Oie!! Quanto teeeeeeempo!

Pra mim, parece que durou um tempão! Senti saudade de vocês e, quando tinha tempo, eu dava uma olhadinha rápida no blog de algumas. Vi que rolou amigo oculto, nascimento, gravidez… uma delícia de final de ano! Não comentei em nenhum lugar ainda, não tive tempo, mas prometo que vou me atualizando.

A viagem foi incrível, uma delícia mesmo. Nos primeiros dias, eu tava tão tensa que tinha que relaxar que não conseguia, ficava ainda mais tensa. Tava meio triste, achando as coisas sem graça. Mas, de uma hora pra outra, não sei o que me deu. Entrei no clima, relaxei completamente e esqueci da vida. Não tinha noção de que dia da semana ou do mês era, não me preocupava com horários, hora de comer, hora de dormir, nada. Só fiquei tirando foto até o dedo indicador fazer calo. Óootemo.

Eu e Maridón nos entregamos a coisa das tentativas (ó que delícia de putaria vida sexual ativíssima). O tempo foi passando, eu não menstruando, a luzinha da possível gravidez foi se acendendo. Não tinha nenhum outro sintoma além da falta de menstruação, mas sei lá, achei que poderia ser. No sábado, fiquei com coliquinhas leves e indo muito ao banheiro fazer xixi, o que me deixou ainda mais desconfiada.

Cheguei de viagem animadíssima, já me preparando pra contar a grande notícia. Comprei teste na segunda-feira e resolvi fazer em casa a noite (santa calma adquirida nos Estados Unidos, viu. Se fosse em outros tempos, eu tinha feito no banheiro da farmácia mesmo). No meio tarde… ela. A menstruação. Foi a primeira natural e totalmente produzida pelo meu corpitcho desde que eu tinha 15 anos de idade! E é feia, viu gente. Sangue vermelho vida, muita cólica, muito enjôo.

Quando percebi que tinha ficado menstruada, fiquei tranquilona, preferi isso do que tomar um negativão no teste de farmácia. Mas, quando liguei pro Maridón pra contar… sei lá. Me deu uma vontade besta de chorar. Um sentimento de que sou incapaz… bobeira, eu sei. Fiquei curtindo aquela tristezinha um tempo. Mas passou.

Agora estou tranqüila, achando que “experiência NY” me ensinou uma grande coisa: a curtir os momentos. Fiquei triste quando fiquei menstruada, mas isso não acabou com a minha vida. Mas é importante saber ficar triste. E eu acho que soube. Deixei vir e deixei ir embora. Agora estou animada com a vida, essa que eu tenho agora e não só apenas imaginando uma coisa que está por vir.

***

Ah e pra quem tiver tempo/paciência/disponibilidade/curiosidade, subi fotos da viagem. Tá aqui e aqui.

😉

10 respostas em “Eu voltei, agora pra ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar

  1. ihhh menina, até eu achei que estava gravida nos ultimos dias! nem contei isso para o rodrigo, mas já abstrai. estava com um enjoo que não sai de mim… ma nao fiz nenhum teste não. no momento não quero, sabe? agora não. daqui um ano e meio. afinal tem tanta coisa acontecendo agora… casamento, preparação para lua de mel… e vamos combinar que o meu vestido de noiva não vai cair bem com a barriguinha!! hihihihi

    Pensei tanto em vc nesses dias… como estariam acontecendo as suas tentativas… se vc já seria uma madrinha gravidiiiiiissima! ai ai

    Não é só a sua cabeça que vai longe, a minha tambpem vai!!

    Ainda estou no trabalho e não tenho como ver fotos do picasa, vou tentar ver no final de semana!!

    beijocas, ju

  2. Opa!!! Tava com saudades!

    Coisa boa essa vida de treinante né? hahahahah
    Aproveita muuuito!
    E como já disseram, foi dada a largada. Essa menstruação que veio normalmente depois de parar o AC é um ótimo sinal. Significa que está tudo OK!

    Beijinhos!!

  3. Carol, que bom que você voltou pra gente ler suas baby bobeiras! É assim mesmo, engravidar no primeiro mês é a exceção. Mas fique sossegada que seu tempo virá!
    Beijão!

  4. Carol!!! Tava com saudades!! 😀
    Dei uma olhadinha rapidinha nas fotos já que to no trabalho… deu uma saudade!!! NY é tudo de bom!
    Bom, agora comeca mesmo a baby-aventura!! Estarei aqui pra curtir contigo! Beijos!

  5. Carol,

    Eu e minha esposa tentamos engravidar por 6 meses. Fizmos alguns exames (eu, aquele terrível de espermograma; ela, alguns solicitados). Só conseguimos engravidar quando, de posse dos resultados dos exames, após uma consulta no ginecologista e no endocrinologista, estes receitaram um medicamento para minha esposa para corrigir disfunções hormonais.

    Hoje estamos grávidos e felizes.

    Verifique esta possibilidade…

  6. Carol que bom que está de volta. Quando vc foi ao médico ele de receitou acido folico? Isso ajuda muito viu, mas relaxa que ano que vem seremos eu e você grávidas pode acreditar tá! Iremos trocar muitas figurinhas.
    Beijos e bom fds.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *