoção de bater recordes de comentários, de visitas, essas coisas. Só que, ao longo do caminho, fui vendo a minha vida se transformar numa coisa toda online, e, por outro lado, no offline, eu fiquei uma chatonilda.

Daí, bem, com a ajuda da terapia (sim, meu povo, o blog foi assunto de muita sessão de análise) e do Maridón, fui tomando algumas decisões, umas mais conscientes que outras, pra lidar melhor com a minha vida virtual. Queria compartilhar essas coisas com vocês, porque acho que posso passar de mal educada várias vezes pra quem não me conhece… então, a quem interessar possa:

– eu leio TODOS os comentários. Recebo uma cópia de todos eles por email e meu email fica aberto o dia inteiro. Fora isso, eu trabalho com blackberry, então, se não estou sentada na frente do computador, tô com o celular na bolsa apitando cada vez que chega uma coisa nova. Como toda blogueira que se preze, adoro os comentários, fico feliz demais com eles, então não tem como ignorar!

– E como eu não sei ignorar comentário, às vezes alguns me deixam triste. E recentemente, tomei a sábia decisão de apagá-los, se for o caso. Aqui é o espaço menos democrático do mundo: quem manda sou eu. Estou de ouvidos e coração abertos pro que vocês quiserem falar, mas já me afetei demais com coisa muito pequena, então eu censuro mesmo, é autoproteção.

– ainda sobre comentários: infelizmente, não consigo responder todos. Além do óbvio de não ter muito tempo, eu não consigo responder “sim”, “não”, “talvez”. Eu faço longos textos e procuro saber com quem tô falando, como a pessoa chegou ali e tal. Aí, como não consigo fazer isso com todo mundo, acho injusto fazer pra um e outro não. Aí fico me culpando. Aí sofro. O objetivo aqui não é esse, né gente?

– retribuição de visita: eu deveria estar fazendo. Tô indo aos poucos, mas tenho o mesmo problema acima, de não conseguir simplesmente chegar no blog alheio e agradecer pela visita. Eu gosto de ler, de saber quem é, de participar da história. Outra bola de neve se formando: não consigo me organizar pra fazer isso! Mas tô fazendo, aos pouquinhos. Se eu ainda não fui no teu blog e você já comentou meia dúzia de vezes aqui, por favor, não se sinta mal. Eu provavelmente já te visitei, sei quem você é e já até te linkei aqui do lado, mas ainda não arrumei tempo de comentar.

– e-mails: eu respondo, juro! Minha cabeça grávida atual tá super lenta, mas eu costumo responder sim. Não sou rápida na resposta, mas acho super carinhoso quem me manda mensagem, fico toda boba e o emailzinho da pessoa fica marcado com estrelinha na minha caixa até ser respondido.

– todos os blogs que estão aqui no blogroll são lidos por mim. Eu não coloco aqui pra exibir pra ninguém não, eu leio mesmo, TODOS. Já tentei ser seguidora, já tentei Google Reader, já tentei assinar feed. Não deu certo. O que funciona pra mim é olhar os mais recentemente atualizados e ir visitando a partir disso. Só que, são (atualmente) 130 blogs linkados, só de assuntos maternos (fora os de baixo, que não são maternos). Então, se eu não sou seguidora oficial do teu blog ou se já tem dois meses que eu não comento, juro que não é maldade! Eu tô sempre lendo!

Acho que era isso, gentem. Peço desculpas se alguém ficou chateado ou se sentindo ignorado em algum momento, não era a intenção! E, se eu estiver devendo uma visitinha, me grita aí nos comentários, por favor!

Tô realmente tentando atualizar a vida entre um vômito e outro um espaço de tempo e outro.

/

/

37 respostas em “Sobre a vida internética

  1. Como já te falei em outros comentários, tb estou conhecendo a sua história aos poucos. E tô adorando tudo isso!
    Super simpático da tua parte dar essas explicações, mas fiquei pensando: na blogosfera existe tanta cobrança assim? – devaneio, sei.
    (mas é que também sou nova como blogueira. Dá um desconto aí..rs)

    Beijo

  2. pois é Carol, não dá mesmo pra visitar todo mundo, comentar em todos os blogs, responder e-mails e fazer tudo isso, todos os dias.
    Blogar pra mim, tem que ser por prazer… se virar obrigação perde a graça, perde o sentido.

    já faz tempo, diminui o ritmo… e meu dia rendeu horas de produtividade, que me faz muito feliz!!

    Beijo grande

    ps.: mas dá pra reservar um tempinho extra pra gente e fazer aquela fotinha prometida??

  3. Ô Carol, sou sua fã (momento tiete hihihi!)!
    Olha, eu imagino que seja muuuuito difícil dar conta de um blogue com tantos seguidores, com tantos leitores e tantos…ah..tantos..como o seu.
    Lógico que eu morrideemoção quando li seu comentário, lóóógico também que eu fiquei mega ansiosa em recebê-lo, mas, por ler seu blog há um tempão, sei exatamente quem vc é (pretensiooosa), e sei que deve ser super complicado pra vc conciliar sua vida pessoal e tudo o mais. Então, chego a conclusão que é por aí: quem te acompanha, sabe que vc lê e considera cada coisinha que mandamos, mas que é humanamente impossível a alguém que não vive disso, corresponder a um fluxo tão grande de seguidores. Quem não entende e pensa que é grosseria sua, não percebeu ainda como vc é.
    Né não? 🙂
    Curta muuuuuito seu lindo momento! se precoupa com nada não, por favor!
    Beijão

  4. Eu também funciono só com os links dos mais atualizados do ladinho direito do blog… e confesso também que não estou dando conta de responder todos os comentários e emails do blog!

  5. Olá Carol!
    Eu penso que blog é pessoal… você escolhe sobre o que escreve, você escolhe o quanto de sua vida quer revelar ou não, você escolhe moderar os comentários e deixar de fora aquilo que te faz mal. E lógico, muito lógico, você escolhe quanto tempo dedica a ele (e à blogosfera).
    Porque blog para mim é terapia, desabafo, matação de curiosidade, utilidade pública, ou o que for, menos obrigação. Muito menos o famoso "me visita que eu te visito". Argh.

    Um abraço!

  6. Carol
    tá mais que certa! Eu que sou amadora já perco um tempão na blogosfera, não consigo parar de ler e ler e ler. Fico naquelas de "Só mais um bloguezinho" (a la Heleninha Hoittman). O dia passa e se bobear não fiz quase nada do que tinha pra fazer!

    Tu é uma fofolete e todo mundo quer saber de ti! Mas até pra ter o quer contar é preciso viver, né?

    Entretanto confesso que meu msn deu pau e tô com saudadezinha de ti! hihihi

    beijo

  7. Eu acompanho o seu blog e leio todos os posts mais não comento…. pq eu tb sou viciada nisso… acompanho muitos blogs e tb não tenho tempo de comentar em todos…
    Eu me identifico muito com vc… independente de vc passar no meu cantinho ou não… pois passamos por coisas parecidas….
    bjs

  8. Oi Carol, já sou visitante do seu blog há algum tempo, mas nunca comentei. Gosto muito de vir aqui e ver sua sinceridade, suas histórias e eu sou exatamente como vc, gosto de conhecer a pessoa com quem to falando, se possível começo a ler os arquivos do blog desde o começo e talz, enfim… seu blog esta no meus feeds do google e sempre que tem uma atualização eu corro aqui pra ler.
    Bjs

  9. às vezes também me sinto assim, quer comentar em todos os blogs, mas nem sempre consigo (mas às vezes lá vai dando). Ainda ontem à noite quando vi que tinhas aqui um post novo passei aqui, mas não aguentei os olhos abertos, tive que cá vir agora, hihiihi.

    Adoro mesmo o teu blog, é super engraçada a maneira que escreves e muito interessante a vossa história. Espero que continue a correr tudo bem.

    Bjs*

  10. Caroles, RELAXA!
    Isso acontece comigo, com vc, com meio mnundo internetico! Basico…
    Quem tem tempo de ficar indo em todos os blogs q aparecem nas nossas estatisticas ou q nos comentam? Nao rola, e isso nao rola tb com a pessoa, enfim, uma bola de neve,como vc msm disse!
    Eu tb nao tenho como visitar todo mundo mesmo querendo MUITO. Nao tenho blackberry, portanto,só vejo os coments via email tb (q tb vem com copia pra mim) mas qdo nao estou na net, nao tenho controle qto a isso….uma pena, pq a gente (e a ética) nos diz q temos q retribuir às visistas, sempre.
    A gente te entende, e sabe q não é por mal ou pq vc é uma pessoa má por isso…rsrs…a gente sabe BEM q não da tempo, mesmo pq basta olhar seus comentarios e a qtde deles pra gente perceber q é FODA visitar todo mundo q te visita e te comenta!

    Baby, fica tranquila, eu te entendo perfeitamente!

    Bjos

  11. Caraca, 130 blogs??? Quantas horas tem seu dia, hem? 😉
    Carol, algumas pessoas acham antipático, mas eu ativei a moderação de comentários. É muito raro vir alguma coisa "inaprovável", muito mesmo, mas quando é o caso, a moderação garante que você terá acesso ao conteúdo do comentário e poderá eliminá-lo antes que ele se torne público. Bjos.

  12. Muito bom, Carol! Eu poderia escrever este texto, igualzim. Aliás, leitores da Carol que me leem também, o mesmo se dá no meu espaço, viu?
    O tempo é escasso, mas o interesse é grande. E a gente tem que viver para alimentar a alma (e o blog), néam?
    Beijos

  13. Também li o post da Mari e concordo total com vcs. Meu bloguito não é tão pop (hahahah) mas às vezes também não consigo responder todos os comentários ou retribuir as visitas…
    Adoro seu canto, já comentei algumas vezes, gosto do blog do Pedro também (já falei pra ele escrever um livro que eu compro pra ler pro meu filhote!). Não esquenta que suas fãs te entendem!
    beijo!

  14. Comigo acontece a mesma coisa. To sempre aqui, praticamente todo dia mas comento pouco pq são muitos blogs pra visitar. Uso tb a técnica do meu blogroll, vou lendo os de cima pq realmente não dá pra ler e comentar, senão o dia vai embora e eu não fiz nada.

    Mas to aqui tb, rs. Bjs e muita coca-cola gelada com limão pros enjôos.

  15. Ufaa, no começo do post achei que vc iria terminar dizendo que nao iria mais ter blog, não iria mais postar com frequencia e coisas do tipo!!
    É dificil mesmo acompanhar e responder tudo! Esses dias fiquei me sentindo a chatona pq uma amiga me deixou um comentário dizendo que entendia porque eu não visitava o blog dela (ela ta gravida), mais não era isso, até parece, eu não visitar um blog de gravida? Sao os que eu mais entro!! Mais é dificil mesmo levar uma vida normal e virtual rs Acaba faltando tempo, super te entendo!!
    Esquenta a cabeça nao!
    Agente te ama rs

    Bjokas

  16. Carol

    Impossível mesmo, responder á todos até pq o seu blog é super visitado. Eu não me incomodo se vc vai ou não deixar comentário no meu blog, o importante é que venho aqui pq gosto e me preocupo com vc. Vc vai ter que me aguentar kkk…

    Beijos linda.

  17. Eita, nunca tinha olhado o sucesso de um blog por esse lado, nem imaginava que essa pressão passava pela sua cabeça 🙁
    Reciprocidade nesse meio é bacana, mas pra mim é só a cereja no bolo, nunca fico contando com isso. Leio os blogs que gosto mas não espero nada em troca não… Pode me ignorar sem medo de ser feliz, que vou continuar te lendo! Soou meio mulher de malandro né?ahahahah

  18. Realmente rola esse negócio meio que de culpa…

    Tem vezes que não consigo mesmo responder..ou ler todo mundo…aí me sinto uma bruxa!!!rsrsrs Sei que esse não é o objetivo…mas…a gente vai tentando se organizar…e eu sou péssima de organização!

    Olha…sabes que eu não sinto enjoo nenhum.!!…Da mesma maneira como foi na gestação do Davi .

    BJS!!!

  19. Carol flor,boa tarde, eu vi no blog de Mercia que vc disse que ta chupando gelo pra evitar enjoo, é isso mesmo ou eu entendi errado?
    Se for vai uma dica,evita flor apesar do calor que a gravidez dá,tenta nao chupar gelo, minha prima disse que pegou uma baita de uma anemia com isso.
    É só uma dica,,bjos!

  20. Oi Carol meu nome é Mara e conheçi teu blog através do blog da Camila Maria. Adorei seu cantinho ainda mais que agora tenho uma companheira gestante pois estou gravida também de 12 semanas e 5 dias e também entre uma vomitada e outra sempre leio meio blogs preferidos.
    Aff!!! pelo que li você também está passando mal e tem dias que me bate um desespero porque nem que eu queira consigo me alimentar direito rs….
    Sabado fui fazer a TN e o medico me deu 80% de ser uma menina, hehe!!! já tenho uma de 6 aninhos e fiquei bem feliz .
    Beijão

  21. por exemplo: faz DIAS que eu tô querendo vir aqui fazer festinha pra você e dar mil vivas pela gravidez, mas não consegui. tô sempre passando e correndo.
    então vai ser só hoje, com atraso e tudo:
    AAAAAAAAAAHHHH, VIVA VIVA VIVA!!!! (seriam mil, mas tenho uma filha me chamando, posso deixar por três mesmo? haha)
    Carol, tô na primeira fila das fãs, mesmo silenciosamente, viu? E torcendo por vc, sempre!
    beijo!

  22. Com tantos seguidores fica difícil mesmo, e quem não entende isso nem merece resposta!!!
    Perdemos muito tempo aqui…
    Eu tenho poucos seguidores e o mesmo problema, não gosto de ficar sem responder quem comenta nem de ficar sem ler TODOS os posts dos bloga que gosto… é complicado… temos uma vida offline!!!
    Quem te quer bem não liga para isso.
    Eu não ligo. Vou continuar vindo aqui mesmo!!! Adoro ler "você"!!
    Bjs!!

  23. Oi Carol.
    Não se cobre tanto.
    Te entendo perfeitamente. Tendo eu na média de méia duzia de comentários é difícil as vezes responder. Eu trabalho, tenho filho e casa pra cuidar também…Agora imagina vc com esse monte de comentários e seguidores? Sei que de vez em quando vc passa lá no meu blog e fico hiper feliz 😀
    Grande beijo e relaxa.

  24. Oi Carol! Obrigada por dar essa explicaçãozinha básica sobre como vc está interagindo na blogosfera, fiquei muito feliz em saber que vc, apesar de não conseguir comentar, sempre lê os nossos comentários (que por vezes passam dos 100!)!

    Eu tb devo dar uma diminuída por aqui, porque isso vicia e toma um tempo danado da gente, é como vc disse, a gente passa a viver virtualmente e a vida real fica esquecida. Eu tb me atentei a isso qdo li o post da Mari.

    Beijos!
    Nine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *