Três mocinhas fofildas me dedicaram esse mesmo selinho, eu vi, amei, mas sou abestalhada e esqueci de postar! Então: Anjinho, Kah e Rezinha, brigada, aqui está! Fico muito feliz de saber que eu faço vocês sorrirem (e eu mesma também, porque eu escrevo, aí quando vou reler pra corrigir e tal, fico rindo tudo de novo. Pode isso?)

Agora, às regras: contar nove coisas sobre a minha pessoa humana enquanto ser viva e indicar nove blogs pra fazer também. Maaas, como eu sou do contra, vou indicar ninguém específico não, tá? Mas todos que passam por aqui e tem blog tão convidados a brincar, ok?

Vamos às nove coisas sobre mim (tem que ser inéditas? Vou tentar! E como eu fico com a impressão de que ninguém lê selinho, vou falar todas as merdas que vierem à minha mente agora, ho-ho):

1. Eu já fui cover das Spice Girls. Rá! Eu era a Posh ou a Sporty ou sei lá qual, não me lembro bem. Sei que eu era a que cantava pior, porque né, taí uma verdade: eu canto mal pracaralho. Nem meu chuveiro aguenta.

2. Ainda no assunto djivah: eu queria saber cantar bem. E ser ricah e famosah e iluminadah. Eu acho que nasci pra isso, sabe? Pra brilhar.

3. Como eu não sabia cantar, mas ainda queria ser famosa, eu decidi fazer jornalismo e ser a próxima Fátima Bernardes (pelo menos meu William Bonner eu já arrumei, só falta a gente produzir os trigêmeos. Maridón, fica a dica).

4. Quando eu ainda me achava capaz de ser a Fátima Next Generation (e achava que jornalismo ia me render – mínimo – 30 mil por mês), conheci o Maridón. Todo largado, rasgado e metido a saber tudo. E a primeira coisa que pensei dele foi: “quem é o serumano capaz de aturar esse menino?”.

5. Daí minha pergunta foi respondida uns 5 anos depois, quando eumerma casei com ele (he-he). E foi um puta momento lindo na vida.

6. Junto com esse dia, o dia que descobri a gravidez foi mega lindo também. O que eu não me lembrava (e minha tia me refrescou a memória outro dia) é que eu sempre achei BOBONA essa coisa de casar e ter filhos. Eu me achava uma mulher moderna que não precisa dessas coisas. Ah tah.

7. Modernona que sou, confesso: um dos meus hobbys favoritos é jogar baralho (eu, Maridón e os velhinhos da esquina). É capaz deu ganhar o campeonato da pracinha. Marco as cartas, conto pontos mentalmente, sou rápida e sei roubar quando a ocasião pede. Como não é muita gente que compartilha esse tão refinado (e jovial) hábito, eu jogo muuuito freecell e paciência de computador. Ou Buraco (*ui!) com Maridón, com muito vinho e música.

8. Maaaas. Eu sou esquentadinha e competitiva. Já briguei com amigos, já baguncei jogo na mesa (quem joga vai entender o feio que é isso), já criei caso com Maridón diveeeersas vezes. Fico puta de perder, a verdade é essa.

9. Por último e mudando um pouco de assunto. Uma coisica sobre este blog: eu fico me derretendo de amor e sentimentos aqui, mas ao vivo, eu faço a durona ou a palhaçona. É que aqui parece mais fácil, né? Eu fico fingindo que não tem ninguém lendo meus textos e que os comentários deixados são coisa da minha cabeça. O foda é quando, por exemplo, eu escrevo aqui que tô na merda, chorando pacas e um amigo liga perguntando “você tá bem?”. Aí eu respondo “tô óóóótima”. Sei lá, me dá vergonha. E pra completar, juro que chego a pensar “mas como ele sabe que tô malz?”.

É isso! Mocinhas que indicaram, brigada pela lembrança, viu?

***

E agora a musiquinha, que segundo Maridón, harmoniza bem com o post (tipo vinho com comida, saca?). E também porque a gente tá num looove com Caetano ultimamente, nossa. Tamo achando ele lindjo, embala todos os nossos sentimentos, comidas, bebidas, dormidas e acordadas atuais:

8
8

17 respostas em “Um selinho e uma musiquinha pra acompanhar

  1. Hahahaha, eu achava que eu era a única pessoa assim new generation a gostar de baralho! Rambém fico jogando no copitador ou no celular na falta de um parceiro, mas sempre que posso jogo ao vivo. Me amarro tb em jogo tipo Banco Imobiliário, War.

    Ia até comentar, que bacana, vc tb gostar de jogar, se um dia eu for em Bsas a gente bate uma jogatina, mas aí vi que vc é apelona e mudei de ideia, hahahahahaha.

    Bjos

    PS: Tb tenho mico artístico: eu era presidente do fã-clube dos Hanson, rs.

  2. Caroooool, roubar no buraco nao póódji! Eu jah virei a mesa em casa jogando com meu irmao. Pra manter o bom relacionamento com a familia do meu marido nao jogo com (nem contra) minha cunhada que tem o mesmo way tô play que você… Eheheheh
    Beijinho!

  3. eu tambem adoro jogar cartas, posso passar a noite jogando buraco (mas só gosto de 4 hahaha, pq jogoar só com o marido é briga na certa!), nas férias jogamos poker t-o-d-a-s as noites com os cunhados, foi ótima! e as vezes vicio na paciencia tambem, ou spider, e depois passa (uf!).

    beijo

  4. Estava triste por vc ñ ter postado o selinho, pesnei q ñ tinha dado importância, mas confesso q fiquei surpresa e super feliz por vc ter gostado e por ter nos confiado…mais um pouco sobre vc.
    bjokas amiga e boa semana!

  5. Carol eu acho que não é nada disso do post acima, eu acho que vc deveria ser comediante, e ter um talk show sóooooo seuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu! Tipo IFY (irritando Fernanda Young)só que com o seu humor e não o mau humor dela…rs
    temos algo em comum, também acho que nasci pra brilhar e queria ser uma rock star! rs rs (não spice girl…rs!) to te mandando um email sobre a trip bjs

  6. Carolzita, também, AMO buraco, mas faz um tempão que num jogo. E, pra piorar, meu marido gosta de jogar com regras um pouco diferentes das minhas. A gente sempre quebra o pau, hahahaha! Competitiva, eu?
    E, olha, cá pra nós, muito melhor ser vc quer ser a FB, prontofalei.
    Beijos

  7. Ih…Carol…

    Acho que neste quesito somos iguaizinhas…me finjo de durona e palhaça…,as no fundo sou um ó de meio melosa, mas tb me dá vergonha, então finjo que não é comigo!!!

    bjs!

  8. hahahahah poxa, achei que esse negócio de bagunçar as cartas e ficar mega putona era coisa só da Azevedo! hhehehe
    Nossa, puxei do fundo do baú!!
    Eu gosto de jogar buraco, mas sempre fui low profile!
    beijocas, ju

  9. Eu jurava que sabia tudo da sua vida (modesta?)!!! Pelo menos pelos longos papos batidos no msn, grande parte eu sei, né? E outra grande parte vem da leitura do outro blog. Viciei e leio mesmo. hehehe
    Mas vc me surpreende dona Carolina.
    Me divirto. E acho que os selos apesar de chatinhos porque tem que postar e escrever e tal e tal e coisa são uma demonstração de carinho fofa!

    beijoca!

  10. Pára tudo! Como assim cover das Spice Girls? Tem nenhuma foto para ajudar minha imaginação, não?
    Também adoro jogar carta, mas ninguém parece dividir esse mesmo amor comigo… Fazer o que? rsrs
    Beijos

  11. Carol, eu leio selinho, leio sim!!!
    Aliás, leio tudo o que cai na minha frente… Por isso que foi "uma coisa" descobrir esse mundo aqui… Agora só quero saber de blog! rsrs…
    Adorei vc ter postado o selinho… É bacana para conhecermos um pouquinho mais das meninas que estão do outro lado da telinha, né?
    Beijuxxx…

  12. Tá Carol

    Eu nunca pensei que vc era só a engraçada/palhaça. Sei que aí mora uma mocinha bem sentimental. E isso é o que te deixa mais legal.

    Adorei saber mais de vc, kkkkkkkkkkk, hilário.

    Ah, eu também fazia cover, mas era das Paquitas e não era New Generation, meu negócio sempre foi ser a primeira, eita!

    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *