Achei na Revista Pais e Filhos e sidentifiquei!

Aí estão:

1. Antes de tudo, vá ao médico. Ele vai te orientar, pedir alguns exames e ver se está tudo certo com a sua idade e condição física. Poderá detectar problemas de tireóide ou pressão, por exemplo, que podem interferir na gravidez.
2. Pare de fumar. O cigarro prejudica o desenvolvimento dos óvulos, retarda a concepção, aumenta as taxas de aborto espontâneo e antecipa a chegada da menopausa.

3. Pare de tomar o anticoncepcional É óbvio, ok, mas tem de ser três meses antes do previsto para engravidar. Às vezes, o efeito da pílula pode durar por mais tempo no corpo, mesmo depois que se para de tomar.

4. Comece a tomar ácido fólico. Este suplemento vitamínico ajuda a prevenir malformações no tubo neural do embrião. O ideal é começar a tomar três meses antes de engravidar.
5. Controle o peso. Quem está muito acima ou muito abaixo do peso pode ter facilmente distúrbios hormonais que afetam a fertilidade. Mantenha o Índice de Massa Corporal (IMC) entre 19 kg/m² e 25 kg/m² (para calcular seu IMC, divida o seu peso em quilos pelo quadrado da sua altura, em metros). Procure um nutricionista e, se preciso, comece sua dieta.
6. Alimente-se bem. Uma dieta equilibrada e bem variada, com alimentos leves, frutas, proteínas, ferro, cálcio e outros nutrientes garantem que o bebê se desenvolva da melhor forma possível na barriga da mãe. E é importante que a mãe tenha uma boa reserva desses nutrientes. Evite coisas que engordam muito e não trazem nenhum benefício, como frituras e excesso de carboidratos.
7. Beba bastante líquido. Na gestação, os rins podem reter o líquido, causando inchaço. Quanto mais água você beber, melhor eles vão funcionar. O ideal é tomar de seis a oito copos de líquido por dia. Um suplemento de vitaminas também pode ajudar.
8. Combata o estresse. Buscar qualidade de vida é fundamental para a saúde reprodutiva. Sob estresse, a mulher tem a libido e a imunidade diminuídas, o ciclo menstrual alterado e os hormônios desregulados.
9. Fique atenta ao ciclo menstrual. O dia mais fértil do mês ocorre bem no meio do ciclo, então se seu ciclo dura 28 dias (entre uma menstruação e outra), no 14º dia será o mais provável de você ovular e engravidar.
10. Conheça seu corpo. O muco vaginal costuma fica mais grosso e com uma consistência mais forte quando a mulher está ovulando. Fique atenta a esses sinais.
11. Tenha relações em dias alternados. Fazer sexo todos os dias pode deixar o sêmen do homem muito diluído.
12. Deixe tudo acontecer naturalmente. A relação sexual tem que ser natural, e não forçada, só para engravidar. No período ovulatório, a mulher fica naturalmente mais atrativa ao homem.
13. Faça exercícios sem exageros. Quem nunca fez uma atividade física não deve começar justo na gravidez. Caminhadas ou um alongamento são mais indicados.
14. Saiba mais sobre medicamentos. Alguns remédios de uso contínuo podem prejudicar a fertilidade ou até o desenvolvimento do bebê. Converse com seu médico sobre esses riscos.
15. Evite café, chá-preto e outras bebidas com cafeína, corantes, adoçantes artificiais com aspartame e ciclamato e pegue leve nos temperos para não ter náusea. Tudo isso você vai precisar controlar na gravidez, então que tal ir se acostumando desde já?
16. Passe longe da bebida alcoólica, que interfere no funcionamento dos ovários e pode causar irregularidades na menstruação e na ovulação e aumento do risco de aborto.
17. Tenha certeza de que não está grávida quando for fazer coisas que as grávidas não podem, como acompanhar seu filho mais velho em um raio-X, por exemplo.
18. Não perca tempo! Se você tem mais de 35 anos, não espere mais de seis meses para a gravidez acontecer naturalmente. Se estiver demorando demais, procure um especialista em fertilidade.
19. Fuja da poluição. Ela pode causar disfunções hormonais, abortos espontâneos, endometriose e até câncer de mama.
20. Oriente o pai. Sim, ele também pode fazer sua parte, evitando cigarro, bebida, anabolizantes, andar de moto (o aquecimento e pressão na região escrotal pode comprometer os espermatozóides) e, segundo alguns médicos acreditam, até passar muito tempo com o laptop no colo pode prejudicar sua fertilidade. O homem tem que se preocupar com a alimentação também, bebendo muito líquido e evitando a cafeína.

5 respostas em “20 dicas para você engravidar em 2010

  1. Carol
    Desejo á vc um Natal e Ano Novo repleto de paz, saúde, amor e muitas realizações e claro seu Baby que pintará logo por ai, pode deixar que eu já anotei suas dicas e vou seguir.
    Beijinhos.

  2. Legal, só discordo de duas coisas:
    1) parar de tomar anticoncepcional 3 meses antes – bobagem. A chance de você engravidar no primeiro ciclo depois de anos tomando AC é exatamente a mesma de quem nunca tomou. Pode pesquisar. Pra quem quiser se "desintoxicar" dos hormônios antes de engravidar, sugiro ficar usando métodos de barreira – a não ser que uma eventual surpresinha seja bem-vinda. (Ah, eu menstruei só uma vez depois de parar com a pílula. Engravidei no 2o ciclo).
    2) Relação dia sim, dia não – dilui o sêmem? Jesus, que viagem!! É assim: quanto mais usa, mais gasta. Se o homem tiver várias ejaculações num curto período de tempo, a concentração de espermatozóides diminui. Mas, em compensação, eles são mais novos, e com melhor mobilidade e morfologia. Claro que fazer sexo 5 vezes por dia não vai aumentar a probabilidade de engravidar. Mas eu recomendo relações quando o casal tiver vontade – mesmo que sejam 2, 3 dias seguidos. Ou de dois em dois, três em três dias. Ah! E durante o mês inteiro, porque você nunca sabe exatamente quando está fértil. Esse negócio da frequencia ideal não tem nada provado. No meu período de tentativas, houve semanas com 5 vezes e outras com uma. Então, sem neuras! (gente, e imagine a cena: seu marido vem todo, todo, e você: "hoje não, amor. Já fizemos ontem. Vai diluir o sêmem." HAHA!)

  3. Querida, otimas dicas, incluiria mais uma: kit de ovulação. Voce pode mandar trazer dos estados unidos, vem pelo correio, nao é caro e ajuda a voce saber se esta perto do dia fertil.
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *