Meus dias são assim: acordo e fico pá base da meia hora siadmirando no espelho, maquilando e montando a beleza natural pra mais um dia de trabalho. Normalmente, nessa hora me animo, desperto e chego no trabalho com a corda toda. Daí, vou direto pras coisas importantes: blogs ler meus emails. Passo a manhã na bombação, até que chega a hora de almoçar, eu almoço cantarolando e… pronto. Começa a leseira. Eu não era assim antes, não sei o que tá rolando comigo.

Normalmente as tardes eram tão ou mais agitadas que as manhãs, mas agora, nossa. É um torpooor depois do almoço. HORRIVÉO. Os óinho chega pesar de tanto soninho. Me sinto com 15 anos de novo, quando chegava do colégio, batia um pratão de pedreiro e dormia até a hora da Malhação. Só que agora eu trabalho, né gentes. Então, de tarde, eu fico é dormindo de olho aberto (chefe, não leia).

Isso tudo pra dizer que hoje o torpor almocístico chegou ainda mais cedo e me fez mais abestalhada do que já sou. Fui almoçar em casa e tava rindo-me toda, assistindo Friends. Terminei o que tava comendo, peguei meu prato pra levar pra pia. Estava andando em direção a cozinha, mas seguia prestando atenção ao episodio, ainda rindo abobalhada.

A equação andar pra frente e olhar pra trás não dá certo comigo. Principalmente pós-almoço.

Eis que o prato quebra. Oi? Como assim o prato que estava na minha mão quebrou de repente?
Eu atropelei a parede, meu povo, achando que tava indo em direção a porta da cozinha. Veja BEM. Imagina essa cena. Ou não, melhor não.

***

Isso não é surpresa pra pessoa que já caiu da cadeira durante uma entrevista de estágio ou que já dormiu no metro e deixou a cabeça pesar até bater no banco da frente ou que já deu de cara no poste porque andava na rua olhando pra trás (sim, a pessoa no caso sou eu merma).

***

Filho meu que ainda virá, pensa bem na mãe que você está escolhendo, tá? Prometo muito muito amor, mas também uns roxos no joelho e muita história abestalhada pra contar.

***

Que sucesso que tá essa promoção, hein?
to amando ver cada pessoinha que participa e já pensando no sorteio cheia de idéias, hihihih
Continuem participando, gentes, ainda dá tempo! (mas só vale se increver pra participar no próprio post da promoção, ok?!)

***

Ontem, comentando sobre o sorteio com Maridón logo depois que chegamos a 80 comentários, ele falou que eu to muito POP e sugeriu uma musiquinha pra este momento:

Pop Goes My Heart!

É uma música doidja (óóótema) e que meio que não tem a ver (mas tem!) e o clip vale MUITO a pena.
(aí vc vê a capacidade de associação bizarra das nossas cabecinhas, minha e do Maridón. Não é a toa que ele escreve o blog mais imaginativo EVER.)

/

/

20 respostas em “Rapidinhas rápidas para ler entre um blog e outro – parte 3 de infinitas

  1. Ai…eu pensei que só eu ficasse abestalhada depois do almoço!!rsrsrsr
    Ainda bem que alguém é como eu!!!!
    O meu maior problema é que não dá pra ir em casa almoçar…aí eu como por aqui mesmo…e fico querendo dormir na frente do computador…babando no teclado!!!!

    BJS!!!

  2. Olá Carol, tudo bem?
    Estou aqui morrendo de rir imaginando vc caindo da cadeira em plena entrevista de estágio…rsrs
    Até que não fico assim tão lesa depois do almoço…rsrs
    E que vídeo é esse??? É para comemorar o momento POP com muito humor…gostei!!
    Beijos

  3. Hahahaha
    eu tô aqui caindo de sono e imaginando as cenas de queda!

    Menina, eu tb tô cada dia mais sonolenta pós almoço. Só na base do chimarrão…
    Pior é que de noite tô acordadérrima e vou dormir lááá pelas tantas.

  4. Hahahahahahaha
    Eu imaginei todas as cenas e to me mijandoo de rir KKK Como vc conseguiu cair da cadeira em plena entrevista? Hahahaha Ai Carol …
    Olha, agora sério, tmb não sei o que rola, to igualzinha, de manha up, depois do almoço aff totalmente down!! Eu hein rs
    BJOKOOONAS

  5. Carol, acho que fomos separadas no nascimento, fui lendo o seu post e pensando 'ela tá falando de mim'. Toca aqui colega!

    E ao contrário de você, estou detestando essa popularidade toda da promoção. Minhas chances estão quase menores do que ganhar na megasena. Saco. 😉
    beijocas

  6. kkkk

    Ai Carol!!! eu miacabo de rir com vc! Eu sou atrapalhadinha tb… já atropelei poste.. orelhão.. tropecei no fio do telefone da minha chefe enquanto ela falava com o Diretor… derrubei a mesa no primeiro encontro com maridão… coisinhas assim hehe.. mas essa de quebrar o prato ainda não aprontei rsrsrsrs

    CÊ é dimais!!

    Bjnhus

  7. KKKK
    Miacabo de rir com vc Carol, alegrou minha noite!!
    Eu adorei o filme Letra e música, e esse clip no inicio é o máximo! Eu e maridon na epoca até recriamos a coreografia da musica aqui em casa, hehe!!
    Beijokas

  8. Ai ai Carol, só vc mesmo pra me fazer rir depois da meia noite. Mas confesso que tbém já aprontei muito, meu marido as vezes não acredita nas coisas "trapalhadas" que apronto kkk
    Amei a musiquinha que vc colocou!!! Esse filme é muito legal.
    Sobre o sucesso da promoção, beeemmm, não tô gostando muito não….minhas chances só estão diminuindo e minha gula só aumentando. Se eu não ganhar vou ter que encomendar essas guloseimas diretamente daí, senão Gabriela vai nascer com cara de alfajor kkkk
    Bjss lindonaa!!

  9. hahahaha, adoooooooro essa música! E eu já tomei o maior tombo em uma entrevista tb. Estava entrando na sala do meu entrevistador, escorreguei no tapete e cai de bunda no chão…e o melhor: fui contratada! rsrsrs!
    beijos

  10. eeeeeeeeeee!! não estou sozinha no mundo da estabanation!
    depois que a gente engravida (e fica com aquela pança desequilibrista) a coisa só piora. e muito! já vou avisando.
    um dia eu apareci com um arranhão de fora a fora na barriga.
    e os roxos pioram porque você perde parte do seu campo visual.

    menina, to pirando com essa história de alfajor.
    dois doces que me deixam insandecida: pão de mel e alfajor.

    socorrooooooo!

  11. Oi!!!
    Leitora (seguidora) nova no pedaço. A música escolhida é linda demais! Lerei seus outros posts, mas com calma!
    Acho importante darmos tempo para nossa tristeza, ela passa!!!
    Agora, eua chei que era estabanada, mas depois de ler seus "causos"… fiquei mais tranquila! rsrs
    Um dia caí em plena Avenida Paulista e só vi o tiozinho que vende pamonha vindo correndo para me ajudar. Foi uma queda livre do ônibus até a calçada!
    mas nunca bate em poste nem caí da cadeira em entrevistas! rsrs
    Sou sua seguidora e dpd ê uma passainha no meu blog para conhecê-lo!!!
    Beijos e boa semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *