Lembram que eu tava com a prolactina alta? E que o GO ia demorar 3 séculos pra me atender? Pois bem, depois de muito esperar (e a secretária dele ainda me ligar desmarcando a consulta e remarcando pra outro dia), ontem fui lá.

Quem me acompanha há mais tempo sabe que minhas idas ao médico são sempre dramáticas. Acho que jogo toda expectativa da vida lá, no que ele vai me falar. E fico viajando na maionese enquanto estou na sala de espera (e bota aí pá base de uma hora). Mas vou começar a contar logo: que decepção, girls. Sabe médico de convenio que atende na correria? Foi assim. Acho que fiquei 3 minutos na sala dele, se muito. Ele perguntou como eu estava, se estava treinando direitinho, se eu estava feliz (oi? Achei que isso era problema da minha psicologa). Viu meu exame, falou que está tudo lindo, que eu não tenho anemia, glicose alta, que minha tireóide tá linda e meus hormônios idem. Que estou ovulando e bem direitinho. E a prolactina, doutor? Ah, pra isso você vai ter que ir num endocrinologista. Arfe. Sério, doutor? Sério. Porém, me mandou ficar tranquila que o nível da minha não é tão alto, não me impede de nada e quase certo foi algum estresse momentâneo. Que o endócrino vai me mandar repetir o exame e é bem capaz de não dar alteração nenhuma. Se der novamente, o cara vai me dar um remedinho e tudo certo.

Ok, ele me mandar no endócrino, eu sabia que existia essa possibilidade. Mas sei lá, tava na esperança que ele mesmo pudesse tratar. Ou de fato considerar a prolactina alta um problema. Mas não. Ele disse que meu maior problema é a tensão (isso porque falou comigo por 3 minutos, ele não SABE se estou tensa mesmo ou não – fora que eu sempre fico meio abestalhada lá, ele fica rindo do meu espanhol e eu meio que tenho preguiça pra essa babaquice).

Ele me mandou ver o endócrino, tratar a prolactina, mas se possível, dar um tempo de médicos. Falou pra eu esperar mais 3 meses e, se não rolar nada, voltar lá pra gente conversar de começar a examinar o Maridón.

Voltei atordoada de lá. Porque achei que tava vivendo um ciclo perdido e ele disse que não. Porque posso estar grávida sim. Porque não me senti bem lá e fiquei pensando em procurar outro médico. Porque tenho medo disso tudo ser invenção de moda minha, de repente o cara é legal e eu, na ânsia de ter belas respostas, não consigo ver.

Mas sinto que voltei à estaca zero. Antes, eu tinha uma figura feia pra culpar, a prolactina. Agora, nada. E, como achava que era um ciclo perdido, tava relaxada sem prestar atenção aos dias férteis, essas coisas.

Voltei pra casa e comecei a chorar sem parar em cima do prato de macarronada que o Maridón tinha feito pra janta. Ele me perguntava o que tinha acontecido e eu simplesmente não sabia responder. Eu de fato ainda não sei, talvez não tenha mesmo acontecido nada de mais. Só que me deu uma sensação chata de que todo mundo ganha na mega sena, menos eu, sabe? Que to imaginando coisas, que esse papo de baby nunca vai acontecer comigo, é só mais um assunto legal pra escrever no blog.

Humpf.

Vai passar, eu sei que vai.

***

Enquanto isso, eu fico aqui torcendo pelas meninas (combinaram ciclo, só pode) que estão todas esperando resultados positivos pra essa semana (inclusive eu, senhoras!).
Tamojuntomisturado, gatas!

11 respostas em “Não, não era isso

  1. Carol, eu iria no endócrino só para ouvir a tal segunda opinião (e, se for o caso, tratar) e faria o que ele sugeriu: daria um tempo de médicos, porque ele pode não saber, mas vc sabe que tem andado tensa com isso e que isso, definitivamente, atrapalha (as tentativas e a vida em geral). A gente não precisa de médico para engravidar (a não ser em alguns casos), é fisiológico. Então, menina, libera a tensão e vai cutir a vida!
    Beijos

  2. Talvez pelo fato de vc ter ficado meio avulsa nesse mes, sem prestar muita atenção q PUMBA, tenha dado certo, ja pensou nisso? rsrsrs
    Isso ai to esperando seu positivao tb!

    Bjos

  3. Ai, flor, não fica assim não. Começa a prestar atenção nos dias férteis, convoca o maridão pra uma super maratona, estilo nove semanas e meia de amor que eu tenho certeza de que o bb viá, sim! quando eu engravidei, hehe foram 20 dias seguidos de puro amor, sem contar que treinar é uma delícia né? Vai fundo… E tem este site aqui que é tiro e queda…
    http://focalizaisso.com.br/index.php?option=com_womancalendar
    Se precisar de mim é só gritar….
    Beijo!!!

  4. Fica triste não… É mesmo mto ruim não ter "quem culpar"(ou mto não se sentir a culpada..rs) isso alivia a tensão, mas com esse ciclo desencanado quem sabe não rolou????
    Estou suuuuper na torcida para nos p´roximos dias pipocarem positivos!!!!!

  5. Carol, semana passada teve um dia, mas exatamente quarta-feira, que eu passei o dia inteiro chorando copiosamente… no trabalho… em casa, na rua… foi uma coisa… sem explicação alguma! Eu tenho algum problema? não! to realizando o maior sonha da minha vida – pelo menos por enquanto! enfim…

    pergunta besta, o que é prolactina???

    bjoks, ju

  6. Carol, eu sei que te recomendar ficar tranquila, relaxada e esquecer é quase absurdo, por que quando queremos muito uma coisa e ela não chega é bem frustrante. Mas este é o melhor conselho que alguém pode te dar (eu só não sei como conseguir isso, por que é também o que me recomendam (não para baby, para outra questão) e eu não consigo…
    Boa sorte! Um beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *