Eu to meio sem idéias, sabe.
Sabe esses momentos da vida que fica tipo um vácuo, é uma coisa assim between seasons? Não tem nada ruim rolando, mas também não tem nada AI MEU DEUS QUE INCRIVEL/RUIM/ESCROTO/MARAVILHOSO.

Eu tinha me comprometido a escrever na blogagem coletiva sobre a ética entre os blogs, mas as queridas falaram tão tão bem que não me restou muito o que acrescentar. Vou botar o selinho aqui, pra constar que eu apóio o movimento e sou super contra o ctrl c + crtl v:

Mas aí, voltando ao assunto: eu fiquei perambulando pelos blogs no final de semana, pra ver se me surgia alguma idéia (pra me inspirar, não pra colar!). Aí cheguei no da querida Ana Manfree, moradora aqui de Buenos (e aniversariante de amanhã – parabéns, querida!). Aí ela conta do show que assistiu da Bethania aqui em Buenos, super lindo, achei mó inspiração. Inspiração pra quê, Carolina? – vocês se perguntam. Pra ouvir música de novo, povo!

Essa música não é o máximo? Diz aí, diz aí. É DJIVAH! Eu quero maquilar, quero um espelho, quero pegar o shampoo e fazer de microfone, quero cantar totalmente desafinada e gritando (já contei pra vocês que eu sou a NEGAÇÃO em pessoa na bela arte do cantar? Então, eu sou. Mas nao importa, eu grito.). Quero sentir a canção, quero sofreeer. hehehehehe.

“É tão difíciUU olhar o mundo e ver
O que ainda existe
Pois sem vocéééééé meu mundo éé diferente
Minha aligria é triste”

Não é drama? Tristeza? Depressão? Rivotril? Suicídio?
Não é lindo?!

Minha veia dramática aflorada me manda ir cantar essa música berrando bem alto, com o som ligado no repeat e no surround-pesadelo-da-vizinha.

E não venham me dizer que eu sou louca não, tá. Aposto que vocês também brincavam de diva em casa. Hein? Tudo bem que não era prestes a completar 27 anos, casada, formando família e pagando as contas, mas e daí? Eu tenho quase 27 anos, sou casada, to formando família e pago as minhas contas! Eu posso, ué!

***

Isso tudo pra dizer que tá tudo bem por aqui.
E com vocês, tudo certinho?

/

/

6 respostas em “As bobeiras que você fez pra mim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *