Uma vez minha psicóloga me falou que eu respondo muito ao clima, ou seja, se faz sol, eu fico mais felizinha, se chove, eu entristeço. Daí, o conselho dela pra evitar que eu me deprima é, sempre que possível, abrir as janelas, ficar na luz, olhar pras plantas, sentir o vento no rosto etc.

HAHHAHAHAHAHAHHAHA

Sinceramente, meu eu-cético gar-ga-lhou nessa hora e considerou este o conselho mais meia-tigela dos últimos tempos. Mas, meu eu-cético sempre acaba tomando umas porradas na cara e não foi diferente dessa vez. Porque é óbvio que eu amo o sol. Amo a primavera. E AMO o dia lindo que tá fazendo aqui em Buenos Aires hoje.

Eu sinto o ventinho, olho pras cores, acho tudo lindo, fresco, revigorante, natural. Mas não confundam isso que eu to falando de “natural”: gosto e me faz bem, mas nunca vou me enfiar no meio do mato pra sentir melhor essas coisas. Adoro também a minha vidinha na cidade, no meio dos prédios.

Mas enfim, voltando: esses dias assim me fazem TÃO bem, é incrível. Fico me sentindo uma hippie de cabelos soltos, vestidos largos e ervas na mente, correndo e bailando por aí, gritando “leeeet the sunshine iiiiiiin, the suuuuuunshine iiiiiiiin”. E hoje, particularmente, além de hippie, de cabelos soltos e saltitante, eu me imaginei barriguda (eta, olha a maternidade me atraindo de novo), conectada ao cosmos, ligada aos astros, me alimentando do Sol. Eu me senti PARTE de tudo. Eu me senti O TUDO.

E nem fumei, nem bebi nada, juro. Aqui nem é feriado. Isso tudo eu pensei enquanto voltava do almoço pro trabalho, com uma felicidade boba no corazón, a música abaixo tocando na cabeça e a primavera me dando inspiração pra gostar de tudo de novo.

Ai, ai.
O Sol está em mim!

/

/

20 respostas em “Let the Sunshine in

  1. Eu sou mega influenciavel ao tempo… tem coisa melhor que um dia lindo, com sol, céu azul e ventinho?? Amo demais! Mas diferente de vc, me enfiei no meio do mato e agora estou voltando a cidade.. espero me adaptar sem tanto ceu azul.

    Bom te ver bem!

    bjos

  2. Cara, primavera faz bem mesmo. Também tô assim bem! E na verdade acho que todo mundo é influenciado pelo clima, viu? Pensa só, por que em países mais quentes o povo, por mais na merda que esteja, é mais alegre que naqueles países escandinavos que vivem muito bem mas no frio?

    Aproveitemos!

    Beijos

  3. oi Carol,

    Não sei se já tinha comentado no seu blog antes, mas te linkei e estou adorando o jeito como você escreve!!

    Sabe que eu também percebi faz pouco tempo como essa questão do clima me afeta, sempre morei em apartamento, andar alto, muito sol, e mudei para uma casa e desde então tenho sentido muita falta do sol na janela na hora de levantar!

    São pequenas coisas que a gente tem a vida inteira e não se dá conta do quanto são importantes!

    Boa Semana!

    Beijinhos

  4. Há, eu sou assim…amo o sol, fico feliz num dia ensolarado, sinto que tudo vai dar certo, nada de mal humos…agora se chove ou fica nublado, credo…

    Por isso quis me mudar de Joinville/SC, onde faz muito tempo nublado e chove demais! Eu ficava muito mal por lá! Agora em SVP onde o sol brilha quase todos os dias…ah…bem melhor!

    Beijos!

  5. Sabe que ontém a noite eu estava deitada e comecei a pensar, e do nada pensei? Será que a Carol vai voltar a treinar agora em novembro?? Pensei em entrar na net e te perguntar, mais nao quis tocar nesse assunto assim, do nada …
    Mais to doidinha pra voltar a torcer pelo seu positivo!
    O Sol está em você, aproveite!!
    Bjoooooos

  6. E concordo com o conselho meia-tigela da sua psi! Eu também PRECISO de sol, de luz. Nao poderia nunca morar em Paris, com todos os dias acinzentados que eles têm por lah.
    Aqui o dia também estah lindo hoje, mas um frio de lascar… Nao se pode ter tudo nessa vida…
    Beijinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *