Sexo!
E disso vocês sabem, né meninas, confessem aí. E eu digo que eu também sei, pois trabalho com esse assunto. Comentei rapidamente sobre isso no post anterior e, como sempre, despertei interesse em quem ainda não conhece o que eu faço. Eu já falei sobre meu trabalho aqui e no outro blog que tenho muitas outras vezes, mas é comum as pessoas se supreenderem e fazerem mil perguntas e blá blá blá whiskas sachê, então resolvi fazer um F.A.Q. (perguntas frequentes) pra quem ainda não conhece esse meu lado (ui!).

Sijoga!

Você trabalha com sexo/faz sexo/é prostituta/transa com todo mundo/que porra é essa?
Sim, de forma geral, pode-se dizer que trabalho com sexo. Na verdade, eu sou Jornalista formada pela UFRJ, quase pós-graduada pela FGV, fotógrafa curiosa, blogueira profissional e chefe de produção e programação dos canais adultos da Playboy do Brasil. Se você considera quem é do GNT “uma pessoa que trabalha com mulheres”, pode considerar sim que eu sou uma pessoa que trabalha com sexo. Mas, na verdade, o que faço é produzir e programar canais de televisão.

Mas o que você faz exatamente/faz sexo/é prostituta/transa com todo mundo/tem sexo rolando no escritório?
Eu coordeno a produção de chamadas (comerciais que anunciam a programação), o fluxo de fechamento de grades (o que é isso? Grade é como se fosse a planilha que orienta exatamente o que vai ao ar a cada minuto), algumas questões financeiras, operacional de material (fitas, DVDs etc) e quaisquer outros problemas malucos que caiam na minha caixa de e-mail (e aí vocês podem imaginar tudo: desde cotação Peso-Real, passando por ações de marketing e chegando em títulos de filmes, como “Xaninhas Devoradoras de Homens” não ficaria melhor que Bucetas Comem Gostoso?”). Coisas importantes, saca.

Tá, mas você vê filme pornô o dia inteiro/faz sexo/é prostituta/transa com todo mundo?
Não, não vejo mais filme o dia inteiro. Mas sim, logo que entrei nos canais, essa era grande parte do meu trabalho. Eu avaliava, comprava, dava título, escrevia sinopse e programava os filmes nos canais. Sim, era muito divertido, engraçado e inusitado. Mas fui promovida há quase dois anos e já não faço mais esse trabalho. Só vejo mesmo material erótico quando aprovo as chamadas (er, ok, quase o tempo todo), mas já não preciso ver filmes na íntegra.

Seu trabalho é o melhor do mundo! Tem vaga pra mim/quero fazer sexo/quero ser prostituta/quero transar com todo mundo?
Não, atualmente não tem vaga não. Mas se você realmente tá afim, é formado em Comunicação e mora no Rio ou em Buenos Aires, me manda o currículo aí que lembro de você com carinho caso apareça algo.

Ué, mas se é Playboy do Brasil, o que você tá fazendo em Buenos Aires/faz sexo aí também/o ramo de prostituição é grande/transa con los hermanos?
O negócio tem “braços”em três países: no Brasil, na Argentina e nos EUA. Cada parte da produção está em um lugar e eu estou aqui no meio fazendo uma interface entre os três escritórios. Por isso, pra minha vaga, tinha que ser alguém que falasse os três idiomas, que tivesse disponibilidade pra se mudar, pra viajar e tivesse jogo de cintura. Aí no caso tô aqui eu Carolzinha gastando a Cultura Inglesa e o CCAA e a politicagem!

E você conhece todas as famosas que posam nua na revista/elas também fazem sexo/são prostitutas/transam com todo mundo?
Não, não conheço nenhuma. A Playboy TV e a Playboy revista, embora compartilhem a marca, são de empresas diferentes. Não tenho muito acesso ao que eles fazem na revista não.

É tranquilo pra você trabalhar com esse assunto/fazer sexo/ser prostituta/transar com todo mundo?
Olha, como qualquer trabalho, tem vários momentos chatinhos e o monoassunto cansa sim. Lógeco que já aprendi muito e lógeco que já vi muito mais filme adulto que qualquer adolescente masturbento de 15 anos que se preze (pelas minhas contas, foram uns 500). Mas, eu acho divertido, o ambiente é de total respeito e por mais que às vezes as conversas sejam muito improváveis (“você acha legal o pau do cara estar na chamada?” “sim, acho, mas o peito da mulher não tá grande o suficiente e a xebereca dela também não está lá essas coisas” – isso num e-mail sério de avaliação de material entre diretores e coordenadores), nunca é baixo nível, nunca me senti constrangida.

Por mais que eu tenha brincado um pouco com as perguntas, saibam que já me questionaram se faço sexo no trabalho, se sou prostituta ou se todo mundo faz sexo com todo mundo, se tem gente pelada andando pelo escritório, se meu marido fica tranquilo de me dividir com outros caras (??) e demais baixarias que vocês não imaginam. Claro que eu entendo a curiosidade e respondo quase tudo com boa vontade, mas confesso que me dá uma certa preguiça falar desse assunto com pessoas que não me conhecem. Aliás, tá aí o maior dos problemas: se existe algum constrangimento, afirmo seguramente que está fora do meu ambiente de trabalho, tá na maldade descabida das pessoas que falam qualquer merda sem pensar.

E isso tudo tem a ver com baby blog porque… er…. pra vocês desfazerem qualquer tipo de preconceito, vocês sabem quem eu sou (bonitinha, cheirosa, respeitosa) e muitas nem imaginavam que eu trabalhava na maior putaria com conteúdo adulto, olha aí. Ih, mas ainda não teve a ver com baby blog. Hmmmmm. Bem, então tem a ver porque é mais uma forma de vocês conhecerem a próxima mãe do pedaço (cegonha, sou eu hein, não erra dessa vez)!

25 respostas em “Pra produzir um baby, se faz…?

  1. Carol, vc é o maximo….hahahahaha
    Cara, sou sua fã sabia?
    Humor mais inteligente q esse, impossivel!
    Cara, (coisa do marido ok? rs) somos assinantes da Playboy TV e da outra q tb é Playboy sei la o q….ri demais tentando imaginar de onde sairam as suas perguntas…hahahha
    Mt bom!
    Parabens pelo trabalho! Deve ser uma area deliciosa a de Jornalista!

    Bjooos

  2. Carolzinha! Só tu pra me fazer rir assim! ahahhahahahahahaahahahahahhaah

    Como já disseram, eu fico imaginando as perguntas e como tu faz pra contornar isso e explicar pras pessoas exatamente no que tu trabalha.

    Pq assim, que é interessante, é! Então todo mundo fica curioso. ehheheheheehhe

    Beijão!!

  3. ahuahuahuha
    Adoro seu senso de humor!

    Meu, muito legal, trabalhar entre três línguas (idiomas, Ô), adoro isso!

    Acho que essa pergunta teria que ser no outro blog, mas já que você tocou no assunto aqui… a playboy tv não passa mais filmes, não? As poucas vezes que tenho tempo pra isso (sim, ser mãe é abster-se de sexo pra poder dormir, viu!) e passo pela Playboy Tv, só vejo joguinhos tipo reality show… ou foi criado outro canal Playboy pra passar os filmes?

    Beijo grande!!

    P.S. – obrigada pela visita! E sim, foi muito doloroso. Quase não acreditei quando me dei conta de que tinha conseguido passar por cima de tudo e ainda por cima, ter conseguido engravidar! Como eu sempre digo, sua hora vai chegar (não vou te dizer pra ter paciência, desencanar nem nada, pq qdo ouvia isso eu tinha vontade de mandar a pessoa à merda, mas é a mais pura verdade, é assim que acontece…ehehehe)

  4. Carol, mas responde aí: quando seu baby disser "mamãe a tia Encarnacion mandou fazer um trabajo sobre as profesiones dos pais. Em que você trabalha, mami?"

  5. ahahahahahahahahaa…
    ai adoro ler seus post, sempre espontaneos e MARAVILHOSOS

    bom sanou minhas duvidas dona Carol ADOREI!

    Bjokas
    e Dona Cegonha nos acerta logooooo

  6. Hahaha, li pro meu namorado e ele agora quer o seu emprego!
    Ai ai ficamos aqui pensando em milhoes de emails comedias que vc deve trocar por dia.

    Vc pensa em ficar na Argentina muito tempo ainda?

    Bjos

  7. Ahahaha, a-do-rei!! Eu já sabia do seu trabalho, mas amei este FAQ! Vc como sempre impagável.
    Ei, eu num moro nem no Rio nem em BsAs (nem todos têm esta sorte), mas quero uma vaga também, hermana!
    Besos

  8. Ai Carol, adorei, ainda bem que vc fez este post, porque eu que não tinha visto o anterior fiquei só com a pulga atrás da orelha de o que seria que a moça fazia aí no Buenos…rs, bom, achei bem da divertida sua vida, e com tanta sacanagem de dia fica fácil fazer amorzinho em casa…rs, e sobre o último post "dia sim dia não" achei que vc ia falar sobre os dias pra se namorar no período fértil… eita mente fértil….rs, beijos!A cegonha vai acertar, a cegonha vai acertar, a cegonha vai acertar….rs

  9. hahahahahahaha
    Só agora fui ver no que você trabalha. Ri muito. Parabéns! Você escreve muito bem e pelo jeito deve ser uma ótima profissional.
    Beijos e sucesso nessa vida cheia de sexo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *