ou Morrendo de Véspera

Semana que vem promete ser de muitas emoções nessa minha vidinha. Na segunda, finalmente sai o resultado do meu exame de sangue, em que testei novamente os hormônios pra ver se a tal da prolactina estava alta mesmo. No dia seguinte, sairia o resultado do espermograma do Maridón. Sairia porque ligaram ontem do laboratório dizendo que a amostra não está satisfatória para análise, que tem que fazer outra. Eles prometeram entregar o resultado rapidinho e pediram mil desculpas.

Mas peraeee. Eu nunca tinha visto isso acontecendo. Insatisfatório para análise por quê? Não disseram e Maridón não perguntou. Imaginamos que foi porque ele recolheu o material em casa e pode ter demorado muito pra chegar lá e entregar (segundo ele, foi coisa de uma hora), daí os bichinhos morreram, sei lá. Mas, não acontecerá isso da próxima, o mocinho da clínica mandou ele ir fazer o exame lá diretamente (mas se tinha essa opção antes, por que não avisaram?). Enfim.

Fiquei me perguntando por que Maridón não quis saber mais sobre isso, por que não perguntou mais pro cara que ligou. Não deu tempo de me perguntar muito, eu fui logo encher o saco dele e tomei um passa-fora. O que aconteceu foi que Maridón tinha entrado na minha onda e ficou nervosão com a ligação do cara, achando que o espermitcho é tão ruim que não deu nem pra concluir um exame simples. E disse que não quer mais viver a vida nesse nervoso, de pensar o pior de tudo que acontece. Que é só por os pés no chão pra perceber que de fato foi a demora pra entregar ou aconteceu algo lá que impediu a realização do exame, senão o cara da clinica não pediria desculpas. Que se o esperma dele fosse ruim, simplesmente viria esse resultado no laudo e não seria um cara da clínica que ia ligar e mandar refazer, mas sim o médico. Né? Eu concordei.

Mas pelo que Maridón me contou, ele ficou tão nervoso na hora que simplesmente achou que já era o final de tudo, que tinha dado uma merda federal. Tadinho. E que não quer mais viver tanto no limite da emoção.

E, gente, eu, pela primeira vez (e apesar do esporro que tomei por ser nervosinha), concordei plenamente. Quero o baby? Sim. Logo? Sim. Mas tem uma porra duma bomba-relógio amarrada em mim fazendo tic-tac a cada minuto que passa? NÃO! Então por que essa pressa louca? Pra que ficar imaginando momentos com barriga? Eles vão acontecer, imaginando eu ou não! Se tivermos algum problema, vamos tratar. Se necessário, tentaremos métodos alternativos. Se não rolar nada disso, eu vou adotar. Eu vou ter um filho!

E pronto, olha que simples.

Ainda não sei exatamente o que vou fazer pra relaxar, mas já tenho mil idéias e tô muito interessada em respeitar os tempos da vida. Eu não quero ficar aliviada quando engravidar, mas sim feliz. Eu não quero mais entender esse tempo de tentativas como luta, mas como um processo. De vez em quando é um processo chato. Mas posso falar? Minha vida sexual, por exemplo, melhorou MOITO. De qualidade, de quantidade. E qual casal não gosta disso?

Essa coisa de sofrer de véspera era papo pra Peru de Natal, minha vó já dizia. Se o espermograma voltar com problema, aí eu sofro. Mas até agora, não aconteceu NADA.

Peço desculpas por bater sempre na mesma tecla da ansiedade, às vezes acho que esse blog não tem conteúdo nenhum, é só essa ladainha, mas eu preciso desabafar. E acho realmente que tô mudando, tô conseguindo ver uma luz no fim do túnel.

Vamos ver aonde esse túnel vai levar.

14 respostas em “O espermograma e o Peru de Natal

  1. Carol é bem por ai mesmo gata!
    Eu sou assim, sofro antes por tudo e sempre me estrepo, pq as coisas dão certo e o q me restou foi uma puta gastrite pra nada!
    A historia do exame do maridon, deve ser pq ele colheu em casa! Os bichinhos são sensiveis e por isso o exame ficou inconclusivo. Relaxa.
    Viver nessa tensão não faz bem nem a vc, nem a ele, e quer saber? Nem ao baby! Sim, ele ainda nao chegou mas vai chegar! Né?
    Carol, vc disse TUDO nesse post!
    Por isso eu gosto de vc e do seu blog. Sempre pra cima, alto astral…adooooro!

    Bjos e se cuida!

  2. Tá certa Carol, por que se preocupar hoje se você pode deixar pra amanhã? hehe…
    Baita conselho inclusive pra mim. Eu que levei uma direta do marido, me dizendo que tenho que deixar de ser 8 ou 80, querendo tudo pra ontem e se não conseguindo esperar por coisas que não se resolvem de um dia pro outro… Meditação djáa pra mim!
    Bjos

  3. Tadinho do marido…
    Posso contar uma história grande?

    Recentemente, minha irmã foi chamada pro emprego dos sonhos. Foi fazer exame admissional e o médico notou que ela estava com os olhos amarelos. Pediu exames. Bilirrubinas altas. Suspeita de Hepatite C, a pior delas. Lembrou que o sangue havia sido recusado numa tentativa antiga de doação e gelou. Todos nós. Medo de não poder assumir o emprego novo. Medo de uma doença grave e incapacitante.

    A espera pelos exames. A única possível explicação para a bilirrubina alta além de hepatite seria uma mutação genética. Vai o sangue pra Belo Horizonte para fazer esse teste. 20 dias pra sair o resultado. Dois dias depois, eles ligam dizendo que o sangue coagulou e que tinha de repetir o exame. Eu surtei. Achei que tinham descoberto alguma coisa grave e queriam coletar de novo o sangue pra confirmar.

    Resumo da ópera. Nada de hepatites. Ela tem mesmo essa mutação, que não causa absolutamente nenhum problema, só essa icterícia inofensiva.

    É problema mesmo na coleta, pode sossegar. Eu só ouvi mentira pra repetir a coleta em pronto-socorro, pra confirmar leucemia.

    Então relaxe e deixe o marido gozar!! HAHAHA!

  4. Querol, eu sou super a favor de que vc fale, fale, fale até o assunto se esgotar na sua cabeça! Mesmo que isso signifique ficar repetitiva ou até chata! heheheh

    Vc sabe que eu quando tenho algo que me aflige ou algo que eu gosto mt eu falo sem parar sobre o mesmo assunto, né?

    beijiiinho!

  5. Adoreiii cada palavrinha do post, vc esta MTO certa. E se conseguir controlar a ansiedade e nao sofrer por antecipaçao so faz bm p vc menina!!!
    E qto ao exame ele é um fofo em fazer né? Acho q meu marido nao faria, qr dizer sei nao…. :S

    Beijinhos
    Tudo dará certo!

    Bjjjjj

  6. Oi Carol!
    Que bom que vc deu uma relaxadinha! Eu estava bem relaxada um tempinho atrás, mas qdo Maio começo a se aproximar, voltei a ficar louuuuca!!! rsrsrs
    Realmente, sofrer de véspera não ajuda mto!
    Bjos!!

  7. Carol, essa ansiedade não é uma coisa exclusiva sua, mas de todas nós treinantes , tentantes rsrs, é uma coisa que sempre nos atormenta, vivo me perguntando de como me livrar dela, se é que é possível, e vcs ainda estão tentando a pouquinho tempo, pela sua lista como pode ver sou a que tem a espera mais longa rsrs, e o negocio e não perder as esperanças, o senhor é conosco e vai nos abençoar , ele trabalha para aqueles que nele esperam, confie pq seu milagre vai chegar, adorei o texto viu, me vi muito nele e ri muito por isso, bj grande.

  8. Carolzita,
    você se tornou a auto-ajuda das treinantes. Não pare nunca de falar sobre essas suas angústias, porque ajuda muita gente ao seu redor.
    E, como bem disse Lia, deixa o menino gozar!

    beijos querida

  9. Olá! Sou nova por aqui e acho que você tem que desacelerar, menina! Pelo que eu li, você é ansiosa por antecipação e além de tudo, tá botando pilha no maridón, como diz você. Não é bom para a saúde mental de vocês, não é bom para a tentativa de engravidar… Quantas histórias vc já ouviu de gente que ficou tentanto um tempão e não tinha nada de errado nos exames? Ansiedade, stress, nervosismo também atrapalham, sabe? Quando eu resolvi engravidar, como tenho minha família toda na mesma cidade e a pressão era grande, não contei para ninguém. Nem no trabalho. Só eu e meu marido e ninguém mais. E foi a melhor coisa que eu fiz. Porque sabia que a ansiedade que todos em volta despejariam em mim seria complicador. Já que todo mundo sabe da sua intenção, tente pelo menos mudar o foco com seu marido, "fingir" que esse não é seu objetivo principal, saca? Senão vocês serão massacrados pelos próprios medos!!
    Vai vivendo e fazendo sexo, beleza?
    Bjos e bom final de semana!

  10. Eeee, é isso ai Carol, gostei de ver! Fico feliz em saber que vc esta mudando e esta bem, que bom. Nós queremos sim um baby, mais n devemos viver em função somente disso né… Um BjOO Se cuida

  11. Amiga, me desculpe, mas vc é muuuuito neurótica! Seu marido deve ser um santo… Com tanta pressao assim, me impressiona vcs conseguirem ter uma vida sexual!!
    Que bom que veio esse post, talvez a ficha esteja caindo!
    Van

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *