Quando contar

Acho que toda treinante blogueira já deixou o pensamento voar e ficou imaginando o dia que anunciaria a gravidez no blog. Não? Eu já.

Tem gente que até já tem o texto pronto! Eu não, na verdade, acho que o momento será emocionante demais pra eu antecipá-lo já deixando um post pronto. Mas é claro que às vezes me pego imaginando quais serão as minhas palavras e no quanto eu vou querer que seja um texto super especial. He-he. Já até falei disso uma vez aqui. Como é um tema recorrente na minha cabecinha, vamos falar de novo.

Mais que comunicar no blog, eu sempre fico pensando no QUANDO se deve avisar de uma gravidez. Cada vez menos vejo as pessoas respeitando aqueles 3 primeiros meses, que é quando o bebezico tinha mais risco de não vingar. Ao mesmo tempo, eu já escutei que é uma tradição, que fazer diferente dá azar. Dá é? Eu tenho uma colega de trabalho respeitou e, uma semana antes de contar pra todo mundo da super novidade dela, tínhamos um jantar de trabalho. Aí eu perguntei dez mil vezes pra ela porque não tomaríamos uma tacinha de vinho e ela negando, negando, dizendo que tava de ressaca. Eu, insensível e desligada, não entendi nada, afinal ela sempre foi boa companheira de copo. Uma semana depois, ela me liga pedindo mil desculpas, que estava grávida, que ainda não tinha avisado ao chefe, que estava esperando os 3 meses. Óbvio que eu aceitei as desculpas e achava que ela nem precisava se desculpar, que tinha que seguir o que achava certo pra ela. De verdade.

Tenho outra amiga (aquela que engravidou aqui em Buenos no Ano-Novo) que também esperou os 3 meses. Daí, quando completou a data, fez um jantar todo formal com os amigos pra falar das boas novas. Bunitinha! Admiro, viu.

Porque fico pensando no meu caso e acho IMPOSSÍVEL que eu consiga esperar. Sei que as mocinhas que já sofreram perda de baby dizem que se arrependeram de contar, que depois ficar avisando de aborto é um saco. Entendo. Levando todas essas coisas em consideração, tracei uma meta pra quando chegar a minha vez:

- Em primeiríssimo lugar, contar pro meu pai e pra minha sogra. Se possível, ao mesmo tempo. Se possível, no Brasil (então gatas, se eu sair correndo no primeiro avião pro Rio de Janeiro, desconfiem)
- Depois, pro meu chefe. Sei que aqui deveriam vir amigos e outros familiares, mas tenho muitos amigos que são próximos dos meus chefes e não quero de jeito algum que essa noticia chegue a eles por terceiros
- Aí sim, vou ligar pra amigos mais próximos e familiares
- Depois disso, dependendo do quão forte se espalhar a noticia, espero um ultrasonzinho pra escutar coração e ver que a gravidez tá ok.
- Aí eu publico no blog.

Mas se eu achar que a noticia corre muito rápido (e esse termômetro terei já pelo meu pai e minha sogra), vou parar tudo e fazer o ultrassom. Na verdade, várias vezes já pensei em inverter tudo e fazer o ultra antes de falar pra qualquer serumano no mundo, senão meu querido Maridonzito. Aí eu controlo melhor a coisa toda (aliás, pensando bem agora, de repente é melhor escutar esse coração antes de comprar a passagem pro Brasil).

Eu tenho uma preocupação em não ofender ou esquecer de ninguém, principalmente os que já sabem que eu quero engravidar. Porque a maioria deles me deu um puta apoio (e isso inclui vocês, gatas), então quero que se sintam participando de tudo também. Além disso, pra mim, é importante planejar essa questão antes. Parece meio frio ou antecipado demais, mas se eu deixar pra resolver na hora, eu me conheço, vou é alugar um carro de som e sair gritando pelas calles de Buenos Aires, meu povo. Não vai caber em mim tamanha emoção.

E vocês, são doidas assim que nem eu e já planejaram isso? E as mommys, como fizeram?



ps.: melhoreeeei! Obrigada pelos desejos de melhora e receitinhas! Passei o dia deitadinha, dormindo, tomando remedinhos e sendo cuidada por Maridón. No dia seguinte, em vez de tomar água com os comprimidos, tomei foi vinho e a coisa ficou muito melhor, tava vendendo saúde. E pagando mico pelas ruas de Palermo, bêbada doida, riso fácil, falta de noção em pleno sábado à tarde.

27 comentários:

  1. Oi, flor, que bom que melhorou, li seu post mas não consegui voltar pra desejar melhoras rs.
    Mas ó, eu já disse o que rolou comigo, né? Engravidei e assim que peguei o resultado saí falando pra todo mundo e mais um pouco. Tipo carro de som mesmo. Com a ajuda da minha sogra e irmãs. FODA! rsrs Daí que perdi o bbzico né e tive que sair contando pra todo mundo de novo o que rolou. E o pior é que dessa vez a notícia não alcançou a todos e tenho ainda que topar com algumas pessoas e explicar. Sem contar quando elas dão o fora do tipo, ai que barriguinha mais linda (ódio) rs. Mas é a vida e eu tiro de letra, mas te garanto que por ter passado por isso, na próxima só contarei pro maridão. Juro que vou tentar segurar a onda. Sabe que no blog eu não liberei a notícias, mas mandei email pras mais chegadas... que ficaram super felizes!!! E depois super tristes... es la vida, né?
    É isso!!! beijo beijo!!

    ResponderExcluir
  2. Em casa foi assim. Teste de farmácia feito, liguei imediatamente para minha mãe e Fabio, do celular, para a mãe dele. Notícia simultânea, evitando ciumeiras posteriores, sabe, "soube antes que você-ê!". Em seguida os meus irmãos. O irmão do Fabio soube na mesma hora que a mãe dele pois estavam juntos.
    E aí a notícia se espalhou em P.G. e em segundos eu tinha telefonemas mil. Isso é que dá ficar 8 anos casada sem engravidar..hehe

    No escritório contei imediatamente. Era funcionária nova, com 1 mês de casa (hj brinco que dei golpe da barriga no emprego) e achei melhor contar. Porque, pensa, mesmo se não vingasse, não ia ter que contar? Na pior, pior hipótese, já pensou o marido ligar no trabalho e falar "olha, hoje ela não vai, é que tava grávida e perdeu" Ai, ia ficar meio mal de ter escondido.

    Mãs, cada um, cada um.

    E que bom que você melhorou!!!

    P.S: tive uma invejinha boa da doida pelas ruas de Palermo...

    beijos querida!

    ResponderExcluir
  3. eu contei de cara pra família, mas segurei os tais 3 meses antes de falar no blog, e foi fueda. dedinho coçava todo dia - até porque esses 3 meses são os mais enjoentos e cheios de esquisitices e tal, e eu ficava louca de vontade de correr pro blog pra contar tudo. Fora que foi bem no meio daquele boom do começo do ano, todo dia tinha uma grávida nova, eu me coçava ainda mais pra gritar "eu também, eu também!". depois, quando finalmente contei, os sintomas todos já tinha passado e eu mal lembro como era. então acho que perdi muito assunto por conta disso, nhé! mas enfim, não quis correr o risco de ter que voltar pra explicar caso acontecesse alguma coisa...
    beijo!

    ResponderExcluir
  4. Carol, você conta no seu blog se fez sexo ou não. Você acha que ia deixar de contar caso perdesse um bebê? Fala sério, né? Três meses pra você é coisa inútil, honey.
    Eu contei pra família no dia em que fiz o teste de farmácia e pros amigos, uma semana depois - isso sem ter ouvido o coração. E não deu azar nenhum, olha só.
    Quanto a publicar no blog, eu não tinha blog! Criei quando tava com uns 4 meses, eu acho...

    ResponderExcluir
  5. Ah, e contei pra chefe bem no comecinho também, acho que até antes de fazer a ecografia.
    Chefe tem que ser um dos primeiros a saber. Se você perde o neném, pelo menos no serviço público, tem direito a um mês de licença. Acho que fica mais bizarro se você perder e o chefe não tava sabendo...

    ResponderExcluir
  6. pior do que a sua loucura de arquitetar todo o plano de como contar, é a loucura das colegas pensando em como vai reagir quando acontecer de verdade. pode isso?

    ResponderExcluir
  7. Oi Carol,
    Sou da turma que perdeu e caí justamente nessa... saí contando para todo mundo e perdi na 11ª semana. Foi realmente muito chato ficar explicando sobre a perda depois. A segunda perda nem deu tempo de nada, porque soube que estava grávida de manhã e a tarde já estava no hospital.
    Com o Ciro, fiz questão de esperar até o 4º mês. As únicas pessoas que souberam antes foram meus pais, sogros e uma amiga do trabalho (só para garantir, achei que por segurança, era bom ter pelo menos uma pessoa do meu trabalho sabendo da situação).
    Isso vai de você, mas acho que contando para a família, fica mais fácil segurar a ansiedade de contar para os outros.
    Beijão.

    ResponderExcluir
  8. Carolzitaaa ... Que bom que melhorou, fiquei preocupada!!
    Flor, eu sempre me imagino saindo do laboratorio (Não sei pq sendo que pego pela internet o resultado) e entrando na net pelo cel para postar no Blog antes de contar para todo mundo, depois ligando para o marido, a mãe e mandando msgs para as amigas, mais isso, no primeiro dia!! kkk Nada de esperar por 3 meses, ate parece que ia aguentar!! BjOO

    ResponderExcluir
  9. Isso é uma questão tão pessoal, Carol, mas eu penso como a Lia: se você abre tanto seu coração aqui no blog, fala tanto das suas ansiedades, que não vejo muito sentido em vc esperar três meses pra contar.
    Eu, nas duas vezes, juro que queria segurar um tempo antes de contar. Mas não consegui. Na gestação da Luísa, que foi a primeira, até esperei uns 20 dias antes de abrir geral (só família e e a minha equipe direta do trabalho sabiam). E tb não tinha blog na época. Agora, desta vez, não esperei nada. Estava a fim de contar e pronto. E fiquei pensando que, se eu perdesse, dividir isso com as pessoas seria uma forma de mostrar que isso pode acontecer com qualquer um e, talvez, minha experiência também servisse de exemplo. Também acho que, se eu tivesse perdido, iria gostar muito da força que as pessoas me dariam por meio do blog.
    Tem gente que é mais reservada, especialmente em momentos mais delicados, então por isso acho que depende muito de cada caso.
    Em suma, faça o que seu coração mandar e seja feliz.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. girls, mas eu nunca considerei esperar 3 meses naaaao! magina! eu só admiro quem consegue, mas nao sou EU, sabe? esse processo todo que eu escrevi, na minha mente, dura uns dias, no máááximo!

    to amando as historias!

    bejus

    ResponderExcluir
  11. Gátan, eu pensei muito pra decidir isso. Quer dizer, nem tanto assim né? rsrsrs. Na hora a emoção pesou mais na balança, eu confesso. Mas acho que uma gravidez pode ter imprevistos em qualquer etapa. Então, coloquei nas mãos de Deus... Contei primeiro pro marido, depois pra família. Aí a coisa desandou, pq a família (muito emocionados, todos) espalhou a notícia igual fogo na palha.
    Várias vezes eu imaginei como seria o post, e quase escrevi. Mas no dia em que me vi grávida mesmo, não encontrava palavras. Escrevia o que ia vindo na cabeça. A verdade é que a gente planeja muito (como contar, quando contar, o que dizer...), mas na hora H foge tudo! Tem que ter um tremendo sangue frio pra esperar as 12 semanas. A minha vontade era parar as pessoas na rua e dizer: "oi, tô grávida sabia?"

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. amiga! q bom q tá de volta e curada! olha, te esperei no msn nos últimos dias, mas não te achei... aí fiquei na dúvida se mandava um e-mail, mas num sei se tu acessa aquele rogerio... hahahahah comédia!
    enfim, sobre o assunto, eu sempre penso, mas tenho certeza d q não vou conseguir segurar! quer dizer, pra família "em geral" eu vou segurar sim, mas pro blog e pros mais íntimos vou contar luego! kkk
    minha ordem é:
    - primeiro, marido
    - depois, no blog (sim, rsrs)
    - aí sim, mammy
    - chefes
    - papi (ele é meio turrão vou enrolar um pouco pra contar pra ele rsrs)
    - aí sim família (vó, tias, etc)
    - outros da empresa
    - GERAL (acho q já vai estar visível aí) kkkkkk
    Bom, até o meu pai, ficará antes dos três meses.. da família em diante, esperarei os 3 meses pq tem mto palpiteiro e olho gordo (credo)... mas enfim, cada um tem seu "método"... eu não me incomodo de relatar o aborto trocentas vezes depois, só sei q não aguentarei esconder a gravidez por tanto tempo kkkk
    PS: tbm já imaginei o post, ficava pensando num título impactante kkkkkk ai ai, só eu msm
    Besos!

    ResponderExcluir
  13. Oi Carooool,

    Que bom que estás bem!
    Olha, pra falar a verdade, é com vocês aqui que eu divido todas as angústias pré maternidade. Muito mais que com pessoas da família, então te digo que faço questão ABSOLUTA de contar pra vocês assim que eu souber. Sem contar que vocês também seriam as pessoas que certamente mais me consolariam se alguma coisa desse errado. Afinal, são vocês quem me consolam quando vejo o negativo neh....
    No mais, mãe, pai, irmã, sogra, sogro e amigos mais chegados.
    As outras pessoas vão sabendo com o tempo, mas não faria quaestão imediata de contar pra todo mundo não...

    ResponderExcluir
  14. Comigo foi assim: descobri que estava grávida do nada..não tinha atraso (pelo menos não que eu considerasse pq eu era completamente desregulada)mas, deu na minha cabeça um estalo que eu estava grávida..corri na farmácia e comprei o teste..Deu a segunda listra beeeeeeeeeeeem clarinha..Não contei ninguém na hora pq queria que meu marido fosse o primeiro a saber e ele estava viajando..Incomunicável pq saiu de onde ele estava no sábado e o vôo dele chegaria aqui só no domingo de manhã..Era um sábado..corri pro hospital e fiz o beta que confirmou a gravidez..aí eu segurei firme pra não contar pra ninguém antes..e quando ele chegou, no estacionamento do aeroporto eu falei "lindo..tô grávida!" ele ficou com a maior cara de interrogação e depois ficou todo feliz..Pra família eu contei depois dele, no mesmo dia e aí a notícia se espalhou numa velocidade que eu fiquei admirada! hehehehe
    Ai "siemocionei" lembrando..hehehehe
    bjs!

    ResponderExcluir
  15. Carol, eu fiz assim.
    Primeiro que eu não confiei no teste de farmácia! Esperei sair o resultado do beta( 08/12/2009)! Aí com o positivo do beta eu contei pros meus pais e pros meus sogros e os proibi de contar pra qualquer pessoa (eu estava de 5 semanas).
    Aí eu fui na minha médica que marcou a minha primeira ultra para o dia 30/12/2009 quando eu estaria de 9 semanas. Depois da ultra, quando vimos o bebe, escutamos o coração e tbm vimos um descolamento do saco gestacional (AINDA BEM QUE FIZ ESSA ULTRA!!) eu fiquei me sentindo mais grávida, mas não quis contar pra ninguém por causa do descolamento. Fiquei + 11 dias de repouso por indicação médica. Nesse meio tempo eu tive que contar pra minha tia, pq era formatura da minha prima no interior do estado e ela queria saber pq eu não iria!hehe
    Bom, aí no dia 13/01/2010 eu fui fazer uma outra ultra pra ver como estava o descolamento e graças a deus ele tinha sumido! Isso foi um alívio e aí sim eu contei pra todo o resto da minha gravidez! Qdo comecei a contar pro povo, eu estava de 11 semanas, quase os 3 meses.
    Mas nesse meio tempo criei o meu blog que uso hoje e ia postando tudo nele! Só que deixei ele privado até a 11 semana!hehe Depois liberei geral!hehe

    ResponderExcluir
  16. Oieee!! que bom que vc está melhor... pelo visto BEM melhor... tb fiquei com invejinha boa da tarde descompromissada tomando um vinhozinho...ô saudade desse tempo..hehehe...
    Com relação à gravidez.. eu tinha falando pra meu marido que a gente ía esperar os 3 meses e tal... mas depois que vi o resultado da farmácia (que por sinal fiz 2 testes, ansiosa, eu?? Imagina!! :P) e depois corri pro laboratório para fazer o exame de sangue.. fui sozinha buscar o resultado e tremia igual uma doida pra abrir o envelope, e qd vi o resultado chorei até e liguei pro maridão aos prantos... :) e bocuda como sou, já sai falando pra todo mundo.. não ia aguentar guardar segredo!! hehehe... :)
    Bjinhos!

    ResponderExcluir
  17. Ah menina , quando eu engravidei fiz um post lindo mas na época só tinha uns 3 seguidores hehe , mas tava nem aí que só eram 3 , foi pra mim msm que fiz aquilo , nem sei como explicar , o duro é que depois que perdi tive que excluir tudo aquilo e choros e tals e assim continua a vida , espero que se engravidar logo ou não eu talvez nem escreve um post lindo e maravilhoso por estar com um pé atrás com as coisas , ou talvez até escreva de boba msm !

    osdpkopkgopdfkg



    bjô

    ResponderExcluir
  18. Eu descobri e no mesmo dia contei para o maior interessado (o pai). Depois que ele ficou sabendo resolveu por conta própria ligar para a família dele e os melhores amigos. Aí não teve jeito, liguei para minha mãe e a notícia se espalhou. Isso foi numa terça-feira, menos de uma semana depois praticamente todo mundo do meu círculo mais próximo sabia.
    No dia seguinte fui fazer uma eco de manhã e no final da tarde os futuros avós já receberam ela por mail.
    Eu estava com quase sete semanas e que saber? Em nenhum momento me passou pela cabeça que algo poderia dar errado, nós fomos levados pela emoção do momento e foi bem legal.

    Boa sorte para ti!

    ResponderExcluir
  19. Carol, me passa seu msn pra gente papear!!! bj bj

    ResponderExcluir
  20. Hum... esse assunto eh tenso. Meu caso NAO serve de base porque a minha gravidez foi sem esperar, engravidei tomando AC que deu reacao com antibiotico (e o medico do PS que me prescreveu o antibiotico quando sofri um acidente nao me avisou e eu falei que a unica medicacao que eu tomava era AC, oi?). Dai quando ja estava indignada que minha mesntruacao nao vinha, mas nem pensava que podia estar gravida, ja que tomava AC, eu fiz um teste de gravidez, so por fazer. E deu positivo. PANICO. Liguei pro meu namorado, corri na farmacia, comprei outro, positivo de novo, liguei de novo, nos desesperamos mais um pouco. Estava na Inglaterra, liguei pra minha mae e irma no Brasil, ele ligou para a mae dele. Depois liguei para meu melhor amigo na Inglaterra, minhas melhores amigas no Brasil. Foi assim, nessa ordem. Muito desespero. No comeco. Depois passou e foi a melhor coisa do mundo!!!!!!!!!!!!!! Oba!!!!! :)

    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Eu tenho certeza que não conseguirei esperar os 3 meses também, mas pra falar a verdade, conseguir bolar na minha caixola aqui como vou fazer pra contar pra familia (digo, pais e irmas)... eu queria fazer algo criativo e tal... vamos ver qd chegar a hora..heheh
    Ah, respondendo seu comentario lah no blog Carol, sim, sim, o sinal q eu tinha pedido era sobre o baby sim. Tô ainda bem frustrada de que conversamos sobre 1 bilhao de coisas na viagem mas em nenhum momento o meu maridito citou algo sobre o baby... Tava esperando que o desejo (real) de ser pai tocasse ele tb mas ainda nao rolou..
    Well, nada como uma dia apos o outro...
    Bjos

    ResponderExcluir
  22. Adoooooooro!!! eu tb tava dodói, né? dormi sexta o dia INTEIRO e a noite uma garrafinha de vinho com futuro marido, né?? para ajudar na recuperação!! hahahha

    olha, eu nao penso como será quando for a minha vez, mas nao sei se terei a presença de espirito de só contar depois de tres meses... sei lá, acho que nao sou evoluida! hahahah

    acho bonito isso de avisar as amigas pelo blog, mas nao me faça ter um treco, pelamordedeus, me liga pelo menos ou bate na minha futura casa!

    e se eu estiver de lua de mel, me liga, manda torpedo, sinal de fumaçã ou transmimento de pensação! vai que a noite after my wedding é fértil e acontece algo... a tia aqui vai AMAR...

    ok, e já estou surtando também e pensando como será a SUA gravidez.

    parei por aqui!

    bêjá

    ResponderExcluir
  23. Ai, Carol...eu prefiro fazer a linha low profile e contar só depois das famigeradas 12 semanas. Eu sei que minha língua vai coçar, e em alguns momentos eu vou me contorcer de vontade de falar, mas...hei de me segurar :-).Beijoca

    ResponderExcluir
  24. Bom, comigo foi assim:
    Eu sempre achei que seria melhor esperar antes de sair contando para todo mundo. Uma amiga próxima sofreu um aborto no comecinho, e já tinha contado para todo mundo; eu acompanhei o drama de perto, tinha trauma.
    Mas... ansiedade, teu nome é Daniella, né.
    Aí aconteceu assim: eu fiz o teste e no mesmo dia é claro contei para o meu marido. Isso você já leu no meu blog. Ainda no mesmo dia, contei para a minha melhor amiga. Pedi segredo a ela e combinamos de esperar um pouco antes de sair espalhando.
    Marquei com a minha médica, e ela me disse que, se a gente ouvisse o coração no US de 09 semanas, a chance de aborto diminuiria e muuuuito e que dava para contar para as pessoas (descobri a gravidez com TRÊS semanas e uns dias, antes do atraso menstrual, já falei que ansiedade teu nome é Daniella).
    Entre o teste de farmácia / beta e o US teríamos, então, mais de um mês. Sabia que seria uma missão impossível não contar para NINGUÉM neste periodo... contei para o meu chefe (achei que precisava) e pedi para ele não contar para as outras pessoas do trabalho e para mais uma amiga. E uma outra amiga também me pegou no flagrante recusando vinho (adoro!) e perguntou, contei a verdade para ela. Decidi que, se alguém perguntasse, eu contaria - e torci secretamente para todo mundo me perguntar, mas ninguém mais perguntou...
    Por sua vez, meu marido contou para dois amigos dele, que a gente encontra pouco, e também para algumas pessoas do trabalho dele que eu não conheço. Então se este pessoal saísse espalhando e desse alguma coisa errada, o estrago não seria grande.
    Decidi esperar o US para contar para meus pais e sogros porque eu não queria pedir para eles guardarem segredos. Sabia que eles ficariam MEGA empolgados e seria torturante pedir para eles não contarem para ninguém.
    Enfim chegou o US, ouvimos o coraçãozinho da Helena e saímos direto para a casa da minha sogra, e depois para a dos meus pais.
    A gente brinca que foi como o jogo de War: o objetivo das avós era contar para os habitantes dos quatro estados da região sudeste, mais um estado do nordeste e um país da América do Norte...
    No mesmo dia que contamos para elas, a família toda ficou sabendo.
    Isso era perto do natal.
    Depois disto, fui contando para as pessoas aos poucos. Amigos menos próximos, e talz. Depois das 12 semanas contei para geral no trabalho e para os desconhecidos da rua... hahahahahahaha....
    Tudo isso fui relatando no meu blog, mas como eu tinha uma média de 01 acesso ao dia, nem conta... hahahahahaha

    ResponderExcluir
  25. Carol, acho que quando se quer engravidar pensar em dar a notícia é uma coisa muito recorrente na nossa cabeça, pelo menos na minha era, sempre queria imaginar o momento perfeito e contar pessoalmente para a família, aquela coisa... quando engravidei do meu filho contamos para os pais assim que descobrimos e para o resto da família e amigos com 8 semanas, para o pessoal do trabalho eu contei só com 12 semanas, exceto para a chefe que soube junto com o povo das 8 semanas rs. No judaísmo se conta só depois das 12 semanas, mas nós quebramos isso. Na segunda gravidez, contamos com 8 semanas de novo, porém contamos no sábado e perdi o bb na terça, ou seja, contamos e logo contamos a má notícia. Desta experiência eu pude perceber que as pessoas que souberam quando eu perdi saberiam anyway, então foi difícil sim ter que explicar um a um o que houve, mas também todo mundo deu uma super força, apoio, amor, consolo.
    Tem os dois lados da moeda.
    Como gato escaldado tem medo de água fria, quando eu engravidar de novo acho que só conto depois das 12 semanas...rs, já minha cunha conta as gravidezes dela com 3 ou 4 semanas, anuncia aos 4 ventos e tá aí firme e forte com 3 filhotes lindos, ou seja, quando é para ser é, deus sabe o que faz, e esta notícia é a melhor notícia de se dar, todo mundo se emociona!

    ResponderExcluir
  26. Ah, depois de cinco anos tentando, eu simplesmente tinha vontade de gritar pro mundo!!!
    A primeira a saber foi minha-melhor-amiga-irmã-de-outras-vidas Ana (do Balde), em seguida contei pro maridão, o chefe descobriu, pq me pegou chorando que nem uma louca na minha mesa, e em seguida, a família, cheguei na minha mãe no meio da tarde (ex-chefe tinha isso de bom...ehehehe) e quando meu pai atendeu o interfone, eu disse: "abre aí, vovô!" - ele não entendeu nada, achou que fosse trote...ehehehe
    Daí por diante, a novidade se espalhou que nem rastilho de pólvora... mas sabe o que mais me marcou? em momento algum, apesar de já estar com 34 aninhos, eu tive medo do primeiro trimestre, eu sabia que Arthur tinha vindo pra ficar...faça o que seu coração mandar, você vai saber na hora!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  27. Olá navegando nesse mundao virtual de meu Deus, eis q encontro seu blog e amei....hihih

    Adorei o seu jeito de escrever, parece q to ouvindo uma amiga minha falando..falando hee :):)

    Entao vou te seguir! o/

    Espero q vc me visite tbm e se gostar do meu bloguinho singelo e simples Me siga!!! \o E pegue seu SELINHO!! Q ta no alto da pagina as direitas! antes do 3x4 hehe...

    Falei demais...
    Bjooo
    Boa quintaaaaa...

    ResponderExcluir

baby-comment


up