Já que o assunto deu pano pra manga e que queremos tudo siconhecermus melhor, conto pra vocês: eu não trabalho mais escolhendo título de filme adulto não, infelizmente… desde que aceitei o cargo fora do Brasil (ainda estou na Playboy, trabalhando com o Sexy Hot), minha função acabou virando mais de coordenação dos canais (sim, tem mais de um!) e mais ligada à produção de chamadas (saca os comerciais que anunciam a programação do canal? Então, é isso). Daí que muito disso envolve tomar decisões e definir coisas, digamos assim, mais importantes. Continuo na putaria (ui), só que em cargo mais avantajado (ui).

Mas avantajado é uma ova, eu queria mesmo era continuar exercendo a minha loucura criando título pornô, era tããão divertido! Amava! Foi uma época muito feliz e doidinha na minha vida, eu falava besteira e todo mundo adorava e ainda era paga pra isso, olha que ótimo!

Mas enfim, enquanto estive lá trabalhado nessa função, saímos em várias matérias no jornal, foi bem divertido. Eu achei graça dos meus 15 minutos de fama, é uma mudança de perspectiva bem interessante. Se quiserem ler algumas matérias que saíram, vejam aqui.

Agora, selecionei uma bobeirinha pra vocês, que eu mesma escrevi e saiu na Revista Nova na época (até parece que fazem 20 anos, só tem um e meio, mas enfim, às vezes é legal falar que nem a minha vó, ué). Foi logo depois que me mudei pra Buenos Aires e tive a oportunidade de escrever um pouquiiiinho das minhas baboseiras num veículo impresso. Pena que não pude descaralhar na linguagem. Mas a piada amarela dos peixinhos saiu e eu amay, clica em cima que aumenta:

Porque o meu sonho era emplacar piada ruim na revista
pros pessoal tudo ler na sala de espera do dentista!

Ok, prometo que acabei com o momento egotrip, no próximo post, voltaremos à programação baby-normal desse blog.

Beijomechamapraserentrevistada!

16 respostas em “Um pouco mais sobre a vida virtual

  1. Mto chic Essa minha amiga!!!!!!!
    Você nem sabe, mostrei o outro post para o maridex, ele ficou morrendo de inveja, disse que não deveria ter feito direito, que trabalhando com comunicação ele teria tido uma vida profissional mais "feliz" que num banco…rsrs
    Morriderir!

    bjinhosss

  2. Ai que legal deve ser trabalhar nesta area, eu não tenho tabu com isso e odeio várias pessoas que não curtem falar mais fazer fazem q é uma blz kkkkkkkkk
    bjs tá rox na foto hein Carol ;*

  3. Ai Carol q chiqueeee! Amei a reportagem! hehe
    Realmente devia ser mais interessante trabalhar diretamente com os filmes, mas acho q só d já trabalhar no canal (ui!) , é muuuuito legal!
    Beijosss!

  4. Putz Carol…eu estudo biblioteconomia e lá no meio daquele monte de livros, o ponto alto pode ser no máximo um Kama Sutra…que desânimo! kkkk
    Quem sabe não rola eu mandar um currículo oferecendo os meus serviços de bibliotecaria para organizar o acervo de filmes eróticos!!! kkkkk
    Ameeeei conhecer um pouquinho melhor da Carol, muito legal te ver assim na tv, nas revistas…
    Beijos!

  5. OI Carol
    …que super seu blog!!! Mais legal ainda, foi te conhecer – mesmo virtualmente. Amiga (posso?) vc escreve super bem e sempre tem uma história legal p/ postar. Não tenho blog (qqr coisa, meu e-mail é bel.camara@gmail.com), mas mesmo assim, ñ deixo de te acompanhar – um pouco espiã e enxerida, mas do bem =D. Torço muito p/ q vc alcance seus objetivos (msmo que não seja p/ já) e seja feliz!!

  6. Ai CArol eu sempre, ou na maioria das vezes, morro de rir com suas postagens e claro, hoje não foi diferente… Adorei saber um pouco mais dessa menina/mulher que conheci na blogsfera… Já admirava pela história de vida e agora ainda mais pela vida profissional… Por essas e outras quero que nunca esqueça do quanto é especial! Beijoks.

  7. Carol!
    Demorei para comentar porque queria ver o vídeo. Garota, que arraso! Lindona e famosa! Tô até me achando por ser sua amiga virtual.
    E essa profissão ainda dá pra usar em casa. Adorei! Saco ser advogada e o máximo que dá para fazer para o marido é uma petição. credo.
    beijos e adorei ouvir sua voz. Acho muito estranho essa blogosfera, onde todo mundo abre o coração e ninguém ouve a voz.
    beijocas!

  8. Carol eu adorei e vou te contar uma coisa aqui em SP rolou um encontro dos blogs e foi muito legal tenho amigas que eram virtuais e se tornaram reais,uma delas eu já conheço há 6 anos e foi até no meu caamento, esse negócio é meio louco mas é gostoso nos identificar com as pessoas.
    Beijos e bora nas tentativas rs!

  9. e o constrangimento em constatar que numa das primeiras vezes que eu "falei" com vc joguei o papinho de "não tem um emprego pra mim não?"…
    ai que previsível.
    (mas ó, continuo topando, tá?)
    beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *