É gente, super lindo isso de ser uma pré-mommy e tal. Maridón falando coisas bunitas e eu sonhando com a forma com que vou contar pras pessoas da minha gravidez (acho que todas fazem isso, não? Recomendo dizer que sim).

Mas aí hoje, pensando em qual gororoba calórica vou botar pra dentro na hora do almoço, me estalou na mente um problemão: eu como MUITO mal. Do tipo: coca-cola o tempo todo, zero suco, quase-zero frutas, zero verduras, zero legumes (batata conta?). Minha vida é um carboidrato ambulante e minha barriga vergonhosa saliente taí pra mostrar isso pra quem quiser ver. Ontem, por exemplo, foi um dia clássico: de café da manhã, um copo de leite com Nescau; de almoço, McDonald’s e de janta, um miojo.

Só que (eu sei, eu sei, eu sei) isso vai ter que mudar. Primeiro porque quero ter uma gravidez bem tranqüila e saudável. Segundo porque quero saber alimentar bem o meu filho. Terceiro porque sei que o baby só vai querer se alimentar bem se tiver exemplo, então é mais provável meu filho achar graça numa beterraba se eu achar também, né.

Aí conversei com Maridón e ele topou que a gente comece a mudar os hábitos. Só que nem sei por onde começar! Tenho mil restrições, não gosto de doce com salgado (salada com manga por ex. pra mim é uó), tenho dificuldades de abandonar o refrigerante e só gosto (de verdade) de banana e maçã. Queria ter uma dieta saudável, não necessariamente pra emagrecer, mas pra levar uma vida mais regrada em termos de alimentação.

Já pensei em ir num nutricionista aqui, mas resisto, porque como a alimentação deles é diferente da brasileira, certamente a pessoa médica vai me recomendar comidas nada a ver e não vai incluir feijão, por exemplo, que eu acho importantíssimo.

Sendo assim, mommys sabidas e experientes, vocês sabem de sites, receitas ou qualquer fonte de informação que eu possa usar pra começar? Queria receitinhas gostosas e fáceis de fazer (quer mais nada não, filha?). Qualquer dica é bem-vinda, gente.

Brigada, viu.

13 respostas em “A primeira chatice

  1. Eu indico esse livro: 50 Receitas Deliciosas Especialmente Selecionadas, com Todos os Nutrientes de que a Mulher Precisa em Cada Fase da Gravidez (ed. Idéia & Ação, 184 págs., R$ 42), do ginecologista e obstetra paulistano Flávio Garcia de Oliveira
    Eu fiz algumas receitas maravilhosas q tem lá, mas vc pode ler a entrevista com o médico nesse link: http://bebe.abril.com.br/gravidez/alimentacao/receitas-entrevista.php
    Vou procurar umas outras receitas e te mando depois.
    bjus

  2. É, Carol, você está certa: tem mesmo que mudar os hábitos. Pra mim foi relativamente fácil, pq eu já era bem natureba (vegetariana, não tomo refri, amo frutas e salada e evito industrializados). Difícil foi mais o álcool e o Miojo, que eu AMO. Mas ainda não comi Miojo este ano – minha nutricionista abomina miojo, diz q é melhor comer pipoca -, tudo pela Emília.
    Mas acho que você deveria sim ir ao nutricionista, mesmo que os hábitos alimentares porteños sejam diferentes dos nossos. Ele vai te deixar mais segura quanto à ingestão de nutrientes e quanto ao ganho de peso. Ache um bom profissional e explique que a nossa dieta está baseada em leguminosas (feijões). É o troço mais saudável que existe, tem ferro e proteína. Daí ele monta uma dieta pra você de acordo com os seus hábitos.
    Me empolguei, é que eu adoro esse papo nutrição.
    Beijos e ânimo! Comer bem é uma delícia!

  3. Menina, nutricionista NOW.
    Deixe o miorro (miojo pronunciado con la jota) de lado e se manda pro doutor beterraba!
    O mais dificil pra mim na gravidez foi manerar no vinho…ou, "tomar com parcemônia" como diria meu médico.
    Sorte, depois publica sua nova dieta!

  4. Não tenho receita, mas também repensei muito a minha alimentação a partir da gravidez. Acho que banana e maçã já são duas ótimas frutas. Banana é ÓTIMA para grávidas, porque tem potássio (e ajuda a evitar as cãimbras). Se vc incluir sucos naturais no lugar de refrigerantes (e nada, nada light, porque aspartame é proibido para grávidas), já melhora bastante neste item.
    E, no mercado, veja as frutas da estação, deve ter alguma de que vc goste (amora, uva, morango etc.)
    Vc acha feijão aí? Sabe cozinhar? Eu também acho feijão super importante, pelo ferro. Após comer o feijão, beba suco de laranja (ou chupe uma laranja), porque a vitamina C facilita a absorção do ferro.
    E não beba leite (ou coma queijos) após comer carne ou feijão, porque o cálcio dificulta a absorção do ferro.
    Gergelim tem muito cálcio (mais que leite), vc pode comprar em farelos (em logjas de produtos naturais) e colocar na comida, como se fosse uma farinha. E ainda tem fibras.
    São dicas simples que fazem toda a diferença se colocadas em prática.
    No mais, tente comer pelo menos uma cenoura cozida, abóbora, comece pelos legumes que achar mais saborosos (cozinhar no vapor é uma boa).
    E, como regra geral, tente evitar refrigerantes e frituras.
    Beijos

  5. Oi Carol, descobri seu Blog através do Blog da Lia, gostei do seu jeito de escrever, bem legal!
    Então, tb tenho hábitos alimentares um pouco ruins, apesar de gostar de frutas e verduras, tb adoro miojo e refrigerante, mais especificamente coca-cola. Sempre fui magra ou no maximo tive um peso saudavel, então não me preocupava muito. Um pouco antes de descobrir a gravidez (estou com 24 semanas) fiz um exame e vi que meu colesterol estava alto, então comecei ir na nutricionista. Tem profissional de todo jeito, daqueles mais naturebas que passam coisas dificilimas de seguir até os mais razoaveis, e eu fui em uma razoavel. Ela não me passou dieta e sim tentamos uma reeducaçao mesmo, que é relativamente tranquila, come-se arroz, feijão e tudo o mais. Agora com a gravidez estou tentando reforçar e evitar as besteiras, já diminuí bastante, mas confesso que ainda não consigo seguir todas as recomendações, vira e mexe viro uma coca, pizza ou miojo. Vale a pena sim ir na nutricionista e o mais importante, tentar se acostumar a comer frutas e legumes. Sucos feitos na centrifuga sao uma boa!
    Abraços e boa sorte!

  6. Carol, concordo com as meninas. Acho que é válido ir ao nutricionista sim.

    Eu sou vegetariana, mas confesso que sou ligada nas guloseimas. Desde que soube da gravidez parei com a coca-cola (que eu amo!), com os chocolates e doces só de vez em quando. Minha médica não me proibiu de comer nada, apenas que tudo fosse feito com moderação.
    Tento comer muitas frutas, nunca falta o arroz e o feijão. Um café da manhã bem nutritivo com pão integral, queijo branco, cereais com fruta e um pouquinho de melado (melado é ótimo, tem bastante cálcio).
    Eu troquei o arroz branco pelo integral, o açucar refinado por açucar demerara, o refrigerante pelo suco (mas nada impede de tomar um copinho de vez em quando).
    Se eu tenho vontade de uma coisa "gordurosa" ehheheeh, eu como, só não exagero. Passar vontade também é ruim e pode por toda a dieta a perder.

    Mas é ótimo se alimentar melhor. Você se sente bem, mais leve, mais disposta!

    Beijinhos!

  7. Ola querida..
    Vc deve ter uma dieta pre gravidez saudavel e depiis durante a gravidez deve manter seu IMC dentro dos limites.
    Vc n precisa mudar td de uma vez, nem abdicar de td q gotsa. Por exemplo, o refri faz mal a mulher e não ao bebe.. ele tem altas doces de açucar (n é recomendado o uso de adoçantes) e muita cafeina q destroem o estomago. Cafeina eh uma coisa que tem q se evitar, ela diminui a basorção de vit c e ferro, essencial pra uma gravidez tranquila. Antes de engravidar vc deve comer bastante coisa com ferro.. as folhas verdes escuras ( brocolis, acelga, couve, bertalia..), figado e miudos. Deve ter uma boa ingesta de calcio, entao leotes e derivados pouco caloricos vao bem. E tb eh importante pelo menos tres meses antes de engravidar começar a ingeria acido folico, que axilia a formação do tubo neural do bb. As frutas são otimas, pq aliviam a foooome de inicio de gestação e tem excelentes nutrientes.Vou te mandar algumas receitas por e-mail.

    Beijos

  8. Oi, Carol.
    É hora mesmo de repensar seus hábitos alimentares para garantir um bebê forte e saudável! Assim que descobri que estava grávida, recebi algumas dicas de uma amiga obstetra, que repasso para você: abuse de feijão e vegetais de folhas verde escuro (eles são ricos em ferro e em ácido fólico, super importante para a formação do sistema neurológico do bebê), e coma bastante carne vermelha, sempre BEM PASSADA! Aliás, durante a gravidez deve-se evitar carne crua e saladas fora de casa. Frutas e verduras deve ser bem lavadas e a carne bem passada, para evitar o risco de toxoplasmose. Abuse das frutas (banana é ótimo para caimbras, bem comuns na gravidez)e de água e não ingira alimentos light e bebidas zero (o açúcar usado nestas bebidas é prejudicial ao bebê). Também evite bebidas com cafeína, que rouba cálcio.
    Bjs

  9. Ai Carol, há um tempo eu postei lá no blog minha preocupação em ter uma vida mais regrada por conta do bb, então, você já deve ter sacado que não sou a pessoa mais indicada pra te ajudar, kkk. Mas como adoro comentar, aproveito para dividir o meu maior sofrimento no pré e durante gravidez. Eu amo saladas, verduras e frutas, então no meu caso o problema maior era me organizar para fazer a comidinha e não usar tanto o benefício do delivery. MAs a pior parte foi quando o médico me proibiu de comer comida japonesa, prato que eu me viciei há um ano. Juro, não posso nem olhar para um restaurante japonês tamanha a vontade. Mas sigo forte na luta…nada de peixe cru, pelo bem da minha piquerrucha.

  10. Carol,
    como todo mundo já te disse o que comer, não vou insistir no tema.
    Vou fazer o contraponto. Não é porque você vai ficar grávida que nunca mais vai comer comida trash na vida. Tudo pelo bebê,mas sem focar nas proibições.
    Relaxe. Mãe natureza é sábia, grávida enjoa de muita coisa e começa a gostar de outras. Eu, que nunca tomei suco de laranja, passei a tomar litros por pura vontade. Feijão, que detestava, virou meu prato preferido! E não podia nem pensar em comer mc donalds nem muitos doces. Acredita? O corpo sabe pedir os alimentos certos.
    Vá, claro, ao nutricionista. Procure melhorar sua alimentação desde já buscando prazer nos novos alimentos. Tudo sem ansiedade e sem sofrimento. Permita-se comer o que tem vontade de vez em quando, mesmo que seja miojo ou big mac. Não leve nada tão a ferro e fogo assim.Senão, esse período de nove meses vão virar uma chatice sem fim.
    beijos!!

  11. Caracoles Querol!!! só assim, hein? gentem pensei que isso nunca tivesse salvação!!

    To orgulhosa antes mesmo de vc começar a mudar seus hábitos!

    o meu livrinho de receitas e está na minha futura casa, prometo passar algumas coisas saudáveis para vc comer em breve (diga-se algum dia)

    beijão

  12. Parabéns, Carol! Você realmente será uma mãe incrível, pois está planejando cada detalhe com antecedência. Tem gente que deixa pra mudar os hábitos depois que engravida e daí é muuuuito mais difícil. TE falo ainda que uma alimentação saudável ajuda até mesmo a ENGRAVIDAR, viu? Quando engravidei, procurei um nutrólogo. Foi legal e tal. Mas te digo que ele me falou o que no fundo eu já sabia…só uma ou outra dica eu realmente desconhecia. No fundo a gente sabe o que é bom e o que não é. O que precisa é ter força de vontade pra mudar. Eu não sou fã de refrigerante, então isso foi fácil cortar totalmente. Difícil foi deixar o café e o chocolate de lado. Mas consegui! Li que nos dois últimos meses os bebês podem sentir o gostinho do que a mamãe come..não sei se é verdade. Por via das dúvidas, agora no finalzinho da gravidez estou caprichando bastante no cardápio para ter certeza de que meu filho aprecie tudo o que faz bem: legumes, frutas, verduras.
    Seja radical, mulher: corte tudo o que não presta. Corte refrigerante, miojo e mc donalds. Você vai se sentir ótima!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *